Home Clipping Bahrein e Sudão apoiam Arábia Saudita e rompem relações com o Irã

Bahrein e Sudão apoiam Arábia Saudita e rompem relações com o Irã

3605
66
Com cartazes e retratos, manifestantes iranianos protestaram contra a execução de Nimr Baqir al Nimr
Com cartazes e retratos, manifestantes iranianos protestaram contra a execução de Nimr Baqir al Nimr Foto: EFE

O reino do Bahrein, fiel aliado do vizinho saudita, e o Sudão romperam nesta segunda-feira as relações diplomáticas com o Irã, agravando a crise provocada pela execução de um clérigo xiita na Arábia Saudita.

Os pedidos das grandes potências e da ONU para reduzir a perigosa escalada entre Arábia Saudita e Irã não tiveram efeito.

Nesta segunda-feira, a Rússia se ofereceu como intermediária na disputa entre Arábia Saudita, país majoritariamente sunita, e o Irã, predominantemente xiita.

“A Rússia está disposta a atuar como intermediária entre Riad e Teerã”, disse uma fonte do ministério das Relações Exteriores, sem entrar em detalhes sobre o papel que poderia ser desempenhado por Moscou.

No domingo, a Arábia Saudita rompeu relações com o Irã depois que manifestantes iranianos incendiaram duas representações diplomáticas do país em protesto contra a execução do clérigo Nimr Baqer al-Nimr.

O governo dos Emirados Árabes Unidos também manifestou solidariedade com a Arábia Saudita e convocou para consultas seu embaixador em Teerã.

A escalada entre Arábia Saudita e Irã provoca o temor de um aumento da violência sectária no Oriente Médio, particularmente no Iraque, onde duas mesquitas sunitas foram atacadas nesta segunda-feira na região central do país.

Teerã reagiu e acusou Riad de agravar as tensões e os confrontos na região.

“A Arábia Saudita baseia sua existência na continuidade das tensões e dos enfrentamentos, e tenta resolver seus problemas internos exportando-os ao exterior”, disse Hossein Jaber Ansari, porta-voz da diplomacia iraniana.

Irã e Arábia Saudita têm pontos de vista radicalmente contrários em vários conflitos do Oriente Médio, incluindo a guerra civil na Síria, onde Teerã apoia o presidente Bashar al-Assad e Riad respalda as forças rebeldes.

Outro ponto de discórdia é o Iêmen, onde uma coalizão árabe liderada pelos sauditas atua militarmente contra os rebeldes huthis xiitas apoiados pelo Irã.

O aumento da tensão acontece depois do histórico acordo assinado pelas grandes potências e Teerã sobre o programa nuclear iraniano.

Nesta segunda-feira, França e Alemanha, assim como o governo dos Estados Unidos no domingo, pediram que iranianos e sauditas tentem reduzir a tensão e façam o possível para restabelecer as relações.

Em Teerã, quase 3.000 pessoas protestaram contra a Arábia Saudita, com gritos contra a família real deste país e queimando bandeiras dos Estados Unidos e de Israel.

No domingo, o presidente iraniano Hassan Rohani criticou os incêndios contra as representações diplomáticas sauditas.

O irmão de Nimr condenou os ataques contra as sedes diplomáticas sauditas e criticou o fato do clérigo ter sido enterrado em um cemitério desconhecido.

“Rejeitamos e condenamos o ataque contra as embaixadas e consulados do reino no Irã”, escreveu Mohammed al-Nimr em uma mensagem em árabe no Twitter.

Também pediu que o corpo do “mártir” seja rapidamente entregue à família para um funeral em Awamiya, sua cidade natal no leste da Arábia Saudita.

‘Grave erro’ de Riad

O vice-ministro iraniano das Relações Exteriores, Hossein Amir Abdollahian, criticou o erro estratégico de Riad.

“A Arábia Saudita não poderá provocar o esquecimento do grande erro de ter executado um líder religioso xiita”, disse Abdollahian.

A execução de Nimr Baqer al-Nimr ao lado de outras 46 pessoas, em sua maioria condenadas por “terrorismo”, provocou manifestações violentas na comunidade xiita de vários países do Oriente Médio, incluindo Irã, Iraque, Bahrein e Líbano.

De acordo com Amir Abdollahian, a Arábia Saudita “prejudicou os interesses de seu próprio povo e das populações muçulmanas da região com o complô para provocar a queda do preço do petróleo”.

Teerã considera que Riad teve um papel primordial na queda do preço do petróleo ao manter a produção em um nível muito elevado.

As cotações do petróleo estavam elevadas nesta segunda-feira após a decisão saudita de romper relações com o Irã.

As relações entre os dois países foram interrompidas durante quatro anos, entre 1987 e 1991, depois de confrontos violentos entre peregrinos iranianos e sauditas em Meca.

Em setembro do ano passado, a morte de pelo menos 2.236 peregrinos, incluindo 464 iranianos, em Mina, perto de Meca, aumentou a tensão entre Riad e Teerã.

A crise diplomática chegou aos esportes, depois que os clubes sauditas que disputam a Liga dos Campeões da Ásia, que começa em fevereiro, solicitaram que as partidas contra equipes iranianas aconteçam em um país neutro.

FONTE: AFP

66
Deixe um comentário

avatar
66 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
22 Comment authors
juniorBernardo-SPRenato B.CelsoXFF Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
donitz123
Visitante

A execução foi a única forma da Arábia Saudita demonstrar sua frustação com as derrotas do seu exército de jihadistas do Estado Islâmico na Síria e Iraque e do cacete que eles estão levando no Iêmem, derrotas estas que o Irã tem importante participação. O Irã tá pouco se $%##%@@ para as relações com a Arábia Saudita e Bahrein pois não depende deles para nada. Foi apenas um chilique saudita.

patriotaRBC
Visitante
patriotaRBC

Como disse Bill Maher deixem eles resolverem seus problemas !!

Jr
Visitante
Jr

Podem escrever, não dou cinco anos para acontecer uma guerra civil no moldes da Síria dentro da Arábia Saudita. No sul os hutis que entram, atacam e saem de cidades sauditas com uma facilidade absurda, bastar ver alguns vídeos na internet da surra que os hutis estão dando nos sauditas dentro do seu próprio território. No Leste a província com maioria xiita onde acontecem alguns motins e protestos a tempos, a tendência é que esses protestos aumentem e veremos até quando eles continuaram sendo pacíficos, na Síria no começo os protestos também eram pacíficos. No norte que faz fronteira com… Read more »

Alexandre Samir Maziz
Visitante

Meu caro Jr pode ate acontecer a guerra civil na AS , mas tu esqueceu de quem é o “pai” deles na região ?? os EUA , rapidamente vão socorrer seu “filho” e sufocar qualquer rebelião ….

donitz123
Visitante

Alexandre Samir Maziz 4 de janeiro de 2016 at 21:14
os EUA , rapidamente vão socorrer seu “filho” e sufocar qualquer rebelião ….
>>>> Não creio. A presença de tropas americanas em solo saudita(supostamente sagrado) foi um dos motivos pelos quais Bin Laden se virou contra seus antigos aliados americanos. Eles usariam os lacaios de costume para tentar limpar a bagunça, mas não enviariam tropas. Mercenários paquistaneses não faltariam ao ditador saudita.

Alex
Visitante
Alex

“Exportando-as ao exterior” ficou esquisito.

Delfim
Visitante
Delfim

O que o Ocidente e Israel devem fazer é assistir de camarote.

Zmun
Visitante
Zmun

O crime do clérigo assassinado pelos sauditas fez foi, mais ou menos, o que Gandhi fez na Índia, mas num país onde a sharia é a lei, o buraco é mais embaixo. Falta de respeito total não permitir nem que a família conhece o local da sepultura do cara. Eu gostaria de acreditar que o que os sauditas estão fazendo é meramente vingancinha pelas suas derrotas na Síria e no Iêmen, mas o que me chama atenção é como foi rápida a coordenação entre os sauditas e seus amigos contra Teerã. Muito rápido, mesmo. Bem diferente do histórico de tentativas… Read more »

Caio
Visitante
Caio

Donitz123 concordo plenamente com seu escrito e amplio: as empresas de petróleo estão soltando fogos de alegria, o barril vai nas alturas.

Eduardo SP
Visitante
Eduardo SP

Donitz123 diz que a Arábia Saudita apóia o Estado Islâmico, Jr diz que o Estado Islâmico indicou a Arábia Saudita como alvo potencial e que poderiam invadir o país pela sua fronteira como Iraque…
Acho que as coisas estão um pouco nebulosas…
Afinal a Arábia apóia ou não o Estado Islâmico?

Zmun
Visitante
Zmun

Eduardo, todo indica que sim, mas nesse mundão véio sem porteira tudo pode acontecer, inclusive os jihadistas morderem a mão que lhes alimenta. Eu pessoalmente acho isso impossível de acontecer.

Marcello ASM
Visitante
Marcello ASM

Era previsível que a Arábia Saudita não ia deixar barato a descompressão nas relações entre o Irã e o Ocidente em função do acordo nuclear negociado e age para manter um clima tenso na região tentando manter o Irã isolado. E, para complicar, além de rivais na disputa pela hegemonia regional e das diferenças religiosas (sunita contra xiita) temos uma rivalidade ancestral entre árabes e persas. Naquela região tudo é complicado e o Ocidente deveria não se meter e deixar que “eles” se entendam mesmo que ao custo de uma nova guerra. Na verdade se o Ocidente (leia-se USA) não… Read more »

Jose Souza
Visitante

Duas ditaduras .. uma religiosa a outra monárquica … bem como …duas seitas distintas xiitas Irã ..sunitas Arabia. Tanto russos como americanos tendem a ganhar algo se o “conflito” se agravar… com Israel pagando para ver o circo pegar fogo.

Algo me diz que o Obama vai dar uma de Pilatos e “lavar as mãos”.

Nonato
Visitante
Nonato

O Irã é uma democracia… militarmente deve estar bem fragilizado.
Poucos aviões velhos.
Mas aparentemente muitos artefatos para guerra assimétrica no caso de ataque americano, muitos mísseis, defesa antiaérea etc.
E AS tem muitos aviões e equipamentos militares ocidentais novinhos em folha ou não.
Mas o Irã não é qualquer coisa é parecem bem equipados de armamentos convencionais inclusive de fabricação própria e chineses. Me parece que os militares iranianos têm mais motivação do que os sauditas.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

donitz123 4 de janeiro de 2016 at 16:43
Tem certeza ?
O Golfo e o Estreito não estão no seu mapa ?
Ivan, o mapento pode lhe explicar melhor …..

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Delfim 4 de janeiro de 2016 at 22:20
Concordo 110%.
Que se explodam, afinal a culpa é do profeta Maomé, quem mandou morrer (rs).

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

“….sauditas fez foi, mais ou menos, o que Gandhi fez na Índia,….”
What ?

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Caio 4 de janeiro de 2016 at 23:22
Não creio.
Russia mandando ver no crudo, USA 9.2 Mi de crudo, AS e aliados mandando ver …..
Difícil heim ….

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Eduardo SP 4 de janeiro de 2016 at 23:55
Boa …..

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Marcello ASM 5 de janeiro de 2016 at 0:42
Há um detalhe:
Há mais de um ano o Instituto está municiando o SI da AS com dossiês de inteligência e fotos de satélite da crescente ação Irani (xiita) para bagunçar países Sunis. Inclusive com misseis preparados contra estes …. então …..
Entenderam, não precisamos agir, basta repassar algumas informações.
Acompanhem a imprensa Israeli e saberão.
Há (havia) intermediários para fazer esse corrier, parece que a coisa ficou direta de uns tempos para cá ….
O inimigo do seu inimigo pode se tornar seu amigo (mesmo ?). Kkkk …..

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Nonato 5 de janeiro de 2016 at 3:03
“O Irã é uma democracia… ”
What ?
“….militarmente deve estar bem fragilizado.
Poucos aviões velhos.”
“Mas o Irã não é qualquer coisa é parecem bem equipados de armamentos convencionais inclusive de fabricação própria e chineses. Me parece que os militares iranianos têm mais motivação….”
Bem coerente ….. Kkkkk rsrsrsrs …..

Renato B.
Visitante
Renato B.

Pelo que entendi, pouco tempo atrás o Houthis atacaram bases saudita com um mísseis balísticos. E esses caras são chamados de rebeldes?

donitz123
Visitante

carlos alberto soares 5 de janeiro de 2016 at 5:58 Há mais de um ano o Instituto está municiando o SI da AS com dossiês de inteligência e fotos de satélite da crescente ação Irani >>>>> Sua informação não procede. Veja o caso da malfadada aventura saudita no Iêmem. Por quê os serviços de inteligência ocidentais não fornecem informações sobre a localização dos mísseis Scud(Ou genéricos norte-coreanos) que estão sendo lançados contra a Arábia Saudita?Quase toda semana um míssil “Scud” é interceptado por um Patriot sobre a Arábia Saudita sendo que eles inclusive moveram as baterias de mísseis para a… Read more »

Ivan
Membro
Member
Ivan

Um mapa simplificado para posicionar visualmente
a Arábia Saudita e o Irã
https://ep01.epimg.net/internacional/imagenes/2015/03/28/actualidad/1427543202_514565_1427577140_sumario_normal.png
Sds.,
Ivan.

Ivan
Membro
Member
Ivan

Outro mapa, este mais detalhado, para visualizar
os demais atores neste processo:
https://cache4.asset-cache.net/xc/484712456.jpg?v=2&c=IWSAsset&k=2&d=hroEHbKPdwNJg8l_1pCDHTP39yOiTZGbuVH-ekpP3mTEAm2BhTmGteASZURwNE5s0
Sds.,
Ivan, o mapento.

Rafael
Visitante
Rafael

Donitz o que o Carlos quis dizer é que a provas do irã desestabilizando países sunitas da região com fotos de satélites e tudo o que é fato , o caso dos scud não foi o irã que deu pró houtis mas sim eles capturaram do exército yemita , o scud como plataforma móvel é bem difícil de detectar tem q ter aviões ou drones de reconhecimento para acha-los o que provavelprovavel mente os EUA eo RU já devem estar providenciando para a AS

donitz123
Visitante

Leiam este breve artigo: http://www.reuters.com/article/saudi-security-iran-usa-idUSKBN0UI07Q20160104 Dá para se ter uma noção do nível de “cooperação” entre americanos e sauditas. É até piada dizer que o Irã está desestabilizando países sunitas. Ele não precisa fazer muito pois sunitas tratam xiitas como lixo e como exemplos cito o Iraque de Saddam Hussein, a Arábia Saudita da ditadura da Casa de Saud que executa tantos xiitas quanto os americanos executam minorias e a ditadura do Bahrein que não hesitou em metralhar manifestantes, estes sim pacíficos manifestantes pró-democracia. >>>> Esconder um Scud não é tão fácil hoje como era nos anos 90. Há uma… Read more »

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

donitz123 5 de janeiro de 2016 at 8:33
Não me entendeu !
Rafael 5 de janeiro de 2016 at 10:01
Me entendeu, o Mossad só dá o serviço por múltiplos interesses, entendeu Donitz ?
O Yemen faz parte, mas sobre outra ótica. Pense !
Acompanhe a imprensa Israeli e terás muitas informações daquela região.

Ivan
Membro
Member
Ivan

Alguns pontos a observar nos mapas: . * Kuwait não se pronunciou. Interessante, pois sua posição geográfica é muito sensível nesta crise, ficando entre Arábia Saudita (ao sul e sudoeste) e Iraque (norte e noroeste), com o Golfo Pérsico a leste e a fronteira do Irã há menos de 50 quilômetros de distância. A população é dividida entre ‘cidadãos’ e ‘estrangeiros’, sendo que entre os primeiros 70% é sunita e 30% xiita, mas os estrangeiros são dois terços dos que moram no Kuwait. Uma guerra convencional sobre o Kuwait é improvável, dada a presença dos norte americanos, mas sua geografia… Read more »

Carlos Góes
Visitante
Carlos Góes

Carlos Alberto Soares 5 de janeiro de 2016 at 5:46 É verdade. O clérigo em questão era visto pelo ocidente como pacifista. O mesmo não apoiava o regime do Irã e era abertamente defensor da democracia. Seus discursos e informações disponiveis mostram que ele claramente organizava manifestações de forma pacífica, sendo reprimido violentamente pelo governo saudita. Se pesquisar em grupos humanitários europeus, verá que não há antecedente nenhum contra o referido. Apenas menções sobre sua atitude pacifista. Mas em um país onde a corrente predominante é a Sunita, o mesmo era visto como agitador e pertubador da ordem. Seu julgamento… Read more »

Carlos Góes
Visitante
Carlos Góes

Com relação a questão de desestabilizar outros países, o Irã apoia os movimentos Xiitas na região, e isso é normal. O que é estranho é o fato de ninguém se pronunciar mais firmemente sobre a Arabia Saudita, que antes de sofrer as ameaças e ataques esporádicos em sua fronteira com o ISIS, era abertamente favorável ao grupo, sendo um dos principais financiadores deste. Vale lembrar que foi a AS a maior doadora de recursos financeiros para os grupos contrários a Assad, notóriamente, aqueles que depois se fundiram e formaram a ISIS. Outro fato interessante, é que a mesma apoiava a… Read more »

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Carlos Góes 5 de janeiro de 2016 at 10:35
Sniff Sniff Sniff, um santo … mas agora ele poderá ficar com as 177 virgens né ?
Carlos Góes 5 de janeiro de 2016 at 10:45
Governo autocrático do Irã, Sniff Sniff Sniff, Santos ….. tadinhos ……
AS a maior democracia do OM correto ?
Que se explodam, lamento somente pelos inocentes, no mais que se explodam ……

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Caro Amigo Ivan 5 de janeiro de 2016 at 10:35
Muito obrigado, ótimas postagens.
G abraço.

donitz123
Visitante

Percebo que alguns comentários aqui são feitos com o quipá dentro da cabeça e não sobre ela.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Caro Ivan, o mapento Amigo, o Kuwait ficará quietinho atrás dos Âmis, bom cobertor. EAU devem agir “atrás” do palco, Bahrein idem. Creio que os estúpidos dos Iranis vão atingir países pequenos do Golfo, ai a bagunça está estabelecida. Omã vai ficar na sua. SA caso venha a ter forte apoio dos Âmis (Satélite etc ….) vão pra riba. Tudo isso partindo de uma war plena, não creio … mas sabe como é, vai que Maomé sai da tumba …. Kkkk …. Sinceramente, lamentaria pelos inocentes, muito mesmo, mas gostaria de ver o circo pegar fogo, o mundo está precisando… Read more »

Juarez
Visitante
Juarez

Eu fico impressionado como a leitura seletiva dos fatos feita pela ‘gloriosa midia marxista mundial’ influencia as nossas conclusoes.
A AS fuzilou 47 e mundo junto com os blogs sujos ja querem culpar ,uzamericanu qui sao usamigo deles’, agora aquela ‘republica democratica chamada Iran’ no ano passado fuzilou mais de 1000 pessoas e nao da nada, que coisa interessante.
Bem faz Israel, deixa os dois se matarem e se sobrar algum ainda, pulveriza.

G abraco

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Juarez 5 de janeiro de 2016 at 13:55
Concordo Caro Amigo, Kkkk …..
Adoraria ver os Âmis abandonando aquilo, meter o pé e dar um sonoro fui …..
Ia ser hilário ….
O URSO não tem cacife, nem os chinas …. pena que isso nunca vai acontecer …..
G abraço.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Ivan, essa imagem de satélite é boa:
http://www.pletz.com/blog/84-milhoes-de-habitantes/

Jr
Visitante
Jr

Renato B, quem atacou a AS com mísseis balísticos foram aliados ex membros das forças armadas Ienemitas do ex presidente Saleh e não os hutis. O hutis atacaram cidades sauditas perto da fronteira Ienemita por terra com mísseis anti tanque e metralhadoras, ou seja, estão atingindo a AS dentro de seu território utilizando o método de guerrilha Alexandre Samir, os EUA não vão fazer nada, uma fonte de alto escalão saudita disse depois da execução do clérigo que eles além da irritação com o Irã também estavam frustrados e irados com relação a falta de capacidade americana de impedir o… Read more »

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Juarez 5 de janeiro de 2016 at 13:55
Caro Amigo, O JW está em Israel dando palestra sobre homofobia.
Adoraria ele dar um rolê para palestras na SA ou no Irã, Kkkk ….
Depois falam de Israel.

Jr
Visitante
Jr

Carlos Alberto, Irã e Arábia Saudita no quesito de respeito aos direitos humanos são farinha do mesmo saco, fica difícil de saber quem é menos pior ali.No mais se eu fosse os EUA deixava os dois se matarem até a AS vim correndo pedir ajuda, os Sauditas andam muito abusados ultimamente, O ideal para conter essa onda terrorista no mundo seria ver um Irã e uma AS bastante fragilizados

Rafael
Visitante
Rafael

Jr os EUA não podem deixar a AS de virar sozinho a influência no maior produtor de petróleo do mundo do principal país da OPEP é estritamente estratetigico para os EUA ainda mais que o gás de xisto ainda não ta firmdo direito e também deixar a AS se virar sozinha é um risco para segurança americana os Sauditas costumao se radicalizar quando são deixados sozinho visto que apoiaram os grupos de oposição eo isis contra o Assad eo a apoiaram a al-quaeda para poder derrubar o Saleh , os Sauditas só são moderados quando os Amis estão lutando por… Read more »

XFF
Visitante
XFF

Arábia Saudita comete crimes graves e o Ocidente fica calado e só lamentando. A organização dos direitos humanos na ONU só se manifesta e quando quando os Estados Unidos querem. Se fosse inimigos dos EUA que fizesse essa matança toda já teriam levado o caso ao conselho de segurança da ONU. Como é AS, ficam todo calado por medo de perde o ouro negro. Se fosse Assad que tivesse feito essa matança toda, a imprensas ocidentais iriam montar em cima deles… Cortar relação com Irã é uma estratégia para desviar atenção. Além disso, alguns desses países que cortaram relações com… Read more »

Celso
Visitante
Celso

Como sempre comento nestes assuntos relativos ao OM……estas racas estao se matando e em guerra a mais de 2000 anos e ate hoje nao chegaram a um acordo…ai la pelos idos de 650 DC aparece um tremendo tirano cujo nome se denomina Maome e em nome de Deus passa a matar adoidado seus brimos…..depois disso, pega o velho testamento e novamnente em nome de Deus o cara da uma guaribada e dai p;ra frente eh um profeta representante legitimo de Deus……..afffff….esta hisrotia eh muito extensa e esta tal sharia so presta para ditadores e sanguinarios……..nada como uma velha e surrada… Read more »

Jose Souza
Visitante

Rafael…
Os EUA se tornaram o maior produtor mundial de petróleo com a tecnologia de extração via xisto. O que fizeram os sauditas ? Elevaram a produção para derrubar os preços, tornando a produção americana mais cara… por tabela EXPLODINDO o pré-sal (abaixo de $40 o barril pagamos para produzir). A previsão para 2016 ..”até ontem” era de $30 o barril.

A China, Japão que podem perder com o Oriente Médio em guerra… EUA, Rússia..ganham… Israel esta eufórica agora, imagina se “caírem na porrada”…rs

Veremos como os “Senhores da Guerra” irão “jogar”.

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares
carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Jose Souza 5 de janeiro de 2016 at 23:04
Brent US$ 28,55

carlos alberto soares
Visitante
carlos alberto soares

Quem não tem argumentos parte para ofensa pessoal, portanto …..