Home Adestramento Brasil quer reforçar cooperação militar com Moçambique

Brasil quer reforçar cooperação militar com Moçambique

1161
0

807727

ClippingDelegações governamentais de Moçambique e do Brasil estiveram reunidas, em Maputo, para analisar as relações de cooperação na área da defesa. Formação, infraestruturas em bases navais, aviões de treino e fornecimento de equipamentos foram áreas apontadas pelo ministro brasileiro da Defesa, Celso Amorim.

Delegações governamentais de Moçambique e do Brasil estiveram reunidas, quarta-feira (19), em Maputo, para analisar as relações de cooperação na área da defesa.

Os ministros da Defesa de Moçambique, Agostinho Mondlane, e do Brasil, Celso Amorim, reconheceram a necessidade de dar passos concretos para uma cooperação efetiva, explorando as potencialidades existentes em cada país, informa o jornal Notícias.

As duas delegações identificaram diversas áreas de cooperação no âmbito da defesa, dentre as quais a formação virada para as operações de apoio à paz, realização de exercícios militares conjuntos entre as respectivas forças armadas, formação de pilotos moçambicanos em academias militares brasileiras, troca de experiência entre cadetes da Academia Militar Samora Machel, em Nampula, e cadetes das academias brasileiras e participação de instrutores brasileiros no Instituto Superior de Estudos de Defesa.

A cooperação deverá abranger também a área de gestão de recursos humanos, apoio ao grupo de escolas da Marinha de Guerra de Moçambique, oferta de três aeronaves Tucano para a Força Aérea de Moçambique e acreditação de adido militar moçambicano no Brasil.

As partes trocaram impressões sobre o quadro estratégico global e sublinharam a importância do desenvolvimento de capacidades de defesa da soberania, tendo em conta a descoberta e exploração de recursos naturais.

“Existem hoje 16 oficiais ou sub-oficiais moçambicanos a serem treinados no Brasil nas academias do Exército, na escola naval, em cursos de aviadores, de sargentos, que são muito úteis, porque são cursos de especialistas em que as pessoas aprendem não só para as forças armadas, mas para toda a vida”, afirmou o ministro brasileiro, citado pelo Notícias.

Celso Amorim anunciou uma oferta brasileira em contribuição para a estrutura naval moçambicana, revelando que deverá se deslocar ao país nos primeiros dias de Abril uma missão que irá examinar algumas bases navais.

“Prometemos, e vamos cumprir, a doação de três aviões Tucano, de treinamento, brasileiros”, disse, acrescentando que a parte que tem que ser realizada dentro do Executivo brasileiro para a concretização da oferta já está concluída, estando neste momento dependente da aprovação do Congresso daquele país.

Segundo o ministro da Defesa do Brasil, a cooperação militar entre os dois países também se pode estender para o domínio de fornecimento de equipamentos, sempre em condições acessíveis para Moçambique, a exemplo de simulador de manobras navais, aviões super-Tucano, uma outra geração de aeronaves, entre outros.

FONTE:  Portugal Digital

 

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments