sexta-feira, dezembro 3, 2021

Saab RBS 70NG

Israel mata líder militar do Hamas em ataque na Faixa de Gaza

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

O líder militar do movimento palestino Hamas, Ahmed Jaabari, foi morto na Faixa de Gaza em consequência de um ataque israelense contra o veículo em que estava nesta quarta-feira, 14, segundo o grupo, que domina o território. Segundo a AFP, o Hamas disse que Israel “abriu as portas do inferno” com o ataque.

Jaabari ocupava o topo de lista de “mais procurados” de Israel desde a guerra entre o país e o Hamas no final de 2008. Segundo o Hamas, Jaabari, que dirigia o braço armado da organização, o Izz el-Deen Al-Qassam, morreu ao lado de outra pessoa. Os dois estavam no carro que foi atingido por um míssil.

Israel confirmou que havia realizado o ataque e justificou a morte de Jaabari pela “atividade terrorista que conduziu ao longo de uma década”.

Nos últimos dias, autoridades israelenses discutiram a retomada da política de “assassinatos seletivos” de líderes do Hamas, uma polêmica onda de execuções extrajudiciais, em meio aos persistentes disparos de foguetes de militantes palestinos contra o sul de Israel

 

Com Reuters e AE

FONTE: O Estado de S. Paulo

- Advertisement -

25 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
25 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
cristiano.gr
cristiano.gr
9 anos atrás

O Hamas disse que Israel abriu as portas do inferno. Ambos os lados vivem tentando abrir, mas Israel, por ser altamente desenvolvido, rico e poderoso e dispor de alguns dos mais renomados professore e pensadores atuais, deveria agir com diplomácia e gentileza. Dando o exemplo. Ao invés de construir muros gigantescos, assentamentos em território palestino, disparar mísseis sobre famílias com crianças inocentes e mesmo país com pouca cultura, entre outras barbaridades. Os israelenses parecem não se preocupar em fazer uma política de boa vizinhança, querem apenas usar toda sua máquina para manter os palestinos por baixo e isso só gero… Read more »

danra2
danra2
9 anos atrás

Cristiano, reciprocidade é exatamente o que Israel está oferecendo. Fica difícil entrar em uma mesa de negociações quando está claro que os palestinos não querem negociar. Afinal, a impressão que sempre passaram é que nunca quiseram. Quando Israel permitiu a criação do estado palestino e desocupou territórios tomados para os mesmos, eu até acreditei que talvez pudesse haver paz na região, mas Israel sempre esteve cercado por inimigos intolerantes, revanchistas, bárbaros e covardes. Por todos esses anos, e pelos atos que os próprios palestinos andaram fazendo pelo mundo, eles não passam qualquer outra imagem que não sejam de terroristas covardes… Read more »

Giordani
Giordani
9 anos atrás

cristiano.gr disse:
14 de novembro de 2012 às 14:29

Cara,
Fala isso para o eleitor que está na linha de frente, que toma foguete na cabeça…ele não quer nem saber! E os políticos de lá, ao contrário daqui, sabem que segurança dá voto!

Lutar contra israel é um grande negócio! No Israel, No bucks…

Blind Man's Bluff
Blind Man's Bluff
9 anos atrás

Nenhum dos lados quer negociar.
Esse papinho de negociação e esse teatrinho da ONU são para países sem história, mas são irrelevantes para esses dois países em questão.

Adler Medrado
9 anos atrás

A alguns anos Israel desocupou bastante território como gesto de boa vontade para negociar com os palestinos.

Em troca, os palestinos lançam foguetes. Quem que não quer negociar agora?

Renato Oliveira
Renato Oliveira
9 anos atrás

Caro Cristiano, Pelo seu comentário é fácil ver que não há imparcialidade em sua opinião, nem conhecimento da história do Oriente Médio. Israel se retirou, completamente, da Faixa de Gaza em 2005, em um movimento unilateral, sem exigir absolutamente nada em troca. O que ganhou de presente dos árabes? Mais de 900 RAM (foguete/artilharia/morteiros) APENAS EM 2012! Quanto a ‘cumedo i matado di criancinha’, seria mais interessante saber o que os próprios árabes fazem uns aos outros. O Hamas não apenas esconde suas armas em locais cheios de civis, eles disparam de tais lugares também. O vídeo abaixo, de um… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr(@joseboscojr)
9 anos atrás

Um alvo de tempo crítico (TCT), com uma janela de vulnerabilidade extremamente limitada temporalmente, como um líder terrorista, exige armas e táticas muito particulares. Em geral os americanos usam UAVs armados, mas os israelenses adotam o Apache/Hellfire. O que parece ser uma tendência é a utilização de “mísseis” com capacidade de “vadiagem”, com autonomia de várias horas (no futuro serão “dias”) sobre uma determinada área. Tais mísseis na verdade estão mais para um UAV descartável (kamikase), não raro propulsados por hélice, que fica orbitando por horas até que o alvo se exponha, quando então ele mergulha. São exemplos o Dalilah… Read more »

Vader
Vader(@fbmenegazzo)
9 anos atrás

A questão de Israel com os palestinos resume-se ao seguinte: Se Israel der o dedo, os palestinos pedirão a mão. Se der a mão, pedirão o braço. Se der o braço, pedirão o tronco. Se derem o tronco, pedirão o corpo inteiro. Eles nunca irão parar. É simples assim. Mas porque é assim? Porque a eterna guerra interessa a muitos outros poderes do Oriente Médio (e do mundo), que não teriam como justificar a paz com Israel perante seu povo que, esse é o fato, odeia Israel e jamais aceitará o povo israelense na palestina. Entendam: há governos que só… Read more »

Rogério
Rogério
9 anos atrás

cristiano.gr disse:
14 de novembro de 2012 às 14:29

Claro Cristiano, Israel deve ir caladinho p/ camara de gas p/ mostrar que é civilizado e fazer a politica da boa vizinhança…..

Renato Oliveira
Renato Oliveira
9 anos atrás

Caros Vader e Rogério, seus comentários complementam o meu com maestria exemplar.

Caro Bosco, preciso e perfeito como sempre. No caso específico, entretanto, Israel já deveria saber a agenda do terrotista para o dia e enviou Apaches na hora e local exatos. Mas, como Israel tem mais experiência em utilizar drones em combate, é perfeitamente possível que um de seus excelentes UAV tenha participado da ação ou até mesmo executado toda ela.

cristiano.gr
cristiano.gr
9 anos atrás

Senhores, meus críticos: Não sou imparcial. Apenas vejo Israel como um território que já foi todo dos israelenses e, também, já foi todo palestino. Ao contrário do que o colega Renato Oliveira comenta, conheço bem a história desses dois países. Ela começa na Bíblia e o fim destes dois países também está escrito na Bíblia, leia sobre o campo Armagedon e leia o Ápocalipse. Em 1947 foi criado Israel, em conferência da ONU presidida por Oswaldo Aranha, logo após o fim da IIWW e o território integrante do império britânico denominado Palestina foi declarado independente e passou a ser Israel,… Read more »

Uitinã
Uitinã
9 anos atrás

Eu tenho que discordar cristiano.gr não é por falta de dialogo israelense que essa guerra perdura, é simplesmente pela cabeça dura Árabe inicialmente foi proposto a criação de dois estados distintos um judeu e outro palestino mas o que os palestinos fizeram simplesmente saíram as ruas armados com paus e pedras surrando a minoria judia que naquela época eram quase 4 milhões de árabes e nem 200 mil judeus depois que a grande maioria dos países votou a favor da criação de um estado judeu se não me engano das grandes potencias somente os britânicos se abstiveram, simplesmente pegaram em… Read more »

Uitinã
Uitinã
9 anos atrás

Israel não vai mas se permitir ser refém de fundamentalistas islâmicos e terroristas palestinos, o maior problema palestino e que querem se fazer de coitados pro resto do mundo.

LuppusFurius
LuppusFurius
9 anos atrás

O tempo de Massada e o Holocausto já passaram.
Agora é Solução Sansão…..

giltiger
giltiger
9 anos atrás

Os judeus não tinham pátria, mas graças ao nazismo da 2WW, um pouco de mídia judaica americana e a muito complexo de culpa das nações européias e outras a ONU resolveu o problema judeu criando o estado de Israel na na na Palestina… Pena que agora são os palestinos que não tem mais uma pátria e os coitados dos judeus tem uma conta credito tão grande de remorso e arrependimento nos EUA e na ONU que podem ter armas nucleares, marchas com tanques sobre populações civis para dentro e para fora da Cijordânia e da Faixa de Gaza na hora… Read more »

Daglian
Daglian
9 anos atrás

A mídia sempre esteve contra Israel. Isso de a mídia está na mão dos judeus, todos repetem, mas se eu perguntar o nome de UM destes judeus, alguém que disse isso saberá responder? Estou cansado de ver a Globo acusando Israel de matar civis, dentre outras coisas, sempre parcialmente. Finalmente, o mais interessante disto tudo é que, por mais que todos tentem, esperneiem, chorem, gritem, fiquem nervosos, não importa: o território de Israel atualmente pertence somente aos israelenses e quem tentar tirá-los de lá terá de enfrentar pelo menos 400 F-15s e F-16s. Quero ver (e pago para ver) quem… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr(@joseboscojr)
9 anos atrás

Pra quem vê de longe os acontecimentos algumas particularidades da geopolítica do OM e da Questão Palestina saltam aos olhos. Uma delas é o tanto que a morte de meia dúzia de palestinos na Faixa de Gaza pelos israelenses faz um estardalhaço enquanto mais de 30.000 sírios massacrados pelo governo local é aceitável. Outra coisa interessante é que os israelenses são os responsáveis pela isolamento dos palestinos na Faixa de Gaza, mas não podemos esquecer que ela faz fronteira com o Egito que só recentemente abriu a passagem de Rafah (e nem sei se continua aberta), além de ter um… Read more »

Vader
Vader(@fbmenegazzo)
9 anos atrás

“Midia judaico-americana”??? Rede Globo apoiando Israel? Ahahahahaha…

Ora, deixem de ser ridículos. TODA, repito, TODA a grande imprensa mundial é anti-israelense. INCLUSIVE nos próprios EUA!

É inacreditável como certos “consensos” lavam a cabeça das pessoas ao ponto de dizerem barbaridades lógicas como essas…

Rogério
Rogério
9 anos atrás

Cristiano, por favor, me diz aí uma, uma só reportagem feita pela Globo que fosse tendenciosa a favor de Israel. Vc se disse isento, mas não mencionou que a guerra de 1.947 foi iniciada pelos árabes, nem mencionou que o Hamas até hj não reconheceu a existência de Israel, naõ menciona exercitos de homens bombas, ora bolas, que isenção é essa???? O ônus da civilidade só é cobrada de Israel pq??? Giltiger, os curdos, tibetanos e chechenos tb não tem pátria e eu não vejo uma linha na imprensa chorando isso, isso pq a mídia internacional é judia hein!!!! rsss… Read more »

Uitinã
Uitinã
9 anos atrás

giltiger disse: 16 de novembro de 2012 às 17:51 Quem mais mata Árabes ou Palestinos são eles mesmo não é israel, pode ver em quase todos os países árabes existe ou um grupo terrorista, facção, guerrilha. Então essa falacia que o ocidente mata ou oprime os Árabes e chamada conversa pra boi dormir, me diz um país ocidental que proíbe a abertura de uma mesquita, agora tenta abrir um igreja cristã ou sinagoga em qualquer país árabe os intolerantes até onde eu sei são os países árabes não o povo em si, mas o governo desses países nós ultimo 1300… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr(@joseboscojr)
9 anos atrás

Correção:
Existiam nas terras palestinas, anterior à formação de Israel, 600.000 judeus e 1.400.000 árabes.

HMS TIRELESS
HMS TIRELESS
9 anos atrás

Amigo Vader:

Como de costume a velha doutrinação ideológica adora deslegitimar o direito à existência de Israel.

Control
Control
9 anos atrás

Senhores Resumo ON: A migração de judeus para a Palestina em grande número começou no final do século XIX, organizado pelo movimento sionista, em conseqüência da perseguição aos judeus na Europa, particularmente no Império Russo (os pogroms). A ocupação iniciou-se pela aquisição de terras e alocação de judeus oriundos, em sua maioria do leste europeu. Após a primeira guerra, a migração prosseguiu, primeiro por uma leva gerada pela guerra civil na Rússia e em seguida alimentada pelo sentimento anti-semita existente na Europa, apesar das restrições impostas pelos britânicos (proibição de compra de terras). Como a Palestina havia se tornado um… Read more »

Adler Medrado
9 anos atrás

Sem falar que não existe “povo palestino”, eles são todos refugiados de países como a Jordânia por exemplo.

cristiano.gr
cristiano.gr
9 anos atrás

A quem comentou sobre perseguição pela mídia contra Israel e pediu que citassem nomes de proprietários de redes de tv e imprensa em geral que são judeus, apenas um recado, pesquisem. O cinema americano é amplamente dominado, seja por atores, produtores, roteiristas, diretores e estúdios. O governo americano tem em torno de 50% de funcionários de alto escalão que são judeus. A maior parte do sistema bancário mundial está em mãos de famílias judias, pois foi no sistema de câmbio de moedas internacionais que havia em frente ao Templo que teve início a atividade banqueira. As notícias contra Israel veículadas… Read more »

Últimas Notícias

Alltec apresenta suas inovações tecnológicas na 6ª Mostra BID Brasil

Alltec desenvolveu uma blindagem adicional do Guarani, veículo para transporte de tropas, do Exército Brasileiro A Alltec, empresa de Pesquisa...
- Advertisement -
- Advertisement -