Home Artilharia Escola de Sargentos das Armas – Batismo de Fogo dos Artilheiros

Escola de Sargentos das Armas – Batismo de Fogo dos Artilheiros

3646
13

EsSA - 3

Três Corações (MG) – No período de 7 a 11 de março, o Curso de Artilharia da Escola de Sargentos das Armas (EsSA) realizou o 1º Exercício de Longa Duração (1º ELD), durante o qual os 79 alunos do curso aplicaram seus conhecimentos, realizando missões de patrulha, e foram adestrados em instruções peculiares à Arma, como Linha de Fogo, Topografia e Central de Tiro. A instrução foi realizada no Campo de Instrução General Moacir Araújo Lopes (CIGMAL).

O exercício foi coroado com a realização do tiro de artilharia, materializando o “batismo de fogo” dos alunos do Curso de Formação de Sargentos (CFS) 2016 com muita vibração e entusiasmo profissional.

EsSA - 1

EsSA - 2

FONTE: EsSA

Subscribe
Notify of
guest
13 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Crispim
Carlos Crispim
4 anos atrás

Peças de museu, quando vejo essas imagens me faz lembrar as guerras passadas, wwii, vietnam…

Alexandre Samir Maziz
4 anos atrás

Vejamos pelo lado bom pelo menos os alunos do CFS estão executando instrução de tiro , na minha época de militar onde fiquei por 5 anos , teve um ano que CFS não executou essa instrução por falta de grana , vejo como válida essa pratica mesmo com um modelo de obuseiro mais antigo o importante é a tropa executar o adestramento de tiro real , quem já foi milico como eu sabe como é , abraços !!!!

Roberto F Santos
Roberto F Santos
4 anos atrás

Tiraram esses Canhões velho de que museu ? Têm munição pra pelo menos uma hora de tiro continuo ? kkkkkkkkkkkkkkkkk

Milton Amaral
Milton Amaral
4 anos atrás

Tem munição pra pelo menos uma hora de tiro contínuo? Trabalhei no Exército por 31 anos, em Logística (Material Bélico). Quando entrei para a Força, havia menos de 20 anos que a II Guerra tinha acabado. Os estoques de munição existentes ainda eram enormes. Apesar do grande consumo em instrução, a munição acabou com prazo de validade expirado, necessitando ser toda destruida ou desmontada. Hoje em dia, os controles de estoque e ressuprimento são muito efetivos. O material é guardado em paióis controlados térmicamente e também controle de umidade. Seus prazos de vencimento são tambem rigidamente monitorados. Há grande quantidade… Read more »

leandro moreira
4 anos atrás

Qdo chegarem no 5GACap ou 15GACap irao trabalhar com simulador de tiro e os novos M109.

Colombelli
Colombelli
4 anos atrás

As mesmas peças que estavam lá a 22 anos quando fiz o curso. Arrêeeeeeego

Marcelo Andrade
Marcelo Andrade
4 anos atrás

Gente, é impressionante os comentários nesta trilogia!! O sujeito tem o trabalho de escrever, colocar o email, o nome, enviar e esperar a confirmação só para falar mal das nossas FFAA. Quando a notícia é ruim, reclamam, quando é boa, reclamam, será que é falta do que fazer? As FFAA estão tirando leite de pedra, tentando manter o mínimo de nossa operacionalidade, tendo que bater continência para um Comunista na pasta da Defesa e nem aqui embaixo a gente dá uma força pra eles, fica brabo até de ler, desculpem o desabafo, mas se não têm melhores comentários pra fazer,… Read more »

velame
4 anos atrás

Acho que essas peças estão longe de serem minimamente modernas, mas sera que para o fim a que se destinam, que é a instrução dos futuros Sargentos de Artilharia não é o suficiente? Alias no meu ano na EsSA, durante a realização do tiro direto pelos alunos do curso de Artilharia, os estilhaços da granada, após impacto no alvo, retornaram pra a linha de fogo e feriram alguns militares.

Colombelli
Colombelli
4 anos atrás

Marcelo se com a critica a coisa vai de ruim a pior, sem ela a ladeira abaixo é ainda mais íngrime. A crítica é movida pela indignação. Um comando que aceita gastar 600 milhões com ocupação no Rio e não adquire melhor equipamento ( barato aliás), está errado e passível de crítica. Colega Velame, a questão é que elas não estão lá por ser apenas uma instrução, estão por ser o material padrão do EB.

Velame
Velame
4 anos atrás

Tem razão Colombelli, se ao menos quando chegassem na tropa encontrassem material moderno… Mas infelizmente sabemos que não é o que acontece.

daemonblackfire
4 anos atrás

O EB deveria dar uma olhada no que os sul-africanos da Denel tem a oferecer. Principalmente o G7 howitzer e o T5-52.

Nonato
Nonato
4 anos atrás

tem que ver o que o EI está usando. São isso duro de roer

Nonato
Nonato
4 anos atrás

como funciona a artilharia?
São formados pelotões de artilharia? batalhões?
e esses armamentos quais seriam? canhões obuseiros?
atiram que tipos de projéteis? lançam granadas, balas de canhão?
quantos homens são necessários para operar cada peça dessas?
qual o conhecimento necessário? topografia balística pontaria?
ou é só colocar bala e sair atirando?
qual o alcance desses armas?
como se faz pontaria contra algo que não se vê?