Home Carros de Combate Tanques de Guerra: Medium Mark A ‘Whippet’

Tanques de Guerra: Medium Mark A ‘Whippet’

792
8

Tank Mk A

O Medium Tank Mk A da I Guerra Mundial foi projetado para complementar os tanques mais pesados como o Mk V. A ênfase foi dada na velocidade e mobilidade.

Projetado por William Tritton, o Mk A foi logo apelidado de Whippet. O protótipo era propulsado por motores de ônibus de Londres e estava pronto em 1917, mas só no final daquele ano que os primeiros exemplares de produção apareceram.

O Whippet entrou em combate pela primeira vez em março de 1918, sendo usado inicialmente para cobrir buracos na linha. Seu valor foi provado nos contra-ataques, fazendo incursões profundas atrás das linhas e criando confusão nas áreas de retaguarda alemãs.

Depois da guerra, o MK A serviu na Irlanda e alguns foram exportados para o Japão nos anos 1920.

whippet bov

 

País Inglaterra
Tripulação 3 ou 4
Comprimento 6,1 m (20 ft)
Largura 2,62 m (8,6 ft)
Altura 2,74 m (9,0 ft)
Peso 14 t (30.900 lb)
Blindagem do veículo 5 a 14 mm (0,55 in)
Armamento
primário
4 metralhadoras Hotchkiss de .303 pol.
Armamento
secundário
nenhum
Motor 2 Tylor Twin 4 cilindros a gasolina
90 hp (67,1 kW)
Peso/potência 6.4 hp/ton
Transmissão 4 à frente e uma à ré
Suspensão sem suspensão
Capacidade de combustível 70 B-gal (318 l)
Velocidade 13,4 km/h (8,3 mph)

FONTE: Armored Fighting Vehicles – Philip Trewhitt / FOTOS: Wikipedia

8
Deixe um comentário

avatar
8 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
8 Comment authors
BentoMauricio R.ObservadorWagnerRafael M. F. Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Victor Moraes
Visitante
Victor Moraes

São máquinas de guerra, feitas para matar, mas são coisas fantásticas, em termos de engenharia. Eu admiro muito!

Luciano Meron
Visitante
Luciano Meron

Interessante como o Japão foi influenciado por esses tanques leves e médios e nao adotou em larga escala tanques pesados na II WW. Talvez pela predominância de ações em TO insulares ou de florestas o tivessem feito rejeitar a utilização de carros de combates mais pesados.

Diogo Prado
Visitante
Diogo Prado

No seriado The Pacific em alguma batalha relatada aparece um tanque muito parecido com esse. Eles usaram na segunda guerra ou era alguma derivação desse?

Rafael M. F.
Visitante
Rafael M. F.

Podiam fazer matérias sobre os pioneiros:

– Mk I/II/IV/V, da Grã-Bretanha;
– Renault FT-11, da França;
– A7V, da Alemanha

Wagner
Visitante
Wagner

nããão, não posta isso nããão

Agora o Governo vai querer comprar para o EB !!!!!

vixe…

kkkkkkkkkkkkkkkkkk !!

Observador
Visitante
Observador

Ufa!!! Por um momento achei que iríamos comprar o tanque, e com “transferência de tecnologia” fazer uma tanque “hot rod” à la Chip Foose. 🙂

Mauricio R.
Visitante

OFF TOPIC…

…mas nem tanto!!!

Uma nova versão do M-113???

Vejam na 2ª foto:

(http://snafu-solomon.blogspot.com.br/2015/08/1st-armoured-regiment-australian-army.html)

Bento
Visitante
Bento

Senhores Boa noite! Gostaria de lembrar que, segundo alguns historiadores, um Whippet, aliás o único da Companhia “B” do 6. Batalhão de Tanques, no dia 8 de agosto de 1918, comandado pelo tenente C. B. Arnold, protagonizou a maior ação de um só tanque da história. A descrição dessa ação está no livro Tanques – 1918, nascem os blindados, da Editora Renes. O mais interessante dessa ação é verificar que mesmo um exército bem treinado, como o alemão, pode ser presa de uma nova tecnologia, quando esta é bem utilizada, mesmo em táticas secundárias. No caso, foi uma ação típica… Read more »