sábado, outubro 23, 2021

Saab RBS 70NG

EUA vendem pacote bélico de US$ 10 bi a israelenses

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

800px-20080406165033!V-22_Osprey_refueling_edit1

DIOGO BERCITO DE JERUSALÉM

vinheta-clipping-forte1Chuck Hagel, secretário de Defesa dos EUA, anunciou anteontem durante visita a Israel a venda de equipamento militar em valor estimado de US$ 10 bilhões (R$ 20 bilhões).

Os armamentos, que incluem helicópteros de transporte e de reabastecimento, têm como intuito “garantir a superioridade aérea” do país, o que foi entendido como uma mensagem clara ao Irã.

O pacote inclui as aeronaves V-22 Osprey, até então não exportadas pelos EUA. Capazes de decolar e pousar verticalmente, são um equipamento considerado avançado na área. “Os EUA e Israel estão lidando com os desafios dessa nossa dura vizinhança, em primeiro lugar e principalmente o Irã”, afirmou Moshe Yaalon, ministro da Defesa de Israel.

Questionado sobre um possível ataque israelense ao Irã, Hagel afirmou crer que esse cálculo deve ser feito por Israel. “Toda nação soberana tem o direito de se defender.”

A administração americana demonstrou em outras ocasiões receio de que uma ofensiva israelense acenda uma guerra regional, trazendo outros países ao confronto.

De maioria xiita, o Irã tem como aliados o regime de Bashar Assad, na Síria, e o grupo radical Hizbollah, no Líbano.

Analistas têm apontado que, com a proximidade das eleições presidenciais iranianas, em junho, Israel está reduzindo a retórica contra Teerã, dando tempo aos esforços de negociação –por enquanto, sem resultado.

O Irã insiste em seu direito de enriquecer urânio, afirmando fazê-lo para uso pacífico de energia.

A comunidade internacional, no entanto, teme que o objetivo do país persa seja o bélico.

FONTE: Folha de S. Paulo via Resenha do Exército

- Advertisement -

10 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
virgilio
virgilio
8 anos atrás

“Questionado sobre um possível ataque israelense ao Irã, Hagel afirmou crer que esse cálculo deve ser feito por Israel. “Toda nação soberana tem o direito de se defender.”

Concordo, mas só não podem esquecer o seguinte?.

Toda nação soberana tem o direito de contra-atacar ou mesmo fazer um ataque preventivo aquele que o ameace?.

Enfim o Ira tem todo o direto de atacar Israel para se defender.

Corsario137
Corsario137
8 anos atrás

Duas coisas curiosas nessa noticia:

1. V-22 é uma aeronave que a principio não faz muito sentido no contexto israelense já que eles combatem principalmente no seu próprio território.

2. No pacote contam aeronaves REVO.

Bosco Jr
Bosco Jr
8 anos atrás

Virgilio, Mas ninguém tira esse direito do Irã. O problema é que o Irã insistentemente ameaça Israel de extinção e sabidamente abastece e fomenta ataques de foguetes contra Israel vindo de suas fronteiras. E sem querer entrar no mérito da questão palestina ou da legitimidade de Israel estar onde está, quem começou o quiprocó foi o Irã e no caso Israel é que primeiro parece ter o direito de atacar para se defender já que em nenhum momento Israel ameaçou o Irã que resolveu tomar para si a causa alheia, irmanados pela mesma religião, por fugazes laços étnicos e por… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr
8 anos atrás

PS.: Quando digo que “Israel nunca ameaçou o Irã” que fique claro que foi no passado e não nos últimos anos, ou melhor, nos anos de Ahmadinejadh, desde aquele polêmico discurso em 2005 em que ele manifestou sua vontade de exterminar Israel, discurso esse que está sujeito a várias interpretações na mente alegórica de alguns, na minha, independente do viés que se queira dar ao mesmo, ele é claramente uma ameaça declarada. Aliado a esses acontecimentos tem o avanço do programa nuclear iraniano que claro, foi visto como sendo um passo no sentido de se fazer cumprir a ameaça manifesta,… Read more »

Bosco Jr
Bosco Jr
8 anos atrás

Vale salientar que independente do meu entendimento dos acontecimentos históricos lá no OM não tenho simpatia por nenhum dos lados, longe que estão do meu dia a dia e nunca tendo sido ofendido nem por israelenses e muito menos por iranianos.
Na verdade venho paulatinamente perdendo a simpatia pela causa humana de modo geral e tenho razões para crer que somos na verdade uma infestação maligna no planeta Terra e o OM é uma região tão boa quanto qualquer outra para dar um ponta-pé inicial no extermínio de nossa espécie.
A Natureza agradece!

Corsario137
Corsario137
8 anos atrás

E Bosco, mudando de pato pra ganso, o que achastes da compra desses V22. Uma aeronave “de assalto” pra operar no território de Israel?

virgilio
virgilio
8 anos atrás

joseboscojr

Não discordo de você não!
O que não concordo é com a hipocrisia no mundo ocidental.

Os EUA estão entregando vendendo armamento de ultima geração a Israel como essa maquina linda V-22 Osprey e o mundo digo a UE fica calada ou seja um pais pode ser armado o outro não.

Exemplo a Russia não pode vender os S-300 ao Irá né?

Agora na minha opinião pessoal tanto o Ira e Israel que se explodam….

Bosco Jr
Bosco Jr
8 anos atrás

Virgílio, É porque quem pode mais grita mais. No caso o ocidente implica com os russos em relação ao Irã por conta dessa celeuma que se criou depois do fatídico discurso ameaçador, mas o S-300 está vendendo que nem biscoito cream cracker para outros países, e queiramos ou não, os países europeus consideram Israel um enclave ocidental no OM e naturalmente puxam a brasa pra sardinha deles, diferente com o que ocorre com a Rússia.Como moramos aqui temos a impressão que ninguém está do lado do Irã, mas não é uma impressão totalmente correta. No mais, sua conclusão é igual… Read more »

Vader
8 anos atrás

virgilio disse:
25 de abril de 2013 às 12:40

“Exemplo a Russia não pode vender os S-300 ao Irá né?”

Não, não pode. Israel é uma democracia; o Irã uma teocracia.

Quanto aos russos, eles é que cancelaram a venda de mísseis ao Irã. Porque?

Porque sabem muito bem para quem e porque estariam vendendo…

Ivan
Ivan
8 anos atrás

Bosco,

Desconfio que a principal missão do V-22 Osprey nas IDF será C-SAR em profundidade. Algo como ir buscar uma tripulação aérea pertinho do Golfo Pérsico.

Abç.,
Ivan.

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -