Home Exército Brasileiro Falta de recursos atinge fiscalização de fronteiras do País

Falta de recursos atinge fiscalização de fronteiras do País

1545
23

Contingenciamento chega a R$ 166 milhões e prazo para concluir vigilância foi adiado para 2040; sistema só monitora faixa de 600 km

BRASÍLIA – A falta de recursos para as Forças Armadas interrompeu a implementação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), que auxilia na fiscalização da entrada ilegal de armas e drogas no País. Criado em 2012 e previsto para ser concluído em dez anos, o Sisfron só cobriu até agora 600 quilômetros de uma faixa de 17 mil km de fronteiras. O prazo de conclusão foi adiado para 2040.

De acordo com dados das Forças, o sistema teve contingenciados R$ 166 milhões dos R$ 427 milhões que o Exército colocou como previsão na Lei Orçamentária deste ano.

FONTE: Estadão

23
Deixe um comentário

avatar
23 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
18 Comment authors
RodrigoMFRenanManuel FlávioManuel Fláviooganza Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

E ainda se perguntam pq a criminalidade está do jeito que está. O PCC, o CV e outros vibram com uma notícia dessas. De que adianta tropas federais nas ruas do Rio de Janeiro ou outras localidades se quando há um projeto para aumentar a vigilância em nossas fronteiras este sempre sofre atrasos? Até 2040 nossas fronteira seca estará mais furada que tábua de pirulito, as polícias vão continuar enxugando gelo e muita gente vai perder a vida por causa disso.

Almir Blanco
Visitante
Almir Blanco

Gonçalo, esse negócio de patrulhar fronteiras é conversa pra boi dormir, desviam o foco e culpam as fronteiras “abertas’ ás drogas e armas, nem os EUA com BILHÕES de dólares conseguem fechar suas fronteiras para o tráfico, é impossível, é conversinha de quem não sabe absolutamente o que fazer, as drogas entram e vão continuar entrando, as armas são fornecidas pela própria PM, há milhares de armas “desaparecidas”, muitas desapareceram do arsenal do palácio da Guanabara, o controle é feito em papel de pão rabiscado a lápis, ou seja, NENHUM CONTROLE, não interessa aos altos escalões, que só querem incorporar… Read more »

Talisson
Visitante
Talisson

O Sisfron ao coibir do contrabando e descaminho, creio que “se auto pagaria” em pouco tempo e ainda aliviaria as policias dos estados, principalmente nas capitais. É desesperador, ainda mais pensando que em 2040 o projeto de 2012 estará completamente obsoleto. Alguém ganhou com isso e não foi só o PCC.

Caio
Visitante
Caio

Terra comandada por parasitas so gera raiva,.esse quadro tem que mudar nem que seja a forca.

Gonçalo Jr.
Visitante
Gonçalo Jr.

Almir Blanco 15 de agosto de 2017 at 20:02 Discordo de vc. Até pq o Sisfron não é um programa só do Exército. Ele abrange a PRF, PF, IBAMA, Funai, Receita Federal, SISBIN e as Secretarias de Seguranças de todos os estados fronteiriços com divisões de informações e meios para coibir (pq acabar não acaba mesmo), os crimes transfronteiriços, ambientais e outros. Acho melhor vc se informar mais um pouco a respeito e dar uma olhada na abrangência do que é o Sisfron. Eu moro em MS e sei muito bem o que se passa por aqui e por dever… Read more »

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares

Fiquem tranquilos, vai piorar e muito.

Walfrido Strobel
Visitante

As fronteiras brasileiras nunca foram vigiadas e não serão, isso é conversa mole.
E as armas e drogas vão continuar entrando, com ou sem Sisfron.
Isso é matéria jogada no ar para ver se alguem se sensibiliza.
.
Ontem falei que nunca faltou explosivo para ladrão de caixa eletrônico ou pescador ilegal, mesmo com o Exército responsável, hoje perguntei a um pescador se ainda era usado e ele me disse que ainda se pesca tainha com dinamite, ainda é muito comum o uso.

Carlos Alberto Soares
Visitante
Carlos Alberto Soares
Silva
Visitante
Silva

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Piada do dia: “Falta de recursos atinge fiscalização de fronteiras do País”. Agora sim as pessoas vão poder trazer o seu contrabando para o país, sem medo de serem paradas e fiscalizadas! O comércio de eletrônicos, cigarros, armas, drogas e carros roubados vai bombar na fronteira, não, pera, já bomba há umas três décadas. O povo fala em intervenção militar, kkkkkkkk nem uma intervenção divina muda esse paiseco fracassado.

Ádson
Visitante
Ádson

Silva 15 de agosto de 2017 at 23:23
Silva, meu país não é “paiseco”, meu país é um país com sérios problemas educacionais, culturais e principalmente morais, haja visto a pior quadrilha, entre tantas outras, que administrou esse país por treze anos. MAS NÃO CHAME MEU PAÍS DE “paiseco”. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos!!!

sergio ribamar ferreira
Visitante
sergio ribamar ferreira

Concordo como o SR. Almir Blanco e demais revoltados e incrédulos sobre a situação onde chegamos. Uma lástima.

sergio ribamar ferreira
Visitante
sergio ribamar ferreira

errata: Concordo com…demais revoltados e incrédulos…Uma lástima. fico pasmo de ler, ouvir e ver tantos problemas sem soluções a curto e médio prazo. 44% por cento retirado do orçamento. Não se importam com defesa. Há problemas terríveis, inclusive uma iminente guerra civil na Venezuela , fora a que já temos assimetricamente nos estados. Brincam os três poderes da República de estar funcionando em perfeita harmonia e não está . Temos inúmeras invasões de terras a serem preparadas e deflagradas com intuito político. Não o mínimo controle no combate ao tráfico de drogas e armas. População sem proteção contra à criminalidade… Read more »

Marcel Danton Silva
Visitante
Marcel Danton Silva

Chororô de cafajestes! Onde já se viu apelar pra isso?!! como se existisse atualmente alguma “vigilância” digna desse nome. Pode não impedir, mas encarecer os “produtos” até torná-los inviáveis no mercado interno e menos disseminado… PODE sim! Regra econômica básica…do jeito que nossas fronteiras e costas são “vigiadas” kkkkkk Fazem a festa dos contrabandistas e ladrões de carros… Apelou Braço Forte mão Amiga?!

José Lemos filho
Visitante
José Lemos filho

Alguma coisa está cheirando muito mal netes acontecimento. Estão cortando tanto recurso destinado à tantas instituições, pricipalmente às forças armadas. Isto, de maneira alguma, é normal. Pra onde está sendo destinado então os recursos federais?um coisa eu sei,São os bancos. De cada R$100,00 reais arrecardado,R$45,00 vão parar nas mãos dos banqueiros, aí eu pergunto à vcs, oque sobra?? Vê os militares passando estas humilhações, meus amigos, algo sinistro ta para acontecer. As provocações são muitas insanas. QUE DEUS POSSA NOS PROTEGER.Viva à Pátria,família e as forças armadas em nome de JESUS.

colombelli
Visitante
colombelli

Fiscalização de fronteira em típica atividade policial não é função do EB

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

José 16 de agosto de 2017 at 18:56 José, o nível de endividamento do Governo Federal, desde o ano 2000 até 2016 foi de mais de 200 bilhões de reais por ano. Em termos práticos o orçamento NUNCA FECHA! A máquina pública brasileira é gigantesca. Quanto a essa questão da dívida pública federal, eu já comentei algumas vezes aqui no forum e volto a repetir: O problema da divida pública não é problema dos bancos ou de qualquer agente externo, mas sim do próprio governo federal, ou seja, da classe política. Bancos, investidores ou pequenos poupadores que compram titulos públicos… Read more »

Jonas Rafael
Visitante
Jonas Rafael

A dívida pública aumentou e vai continuar aumentando, porque é parte de um esquema do qual não apenas os bancos mas os grandes empresários (e os próprios políticos) continuam a se beneficiar. Porque não interessa fazer uma auditoria dessa dívida? Essa bolha está para quebrar o país, mas não irá ainda, porque antes vão espremer as últimas moedas do bolso dos trabalhadores e aposentados pra que a farra continue mais um tempo ainda. Quanto às fronteiras, desconfio que o PCC e o CV não são o topo da cadeia do baronato das drogas. Com certeza os mesmos políticos encabeçam o… Read more »

oganza
Visitante

E ai, vocês estão prontos para viver em um País comunista? O plano está sendo muito bem executado: “…Destruir as Forças Armadas materialmente, impedindo de executar suas atribuições, sucateando o material e forçando a desmobilização. Força-se assim a humilhação institucional de Comandantes e a humilhação moral da tropa…” . alguns capitolos depois: “… a tropa nunca condenará seus superiores e sim o Governo. Assim como eles, fiéis a hierarquia, só estavam cumprindo ordens dentro da única realidade possível. Essa mesma tropa atenderá, em impecável formação, ao chamado da Pátria sob novo comando e fiéis a hierarquia de seus novos comandantes.”… Read more »

Manuel Flávio
Visitante
Manuel Flávio

As tropa no Rio tem um custo diário de R$1 milhão. O custo disso até o final do não é o valor contingenciado do SISFRON, valor não é jogado para enxugar gelo como ocorre no Rio.
Nos últimos 10 anos o Rio teve 12 missoes de GLO. Todas as vezes tropa foi embora, voltou do mesmo modo do que era antes e não vai ser agora que vai ser diferente. Vai jogar dinheiro fora.

Manuel Flávio
Membro
Manuel Flávio

Matéria de hoje do Estadão: Pesquisadores veem pouco resultado e risco de desgaste dos militares no Rio Manutenção de tropas federais para ações conjuntas custaria R$ 1 milhão diariamente; em 15 dias, houve 2 operações, com 3 suspeitos e 1 PM mortos. Já há dúvidas sobre vazamento das ações de rua, o que é refutado pelo Comando Militar do Leste Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo 18 Agosto 2017 | 03h00 Três armas, 28 quilos de drogas e 28 detenções, incluindo as de 2 adolescentes. O saldo das duas operações realizadas até agora no Rio dentro do Plano Nacional… Read more »

Ivan BC
Visitante
Ivan BC

Por que entrevistam sociólogos para debater esse assunto? Com todo respeito a esses profissionais, mas o que eles sabem de segurança pública? Justamente por conhecer a profissão do sociólogo eu acho que ele deveria ser o último a fazer parte de uma conversa nessa área. Esse tema é ministrado nos cursos de sociologia? Muitos criticam o uso da força contra a estrutura do tráfico de drogas e o crime em geral, mas quando alguém sugere mudar a legislação para aumentar as penas, com a intenção de assustar o indivíduo a não cometer crimes, logo aparece um monte de humanista com… Read more »

Renan
Visitante
Renan

Desculpas pelo roubo descalabro de nossas riquezas, são repassados R$ 94 bilhões para o Ministério da Defesa. Onde R$ 69 bilhões são para pagamentos de pessoal e encargos sociais, portanto dinheiro há o que há é falta de vergonha e cargos de mais, para saquear nossas riquezas o dia que que tiver somente o necessário uma tropa profissional e bem treinada e sua estrutura de apoio e comando não será necessário pagar estes ladroes de farda. São 444814 militares, que na média da mais ou menos R$155121,01 por cada funcionário. Levando em conta que o maior Soldo é de R$… Read more »

RodrigoMF
Visitante
RodrigoMF

Só eu que percebi que este NVG está completamente desalinhado com a visão do soldado ?

Mesmo para tirar foto poderiam ter colocado de forma correta.

Este RedDot eu já vi aqui no Forte alguns anos atrás. É um que vão produzir no Brasil sob licença, mas não me lembro o fabricante e nem o modelo. Já coloquei na procura aqui e não acho.

Alguém sabe qual é ?