segunda-feira, agosto 2, 2021

Saab RBS 70NG

Rússia desloca baterias de mísseis S-300 para a Síria

Destaques

Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

S-300 400 - 1

A Rússia deslocou um sistema antimíssil avançado para a Síria, pela primeira vez, informaram três funcionários norte-americanos à Fox News, a mais recente indicação de que Moscou continua a aumentar suas operações militares na Síria em apoio ao presidente Bashar al-Assad.

O movimento vem depois que as ações da Rússia levaram ao colapso de um cessar-fogo e do corte de negociações diretas com os EUA.

Embora não se saiba qual é a motivação de Moscou, autoridades dizem que o novo sistema de armas poderia rechaçar qualquer ataque de mísseis de cruzeiro americanos na Síria.

Componentes do sistema antimíssil e antiaéreo SA-23 Gladiator (designação do S-300 da OTAN), que tem um alcance de cerca de 150 milhas, chegaram no fim de semana “nas docas” de uma base naval russa na cidade costeira mediterrânea de Tartus na Síria, segundo autoridades norte-americanas.

s-300

É a primeira vez que a Rússia desloca o sistema SA-23 fora das suas fronteiras, de acordo com uma autoridade ocidental citando uma avaliação da recente da inteligência. Os mísseis e componentes associados estão ainda em suas caixas e ainda não estão operacionais, de acordo com as autoridades.

A comunidade de inteligência EUA tem observado a expedição do SA-23 de dentro da Rússia nas últimas semanas, de acordo com um oficial.

Embora o objetivo não esteja claro, uma autoridade dos EUA perguntou sarcasticamente, “a Nusra não tem uma força aérea não é?”, falando sobre o grupo ligado à Al Qaeda na Síria. O Estado Islâmico também não voa qualquer aeronave tripulada ou possui mísseis de cruzeiro, em um sinal de que a Rússia está direcionando suas ações para proteger-se contra qualquer possível ataque dos Estados Unidos ou seus aliados.

9 polosa

FONTE: www.foxnews.com

- Advertisement -

130 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
130 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Leo Neves
Leo Neves
4 anos atrás

Impressionante esse vídeo da matéria…
Imagino a pressão necessária para disparar um míssil deste porte a esta altura.

Lewandowski
Lewandowski
4 anos atrás

Fui contra quando o Su-24 foi abatido pela Turquia. Achei exagerado e tals. No entanto, com o que vem acontecendo nos últimos tempos, a USAF poderia colocar uns F-22 pra mandar Su-24, Su-30, Su-34 e o escambau russo pra ‘chon’. Alguém tem que colocar o Putin e esse Assad no lugar. Derruba tudo e manda o Putin vir pra cima. Duvido!.
.
O que está acontecendo na Síria passou dos limites.
.
Sds

mauricio matos
4 anos atrás

O russos são bons jogadores de xadrez sabem mover as pedras de um tabuleiro e antecipam as jogadas se fosse nós deixariamos ser atacados primeiro para depois por um sistema de defesa antiaérea

Carlos Alberto Soares-Israel
Carlos Alberto Soares-Israel
4 anos atrás

Para atacar o quê e quem ?
***************************************
Concordo do 2º parágrafo em diante.

Carlos Alberto Soares-Israel
Carlos Alberto Soares-Israel
4 anos atrás

Corrigindo:
Lewandowski 5 de outubro de 2016 at 18:06
Concordo do 2º parágrafo em diante.
************************************************
“O russos são bons jogadores de xadrez sabem mover as pedras de um tabuleiro e antecipam as jogadas se fosse nós deixariamos ser atacados primeiro para depois por um sistema de defesa antiaérea”
************************************************
Naquela região ?
Já foi dito na trilogia,
as pedras são pombos, jogue com elas !

Lewandowski
Lewandowski
4 anos atrás

Carlos,
.
Claro, é só uma maneira de falar. As coisas não funcionam assim, sei. Mas alguma coisa tem que ser feita.
.
Sds.

Arthur Duval
Arthur Duval
4 anos atrás

Os s300 já estão em Latakia a mais de um ano essa noticia é velha

Ernesto Fernando
4 anos atrás

É impressão minha ou tem gente aqui defendendo terrorista? O lugar de Assad é no poder na Síria, quem está errado é quem apoia essas hordas para tentar derrubar o governo de uma nação soberana. Independente se a pessoa gosta ou não do Putin, na questão síria ele é o único que vem fazendo a coisa certa. Não há como negar isso. Todo aquele que se diz contra o ISIS deve estar ao lado de Putin e Assad. Ou se está com o ISIS, ou com Assad. Não adianta vir com esse papo de “rebeldes moderados”, que é isso não… Read more »

carcara_br
carcara_br
4 anos atrás

Já vi notícias sobre quase todos os sistemas antiaéreos russos na região, S-400, BUK, Pansistir e agora S-300. Ou o céu da síria é o mais vigiado do mundo ou tem muita notícia falsa.
Alguém saberia confirmar se existem S-300 e 400 atuando juntos???
Dito isto, e estando confirmada todas as notícias sobre envio de equipamento russo e americano na região teremos a oportunidade perfeita para testemunhar um confronto de titãs defesa x ataque. Tomara que tenha um Piloto ou operador de radar linguarudo no meio deles kkkk!

bosco123
4 anos atrás

O lançamento a frio dos mísseis do sistema TOR é plenamente aceitável e traz grande vantagem já que após ele ser ejetado e antes dele ignitar o motor foguete os foguetes de controle de atitude posicionam o míssil em direção à ameaça. Esse método resolve o “problema” que existe quando um míssil de curto alcance é lançado verticalmente e que parte do propelente é gasto só pra colocar o míssil em curso, reduzindo ainda mais o alcance. Já em relação ao Sistema S-300 não há nenhuma ventagem do lançamento a frio já que não há o sistema de controle de… Read more »

bosco123
4 anos atrás

Carcara, São tantas as variáveis desses sistemas russos que dá nó em cabeça de prego. O que é denominado S-300 inclui tantos tipos de mísseis e radares que não faz o mínimo sentido. Melhor seria se cada sistema tivesse uma denominação diferente. Se isso fosse feito haveria mais de 10 sistemas diferentes. Os americanos nisso são mais “minimalistas”, o que é bom para os entusiastas leigos como eu, de entendimento limitado e obrigado a consultar o Google. Por exemplo, o que é chamado de Sistema Patriot tem dois tipos de mísseis (PAC-2 e PAC-3) com variações referentes à evolução natural,… Read more »

souzamoreno
souzamoreno
4 anos atrás

Tudo isto, começou quando os EUA matou 62 soldados sírios e ferindo mais de cem! Os EUA jogam mal, pois em pleno acordo com a Rússia e com e cessar fogo em aberto, provocou este colapso. Não confiam-se em gringos e seus “perros” eurobobos, pois onde há conflitos, esse duo EUA/NATO estão por trás!

Tomcat3.7
4 anos atrás

Poxa não vejo o Putinski como o grande satan da estória não, na verdade só há players lutando por seus interesses, o Assad fica no meio e o povo sofrendo por causa dos oportunistas de plantão. Russia quer manter sua base( e é aliado da Siria de longa data, EUA quer derrubar o Assad, Daesh degolar o povo, Turquia quer defender seus interesses ideologicos contra um povo do qual não gosta( e estava faturando um petroleo do bom, sendo escoado por uns caminhoezinhos que levaram uns tirinhos,kkk) e ainda tem Hezbolah, Israel, Irâ etc. Tem muita gente e muito interesse… Read more »

JPC3/Deagol
JPC3/Deagol
4 anos atrás

carcara_br 5 de outubro de 2016 at 21:43

“”Ou o céu da síria é o mais vigiado do mundo””

Deve ser depois de Moscou.

Assad pode ser ruim (ou nem tanto), mas os terroristas são muito piores. Nessa eu fico do lado dos russos.

Ricardo
Ricardo
4 anos atrás

A Rússia claramente demonstra que irá defender o exército de Assad se os EUA atacarem. É óbvio que este tipo de jogo é sempre muito perigoso.

Tiago
Tiago
4 anos atrás

1º – A Russia já instalou o S-400 na Síria após o abate de um de seus bombardeiros pela Turquia (OTAN); 2º – Após acusações mutuas de desrespeito ao sessar fogo na Síria, Washington informa o rompimento das cooperações com a Moscou; 3º – Washington cogita usar todas as opções (inclusive a militar), para alcançar seus objetivos na Síria; 4º – Moscou desloca mais uma bateria S-300 para a Síria; Os fatos estão entrelaçados, os dois lados tem interesses na Síria, mais somente Moscou demonstra quais são os seus (manter sua influencia na região sustentando um de seus aliados). O… Read more »

Leo Neves
Leo Neves
4 anos atrás

Aos que estão dizendo que está notícia é velha, e que este sistema já estava lá, pesquisem melhor.
O S-400 já está a meses defendendo a base aérea russa na Síria, agora estão mandando o S-300 para defender a base naval.
E hoje foi anunciado também o envio de duas corvetas com mísseis kalibr, para o Mediterrâneo.

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
4 anos atrás

Com estes S-300, Putin deu um passo ousado. Quem não quiser levar um poste voador em seus aviões vai ter que negociar com ele. Ou ficar fora da Síria. Ou pagar pra ver.
.
De quebra fechou os céus sírios a um cada dia menos provável ataque israeli ao Irã. Aquela rota babou.
.
Lógico que se pode usar aviões stealth, e Tio Sam está doido pra testar.

augusto
augusto
4 anos atrás

Pra que usar avioes stealth ? nada que uma combinação de caças de 4,5 armas stand off stealth e malds não resolva s-300,s-400 não é pário pra isso

augusto
augusto
4 anos atrás

O Putin sabe que sua presença militar na Síria é totalmente vulnerável a os EUA\OTAN mas sabe que também que a Otan destruir equipamento russo geraria uma crise diplomática a la crises dos misseis 62 e por isso o ocidente não atacaria uma instalação russa mas o ocidente pode fazer o uso de um ataque limitado e punitivo nas posições do Assad, como o próprio post falou, ataque de misseis de cruzeiro, ou seja fechando o espaço aéreo sírio com sistemas anti-aéreos os EUA\OTAN primeiro teriam que destruir esses sistemas para depois atacar gerando uma crise diplomática sem precedentes que… Read more »

Mauricio R.
4 anos atrás

“…destruir equipamento russo geraria uma crise diplomática a la crises dos misseis 62 e por isso o ocidente não atacaria uma instalação russa mas o ocidente pode fazer o uso de um ataque limitado e punitivo nas posições do Assad, como…”
.
Isto já aconteceu no passado, em Hanoi.

ScudB
ScudB
4 anos atrás

Sistema recem instalado é bastante diferente pelos propósitos se comparar com S-400 ja em funcionamento na região de Lataquia. S-300B4 esta com configuração e capacidade de abater alvos aéreos / balísticos, Exemplo : misseis do tipo BGM-109 ou similares. Posicionamento também é muito demonstrativo – o posto avançado na direção mais provável do ataque.
Ate então nada me surpreendeu..

Claudiney Martins
4 anos atrás

Tiago, você está certo. Se acreditarmos no que tem sido anunciado, hoje (quinta-feira) haverá uma reunião para discutir o emprego de força contra a aviação síria. No domingo é para ter uma decisão final com a possível participação de Obama. . O deslocamento do S-300 para a Síria é para tornar menos fácil a decisão de atacar. Como disseram, os russos sabem jogar xadrez. . O fim da trégua não foi culpa dos russos como diz o texto e também não está ligada exclusivamente ao estranho ataque americano aos soldados sírios. as FA Sírias estavam preparadas para atacar assim que… Read more »

Claudiney Martins
4 anos atrás

Pessoalmente acho pouco provável um ataque americanos aos Sírios (que inclusive anunciaram a diminuição dos ataque aéreos em Aleppo) agora, pelos seguintes motivos: – ataque sem o consentimento dos CS da ONU é problemático, mesmo para os EUA; – Obama está no fim de mandato, dificilmente deixaria esta carga para o próximo presidente; – atacar a força aérea síria e não a russa teria pouco efeito prático, apenas justificativos (propagandísticos, tipo: “estamos fazendo algum coisa”) – o risco de uma reação russa, seja tentando evitar o ataque, seja aumentando a ajuda ao governo sírio. Seria muito preocupante se os russos… Read more »

Delfim Sobreira
Delfim Sobreira
4 anos atrás

Não devem repassar S-300 aos sírios, porque aí poderiam ser atacados sem problemas. Sem falar que os sírios poderiam usá-los sem muito critério, o que seria pior.

junior
4 anos atrás

S-300 depende de cinco veículos se um for abatido já era, sem contar que carrega poucos mísseis, um ataque de saturação ou eletrônico para enganar o radar já dá conta de superar essa defesa que os fanboys da Rússia acham que é imbatível.

PauloR
PauloR
4 anos atrás

Daqui alguns dias aparece algum país da OTAN com medo e dizendo que esta saindo do conflito na Síria. É sempre assim quando o Putin fortalece sua posição no conflito.

Agora vamos aguardar se os americanos vão ficar no discurso nos quais são bons ou vão pra cima dos russos, porque para derrotar Assad, tem que enfrenta-los primeiros.

Leo Neves
Leo Neves
4 anos atrás

Foi noticiado agora, que qualquer aeronave não identificada sobre território controlado pelo governo Sírio será abatida pela força aérea russa ou pelas baterias de S-400 e S-300. E isso não é um falsa notícia, tem vídeos da RT noticiando.

bosco123
4 anos atrás

Paulo, Os americanos não só bons em discurso não, em geral eles arregaçam as mangas. Eles mandaram seus soldados em todas a encrencas em que se meteram e parece que os russos (soviéticos) é que não apareceram. Você tem noticia de russos e soviéticos indo defender a Coréia, o Vietnã, o Iraque, a Líbia, o Afeganistão? Os americanos estavam lá! Aliás, a única vez que os russos sairá da toca não deram o passo final e voltaram com o rabo por entre as pernas. Lembra da crise dos mísseis de 62? Acho que lá quem “deu pra trás” foram os… Read more »

Ricardo
Ricardo
4 anos atrás

Os russos agora estão com 3 sistemas de defesa de longo alcance na área. O s-400 em Latakia, s-300 em Tartus e S300F com o Moskva que está na costa Síria. Se os EUA atacaram os sírios correm sério risco de criar imensa rusga com os russos. Para neutralizar estes sistemas os EUA teriam que estar preparados para sofrer baixas, como todo os especialistas do Pentágono já avisaram. Não tem como enfrentar essas defesas e sair ileso, foram que nenhum país do planeta tem condições de bater de frente com Moscou e não sofrer fortes danos.

Ricardo
Ricardo
4 anos atrás

Ué mas quem sai com rabo entre as pernas do Vietnã foram os EUA que levaram um trauma tão grande que passou décadas até se meterem em outra guerra. As perdas russas no Afeganistão foram muito menores que as dos EUA no Vietnã. Fora quem os americanos alimentaram uma cobra e foram picados em 2001. Hoje tanto o Iraque, como Afeganistão e a Líbia são exemplos clássicos da maravilha que os países viram depois que são invadidos pelo Tio Sam. Todos esses estados hoje são o caos sobre a Terra. Em 1962 os EUA concordaram em não invadir Cuba e… Read more »

Claudiney Martins
4 anos atrás

Leo na verdade o Gen Konashenkov disse que qualquer ataque aéreo ao território controlado pelo governo Sírio seria uma ameça aos soldados russos e seriam abatidos.

Jacinto Fernandes
Jacinto Fernandes
4 anos atrás

Eu sempre acho curiosa essa idéia de que os russos são grandes estrategistas… a rigor, a influência russa diminui dia após dia. Até 1999, todos os países do Báltico e do Leste Europeu estavam sob influência russa. Em 1999 a Russia perdeu influência sobre a Polônia, República Tcheca e Hungria que entraram para a OTAN, em 2004 perderam a influência sobre a Eslováquia, Romênia, Bulgária, Lituania, Letônia e Estônia que entraram para a OTAN. Em 2013 perderam a influência sobre a Ucrânia (mantendo na parte oriental do país). Na Ásia e na África a China está dominando tudo, como já… Read more »

Carlos Alberto Soares-Israel
Carlos Alberto Soares-Israel
4 anos atrás

Quantas baterias ?
Qual Raio de detecção ?
Cobrirão todo território Syrio ?
Ou cobrirão zonas quentes e Damascus ?
_______________________

Porquê o URSO se preocuparia com Israel ?
Urso e Israel
Com quem aliás tem mantido boas relações !
Com quem obteve apoio no início do conflito !
Um dos únicos poucos países que não aderiram ao boicote ao Urso !
Quem é o maior exportador de frutas e legumes para a Rússia ?
Eu sei !
Israel é o 2º …. Kkkk rsrsrsrs
Afirma-se muita coisa errada !
http://www.jpost.com/Israel-News/Politics-And-Diplomacy/Putin-to-Netanyahu-Were-unconditional-allies-in-the-war-against-terror-456193

bosco123
4 anos atrás

Ricardo,
Isso tudo que você disse não não muda o fato dos russos não terem saído da toca.
Os americanos são tidos como quem gosta de chutar cachorro morto, mas pelo menos põem os deles na reta. Já os russos, só falam grosso e dão sapatada na mesa.
Eu até estou estranhando a macheza do Putin (ex-KGB). Tenho que concordar que ele tem muito mais “cojones” que os anteriores líderes russos.

Carlos Alberto Soares-Israel
Carlos Alberto Soares-Israel
4 anos atrás
bosco123
4 anos atrás

Ricardo, O Iraque nunca foi um paraíso na Terra. Depois de ficar 8 anos em guerra com o Irã onde morreram mais de um milhão de pessoas, eles massacraram os curdos inclusive utilizando armas químicas e invadiram o Kuwait. Arrumaram sarna pra se coçar, foram expulsos e ainda tiveram 12 anos de folga para derrubarem o ditador. Como isso não aconteceu os americanos foram lá acabar o que começaram em 91. O Afeganistão era um paraíso, mas nunca foi um país que figurava como um dos destinos mair procurados para se tirar férias no mundo. Só na cabeça de alguns… Read more »

Jacinto Fernandes
Jacinto Fernandes
4 anos atrás

Quem é mais velho e vê que a Rússia anda fazendo parece ter um “deja vu” dos anos 80: preço do petróleo baixo, a economia russa patinando pela diminuição das receitas oriundos da exportação de hidrocarboneto ao mesmo tempo em que aumenta suas despesas de defesa com a aquisição e modernização de equipamentos militares e intervenção em um país sem ter nenhuma expectativa de que o conflito se resolva em curto prazo.

Professor
Professor
4 anos atrás

bosco123 6 de outubro de 2016 at 19:00 O Iraque nunca foi um paraíso na Terra. Depois de ficar 8 anos em guerra com o Irã onde morreram mais de um milhão de pessoas Esqueceu de mencionar que a guerra Irã-Iraque foi instigada e planejada em Washington, e que o Iraque foi fartamente auxiliado pelos EUA nessa guerra. …e invadiram o Kuwait. Esqueceu de mencionar que Sadam Hussein só invadiu o Kuwait por dois motivos: primeiro porque o Kuwait iniciou uma disputa econômica contra o Iraque (talvez a mando dos EUA); segundo, porque antes de invadir o Kuwait, Sadam consultou… Read more »

costamarques
costamarques
4 anos atrás

Bosco meu caro! me tire uma duvida! os Russos fazem muita propaganda do S-300/400/500, acredito que até mais que dos Sukois. A pergunta é, o quão eficientes esses sistemas são, e o que pode obrigar em niveis de estrategia, um inimigo a mudar sua logistica e operações?

bosco123
4 anos atrás

Costamarques, Não há dúvidas que os sistemas de grande alcance russos são os mais letais do mundo, rivalizando com o sistema Aegis/Standard. Não há dúvidas também que um sistema antiaéreo avançado e denso pode mudar a estratégia de um hipotético atacante. Não havendo um sistema antiaéreo o inimigo “deita e rola”. O problema é que o atacante tem sempre a vantagem do “tempo”. É ele que escolhe a hora de agir, e aproveita as brechas conhecidas de antemão. Já o defensor “nunca” sabe o tamanho da “onda” de ataque e se é só uma “onda”. Depois dela podem vir mais… Read more »

Carlos Alberto Soares-Israel
Carlos Alberto Soares-Israel
4 anos atrás

bosco123 6 de outubro de 2016 at 19:58
Caro Bosco
Contrabandeia um Tomahawk block IV para Israel e eu te nomeio
MD da Armênia ! Fechado ?

costamarques
costamarques
4 anos atrás

Bosco muito obrigado pela explicação! julgando a quantidade de paises com poder de ataque em “ondas” no mundo, esses sistemas são de poder estrategico muito forte!

_RR_
_RR_
4 anos atrás

Tiago ( 5 de outubro de 2016 at 23:19 );
.
O que os EUA ganham na Síria…?
.
Nada… Na prática, seria de muito pouco interesse remover Assad. Tem a tal “estória” do gasoduto, mas o fato é que não faltam alternativas para o trajeto daquilo, o que desqualifica imediatamente essa “versão”…

_RR_
_RR_
4 anos atrás

Ricardo ( 6 de outubro de 2016 at 18:09 ); . Quem tirou os americanos do Vietnam foi ninguém menos que o próprio povo americano… Diferente de outros conflitos, a imprensa praticamente não sofreu censura. E as imagens do caos chegaram direto aos televisores americanos… . No que diz respeito ao combate em si, os americanos nunca foram efetivamente derrotados. Muito pelo contrário. Nas poucas vezes em que os vietnamitas tentaram enfrenta-los diretamente, estes eram massacrados. A ofensiva do TET está aí de exemplo. . Operações como a Linebaker II provaram que, se fosse dada liberdade de ação as forças… Read more »

bosco123
4 anos atrás

RR,
Até hoje a Itália e a Turquia “hospedam” armas nucleares.
E os mísseis Júpiter faziam parte de uma doutrina de “primeiro ataque”, que logo após a introdução dos mísseis Minuteman e Polaris deixou de ser a prevalente.

Costamarques,
Mas de fato estamos falando sobre a OTAN/EUA, né?

Carlos,
Não dá pra ser do Brasil não. rsrsss

augusto
augusto
4 anos atrás

Bosco nao acho um sistema s-300/s-400 muito movel não, ainda mais qie demora uns 20s pro lancador ficar pronto, os 145 tomahawks poderiam ser lancados todos ao meamo tempo nem precisaria ser o black iv

Professor
Professor
4 anos atrás

augusto, só os EUA que têm tomahawk, os russos não têm Kalibr? pau que dá em Chico, dá em Francisco.

bosco123
4 anos atrás

Augusto, Já li, se não me falha a memória, que os sistemas russos podem se por em movimento em 10 minutos e se prepararem pra operar também em 10 minutos. Acho isso muito otimismo mas não tenho como refutar. Já os Patriot dizem que precisam de meia a uma hora. O voo de um Tomahawk pode ter de mais de duas horas, daí ser interessante que seus alvos possam ser atualizados. Mas vale salientar que a atualização não seria fácil tendo em vista que o próprio sistema antiaéreo fecha o espaço aéreo ao redor. Teria que ser feito por satélite… Read more »

augusto
augusto
4 anos atrás

Bosco, o radar de um s-300\s-400 é de qual alcance ? 400 km? sem contar que o tomahawk voa baixo usando a curvatura da terra em seu favor, o raio de detecção cai pra quanto? 60 km,40 km ? não acho que um objeto voando a 900 km\h possa demora 10 minutos pra percorrer 60 km. Ou seja ninguém vai ficar andando por ai com um s-300 vão ficar em lugares fixos ainda mais quando só há o sistema na região sem cobertura de awcs e caças. Qualquer sistema anti-aéreo hoje sem cobertura de awcs, caças e outros sistemas anti-aéreos… Read more »

Últimas Notícias

Rússia e China realizarão treinamento conjunto no exercício Zapad/Interaction 2021

A Rússia deve se juntar a um exercício militar no noroeste da China em agosto com o tema de...
- Advertisement -
- Advertisement -