Home Economia Putin diz que inimigos querem desmembrar a Rússia; rublo cai durante discurso

Putin diz que inimigos querem desmembrar a Rússia; rublo cai durante discurso

297
7

vladimir-putin

Por Timothy Heritage e Alexei Anishchuk

ClippingMOSCOU – O presidente russo, Vladimir Putin, acusou nesta quinta-feira os inimigos de seu país de tentarem desmembrar a Rússia e destruir sua economia como forma de punição por seu fortalecimento, em um discurso anual do estado da União que pareceu superar as demonstrações recentes de nacionalismo mais exacerbado.

O líder do Kremlin se vangloriou da anexação da península ucraniana da Crimeia, louvou o povo russo por sua força, acusou o Ocidente de “puro cinismo” na Ucrânia e disse que as sanções econômicas devem levar os russos a desenvolver sua própria economia.

O rublo caiu durante a fala de Putin, na qual não deu sinais de que irá voltar atrás nas políticas que desencadearam um clima de confronto com o Ocidente inédito desde a Guerra Fria.

Os “inimigos de ontem” da Rússia desejam a ela o mesmo destino da Iugoslávia nos anos 1990, afirmou ele no discurso, que durou mais de uma hora e foi interrompido várias vezes por aplausos.

“Não há dúvida de que eles teriam adorado ver a situação de colapso e desmembramento da Iugoslávia para nós – com todas as conseqüências trágicas que teria para os povos da Rússia. Isto não aconteceu. Não permitimos”, afirmou.

O Ocidente está tão determinado a destruir a Rússia, disse, que as sanções teriam sido impostas mesmo sem a crise na Ucrânia.

“Tenho certeza que se nada disso acontecesse… eles teriam arranjado outra razão para conter as habilidades crescentes da Rússia”, disse. “Quando alguém acredita que a Rússia se tornou forte, recorre a este instrumento”.

Mesmo ao se comprometer a manter sua nação aberta ao mundo, Putin adotou uma postura agressiva: “Jamais tomaremos o rumo do auto-isolamento, da xenofobia, da suspeita e da busca por inimigos. Tudo isso é uma manifestação de fraqueza, e nós somos fortes e confiantes em nós mesmos”.

O líder russo está sendo pressionado a mostrar que tem uma resposta para a economia em declínio da Rússia. As sanções e a redução do preço das exportações do setor energético colocaram o rublo em trajetória de queda, culminando nesta semana com a admissão do governo de que o país ruma para a recessão.

Putin prometeu uma anistia aos capitais repatriados, dizendo que os russos que decidirem levar seu dinheiro de volta para o país não terão que explicar como o obtiveram. Receitas de um fundo nacional de riqueza seriam usadas para apoiar os bancos locais.

A popularidade de Putin ainda está nas alturas e ele não enfrentou grandes manifestações por conta da decadência econômica, mas há quem se pergunte se ele tem um plano para tirar a economia da crise.

O rublo perdeu um terço do valor este ano, a queda no preço do petróleo fez um rombo nas finanças estatais e as empresas e bancos do país penam para encontrar dólares para pagar dívidas estrangeiras.

A fuga de capitais deve ultrapassar e muito os 100 bilhões de dólares em 2014, e alguns analistas preveem controles sobre o capital, embora o governo negue.

FONTE: Reuters

Subscribe
Notify of
guest
7 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Pangloss
Pangloss
5 anos atrás

Vladimir, Vladimir, não fique Putin(ho) com o “inimigo” errado. Olhe para o Oriente, e oriente-se direito: é a China, estúpido! E mais: se o petróleo está caindo, trate de culpar o “inimigo” correto: é a Arábia Saudita que está forçando para baixo os preços do barril de petróleo, para sabotar fontes alternativas e reservas de extração mais cara (pré-sal brasileiro, óleo de xisto, areias betuminosas…). Pode manter a pose de macho-alfa dominante, predador pela própria natureza. Isso funciona bem para o público interno. Mas não substitua o cérebro pelo esfíncter, ao tratar de política internacional e economia.

Oganza
Oganza
5 anos atrás

“…devem levar os russos a desenvolver sua própria economia.”

Os caras ainda não aprenderam. – Só existe um tipo de economia. A eficiente, que por definição tem que ser responsável, de mão-dupla e ela tem nome: Capitalismo

O resto é utopia.
––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––
Pangloss – Perfeito.

Grande Abraço

Soldat
Soldat
5 anos atrás

Putin voce está 101% certo…. Quem dera que o Brasil tive-se um governante como ti!!!! Eua,Inglaterra,Arabia Saudita.Turquia e a mais alguns na verdade são todos inimigos da Russia e de todos as nações que querem ser livres donos de seus destinos sem ter que ser colonia dos banqueiros ocidentais e desse chamado capitalismo podre que nada mas é do que irmão gêmeo do comunismo o pai e mãe tanto do capitalismo e do comunismo é o mesmo. A Russia e forte sim e Grandiosa e livre e não ha nenhuma nação que vai bater de frente: A não ser que… Read more »

joao.filho
joao.filho
5 anos atrás

O inimigo da Rússia é a China??? Rsrsrs!!! Que eu saiba, não é a China quem estendeu a OTAN até o quintal do Putin. O oeste está cometendo o erro histórico de achar que a Rússia é um alvo fácil, um tigre de papel. É interesante ver como qualquer pais que não se deixa enrabar pelo império Zionista Americano Israelense é taixado de ditadura, failed state, etc. Rússia não é Brasil não! Adiante, Putin. Muito bem!!

eparro
eparro
5 anos atrás

Pangloss 4 de dezembro de 2014 at 10:39 #

Oganza 4 de dezembro de 2014 at 16:11 #

Boa análise Pangloss, bem lúcida e “direta no fígado”.

Perfeito Oganza! O difícil é chegar na eficiência com tantos descaminhos como acontece aqui em “Terra Brasilis”, parece-me que por lá os desvios não são menores.

Pangloss
Pangloss
5 anos atrás

Soldat e joao.filho, Sim, China e Rússia são amicíssimas, desde a infância. A Rússia gosta tanto da China que nem se perturba com a inflitração insidiosa de populações chinesas no vazio demográfico da Rússia Oriental (aliás, falar que os chineses agem insidiosamente é um pleonasmo vicioso, desculpem-me os meus interlocutores e outros leitores). Pois é, a Rússia é tão temível em sua relação com o Ocidente, o Putin é tão viril, mas, considerando que os chineses são mesmo amigões do peito dos russos, conforme acabei de aprender com vocês, então fica explicada a omissão russa: fica tudo resolvido na camaradagem,… Read more »

Ivan
Ivan
5 anos atrás

No extremo leste da Rússia há uma invasão silenciosa de milhões de chineses, sendo que o número chega a vários milhões, entre 5 e 8 dependendo da fonte.

É ou será um chinês para cada russo nos vastos territórios em torno da China.

Um mapa sempre ajuda, sendo este demográfico:
https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/8/81/USSR_Population_1974.jpg

Sabe aquela conversa fiada do Vladimir de proteger os russos étnicos em países vizinhos?
Pois é.
Os chineses poderão repetir o bordão no futuro.

Abç.,
Ivan.