Home Direitos Humanos Coreia do Norte lidera violações, diz ONU

Coreia do Norte lidera violações, diz ONU

150
1

without-protein-and-calcium-in-their-diet-prisoners-develop-hunchbacks-from-bending-over-in-the-fields-orlose-toes-and-fingers-due-to-frostbite

DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

A Comissão de Direitos Humanos da ONU divulgou ontem um relatório que coloca a Coreia do Norte como o país onde ocorre o maior número de crimes contra a humanidade no mundo.

O grupo que elaborou o texto diz também que há evidências suficientes para processar o ditador do país, Kim Jong-un, e outros membros do governo no Tribunal Penal Internacional (TPI).

No documento, de quase 400 páginas, a comissão compila entrevistas com 240 desertores que moram na Coreia do Sul, nos EUA e no Reino Unido. A Coreia do Norte não autorizou a entrada dos inspetores da ONU.

Para a comissão, há torturas sistemáticas e fome deliberada. Os locais onde há maior violação dos direitos são os campos de detenção, onde estão entre 80 mil e 120 mil presos políticos e onde os massacres seriam em níveis próximos a um genocídio.

Nesses campos, segundo os desertores, há homicídios, tortura, execuções e crianças aprisionadas desde o nascimento. Mãe seriam obrigadas a afogar os próprios bebês, e famílias teriam sido torturadas por terem assistido a uma novela estrangeira.

Muitas vezes, cadáveres de detentos teriam sido usados como fertilizante após serem queimados.

Entre os ouvidos está Shin Dong-hyuk, que escapou de um desses campos.

Quando tinha 13 anos, sua mãe e seu irmão foram executados após serem acusados de tentar escapar da prisão.

O ex-detento Kim Gwang-il, que passou dois anos preso em um campo de detenção, fez desenhos das torturas que eram praticadas ali.

Para o chefe da comissão de inquérito, Michael Kirby, a situação prisional norte-coreana só tem paralelo no nazismo. “A gravidade, a escala e a natureza dessas violações revelam um estado sem precedentes no mundo contemporâneo.”

O relatório registra cerceamento da liberdade de expressão e da distribuição de alimentos para controlar o crescimento da população.

Para a comissão, a China também deveria ser punida por mandar de volta os norte-coreanos que cruzam a fronteira sem autorização. O país nega que impeça a entrada deles.

Os chineses são vistos como empecilho a um processo contra o regime. Como a Coreia do Norte não é filiada ao TPI, é necessário que o Conselho de Segurança da ONU aprove uma ação judicial. A China, porém, tem poder de veto no Conselho.

Para a Coreia do Norte, o texto é um “produto da politização dos direitos humanos por parte da União Europeia e do Japão em aliança com a política hostil dos EUA”.

FONTE: Folha de S. Paulo via Resenha do Exército

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Carlos Alberto Soares Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Carlos Alberto Soares
Visitante
Member
Carlos Alberto Soares

Encarnação de Hitler com olhos puxados, tem que ser arrancado do poder e encarcerado.