quinta-feira, outubro 28, 2021

Saab RBS 70NG

31 de Março: o silêncio dos vencedores e o alarido dos vencidos

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Revolução 1964

vinheta-opiniao-forteÀs vésperas dos 50 anos, meio século e os acontecimentos político-militares de 1964 ainda se fazem presentes na vida nacional.

Embora realmente tenha terminado no ano de 1985, a Contra Revolução de 1964 ou a Revolução Democrática Brasileira ainda frequenta a vida e a mídia nacional e sempre nos dias que antecedem seu aniversário as pautas e suas matérias recrudescem num crescente de importância levadas pela mídia em todos os seus canais de difusão.
Não custa lembrar, mas a Contra Revolução nasceu de um grande movimento popular quando mais de 1 milhão de pessoas foram às ruas das cidades de São Paulo e do Rio Janeiro para pedir ao Exército Brasileiro que impedisse a implantação de um regime totalitário comunista no Brasil. Infelizmente os mesmos indivíduos que queriam implantar essa doutrina no País são os que hoje ocupam o poder no País.

E foi esse grupo que enfrentou a democracia legalmente constituída e suas Leis, travando uma luta com táticas de guerrilhas nas cidades e no campo, apoiado pelo ditador Fidel Castro. Esse grupo matou, assassinou, cometeu atentados, seqüestrou, roubou e, hoje, passados 50 anos, não usam mais armas, usam o poder conquistado pelo acesso livre do voto.

A esquerda comunista consolidou com o tempo a sua versão de que os militantes da luta armada combateram uma ditadura militar em defesa da liberdade e da democracia e que os militares teriam voltado para os quartéis graças às suas heroicas ações.
Não obstante estarem encastelados no poder criaram Comissões (parciais de suas) Verdades, que nada apuram a não ser somente um dos lados da Historia e, mesmo assim, só o que lhe convém.

Promovem novos exames ditos técnicos, contestando os laudos existentes, cadáveres são exumados na esperança do surgimento ou na plena convicção de que a invenção de novos dados possibilitem mais e mais acusações infundadas, reabrem processos na busca de supostos culpados, quartéis são inspecionados na desenfreada e tresloucada busca de provas. A prescrição penal simplesmente e a lei inexistem para eles.

Vejo um o revisionismo unilateral, pois outros atos de igual teor e até mais graves, perpetrados por eles mesmos no passado, como assaltantes, ladrões de bancos e principalmente terroristas, deixam de ser apurados por não favorecerem aos interessados em ver um Brasil cada vez mais socialista e comunizado. O silencio continua, mas não passam despercebidas essas atitudes. É muito fácil reescrever a História (como dizia Orwell: basta dominar o passado…).

Os segmentos políticos vencidos e derrotados fruto de um movimento socialista atuante e presente, continua adotando e se comportando de forma vil e característica no qual os vencedores ou nós os militares de uma maneira geral, ainda somos o inimigo a ser batido.

Ficamos em silencio, retraímos por pressão mas nunca estaremos desatentos ao que acontece a nossa volta.

Somos coesos, pragmáticos no que se refere a “ORDEM E PROGRESSO” e não mudaremos a forma de pensar ou agir que troca ideias e que quer o melhor para nosso País e para o seu povo. Eles, a esquerda festiva, ainda confundem silêncio com ignorância; calma e discrição com aceitação; e mão amiga com fraqueza.

De que adiantou a Lei da ANISTIA, aquela dita de ampla, geral e irrestrita promulgada em 28 de Agosto de 1979: “É concedida anistia a todos quantos, no período compreendido entre 2 de setembro de 1961 e 15 de agosto de 1979, cometeram crimes políticos ou conexos com estes, crimes eleitorais, aos que tiveram seus direitos políticos suspensos e aos servidores da Administração Direta e Indireta, de fundações vinculadas ao poder público, aos Servidores dos Poderes Legislativo e Judiciário, aos Militares e aos dirigentes e representantes sindicais, punidos com fundamento em Atos Institucionais e Complementares”. É triste mas é a realidade pois ao que parece de nada valeu.

A anistia não tem sido a meu ver um meio histórico para a reconciliação. A lei é clara e é descaradamente ignorada e desrespeitada! É triste, mas é a realidade.
Eu permaneço atento e fiel ao meu compromisso, não em silencio: ”Estaremos sempre solidários com aqueles que, na hora da agressão e da adversidade, cumpriram o duro dever de se opor a agitadores e terroristas de armas na mão, para que a Nação não fosse levada à anarquia”.

CEL R/1 INF NORTON LUIS SILVA DA COSTA
CURITBA PARANÁ

- Advertisement -

16 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
16 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

É isso aí, Coronel!

Sempre me refiro ao movimento como o ‘contra-golpe de março de ’64’!

O golpe estava em andamento com o Jango e o Brizola.

Lastimavelmente falam somente aqueles que nem poderiam ter o topete de abrir a boca, enquanto os que deveriam falar (e falor forte e firme!) ficam calados.

Temo com o aparelhamento das FFAA!

Colombelli
Colombelli
7 anos atrás

Nem me atrevo a pensar se ao invés de a 10 anos, estivessem estes elementos a 50 anos no poder. O estrago seria pior que um hecatombe nuclear. Tem faltado tutano e fibra as FA quando da tratativa deste assunto a começar por engolir uma comissão que é unilateral e tendenciosa. Isso não bastasse, o MPF busca ab-rogar a lei de anistia mas so contra um lado. Será á que não tem mais nada o que fazer? Há uma tentativa de reescrever a história em curso, mas de forma parcial, escondendo ilegalidades de um dos lados. Isso nunca vai trazer… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Estimado Colombelli Concordo 1000% contigo e com o CEL R/1 INF NORTON LUIS SILVA DA COSTA. Dia 31 de Março será o dia que em casa tocará muitos Hinos, Marchas e Dobrados Militares. O silêncio do Generalato das três FA’s é vergonhoso. Os Oficiais Superiores de mãos atadas ou melhor amordaçados dado o problema da exposição que se submeteriam. Vemos agora o que se passa na Venezuela, cadê o MAG e os paladinos defensores desses verdadeiros criminosos ! Cadê o Luis molusco XIV, a Maria Antonieta Tupiniquim e esse remendo de Stalinista chamado Marco Aurélio Garcia e toda sua quadrilha… Read more »

aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

Verdade Colombelli… O MPF está aparelhado, as FFAA estão aparelhadas, a mídia comprada, as pastorais políticas e todos os que poderiam registrar a história estão calados e os que falam são endemoniados. A mídia endeusa aqueles que não eram nem p’rá abir a boca; os bandidos receberam polpudíssimas ‘indenizações’, passaram a receber belas aposentadorias e, como dizes, a história está sendo reescrita unilateral e tendenciosamente, vale dizer mentirosamente. Vae victis… nós somos os perdedores! Não sou contra a verdade, sou contra a imagem distorcida. E esta imagem está sendo construída pelos ‘vencedores’ com o dinheiro público. A mais honesta memória… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Caro Aldo

Estamos juntos,

Brasil acima de tudo !

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

O branquelo da foto é um Aero Willys 62, certo ?

juarezmartinez
juarezmartinez
7 anos atrás

Bons tempos, nós tínhamso respeito, civismo, disciplina, se podia andar pelas ruas tranquilamente, e aí vieram os apadrinhados da tal democracia Brasileira, e literalmente estão dilapidando o patrimõnio físico e cultural desta nação.
Se precisar um dia, novamente pegar um fuzil para varrer da face da terra esta podridão que tomou conta do país, quero ser o primeiro da fila.

Grande abraço

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Estimado Juarez Martinez

Soares pronto e municiado as suas ordens.

Brasil acima de tudo.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Prezado Juarez Martinez

Tínhamos na MB Homens no Almirantado da Altivez do Alm Augusto Hamann Rademaker Grünewald.

Depois nosso Vice-Presidente.

Quanta diferença.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

31 de Março de 1964, Orgulho da Nação:

http://letras.mus.br/exercito-brasileiro/409776/

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

50 anos, tem que ser comemorado com orgulho e altivez:

http://letras.mus.br/exercito-brasileiro/409775/#radio

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás
Guilherme Amorim
Guilherme Amorim
7 anos atrás

Amorim às ordens!

aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

Carlos Alberto Soares, salve!

O branquelo da foto é um Aero Willys, mas não é o ’62, que era arredondado e feito à imagem e semelhança do NA.

Quem sabe, ’63?

rsbacchi
rsbacchi
7 anos atrás

Muitas vezes eu me pergunto quais foram os vencidos e quais os vencedores!!!

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Caro Aldo Ghisolfi, salve!

Espero que tenha escrito corretamente seu nome.

É verdade, o 62 é o “bola”:

https://www.google.com.br/search?q=fotos+aero+willys+62&espv=210&es_sm=93&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=h20HU-iuEOaksQT52YD4Bg&ved=0CCgQsAQ&biw=1280&bih=699

63:

https://www.google.com.br/search?q=fotos+aero+willys+63&espv=210&es_sm=93&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=X28HU9XIHsqysQTE4oGIAg&ved=0CCgQsAQ&biw=1280&bih=699

Particularmente não sou um apaixonado, mas gosto deles.

O conforto dos bancos e o espaço para as pernas é muito bom.

Prefiro meu Galaxie, mas melhor que este só o Cadillac.

Aliás essas e outras “barcas” tiveram seu papel na Revolução de 31 de Março de 1964.

Saudações.

Últimas Notícias

Forças Armadas da Ucrânia usam drone turco Bayraktar TB2 em Donbass

As Forças Armadas da Ucrânia usaram drones de ataque de média altitude Bayraktar TB2 em Donbass. Os drones de ataque...
- Advertisement -
- Advertisement -