Home mísseis balísticos Rússia colocará mais mísseis balísticos Yars em operação até o fim do...

Rússia colocará mais mísseis balísticos Yars em operação até o fim do ano

327
3

184555119

O ministro da defesa russo, Sergei Shoigu declarou ontem (07) que até o fim do ano o país equipará mais dois regimentos das Forças Estratégicas de Mísseis com unidades do míssil balístico móvel Yars. . “Estamos diante de uma tarefa importante – preservar o equilíbrio dos sistemas de dissuasão estratégica. Isso torna a manutenção e reaparelhamento das nossas forças nucleares estratégicas uma área chave do nosso desenvolvimento militar”, afirmou Shoigu.

Segundo o Ministério da Defesa russo, até o momento, apenas dois regimentos da SMF em Teikovo, na região central da Rússia, dispõe de um total de 18 sistemas Yars e diversos postos de comando móveis. O ministro não esclareceu onde os novos armamentos seriam alocados, mas chegou a mencionar que primeiro eles seriam testados nas instalações da Divisão de Mísseis em Novosibirsk, na Sibéria. De acordo com planos anunciados anteriormente pelo Ministério da Defesa, a divisão em Novosibirsk receberia as unidades móveis do armamento, enquanto a divisão em Kozelsk, no centro do país, teria a versão armazenada em silos.

O sistema Yars é composto de 24 mísseis balísticos intercontinentais com capacidade consideravelmente superior ao modelo precedente, o Topol-M (SS-27 Stalin). Representantes da SMF declararam anteriormente que os mísseis Topol-M and RS-24 seriam os componentes em terra da tríade nuclear russa, e compreenderiam cerca de 80% do arsenal da Força até 2016.

FONTE: RIA Novosti (tradução e adaptação do Forças Terrestres a partir de original em inglês)

3
Deixe um comentário

avatar
3 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
3 Comment authors
WagnerMayuanjoseboscojr Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Bosco Jr
Membro
Active Member
Bosco Jr

Os EUA há décadas contam apenas com seus velhos mísseis Minuteman e Trident, além do AGM-86 e das bombas B-61 velhas de guerra, enquanto os russos estão à toda, testando e desenvolvendo novos mísseis balísticos e de cruzeiro, mas por incrível que pareça o “escudo de defesa” é que é considerado uma iniciativa belicosa e desestabilizadora. Os americanos insistem na versão que o escudo antibalístico europeu não visa os russos mas sim o iranianos, enquanto os russos descaradamente alegam que estão desenvolvendo mísseis com a precípua intenção de serem imunes aos sistemas defensivos americanos, mas curiosamente são os americanos que… Read more »

Mayuan
Visitante
Mayuan

Ué Bosco, a mesma lógica que sempre existiu desde que inventaram a guerra fria. Manter a capacidade de acabar com o outro caso ele se mova na direção de acabar com você. O que um alega ou o que o outro alega é quase irrelevante pois nações frequentemente alegam coisas que não tem nenhuma relação com a verdade. O que importa é a paranóia gerada em ambos os lados. Paranóia essa que leva ao fato de que, enquanto uns vão construindo um escudo os outros vão construindo um sistema de mísseis. No fim do dia, jorra dinheiro dos dois lados… Read more »

Wagner
Visitante
Wagner

Mayuan, perfeito comentario.

Aproveitando o gancho

http://en.ria.ru/military_news/20131106/184555420/Russia-to-Boost-Armor-Units-in-Far-East-With-Upgraded-Tanks.html

Engraçado eu mesmo achava que o exército russo não era a prioridade face as demais armas, mas vejo estar enganado, eles parecem estar cuidando bem melhor agora, modernizando T72s e fazendo muito mais treinos.

Pelo jeito só a esquadra de superfície não tem prioridade !

Mas tem os Mistral vindo…