sexta-feira, julho 23, 2021

Saab RBS 70NG

31 de Março: o silêncio dos vencedores e o alarido dos vencidos

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Revolução 1964

vinheta-opiniao-forteÀs vésperas dos 50 anos, meio século e os acontecimentos político-militares de 1964 ainda se fazem presentes na vida nacional.

Embora realmente tenha terminado no ano de 1985, a Contra Revolução de 1964 ou a Revolução Democrática Brasileira ainda frequenta a vida e a mídia nacional e sempre nos dias que antecedem seu aniversário as pautas e suas matérias recrudescem num crescente de importância levadas pela mídia em todos os seus canais de difusão.
Não custa lembrar, mas a Contra Revolução nasceu de um grande movimento popular quando mais de 1 milhão de pessoas foram às ruas das cidades de São Paulo e do Rio Janeiro para pedir ao Exército Brasileiro que impedisse a implantação de um regime totalitário comunista no Brasil. Infelizmente os mesmos indivíduos que queriam implantar essa doutrina no País são os que hoje ocupam o poder no País.

E foi esse grupo que enfrentou a democracia legalmente constituída e suas Leis, travando uma luta com táticas de guerrilhas nas cidades e no campo, apoiado pelo ditador Fidel Castro. Esse grupo matou, assassinou, cometeu atentados, seqüestrou, roubou e, hoje, passados 50 anos, não usam mais armas, usam o poder conquistado pelo acesso livre do voto.

A esquerda comunista consolidou com o tempo a sua versão de que os militantes da luta armada combateram uma ditadura militar em defesa da liberdade e da democracia e que os militares teriam voltado para os quartéis graças às suas heroicas ações.
Não obstante estarem encastelados no poder criaram Comissões (parciais de suas) Verdades, que nada apuram a não ser somente um dos lados da Historia e, mesmo assim, só o que lhe convém.

Promovem novos exames ditos técnicos, contestando os laudos existentes, cadáveres são exumados na esperança do surgimento ou na plena convicção de que a invenção de novos dados possibilitem mais e mais acusações infundadas, reabrem processos na busca de supostos culpados, quartéis são inspecionados na desenfreada e tresloucada busca de provas. A prescrição penal simplesmente e a lei inexistem para eles.

Vejo um o revisionismo unilateral, pois outros atos de igual teor e até mais graves, perpetrados por eles mesmos no passado, como assaltantes, ladrões de bancos e principalmente terroristas, deixam de ser apurados por não favorecerem aos interessados em ver um Brasil cada vez mais socialista e comunizado. O silencio continua, mas não passam despercebidas essas atitudes. É muito fácil reescrever a História (como dizia Orwell: basta dominar o passado…).

Os segmentos políticos vencidos e derrotados fruto de um movimento socialista atuante e presente, continua adotando e se comportando de forma vil e característica no qual os vencedores ou nós os militares de uma maneira geral, ainda somos o inimigo a ser batido.

Ficamos em silencio, retraímos por pressão mas nunca estaremos desatentos ao que acontece a nossa volta.

Somos coesos, pragmáticos no que se refere a “ORDEM E PROGRESSO” e não mudaremos a forma de pensar ou agir que troca ideias e que quer o melhor para nosso País e para o seu povo. Eles, a esquerda festiva, ainda confundem silêncio com ignorância; calma e discrição com aceitação; e mão amiga com fraqueza.

De que adiantou a Lei da ANISTIA, aquela dita de ampla, geral e irrestrita promulgada em 28 de Agosto de 1979: “É concedida anistia a todos quantos, no período compreendido entre 2 de setembro de 1961 e 15 de agosto de 1979, cometeram crimes políticos ou conexos com estes, crimes eleitorais, aos que tiveram seus direitos políticos suspensos e aos servidores da Administração Direta e Indireta, de fundações vinculadas ao poder público, aos Servidores dos Poderes Legislativo e Judiciário, aos Militares e aos dirigentes e representantes sindicais, punidos com fundamento em Atos Institucionais e Complementares”. É triste mas é a realidade pois ao que parece de nada valeu.

A anistia não tem sido a meu ver um meio histórico para a reconciliação. A lei é clara e é descaradamente ignorada e desrespeitada! É triste, mas é a realidade.
Eu permaneço atento e fiel ao meu compromisso, não em silencio: ”Estaremos sempre solidários com aqueles que, na hora da agressão e da adversidade, cumpriram o duro dever de se opor a agitadores e terroristas de armas na mão, para que a Nação não fosse levada à anarquia”.

CEL R/1 INF NORTON LUIS SILVA DA COSTA
CURITBA PARANÁ

- Advertisement -

16 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
16 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

É isso aí, Coronel!

Sempre me refiro ao movimento como o ‘contra-golpe de março de ’64’!

O golpe estava em andamento com o Jango e o Brizola.

Lastimavelmente falam somente aqueles que nem poderiam ter o topete de abrir a boca, enquanto os que deveriam falar (e falor forte e firme!) ficam calados.

Temo com o aparelhamento das FFAA!

Colombelli
Colombelli
7 anos atrás

Nem me atrevo a pensar se ao invés de a 10 anos, estivessem estes elementos a 50 anos no poder. O estrago seria pior que um hecatombe nuclear. Tem faltado tutano e fibra as FA quando da tratativa deste assunto a começar por engolir uma comissão que é unilateral e tendenciosa. Isso não bastasse, o MPF busca ab-rogar a lei de anistia mas so contra um lado. Será á que não tem mais nada o que fazer? Há uma tentativa de reescrever a história em curso, mas de forma parcial, escondendo ilegalidades de um dos lados. Isso nunca vai trazer… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Estimado Colombelli Concordo 1000% contigo e com o CEL R/1 INF NORTON LUIS SILVA DA COSTA. Dia 31 de Março será o dia que em casa tocará muitos Hinos, Marchas e Dobrados Militares. O silêncio do Generalato das três FA’s é vergonhoso. Os Oficiais Superiores de mãos atadas ou melhor amordaçados dado o problema da exposição que se submeteriam. Vemos agora o que se passa na Venezuela, cadê o MAG e os paladinos defensores desses verdadeiros criminosos ! Cadê o Luis molusco XIV, a Maria Antonieta Tupiniquim e esse remendo de Stalinista chamado Marco Aurélio Garcia e toda sua quadrilha… Read more »

aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

Verdade Colombelli… O MPF está aparelhado, as FFAA estão aparelhadas, a mídia comprada, as pastorais políticas e todos os que poderiam registrar a história estão calados e os que falam são endemoniados. A mídia endeusa aqueles que não eram nem p’rá abir a boca; os bandidos receberam polpudíssimas ‘indenizações’, passaram a receber belas aposentadorias e, como dizes, a história está sendo reescrita unilateral e tendenciosamente, vale dizer mentirosamente. Vae victis… nós somos os perdedores! Não sou contra a verdade, sou contra a imagem distorcida. E esta imagem está sendo construída pelos ‘vencedores’ com o dinheiro público. A mais honesta memória… Read more »

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Caro Aldo

Estamos juntos,

Brasil acima de tudo !

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

O branquelo da foto é um Aero Willys 62, certo ?

juarezmartinez
juarezmartinez
7 anos atrás

Bons tempos, nós tínhamso respeito, civismo, disciplina, se podia andar pelas ruas tranquilamente, e aí vieram os apadrinhados da tal democracia Brasileira, e literalmente estão dilapidando o patrimõnio físico e cultural desta nação.
Se precisar um dia, novamente pegar um fuzil para varrer da face da terra esta podridão que tomou conta do país, quero ser o primeiro da fila.

Grande abraço

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Estimado Juarez Martinez

Soares pronto e municiado as suas ordens.

Brasil acima de tudo.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Prezado Juarez Martinez

Tínhamos na MB Homens no Almirantado da Altivez do Alm Augusto Hamann Rademaker Grünewald.

Depois nosso Vice-Presidente.

Quanta diferença.

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

31 de Março de 1964, Orgulho da Nação:

http://letras.mus.br/exercito-brasileiro/409776/

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

50 anos, tem que ser comemorado com orgulho e altivez:

http://letras.mus.br/exercito-brasileiro/409775/#radio

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás
Guilherme Amorim
Guilherme Amorim
7 anos atrás

Amorim às ordens!

aldoghisolfi
aldoghisolfi
7 anos atrás

Carlos Alberto Soares, salve!

O branquelo da foto é um Aero Willys, mas não é o ’62, que era arredondado e feito à imagem e semelhança do NA.

Quem sabe, ’63?

rsbacchi
rsbacchi
7 anos atrás

Muitas vezes eu me pergunto quais foram os vencidos e quais os vencedores!!!

Carlos Alberto Soares
Carlos Alberto Soares
7 anos atrás

Caro Aldo Ghisolfi, salve!

Espero que tenha escrito corretamente seu nome.

É verdade, o 62 é o “bola”:

https://www.google.com.br/search?q=fotos+aero+willys+62&espv=210&es_sm=93&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=h20HU-iuEOaksQT52YD4Bg&ved=0CCgQsAQ&biw=1280&bih=699

63:

https://www.google.com.br/search?q=fotos+aero+willys+63&espv=210&es_sm=93&tbm=isch&tbo=u&source=univ&sa=X&ei=X28HU9XIHsqysQTE4oGIAg&ved=0CCgQsAQ&biw=1280&bih=699

Particularmente não sou um apaixonado, mas gosto deles.

O conforto dos bancos e o espaço para as pernas é muito bom.

Prefiro meu Galaxie, mas melhor que este só o Cadillac.

Aliás essas e outras “barcas” tiveram seu papel na Revolução de 31 de Março de 1964.

Saudações.

Últimas Notícias

VÍDEO: Defesa russa mostra pela 1ª vez teste do sistema antiaéreo S-500 contra alvo balístico

No polígono de Kapustin Yar, na região russa de Astrakhan, um sistema de defesa antiaérea de última geração S-500...
- Advertisement -
- Advertisement -