terça-feira, junho 22, 2021

Saab RBS 70NG

A participação da Defesa na Jornada Mundial da Juventude

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Infogrfico-JMJ-2vinheta-clipping-forte1Entre os dias 23 e 28 de julho, o Brasil sedia a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), evento religioso que reúne, desde 1987, milhares de jovens com o papa. Durante este período o país recebe o papa Francisco, que tem atividades programadas nas cidades do Rio de Janeiro (RJ) e Aparecida do Norte (SP).

Tanto na Jornada quanto na visita do papa, o Ministério da Defesa participa, por meio da coordenação do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), no planejamento e na execução das ações de segurança do pontífice e dos participantes da JMJ. O trabalho é integrado com o Ministério da Justiça e órgãos de segurança pública nos níveis federal, estadual e municipal.

Para garantir o fornecimento regular de serviços à população e fiscalizar movimentações suspeitas em fronteiras, nos espaços aéreos ou marítimos, as Forças Armadas montaram um esquema de atuação em dez setores estratégicos de defesa do Estado: o de Defesa Aeroespacial e Controle do Espaço Aéreo; Defesa de Áreas Marítimas e Fluviais; Defesa de Estruturas Estratégicas; Emprego de helicópteros; Prevenção ao Terrorismo; Preparo e Emprego de Força de Contingência; Fiscalização de Explosivos; Segurança e Defesa Cibernética; Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear; além da cooperação na segurança de chefes de Estado, na Defesa Civil e na proteção das fronteiras.

As atividades principais desses eixos visam ao aproveitamento da capacidade operacional das Forças Armadas no cumprimento de missões constitucionais e, quando for o caso, de Garantia da Lei e da Ordem (GLO).

Efetivo

As Forças Armadas irão utilizar 12.259 homens na visita do papa. Serão empregados dois helicópteros olho de águia e dois Vants (veículos aéreos não tripulados) que têm funções de fiscalizar e monitorar movimentações em terra a partir do espaço aéreo.

“Estaremos protegendo 18 estruturas estratégicas das áreas de abastecimento de água, energia, telecomunicações e transportes de modo a permitir que o evento transcorra sem problemas”, disse o comandante da 1ª Divisão de Exército e do Centro de Coordenação e Defesa de Área (CCDA), do Rio de Janeiro, general José Alberto da Costa Abreu, ao explicar que as Forças Armadas contarão com efetivo de 10.200 militares na capital fluminense.

O apronto das tropas em Aparecida do Norte (SP) também foi concluído. No local, 2.059 militares das três Forças atuarão durante a visita do papa Francisco.

A Aeronáutica empregará dez aeronaves no apoio logístico ao evento, dentre as quais helicópteros H-60 Black Hawk e VH-34/H-34 Super Puma. Também haverá emprego de aviões C-130 Hércules, EMB 190 E e RQ-450, que estarão de prontidão para qualquer eventualidade.

Além dessas aeronaves haverá emprego de outros meios aéreos nas operações de segurança durante o evento e a visita do papa.
Leia também:

– Tire suas dúvidas acessando o Perguntas & Respostas

– Forças Armadas mobilizam 14,3 mil militares para segurança do evento e visita do papa  

FONTE: Ministério da Defesa

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Reportagens Especiais

Falando no Museu Militar Conde de Linhares…

...estas são fotos de parte do acervo que pode ser considerado como "raridades" em exposição no Museu Militar Conde...
- Advertisement -
- Advertisement -