Home Conflitos em andamento Obama anuncia ataques aéreos contra Estado Islâmico na Síria

Obama anuncia ataques aéreos contra Estado Islâmico na Síria

215
4

Obama

“Nosso objetivo é claro: nós vamos rebaixar e, em última análise, destruir o Estado Islâmico”, disse o presidente americano

Martina Cavalcanti

ClippingSão Paulo – Em um discurso duro, o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta quarta-feira uma estratégia sistemática contra o Estado Islâmico, que incluirá ataques aéreos na Síria. “Nosso objetivo é claro: nós vamos rebaixar e, em última análise, destruir o Estado Islâmico”, declarou o democrata.

Segundo Obama, o grupo não é reconhecido por nenhum governo e trata-se de uma “organização terrorista única em sua brutalidade”, citando violações contra mulheres, além do assassinato de crianças e da decapitação de jornalistas norte-americanos.

O presidente afirmou que os ataques aéreos contra os membros da organização vão acontecer na Síria e no Iraque. “Se vocês ameaçam a América, não encontrarão paraíso seguro”, disse o democrata.

Além do combate aéreo, o Estado americano deve enviar ao Iraque 475 americanos que não participarão diretamente do combate, mas auxiliarão as forças iraquianas em treinamento, inteligência e equipamento contra o EI. Dessa maneira, Obama diferenciou a atual missão das últimas incursões no Iraque e no Afeganistão.

“Essa estratégia de afastar terroristas que nos ameaçam, enquanto apoiamos aliados na linha de frente, é uma das estratégias que perseguimos com sucesso no Iêmen e na Somália por anos”, disse Obama, em um exemplo infeliz durante o discurso.

Apesar de usar drones, forças especiais e mísseis durante quase 13 anos na região, os Estados Unidos ainda estão tentando evitar que terroristas atuem nesses países.

O democrata prometeu ainda que os EUA continuarão enviando ajuda humanitária às vítimas do conflito.

Obama justificou a nova ação dizendo que, se os Estados Unidos não fizerem nada, o grupo pode ampliar sua ameaça a outras regiões, incluindo o território norte-americano. O presidente recordou o 11 de setembro ao afirmar que “pequenos grupos de assassinos têm a capacidade de provocar um grande mal”.

Até agora, a estratégia dos EUA no conflito consistiu em ataques aéreos contra o EI no Iraque com objetivo de proteger soldados americanos que ainda atuam na região.

Com o discurso, o presidente tenta atender ao crescente apoio civil e político à uma intervenção militar dos EUA na Síria contra o EI. A posição representa uma mudança significativa na postura do presidente, que há três anos retirou as últimas forças de combate do Iraque.

FONTE: Exame.com

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Vader
5 anos atrás

Frouxo…

Carlos Soares
Carlos Soares
5 anos atrás

KKKK

Deixa eles chegarem perto de Israel e verás …. rs.

Soldat
Soldat
5 anos atrás

Alemanha bane ‘Estado Islâmico’ do seu território.

http://pt.euronews.com/2014/09/12/alemanha-bane-estado-islamico-do-seu-territorio/

Que bom resistência está começando!!

Requena
Requena
5 anos atrás

Texto bem interessante sobre a “salada” que vai virar essa guerra contra o Estado Islâmico…

http://www.independent.co.uk/voices/comment/islamic-state-widespread-fear-of-isis-is-producingstrange-bedfellows-across-the-middle-east-9732382.html