Home Noticiário Internacional Após retaliação de Dilma Rousseff, Indonésia pode cancelar compra de aviões...

Após retaliação de Dilma Rousseff, Indonésia pode cancelar compra de aviões da Embraer e lançadores de foguetes da Avibras

355
7

Astros 2020 - 3

Presidente da Indonésia, Joko Widodo, disse nesta terça-feira que as execuções dos 11 condenados, entre eles o brasileiro Rodrigo Gularte, serão mantidas

ClippingJACARTA — A recusa da presidente Dilma Rousseff em receber as credenciais do embaixador indonésio para começar a trabalhar no Brasil, na última semana, uma retaliação a recusa do presidente indonésio de acatar o pedido de clemência em favor do brasileiro Marco Archer, pode afetar as relações comerciais entre os país. Após convocar o embaixador brasileiro para dar explicações, além de chamar de volta ao país Toto Riyanto, agora o governo indonésio estuda está reconsiderando a compra aviões de combate e lançadores mísseis do Brasil, , informou o diário indonésio “Jakarta Post“.

De acordo com o jornal, o vice-presidente indonésio Jusuf Kalla disse que o governo está repensando se adquire para a Força Aérea do país um esquadrão de 16 aviões EMB-314 Super Tucano, fabricados pela Embraer. A Indonésia ainda estaria estudando a possibilidade de cancelar uma encomenda de lançadores múltiplos.

Presidente da Indonésia, Joko Widodo - AFP
Presidente da Indonésia, Joko Widodo – AFP

Na sexta-feira, em uma cerimônia no Palácio do Planalto, a presidente recebeu as credenciais de cinco novos embaixadores. O diplomata indonésio, Toto Riyanto, chegou a constar da lista dos que seriam recebidos na cerimônia, o que não aconteceu.

– Nós achamos que é importante que haja uma evolução na situação para que a gente tenha clareza de em que condições estão as relações da Indonésia com o Brasil. O que nós fizemos foi atrasar um pouco o recebimento das credenciais, nada mais do que isso – disse Dilma a jornalistas, após a cerimônia.

O presidente da Indonésia, Joko Widodo, disse nesta terça-feira que as execuções dos 11 condenados, a maioria por tráfico de drogas, não serão canceladas ou suspensas, alertando aos outros países para não intervirem no direito da Indonésia de praticar a pena de morte.

— A primeira coisa que eu preciso dizer firmemente é que não deve haver qualquer intervenção na pena de morte porque é nosso soberano direito de exercer nossa lei — disse Widodo, em uma possível resposta aos pedidos da presidente Dilma Rousseff, da França, Holanda e Austrália, para que os condenados destes países não fossem executados.

Widodo disse ter recebido telefonemas dos líderes de Brasil, França e Holanda sobre a pena de morte, mas afirmou que os apelos não serão atendidos. De acordo com informações da BBC, o governo Francês chamou o embaixador da Indonésia no país para falar sobre a preocupação com o destino de Serge Atlaoui, preso no país por tráfico de drogas e condenado a morte.

As autoridades australianas, que também apelam pela vida de dois condenados, fizeram uma grande campanha diplomática pelas vidas de Myuran Sukumaran e Andrew Chan. O primeiro-ministro autraliano, Tony Abbott, causou um mal estar na semana passada quando disse que a Indonésia deveria se lembrar da ajuda de 1 bilhão de dólares australianos enviada ao país após o tsunami que atingiu o país em 2004.

Marco Archer foi executado na Indonésia no dia 17 de janeiro, apesar do pedido de clemência feito pelo governo brasileiro. A presidente telefonou para o presidente indonésio Joko Widodo. Na ocasião, ela afirmou ao colega que no Brasil não há pena de morte, e que o fuzilamento do brasileiro causaria comoção e estremeceria as relações entre Brasil e Indonésia.

Outro brasileiro aguarda no corredor da morte na Indonésia. O nome de Rodrigo Gularte, condenado por tráfico de drogas, consta numa lista divulgada pelo governo indonésio no início do mês. Diagnosticado com esquizofrenia, o brasileiro pode ter sua sentença suspensa.

FONTE: O Globo/Agências Internacionais

7
Deixe um comentário

avatar
7 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
6 Comment authors
Jorge AlbertoaldoghisolfiKojakAugustoVader Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
eparro
Visitante
Member
eparro

Mais uma “orelhada” do “anão diplomático”! Será mesmo que agem assim de caso pensado? Será que ninguém lá avalia o contexto das situações? Será que a irresponsabilidade chega mesmo a tanto? Esses caras falam em nosso nome e nos legam este destino! Até quando abusarão de nossa paciência! Tal qual (parte) do poema No Caminho, com Maiakóvski de Eduardo Alves da Costa: “Na primeira noite eles se aproximam e roubam uma flor do nosso jardim. E não dizemos nada. Na segunda noite, já não se escondem: pisam as flores, matam nosso cão, e não dizemos nada. Até que um dia,… Read more »

Vader
Membro
Trusted Member

Faz muito bem a Indonésia. O ato de se negar credenciais a um embaixador é coisa que se faz apenas com países em guerra.

E não se negocia nem muito menos se dá dinheiro ao inimigo.

Azar da Avibrás e da Embraer. Que vão cobrar a conta do governo do PT.

Vader
Membro
Trusted Member

Ah sim, para a Embraer até não, mas a Avibrás não terá como reclamar com o PT.

Isso porque se essa venda não sair ela quebra.

Simples assim.

Augusto
Visitante
Member
Augusto

Estratégia de negociação do Brasil com a Indonésia: birra. O país está nas mãos de amadores.

Kojak
Visitante
Kojak
aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

Apesar do prejuízo, parabéns para o governo de Jacarta!

Jorge Alberto
Visitante
Jorge Alberto

Apesar do prejuízo, parabéns para o governo de Jacarta! [2]

Q vergonha!!! Tudo isso por causa de um traficantezinho de bosta!!!