sexta-feira, março 5, 2021

Saab RBS 70NG

‘A cobra fumou’: Campo Grande comemora vitória sobre as forças do Eixo

Destaques

China busca uma força nuclear com maior capacidade de sobrevivência

Segundo a Associated Press, a China parece estar se movendo mais rapidamente em direção à capacidade de lançar seus...

Gastos da China em pesquisa e desenvolvimento atingem um recorde de US$ 378 bilhões

O Escritório Nacional de Estatísticas da China disse que os gastos com P&D, que visam desenvolver novos serviços...

Rafael conclui o desenvolvimento da versão superfície-ar do míssil I-Derby ER

A Rafael Advanced Defense Systems Ltd. concluiu o desenvolvimento da versão de defesa aérea baseada em solo do míssil...
Alexandre Galante
Jornalista, designer, fotógrafo e piloto virtual - alexgalante@fordefesa.com.br

Dia da Vitória em Campo Grande
Dia da Vitória em Campo Grande

Campo Grande (MS) – Aconteceu, nessa terça-feira, dia 8 de maio, no Comando Militar do Oeste (CMO), a formatura militar alusiva ao Dia da Vitória, com o objetivo de relembrar os feitos heroicos dos soldados brasileiros que lutaram durante a Segunda Guerra Mundial, no combate contra as forças do Eixo. A data celebra a rendição incondicional das forças nazifascistas, que abriu caminho para a capitulação japonesa pouco tempo depois.

A solenidade, ocorrida no Campo de Parada General Plínio Pitaluga, localizado no complexo do CMO, contou com a presença de militares que integraram a Força Expedicionária Brasileira (FEB) residentes em Campo Grande (MS): Agostinho Gonçalves da Mota, Isidoro Teodoro da Silva e Manoel Castro Siqueira. Estiveram na solenidade, ainda, autoridades civis e militares.

A formatura foi presidida pelo Chefe do Centro de Coordenação de Operações do Comando Militar do Oeste, General de Brigada Eduardo Paiva Maurmann, que ressaltou a bravura de nossos Pracinhas. “Este é o momento de prestigiar nossos febianos, a eles nosso eterno reconhecimento”, destacou o General.

Durante a cerimônia, foi lida a ordem do dia, do Comandante do Exército, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas.

Os Pracinhas puderam reviver os dias de glória em solo italiano, quando souberam que o combate tinha chegado ao fim, com a rendição do inimigo. “É claro que receber a notícia de que a guerra tinha acabado foi ótima, mas, mostrar que a cobra pode sim ‘fumar’ foi melhor ainda, pois, todos diziam que era mais fácil a cobra fumar que o Brasil participar da guerra. A cobra ‘fumou’, e hoje comemoramos 73 anos do Dia da Vitória”, disse o ex-combatente e presidente da Seção Regional de Mato Grosso do Sul da Associação Nacional dos Veteranos da Força Expedicionária Brasileira (ANVFEB), Agostinho Gonçalves da Mota, hoje aos 93 anos.

- Advertisement -

4 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
4 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo
Rodrigo
2 anos atrás

sim a cobra fumou e fumou até charuto !!! Mais Caramba alguém sabe que viatura curiosa é aquela da 1º foto com entre eixos curtos ? e canhão ?

Rogério
Rogério
2 anos atrás

Veiculo de reconhecimento americano, M8

Adalberto
Adalberto
2 anos atrás

Ford greyhound m-8. O veículo tem três eixos. A imagem cortou a parte traseira do veículo e parece ter sofrido algum tipo de deformação na direção horizontal.

Adalberto
Adalberto
2 anos atrás

digo, direção vertical.

Guerras Modernas

Armênia, Azerbaijão e Rússia fecham um acordo para acabar com o conflito de Nagorno-Karabakh

YEREVAN/BAKU (ARMENIA/AZERBAIJÃO) — Armênia, Azerbaijão e Rússia disseram que assinaram um acordo para encerrar o conflito militar na região...
- Advertisement -
- Advertisement -