Home Conflitos em andamento Exército planeja hipótese de enviar batalhão para o Oriente Médio

Exército planeja hipótese de enviar batalhão para o Oriente Médio

560
1

URUTU ONU - FOTO G POGGIO

vinheta-destaque-forteO Boletim do Exército 34,  publicado ontem (22/08), trouxe a Portaria-EME n.º 164/2013 que aprova a diretriz para as atividades de planejamento para a hipótese de integrar missões de paz sob a égide das Nações Unidas no Oriente Médio com um Batalhão de Infantaria de Força de Paz.

É importante destacar que não se trata da confirmação do envio de um batalhão de soldados brasileiros para o exterior, mas o primeiro passo concreto nessa direção. Existe ainda a previsão, caso o Brasil não envie esse batalhão à UNIFIL, de o mesmo fique como uma unidade de pronto-emprego da ONU, uma vez que boa parte do material de missão será aproveitado do BRABAT2 que retornou da MINUSTAH.

O Brasil vem sendo requisitado pela ONU a atuar com mais tropas em Missões de Paz. Especificamente, conforme já noticiado no aqui pelo Forças Terrestres, o Brasil foi convidado a enviar tropas para a UNIFIL, uma vez que a MB comanda a força-tarefa naval e devido ao bom trabalho desenvolvido pelo país na MINUSTAH.

A missão no Líbano, caso venha se concretizar, representará um salto de qualidade para a Força Terrestre, uma vez que exporá a tropa a um novo tipo de ambiente tático, sendo determinante a adoção de novos tipos de equipamentos, principalmente no que concerne os equipamentos de proteção individual e coletivos. Só relembrando que o Brasil já participou da Missão de Paz com sucesso na região, em Suez, na UNEF na década de 1950.

portaria 164 EME - hipotese de missao de paz no Oriente Medio

 

VEJA TAMBÉM:

 

 

 

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Requena
Requena
6 anos atrás

Então tá.

E os “Jênios” dos nossos políticos vão querer colocar os soldados brasileiros na linha de tiro entre Hezbollah x Israel no sul do Líbano, ou entre os rebeldes+Al Qaeda x Exército sírio+Hezbollah na Síria? Ou quem sabe na Faixa de Gaza…

Nunca duvida da capacidade desse povo de fazer “M”.