Home Sem categoria Rússia acusa Ocidente de ressuscitar política da ‘Cortina de Ferro’

Rússia acusa Ocidente de ressuscitar política da ‘Cortina de Ferro’

396
2

27fev2014-manifestantes-agitam-bandeiras-russas-na-regiao-da-crimeia-ucrania-a-policia-ucraniana-esta-em-alerta-depois-que-dezenas-de-homens-pro-russia-invadiram-e-tomaram-os-edificios

ClippingA Rússia acusou nesta terça-feira os países ocidentais, que anunciaram novas sanções contra Moscou, de ressuscitar a política da ‘Cortina de Ferro’ e levar a Ucrânia, no centro da disputa, a “um beco sem saída”.

As sanções afetam “nossas empresas e nossos setores de alta tecnologia”, declarou Serguei Riabkov, vice-ministro russo das Relações Exteriores. “É a volta do sistema criado em 1949, quando os países ocidentais baixaram a Cortina de Ferro, cortando o fornecimento de alta tecnologia para a União Soviética e outros países”, disse.

“É uma política absolutamente contraproducente, que leva a um beco sem saída a situação na Ucrânia, que já é crítica”, disse outro vice-chanceler russo, Grigori Karasin. A expressão Cortina de Ferro foi utilizada pelos ocidentais durante a Guerra Fria para denunciar a separação entre o leste e o oeste da Europa, instaurada pela União Soviética após o fim da Segunda Guerra Mundial.

A União Europeia (UE) divulgou nesta terça-feira uma nova lista de personalidades submetidas a sanções, que inclui nove dirigentes políticos e militares russos e seis líderes separatistas da Ucrânia. A UE acusa os citados de “ações que menosprezam ou ameaçam a integridade territorial, a soberania e a independência da Ucrânia”. O general Valeri Guerasimov, comandante do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia, e o diretor do Departamento Central de Inteligência Militar (GRU), Igor Sergun, estão na lista publicada no Diário Oficial da UE.

20abr2014---paramilitar-pro-russia-caminha-perto-de-ponto-de-controle-palco-de-tiroteio-durante-a-madrugada-deste-domingo-20-proximo-a-slaviansk-no-leste-da-ucrania-uma-testemunha-disse-a-reuters-1397986892582_1920x1080

A nova lista, que inclui os principais dirigentes russos envolvidos na anexação da Crimeia à Rússia, é adicionada a uma relação anterior de 33 nomes. Agora são 48 dirigentes russos ou ucranianos separatistas sancionados.Segundo fontes diplomáticas, a lista pode ser ampliada no caso de continuidade da crise na Ucrânia. Na segunda-feira, o governo dos Estados Unidos anunciou sanções contra sete autoridades russas e 17 empresas, todos considerados próximos ao presidente russo Vladimir Putin. O Canadá também adotou sanções contra dois bancos e nove dirigentes russos, enquanto o Japão negou vistos a 23 cidadãos russos, o que provocou a irritação de Moscou.

Os ocidentais acusam a Rússia de “jogar lenha na fogueira” na crise da Ucrânia e de realizar manobras militares suspeitas na fronteira. Segundo a Otan, a Rússia concentrou 40.000 militares na fronteira com a Ucrânia. Mas o ministro russo da Defensa, Serguei Choigu, voltou a afirmar que as forças do país não invadirão a Ucrânia, durante uma conversa telefônica com o secretário de Defesa americano, Chuck Hagel. Choigou também desmentiu as afirmações sobre a presença de grupos de sabotagem russos no sudeste da Ucrânia.

No leste da Ucrânia a situação permanece tensa. Militantes pró-Moscou assumiram na segunda-feira o controle da prefeitura de Kostiantinivka, cidade de 80.000 habitantes, e em Donetsk atacaram uma passeata de apoio ao governo pró-Ocidente de Kiev, um confronto que terminou com 15 feridos. O prefeito Kharkiv, cidade de 1,4 milhão de habitantes, Guenadi Kernes, gravemente ferido por um tiro, foi levado para Israel para receber tratamento. As forças pró-Rússia ocupam edifícios públicos, incluindo prefeituras, delegacias e prédios das forças de segurança, em mais de 10 cidades.

FONTE: AFP

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
SoldatVader Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Vader
Membro
Trusted Member

Ah claro, rsrs… Foi o Ocidente que baixou a “Cortina de Ferro” na Europa de Leste, e não as tropas soviéticas estacionadas da Estônia à Albânia mesmo após QUATRO ANOS do término da Segunda Guerra Mundial… Russo canalha e mentiroso. Sua hora vai chegar, e quem vai mandar vocês para o saco vai ser o próprio povo russo, na hora em que a recessão por causa das sanções começar a bater no fundo das panelas do povão. Ou o Putin e seus comparsas de cosanostra deixam a Ucrânia em paz ou estarão com os dias contados. O povo russo já… Read more »

Soldat
Visitante
Member
Soldat

“prefeito Kharkiv, cidade de 1,4 milhão de habitantes, Guenadi Kernes, gravemente ferido por um tiro, foi levado para Israel para receber tratamento.”

Ta ai fiquei curioso o cara não é pro-russo o porque foi enviado para Israel?.

Estranho!!!!!!