Home Adestramento Brigada Aeromóvel em atuação na Selva Amazônica

Brigada Aeromóvel em atuação na Selva Amazônica

2115
6

Imperatriz (MA) – Situada na cidade de Caçapava, em São Paulo, a 12ª Brigada de Infantaria Leve (Aeromóvel) – 12ª Bda Inf L – possui a missão de atuar com rapidez nas operações de guerra e não guerra em qualquer parte do território nacional, realizando Operações Aeromóveis. Assim sendo, a Brigada “Fornovo Di Taro”, como também é conhecida, pode vir a travar contato com o “inimigo” na região amazônica. Para isso, seus militares necessitam conhecer as técnicas de sobrevivência e de combate adequadas a esse ambiente operacional, considerado em alta prioridade para a Força Terrestre.

Objetivando apoiar o programa de cooperação de instrução da 12ª Bda Inf L, o 50° Batalhão de Infantaria de Selva (50º BIS) realizou, entre os dias 10 e 14 de julho, um Estágio de Adaptação à Vida na Selva (EAVS) para 85 militares da Brigada, com diversas instruções singulares

Durante esse período, os combatentes aeromóveis participaram oficinas como Ofidismo, Navegação Fluvial, Obtenção de Alimentos de Origem Animal e Vegetal, Armadilhas, Orientação através da Selva e Rastreamento.

As instruções fazem parte da preparação específica da Brigada Aeromóvel como Força de Atuação Estratégica, coordenada pelo Comando de Operações Terrestres (COTER), e têm a finalidade de capacitar essa Grande Unidade ao emprego nos mais diversos ambientes operacionais do País.

FONTE: Exército Brasileiro

Subscribe
Notify of
guest
6 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Alem
Alem
2 anos atrás

Off: Tem noticias do fuerza comando 2017???

Juliano Bitencourt
Juliano Bitencourt
2 anos atrás

Penso que estes estágios deviam ser sistemáticos, se repetindo sempre, pois se passarem meses do estágio, e não for reforçado, boa parte do aprendido poderá ser esquecido. Mas como não sei como funciona, se falei bobagem, desconsiderem.

horatio nelson
horatio nelson
2 anos atrás

50 bis imperatriz portal da amazonia oriental !

Agnelo
Agnelo
2 anos atrás

Boa tarde Juliano
Sempre há treinamento. Além do estágio, é normal a tropa realizar exercícios na área.
Não só na Selva, mas em diversas regiões do Brasil. Acredito q, com a crise, deve estar mais devagar.
Sds

DaGuerra
DaGuerra
2 anos atrás

No caso de ter que operar na Amazonia as taticas aeromoveis seriam como “Search & Destroy” no Vietnan?? AS FARCs se renderam? As distancias e a desidade populacional sao bem diferentes? Como operar em RR com a Sup Aerea contestada? A 12 Bda possue Heli organicos? Como seriam levados do SE para o TO, temos avioes cargueiros capazes ou os Heli fariam o trajeto em voo? Em que pe anda a repressao as drogas nos paises fronteiricos como Peru, Bolivia e Paraguai?

Agnelo
Agnelo
2 anos atrás

DaGuerra, boa tarde – “Search & Destroy” cabe mais em contraguerrilha, então, depende da situação. – As FARC terminaram parcialmente. Algumas Frentes permanecem como, no mínimo, ORCRIM. – Distâncias, densidade populacional e características da Selva. Não se voo tão facilmente naquelas dimensões. – A sit em RR é bem preocupante. Só não é mais, pq os Su venezuelanos não tem armamento (mísseis) e suas tripulações não tem condições de operá-los decentemente. Mas, uma vez esse óbice resolvido, devem ser alvo de Ações Diretas no limiar de um conflito, sob pena de termos muita dificuldade. Não posso dizer como o binômio… Read more »