Home Carros de Combate Rússia poderá fornecer tanques T-90S ao Peru

Rússia poderá fornecer tanques T-90S ao Peru

916
8

t-90s

O Peru está interessado no fornecimento de tanques russos T-90S, mas os planos são considerados atualmente um projeto de médio prazo, disse o exportador de armas estatal Rosoboronexport através do seu diretor-geral adjunto Sergei Goreslavsky à RIA Novosti, durante a exposição Africa Aerospace and Defence 2014.

“Em colaboração com a Uralvagonzavod, a Rosoboronexport está trabalhando duro para promover o T-90S. Este projeto continua a ser o foco dos líderes peruanos, mas deve ser levado adiante a médio prazo devido a uma série de circunstâncias políticas, como as próximas eleições presidenciais “, disse Goreslavsky.

O Ministério da Defesa do Peru anunciou a possibilidade de comprar cerca de 140 carros de combate T-90S no futuro depois de receber protótipos da Rússia para testes em maio de 2013 em Lima. O Peru usa 300 carros de combate leves AMX-13 franceses, somados a 300 T-55 obsoletos feitos ainda pelos soviéticos.

Embora os testes do T-90S tenham sido bem-sucedidos, um contrato para o fornecimento dos tanques ao Peru ainda não foi assinado.

De acordo com Goreslavsky, a liderança peruana está focado no projeto que visa estabelecer a produção dos caminhões russos Kamaz, incluindo versões militares, que podem potencialmente ser usados para propósitos civis.

O T-90S modificado é equipado com um motor diesel multi-combustível com potência aumentada para 1.130hp, proporcionando ao veículo uma velocidade máxima de 60 km/h em estradas e até 45km/h em terrenos acidentados, de acordo com o fabricante Uralvagonzavod.

O tanque de 46,5 toneladas tem uma torreta redesenhada com canhão modernizado de 125mm, equipado com carregador automático, capaz de disparar mísseis 9M119M, novo controle de tiro, navegação e sistemas de comunicação e uma metralhadora de 7,62mm operada remotamente. A tripulação de três militares é protegida por blindagem reativa e tem sistema de proteção NBC.

A feira Africa Aerospace and Defence 2014 aconteceu na capital da África do Sul, Pretória, de 17 a 21 de setembro. Rosoboronexport foi um dos muitos expositores que apresentaram tecnologias para o ar, mar e terra.

t-90s-1

 

t-90s-3

FONTE: RIA Novosti / Tradução e adaptação: Forças Terrestres

Subscribe
Notify of
guest
8 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Soares
Carlos Soares
5 anos atrás

Bom para o Peru.

Ruim para a Bolívia.

Meio indiferente para o Brasil e Ecuador ?

Não sei …. selva, água …. não sei.

Para o Chile, a FACH dizima eles “na chon” . (rs)

Leonardo Pessoa Dias
Leonardo Pessoa Dias
5 anos atrás

140 seria a encomenda real ou para dotação doutrinária? Essa quantidade monta apenas uma companhia, né?

Colombelli
Colombelli
5 anos atrás

Leonardo, um regimento de carros tem de 40 (tercerários) a 55 carros ( quaternários). Esta dotação de 140 unidades equivale a uma brigada. Levando em conta que os CC são usados com VBTP à ração de 2×1 ou 1×1, dá para mobiliar 2 ou 03 brigadas blindadas, ou seja, uma divisão.

Companhias (infantaria) ou esquadrões (cavalaria) apresentam em média de 12 a 15 carros, sejam VBTP ou CC. .

Colombelli
Colombelli
5 anos atrás

leia-se terceários acima. Nossos regimentos (cavalaria) e batalhões (infantaria) nas brigadas blindadas são todos quaternários, ou seja, quatro subunidades, sejam companhias ou esquadrões.

rsbacchi
rsbacchi
5 anos atrás

Se as divisões de exército com 3 regimentos de infantaria foram chamadas de ternarias quando foram criadas a partir da 1ª GM, porque brigada com 2 regimentos (valor batalhão) de carros de combate e dois batalhões de infantaria blindadas é chamada de quarternaria? Não deveria de ser chamada de binaria? 2+2!!!

Bacchi (também conhecido como aquele que gosta de remar contra a maré)

Colombelli
Colombelli
5 anos atrás

Bacchi a classificação seja em vista da GU nivel brigada, seja nivel divisão, leva em conta o numero de unidades ou grandes unidades de cavalaria ou infantaria. Dai que se tenha o terceário ou quaternário.

Hoje a 6 brigada de infantaria blindada e a 5 de cavalaria blindada tem dois RCC a quatro esquadrões CC, e dois BIBs a quatro cia de fuzileiros.

Bosco Jr
Bosco Jr
5 anos atrás

Interessante notar aqueles dois “faróis” dos lados do canhão. Ele faz parte do sistema de defesa passivo Shtora-1, capaz de desviar mísseis guiados por CLOS e capaz de dar o alerta de mísseis guiados por laser, possibilitando o ocultamento via granadas fumígenas.

rsbacchi
rsbacchi
5 anos atrás

Colombelli, pelo amor de Deus, será que você já não poercebeu que eu conheço a organização do exército brasileiro?!?!?!?

Eu estou discutindo uma questão de nomenclatura, não como o exercito brasileiro está organizado.

Eu discordo completamete de se chamar uma unidade que tem duas unidades diferentes, de quartenaria, só isto.

Obrigado por sua atenção. Não o irei incomodar mais