Home Divulgação PM da Paraíba: estágio em área de caatinga para cadetes

PM da Paraíba: estágio em área de caatinga para cadetes

1851
10

Vinte e quatro cadetes do Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar passam, a partir desta segunda-feira (12), por mais um treinamento para qualificação profissional. Os alunos oficiais começam, nesta semana, o Estágio de Patrulha Rural (EPaR), que será ministrado pelo Grupamento Especializado de Operação em Área de Caatinga (GEOsAC), unidade da PM que atua principalmente no combate aos crimes contra instituições financeiras no estado. Oito cadetes do Corpo de Bombeiros também participam da atividade.

Os cadetes começaram o EPaR na cidade de Pocinhos, na região de Campina Grande, onde terão nove disciplinas práticas e teóricas, dentre elas: técnicas de sobrevivência e patrulha rural, análise de cenários e de riscos, tiro de combate. Ao todo, serão 90 horas-aulas que ocorrem durante uma semana de capacitação com o GEOsAC, que é o responsável pela formação da doutrina de operações rurais na Paraíba.

Segundo o tenente Floristan Ferreira, coordenador do estágio e subcomandante do GEOsAC, os cadetes irão passar por treinamentos que desenvolvem habilidades e competências nas funções de comando, e principalmente no atendimento de ocorrências no ambiente rural. “Após o estágio, os alunos estarão mais qualificados para atuar no planejamento de operações policiais em ambiente rural, caracterizado por sua rusticidade e adversidade. Desta forma, este período de estágio dentro do CFO torna-se mais um período de assimilação de conhecimento que vai melhorar, ainda mais, a prestação de um serviço eficiente à sociedade paraibana”, explicou o oficial.

Capacitação – O CFO é o curso que forma os novos oficiais da Polícia Militar da Paraíba e de outras coirmãs do país. Ao todo, os cadetes passar por mais de 3 mil horas-aulas em cerca de 100 disciplinas, na Academia de Polícia Militar do Cabo Branco, no Centro de Educação da PMPB. Ao fim do CFO, os cadetes são declarados aspirantes a oficial e se tornam bacharéis em segurança pública, atuando em diversas unidades policiais na Paraíba.

Grupamento especializado – Os policiais do GEOsAC atuam contra grupos criminosos no interior do estado, prenderam 13 suspeitos de ataques à bancos e aos Correios neste ano, apreendendo 15 armas de fogo, sendo 4 fuzis, além de explosivos. Outra ação de destaque do Grupamento foi a que resultou, junto com a Polícia Civil, na apreensão de mais de uma tonelada e meia de drogas na cidade de Itabaiana, resultando na prisão de três suspeitos.

FONTE: Polícia Militar da Paraíba

Subscribe
Notify of
guest
10 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
2 anos atrás

Inclusive o concurso do CFO todo ano tem na paraíba e esse ano vai ter o para soldado 1000 vagas! Sou da Paraíba, e digo uma coisa, a maioria dos PMs aqui são bem capacitados, diferente de alguns estados a quais visitei…

Delfim
Delfim
Reply to  Alexandre Galante
2 anos atrás

Especialmente as paraibanas.

Delfim
Delfim
2 anos atrás

Assim se vê que a “militarização” da Segurança Pública é um fenômeno não apenas fluminense.
Na verdade vem se espalhando ao redor do mundo.
As ameaças do terror e do tráfico, pesadamente armados, não mais permitem policiais sem coletes e apenas de arma curta.
Mas a esquerda PSOLista tenta a todo custo refrear tal tendência.

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Delfim
2 anos atrás

A bandidagem está tocando o terror por aqui, armados com fuzis, explodindo bancos e carros forte toda semana.

Delfim
Delfim
Reply to  Clésio Luiz
2 anos atrás

Hoje em dia trabalho com calça e bota táticas Baixada afora. E quando esfria uso gandola cinza com tags da PCERJ como agasalho.

Alisson Mariano
Alisson Mariano
Reply to  Clésio Luiz
2 anos atrás

Clésio, vc é paraibano?

Clésio Luiz
Clésio Luiz
Reply to  Alisson Mariano
2 anos atrás

Sim.

DOUGLAS TARGINO
DOUGLAS TARGINO
Reply to  Clésio Luiz
2 anos atrás

Pois é amigo, sou de Campina Grande, e a situação da Paraíba está uma calamidade! Cidades perdendo bancos, correios e tome dinamite pra cima, fora que agora estão usando só fuzis e até rifles .50 como no caso da cidade de Queimadas…

Alisson Mariano
Alisson Mariano
Reply to  Clésio Luiz
2 anos atrás

Bacana, Clésio e Douglas … Acompanho a trilogia há muitos anos (pouco comento, mas acompanho as discussões – já li muitos comentários do Clésio-) e não sabia que existiam conterrâneos por aqui!

Saudações!