terça-feira, junho 28, 2022

Saab RBS 70NG

‘Anexação da Crimeia não será reconhecida pela NATO’, diz Anders Rasmussen

Destaques

NATO Secretary General  Visit

ClippingO secretário-geral da NATO, Anders Rasmussen, condenou hoje a anexação da região autônoma ucraniana da Crimeia pela Rússia, e indicou a Moscou que os aliados “não a reconhecerão”, informou a agência de notícias Efe.

“Condeno o anúncio feito pelo Presidente da Rússia, Vladimir Putin, sobre as novas leis que integram a Crimeia na Federação Russa”, declarou Rasmussen, em comunicado, sublinhando que “a anexação da Crimeia é ilegal e ilegítima e que os aliados da NATO não a vão reconhecer”.

O chefe da aliança militar do Atlântico Norte afirmou ainda que Moscou “ignorou os apelos para que retroceda e cumpra a legislação internacional, seguindo por um caminho perigoso”.

Rasmussen alertou que a Rússia está  “violando a soberania e a integridade territorial da Ucrânia e em flagrante descumprimento dos seus compromissos internacionais”, acrescentando que “não há justificação” para que a Rússia prossiga com ações que apenas vão “aprofundar o seu isolamento”.

O secretário-geral da NATO manifestou-se ainda preocupado com as notícias que dão conta da morte de um militar ucraniano, e apelou às partes envolvidas no conflito que mostrem contenção e adotem medidas para baixar a tensão.

A situação na Crimeia levou a NATO a cancelar na semana passada os planos para a primeira missão militar conjunta com a Rússia, que se centraria na destruição de armas químicas sírias, assim como qualquer encontro militar ou civil com responsáveis russos.

Um militar ucraniano e um membro das “forças de autodefesa” pró-russas foram hoje mortos na Crimeia durante uma troca de tiros, anunciou uma porta-voz da polícia local, citada pela agência de notícias Interfax-Ukraine.

Dois outros homens, um militar ucraniano e um paramilitar pró-russo, ficaram feridos, indicou a porta-voz Olga Kondrachova.
A tensão na Crimeia subiu hoje de tom, após a Rússia a reconhecer a república autônoma ucraniana como parte do seu território e a Ucrânia a dar autorização aos seus soldados para usarem armas.

Na sequência do referendo de domingo na Crimeia, em que a anexação à Rússia teve a maioria dos votos, Moscou anunciou que considera a península como parte do seu território a partir de hoje.

O Presidente russo, Vladimir Putin, e os dirigentes da província autônoma ucraniana assinaram um tratado bilateral com vista à integração da Crimeia na Federação Russa.

Por seu lado, as autoridades da Ucrânia garantiram que nunca reconhecerão a anexação da Crimeia e deram autorização aos seus soldados para usarem armas em resposta aos “atos hostis” da Rússia.

FONTE: Diário Digital

- Advertisement -
Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Últimas Notícias

Ataques bem atrás das linhas inimigas

Fortes explosões estão acontecendo bem dentro do território ucraniano ocupado pelos russos. Na manhã de hoje (28/6) uma forte...
- Advertisement -
- Advertisement -