segunda-feira, junho 14, 2021

Saab RBS 70NG

Corte no orçamento de Defesa para 2015 foi de 5,6 bilhões de reais

Destaques

Fernando "Nunão" De Martini
Pesquisador de História da Ciência, Técnica e Tecnologia, membro do corpo editorial da revista Forças de Defesa e sites Poder Aéreo, Poder Naval e Forças Terrestres

Contingenciamento orçamento 2015 - tela 2 apresentação Min do Planejamento

Acima e abaixo, telas de apresentação divulgada pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão nesta sexta-feira, 22 de maio, sobre o contingenciamento orçamentário deste ano de 2015, o que inclui o Ministério da Defesa. A apresentação completa (arquivo em pdf) pode ser acessada clicando aqui.

Para o Ministério da Defesa, o corte foi de 5,6 bilhões de reais (queda de 22,64 bi para 17,02), valor cerca de 2 bilhões superior ao corte realizado no ano passado, que foi de aproximadamente 3,5 bilhões (queda de 14,79 bi para R$ 11,29, conforme divulgado à época). O total contingenciado dos gastos neste ano chega a 69,9 bilhões de reais, comparados aos 44 bilhões do ano passado.

Contingenciamento orçamento 2015 - tela 3 apresentação Min do Planejamento

Apesar do corte ser 2 bilhões maior do que o do ano passado, diferentemente de 2014 o sacrifício que coube ao Ministério da Defesa não foi o maior dentre todas as pastas, em números absolutos. Desta vez, ficou em quinto lugar. Para 2015, o ministério com mais cortes foi o das Cidades, com 17,2 bilhões contingenciados. Seguem-se o Ministério da Saúde, com corte de 11,7 bilhões, o da Educação, do qual se cortaram 9,4 bi e o dos Transportes, que sofreu corte de 5,7 bilhões, como se vê na tabela do alto, na qual destacamos em azul os números para a Defesa.

 

Contingenciamento orçamento 2015 - tela 4 apresentação Min do Planejamento

Segundo divulgado pelo Ministério do Planejamento, todas as pastas devem contribuir com o esforço de contenção de despesas, havendo um contingenciamento seletivo (não linear), que segundo a apresentação divulgada visa garantir investimentos e ações sociais prioritárias. Quanto aos investimentos, o cronograma dos mesmos visa “preservar projetos estruturantes e em fase de conclusão”.

Contingenciamento orçamento 2015 - tela apresentação Min do Planejamento

- Advertisement -

10 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lyw
Lyw
6 anos atrás

Sinceramente? Acho que foi bem menor do que pensei! Aliás, para os 50% de corte que se noticiava, parece que a tesoura não foi tão afiada assim… Óbvio que não estou dizendo que foi bom, não me espanquem, só estou dizendo que me surpreendí positivamente, achei que seria bem pior!

Baschera
Baschera
6 anos atrás

Também achei que seria maior…. no entanto, para quem já estava respirando só com o nariz fora da água…. a coisa não vai ser fácil.

Vamos ver se cada força divulga quais os custeios que serão reduzidos e quais os investimentos que deverão ser reduzidos ou mesmo cortados.

Sds.

Ivan
Ivan
6 anos atrás

É difícil cortar muito
no que já é pouco.

Marcelo
Marcelo
6 anos atrás

Também esperava muito mais, pode ser que a influência do Ministro da Defesa, influente com a Presidente, tenha servido para algo afinal.

Guilherme Poggio
Editor
6 anos atrás

o ministério com mais cortes foi o das Cidades, com 17,2 bilhões contingenciados.

Façam um favor ao país e eliminem este ministério.

Oganza
Oganza
6 anos atrás

Caros colegas, não foi tão ruim, foi um completo desastre do ponto de vista orçamentário, uma senhora tesourada. Vejamos: Se 22,640 Bi (100%) era o planejado, então 5,6 Bi é ≈ 24,7% do “total”. Uai, menos de 1/4 ok? Será? Agora vejamos: sabemos que ≈ 70% são o que podemos chamar de despesas “fixas”: salários, pensões, luz, água, telefone, custeio(?), etc… então vamos ao bloquinho da padaria: 22,640 Bi (100%) – 15,848 Bi (70%) –––––––––––––––– 6,792 Bi (30%) —— esse seria para os “investimentos”; – 5,600 Bi (24,7%) —- esse é o atual corte; –––––––––––––––– 1,192 Bi (5,3%) e isso… Read more »

Wellington Góes
Wellington Góes
6 anos atrás

Conforme colocado pelo colega Robson lá no FBM, talvez a justificativa para o MD ter sido menos sacrificado do que outros ministérios é que o atual ministro é político consagrado do próprio PT. Outros ministérios administrados pelo PMDB, por exemplo, sofreram mais. É irônico, se não for trágico (pelo menos para alguns, são as duas coisas).

Até mais!!! 😉

eparro
eparro
6 anos atrás

É, são os tempos da vaca magra!

a.cancado
a.cancado
6 anos atrás

Parabéns ao Lula, à Dilma e ao PT, cujos governos, essencialmente inePTos e corruPTos, deixaram as coisas chegar ao ponto em que estão.
E, também, a quem votou neles, é claro…

Vader
6 anos atrás

E assim naufragam os delírios de Bravphil-PuThânphia da corja esquerdista que até alguns anos atrás infestava os espaços de Defesa, este incluso… 🙂 Conscrito que quiser comer agora que leve a marmita de casa. O governo de PuThânphia inovou nas FFAAs: “terceirizou” o rancho… (Sempre falei a favor da terceirização… 🙂 ) E cabeça-de-prego que quiser fazer “number two” que compre um jornal e pelo menos naquela hora sacra o utilize. Vai daí que o governo do PT de quebra incentiva a leitura da moçada, ainda que por osmose retal… 🙂 Mas pelo menos uma notícia boa: esse ano acaba,… Read more »

Reportagens Especiais

Relembre os 10 anos da Trilogia Forças de Defesa

Hoje, 21 de setembro de 2018, a Trilogia de sites Forças de Defesa completa 10 anos, data em que o ForTe – Forças Terrestres foi...
- Advertisement -
- Advertisement -