quinta-feira, julho 29, 2021

Saab RBS 70NG

Espiral populista na América Latina

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

20060710054039!Flags_south_america

(Andrés Oppenheimer – La Nacion, 22) 1. Uma piada que circula em círculos empresariais latino-americanos diz que o Brasil está cada vez mais se parecendo com a Argentina, a Argentina está se parecendo cada vez mais com a Venezuela e a Venezuela está se parecendo cada vez com o Zimbábue. Mas se justifica uma visão tão pessimista? Ou é um exagero dizer que a região está se encaminhando para o autoritarismo messiânico e para o caos econômico que caracterizou o Zimbábue nos últimos anos?

2. Analisando a piada de trás para frente, começando com a afirmação de que a Venezuela está se tornando o Zimbábue. Neste caso particular, a resposta parece ser sim. A Argentina se parece cada vez mais com a Venezuela? Sim e não. Em relação ao índice de Liberdade Econômica, a Argentina ocupa a 166ª posição mundial. Ou seja, está nove pontos melhor do que a Venezuela, mas dentro do mesmo grupo de “economias de repressão”. Como Venezuela, a Argentina nacionalizou empresas, há uma enorme corrupção do governo, uma inflação galopante de 25% (embora o Governo diga que é de 10%) e a presidente Cristina Fernandez de Kirchner tentou controlar todas as instituições.

3. Mas, ao contrário do que acontece na Venezuela, o Governo ainda não conseguiu silenciar os meios de comunicação – apesar de continuar tentando – e não pode manipular as eleições tão facilmente. O governo perdeu as eleições legislativas recentes, e há uma expectativa geral de que a Argentina terá um governo mais sério após as eleições presidenciais de 2015. O Brasil está se parecendo cada vez mais com a Argentina? Na realidade não, embora às vezes dê essa impressão. De acordo com o Índice de Liberdade Econômica, o Brasil ocupa a posição 114ª mundial, 40 posições acima da Argentina e 50 acima da Venezuela.

4. Minha opinião: a piada de que grande parte da América Latina está caindo em uma espiral descendente que poderia terminar em um caso como o Zimbábue é um exagero. A Venezuela está indo direto para a ruína, mas tem menos seguidores na região. As chances são de que a Argentina mude de rumo ao longo dos próximos dois anos, e o Brasil, no pior dos casos, continuará como agora. Temos que levar em conta que o México, a Colômbia, o Peru e o Chile estão funcionando bem, e que, juntamente com o Brasil, esses países representam mais de 75% do produto bruto regional.

5. Mais do que uma espiral descendente, provavelmente estamos vendo a reta final do ciclo populista, e em breve veremos o início de uma espiral ascendente.

FONTE: Ex-Blog Cesar Maia

- Advertisement -

12 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
12 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marcos
Marcos
7 anos atrás

Pouco provável essa espiral ascendente. Os estragos feitos no Brasil nesses últimos onze anos vão levar pelo um ´seculo para serem compensados.

Rafael Bastos
Rafael Bastos
7 anos atrás

Sim Marcos com certeza, venho dizendo aos meus colegas que esta é a ultima eleição que o PT irá ganhar, mas o problema não é sair do governo mas o que ele deixou para trás principalmente na questão cultural, e esse é o grande problema que como F. Hayek dizia vai demorar muitas gerações para essa maldita herança seja apagada…

Colombelli
Colombelli
7 anos atrás

Governados pela mesma choldra, so podem ir para o mesmo lugar. Um bando de amadores.

Grievous
Grievous
7 anos atrás

Sou mais um que não vê com esperança os próximos anos. O PT criou todo esse curral eleitoral a base bolsas esmola de todo tipo. Vai ser muito difícil reverter isso.

aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

Rafael: Concordo em parte contigo. Acho que, realmente, estamos no final do ciclo populista e penso que poderemos sim, recuperar o que estes bandidos fizeram de mal para o país. Cheguei a temer que bolivarianisássemos… Quase de certeza de que não vamos chegar ao nível da Argentiina, mas lastimavelmente, estamos muito longe do Chile, por exemplo. Inclusive por aspectos culturais em ambos os casos. A matriz política-cultural imposta, não consegue se manter como cultura de uma nação e, SMJ, é essa a nossa salvação; vemos todos os dias as manifestações de rua contra ela. Penso, otimisticamente, que a corrupção que… Read more »

Marcos
Marcos
7 anos atrás

Doce ilusão que venha outro Partido a governar o Brasil. Eleição se ganha gastando dinheiro, muito dinheiro, e isso o atual Partido no poder tem de sobra.

Recente pesquisa junto à eleitores indica que o povo quer mudanças, mas com Dilma à frente. Ou seja, essa opinião do articulista de que “no pior dos casos, continuará como agora”, por que vai ficar como está, significa que o Brasil vai continuar afundando. R$ 2 trilhões em dívida, falta de petróleo, Petrobras quebrada, só para começar.

Antonio M
Antonio M
7 anos atrás

E se formos depender dos partidos atuais mais indicados a ganhar eleições não vai mudar quase nada. PT e PSDB são “irmãos siameses” cujas alianças podem ter desde nanicos de esquerda como as velhas raposas fisiológicas. O PMDB é o maior fisiológico e parece impossível governar o pais sem que o mesmo esteja nessa aliança. E grandes responsáveis pelos resultados de eleições são os marketeiros cujos trabalhos são prioridade nos partidos e nos últmos tempos esses tem sido disputados e até compartilhado por esses partidos. Sem algum tipo de pacto social e uma aliança verdadeira, como foi feito no Chile,… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Caros colegas

concordo praticamente com tudo que foi dito e acrescento:

“Quem vai apagar a luz ?”

O Luis molusco XIV Artº 288 do CP da Silva voltou ao palancre neste fim de semana. Palancre, entenderam ?

http://www1.folha.uol.com.br/poder/2014/02/1409561-lula-critica-atuacao-de-ministros-do-stf.shtml

Mais quatro anos de angustia.

Continuo incentivando meus filhos universitários para que quando surja a oportunidade, deem no pé !

Renato.B
Renato.B
7 anos atrás

Como diz aquela citação do Carville que ganhou a eleição para o Clinton “É a economia, estúpido!”. Fale-se mal do povo o quanto quiser, mas democracia em qualquer país sempre foi a escolha do menos pior na percepção do povo. Com o agravante que a percepção popular geralmente é de curto prazo. Assim, se a economia estiver bem em 2014 ela está eleita. Se a economia estiver ruim não tem gasto em publicidade ou inauguração de quebra-mola que a mantenha no poder. Rafael, seguindo o seu raciocínio acredito que um de nossos grandes problemas não está apenas na força de… Read more »

Renato.B
Renato.B
7 anos atrás

João Filho,
só para deixar claro, essa entrevista é fictícia e foi feita pelo Arnaldo Jabor, mas tenho de admitir que ele mandou bem no texto.

Virou mais uma dessas histórias de internet que vem e vai.

Sniper
Sniper
7 anos atrás

Doce a ilusão de quem pensa ser possível retirar um partido como o PT do Governo por via eleitoral… Enquanto a oposição(?) discute eleiçao de 2014, a cúpula do Partido-estado ja se programa para a eleicao de 2022. Esqueçam! A Alemanha falhou na tentativa de fundar o Reich de 1000 anos. Ao menos nisso, Banânia vai superá-la!

Últimas Notícias

Armamento multifuncional que entende o campo de batalha moderno

Hoje em dia as tropas enfrentam uma gama mais ampla de desafios e, para obter sucesso, é preciso contar...
- Advertisement -
- Advertisement -