Home Noticiário Nacional ‘Zero possibilidade de intervenção militar’, diz Temer a estrangeiros

‘Zero possibilidade de intervenção militar’, diz Temer a estrangeiros

4091
163

Acuado pelo prolongamento da greve dos caminhoneiros, o presidente Michel Temer (MDB) se recusou a falar com a imprensa brasileira, depois de discursar em evento em São Paulo, mas fez uma mesa-redonda com jornalistas estrangeiros.

Segundo o americano especialista em Brasil Brian Winter, Temer disse que há “zero possibilidade” de uma intervenção militar no país.

A assessoria de imprensa da Presidência se negou a repassar o áudio ou destaques da entrevista.

As manifestações de caminhoneiros chegam ao nono dia nesta terça-feira (29). Apesar de alguns focos de protestos ainda resistirem, os postos de gasolina de São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte e outras capitais já estão sendo reabastecidos nesta manhã.

O governador do Estado de São Paulo, Márcio França (PSB), diz ter firmado um acordo com um grupo de 13 caminhoneiros identificados como lideranças dos protestos da categoria.

FONTE: Folha de São Paulo

163 COMMENTS

  1. No último Sábado, vi um bêbado caído na calçada, esse bêbado é o Brasil… A diferença é que o bêbado um cara de carro levou ele embora, eu não sei pra onde, hospital, casa, sei lá, já do Brasil ninguém cuida. A obrigação é nossa, masssss.

  2. É lógico que ele vai falar isso, mesmo que uma intervenção estivesse em andamento neste exato momento ele continuaria insistindo que está tudo uma maravilha, um verdadeiro mar de rosas no Brasil!

  3. “Se, para o senhor, é extremamente elogiável um presidente que é um boneco, se o senhor gosta disso, eu respeito sua tese, o que está nos seus esquemas. Eu não penso assim.”

    Enéas Carneiro

  4. Não sei o contexto em que ele disse isso, mas só existem 3 possibilidades de uma intervenção: pedido de um dos três poderes da República. E, ao que tudo indica, só a chefe do Poder Judiciário não tem contas a prestar com a justiça. Logo, é a única que tem moral pra isso. Então ficamos reduzidos a uma única possibilidade.
    A dúvida é: pede agora ou espera pra ver o que sairá das urnas em outubro?

  5. Apenas para lembrar que os caminhoneiros, após terem os pleitos atendidos, não estão conseguindo voltar ao trabalho pois estão sendo impedidos por intervencionistas que querem derrubar o governo. Segundo o Planalto os três grupos que se infiltraram no movimento e a estão manipulando com fins escusos são “Intervenção militar já”, “Fora Temer” e “Lula livre”

    • O pior é que não haverá intervenção militar, o Temer fica (cambaleando, mas tem só mais 6 meses de governo, não dá tempo nem para um processo de cassação) e o Lula continuará preso (talvez logo mais em prisão domiciliar??). Enfim, tempo perdido e mais prejuízos contabilizados na nossa conta.

      • O pior a que me refiro é para os grupos infiltrados no movimento. Não verão prosperar suas “reivindicações”…

  6. Pelo que eu acabei de ver aqui nas rodovias do Sul de Minas são todos ¨Lula Livre¨. E o tal Intervenção Militar é só para disfarçar mas são todos lulistas mesmo.

    • O presidiário está apostando no caos no intuito de dobrar as instituições aos seus caprichos e, como todo populista que se preze, poder “voltar nos braços do povo”, nem que para isso a democracia brasileira seja ferida de morte. Isso mostra que ele assim como seu partido são os verdadeiros e mais perigosos inimigos do Estado Democrático de Direito.

      • Pois é, estão tentando instalar o governo a lá Venezuela de qualquer modo, são piores do que carrapato.

        *Nossa situação já está quase empatada com a Venezuela.

          • O Brasil perdendo dinheiro, a população não consegue trabalhar, não tem alimentos em muitos supermercados, o que tem está super inflacionado, as cidades perigosas estão ainda mais perigosas, arrastões, furtos aos montes.

            se der uma tempestade e cortar a energia, telefone ou qualquer outro problema as empresas podem não conseguir realizar a manutenção…

            Ao meu ver estamos caminhando sim nesse momento para ficar parecidos com a Venezuela…

            Imaginem se por ventura esse governo cai? Já pensaram a zona que vai ficar?

            Ao menos para mim, mero cidadão comum a situação está bem chata.

      • Qual “intervenção militar” se não temos e não vamos ter nenhuma?

        Agora é fato que o caos interessa ao presidiário. Talvez por isso hajam elementos do movimento “Lula livre” infiltrados entre os caminhoneiros impedindo os mesmos de retornar ao trabalho. Não custa lembrar meu caro Paulo que vocês da esquerda não apreciam nem um pouco a democracia e o Estado de Direito.

      • PauloR, todos sabemos que a intenção do PT sempre foi tornar o sistema de governo do Brasil semelhante ao da Venezuela, Cuba etc. Nos anos em que estiveram no poder se auto fortaleceram a ponto de ter $$$ para muitas e muitas eleições, sem contar que os “programas assistenciais” são um modo “legal” que encontraram para comprar votos.

        Durante os anos do PT, tirando o período da alta das commodities, só teve retrocesso.

        • Você afirma isso baseado em que? Que medidas o PT adotou que ameaçou a democracia? Em que momento simpatizantes do partido foram as ruas exigir golpe e o fim da democracia??
          Gostaria de ver fatos que comprovasse essa afirmação que o PT queria impor uma ditadura porque foram 14 anos de governo sem que houvesse qualquer ato político autoritário do governo que justiçasse tal afirmação. Mas durante esses 14 anos teve muito choro de direitista que não aceitava a derrota a cada eleição.

    • A nossa democracia ainda é jovem e precisa ser aperfeiçoada, mas não está ameaçada. Nossas instituições superaram e superarão as crises que se apresentam, sem golpismo. O que é preciso no momento é de união para resolver os problemas, o país está dividido há 15 anos e a polarização esquerda x direita traz mais calor do que luz ao debate. Todos têm culpa pelo estado atual do país, os governos do PT, alguns anteriores e o que o sucedeu.

  7. É bom ter o apoio dos militares, mas com estes dentro da caserna. Quando se pede muito para saírem da caserna, podem não querer voltar.
    .
    A classe política brasileira recebeu a democracia tão esperada no colo a partir de 1982 para nada. Não sabe valorizar. Não investiu em instituições civis fortes Mas a classe política é reflexo do seu povo.
    .
    Melhora política ? Eleições gerais a cada 4 anos (reduz despesas eleitorais em 50% e aumenta a produtividade dos políticos em outros 50%), e corta voto de analfabeto e adolescente, enquanto não se der maioridade plena a estes últimos.

    • O problema não é esse é o tal fundão eleitoral esse tal voto de coefiente e não o voto direto (candidato x leva gente com ele para voce sabe onde….) STF aparelhado entre outras amarras..

  8. Se houve algum momento de necessidade de intervenção, esse momento já passou faz tempo, agora que falta sete meses para encerrar o mandado não adianta criar caos e instabilidade desnecessária, guardem as forças para um eventual problema pós eleições.

    Nesse momento as perdas já estão superando os ganhos.

  9. Esse movimento grevista pede uma investigação ampla, como o governo deixou a situação chegar onde chegou? Falha da Abin, falha da PF, falha da inteligência das FFAA, falha das policias estaduais, falha do Executivo, etc. Estavam todos dormindo ou houve conivência de alguns órgãos que sabiam e deixaram o barco correr ? Com qual intenção ? Essa história está muito mal contada.

    • Verdade, bem mal contada.
      Não está bem claro se tudo foi espontâneo (motivo não falta) ou se foi deliberada.
      A notícia é que grupos (de direita é o que estou sabendo) estão fazendo bloqueios no interiorzão, bloqueios que se desfazem em um ponto e surgem em outros. Tática articulada demais ao meu ver.
      A esquerda e/ou a direita jogando o jogo, é de se esperar.
      Torço para as FFAAs tenham muito tato pra conter a situação.

  10. Curioso quem tanto fala de um plano do PT e da esquerda para impor uma ditadura comunista no país e hoje o que vemos é a direita ameaçando a democracia.

    • Nossa democracia ainda é jovem e precisa ser aperfeiçoada, mas não está ameaçada. Nossas instituições bem ou mal superaram e superarão as crises que se nos apresentam, sem golpismo. Não há salvadores da Pátria, a conta de desmandos de governos passados e deste chegou e consertar o Brasil causará lágrimas e ranger de dentes. Acredito e confio que deste parto a fórceps nascerá um Brasil melhor.

  11. No início a questão era o diesel. Depois, perdeu-se completamente o foco nos protestos com o apoio em massa da população revoltada.
    Passou-se a protestar por tudo e por qualquer coisa… Isso nunca dá certo.
    Depois do Governo cozinhar a situação em banho maria, os únicos que receberam algo foram os caminhoneiros!
    Os caminhoneiros ganharam um cala-boca as custas da população. Agora, vão jogar a população contra os caminhoneiros, que não voltam ao trabalho.
    .
    Quem acha que o Governo falhou na atuação dessa Greve, não deve ter matutado sobre o perigo da situação do país. Estamos sentados sobre um barril de pólvora…
    .
    Etchegoyen deve ter em mente que, se o Governo tivesse uma atuação dura, o pavio teria pego fogo até país explodir.
    Tem um pessoal que pede pelos militares no poder. Tem um no comando, que está bastante atuante.
    .
    Esse Etchegoyen deve ser um baita estrategista…
    Achismo meu.

    • O nome por trás da ação é do Alte. Ademir e sua equipe (pessoal do EMCFA). Eles que estao tentando desatolar o Brasil dessa crise, juntamente com a PRF.
      Na minha o opinião o GSI não fez uma boa avaliação da situação e deixou chegar nesse ponto. Ou o Presidente cagou pra assessoria mesmo, o que eu acho que não aconteceu.

    • Eu acho que o GSI não passou o panorama correto ao presidente, pois não previu o que estava por vir (mesmo com todo o aparato).
      O nome do jogo, quem tá dando as cartas, é o MD, na pessoa do Alte. Ademir e sua equipe. Na minha opinião eles junto com a PRF é que estão fazendo a coisa acontecer, com a história dos corredores logísticos e tal. Pouco se viu da atuação do Min. da Seg. Pública e do GSI.

    • Exatamente Bardini. Conforme eu falei que ia dar, uma classe sai beneficiada as custas dos demais em um protesto que nunca foi do “povo”e que se perdeu na forma ( errada desde sempre) e no fundo. Povo é quem pagará a conta de novo. E abriu-se perigoso precedente.

      Uma coisa para meditação de todos: Será mesmo que o governo, ou mais especificamente o GSI não sabia ou foi negligente? Ou movimento foi incitado para agora ou deixado acontecer neste exato momento para que não ocorresse depois?

      Sabem qual imagem está começando a surgir e se consolidar? A de que o governo foi democrático e evitou a força ( e daqui uns dias parecerá bem ter resolvido a situação) e que o movimento era deturpado. Agora a cada dia que persiste, ressoa mais e mais irrazoável e fora de controle bem como com viés político e radical.

      O governo pode ter saido ganhando duplamente. Imagine se isso tivesse acontecido daqui tres meses?

    • Olha. Nunca tinha pensado nisso…
      .
      Não sei se cabe a comparação. Golbery teve uma atuação um pouco diferente.
      Etchegoyen deve estar apenas tentando sustentar o país até Outubro, o que não deve ser algo fácil.

  12. Sim, impossível a intervenção militar.
    Primeiro, as estradas estão bloqueadas.
    Segundo, não tem gasosa para por nos blindados.
    A única coisa boa desta merda toda, é que nossos caminhoneiros deram uma lição de como parar um exercito invasor.

  13. Não vai ser uma intervenção que vai salvar o país, infelizmente as forças armadas, são um espelho do que são os outros poderes, gastos altos, ineficientes pouco ou nenhum investimento, é praticamente uma previdência militar, gasta-se mais 60% com pessoal! Que diferença tem do legislativo ou executivo? Nenhuma…
    Tem que mudar o sistema como todo, é estrutural, foi a forma como o huezil foi formatado, não tem como dar certo. Quase entrou em colapso agora… e vai entrar em um futuro próximo!

    • Concordo com você, mas faço uma observação. Como mudar o sistema como todo e “destruir” a atual estrutura do estado perdulário, paquiderme, ineficiente, burocrático e com corrupção institucionalizada sem um golpe de força para quebrar os privilégios? Se depender de nosso legislativo nunca votarão nenhuma medida que acabe com a república da mamata corporativa. Talvez nem as forças armadas queiram isso.

      • Se as forças armadas recebem a verda sem cortes da para pagar previdencia miliar até 2080 não lembro o ano de cabeça agora….

  14. Não vai ter intervenção.
    Temer é simplesmente o presidente que mais prestigiou os militares desde a redemocratização, desde medidas como a capitalização da Emgepron, ministro da Defesa com bom trânsito entre os militares (Jungmann), o primeiro ministro da Defesa militar desde a redemocratização, ABIN sob comando de um militar, não atrapalhar o reequipamento das Forças…

    Perto da Dilma, a melhora é imensa.

    • Do seu excelente comentário, o que dá pra perceber é que os militares perderam a guerra cultural. Todas as instituições que os apoiaram em 64 hoje são dominadas pela esquerda. Como um adendo, destaco o impressionante atraso intelectual do Brasil: estamos, em pleno século XXI, brigando por qual ideologia será a dominante; a do século XVIII ou a do século XIX.

    • Ollá Vader. Os militares de 64 também tinham o apoio dos EUA. Acho que hoje, os EUA não apoiariam um golpe militar no Brasil. Talvez esse seja um ponto importante para a análise da conjuntura.

  15. Os generais de hoje são, em grande medida, bem diferentes dos de 1964. Em primeiro lugar, são mais especializados em sua atividade fim, diferente de nossos oficiais de meados do século XX, que se aventuravam a desvendar todo tipo de problemas da Administração Pública.

    Além disso, os militares sabem muito bem o tamanho do pepino. Os problemas que temos são dificílimos de resolver, nenhum iluminado consegue assumir o poder e acabar com nossos problemas mais sérios em menos de algumas décadas. Se hoje a população os tem em boa conta, para que irão abandonar esse status para serem os Collor/SarneyFHC/Lula/Dilma/Temer de amanhã, execrados que serão por não estarem conseguindo nos transformar numa Suiça num estalar de dedos?

    Por último, o momento é outro, a Guerra Fria acabou e o risco de uma Revolução Comunista acabou junto.

      • Bravox,
        Se entendi corretamente sua pergunta, isto é, por que haveria doutrinação comunista nas escolas e universidades, se a guerra fria acabou, na minha opinião o que temos não chega a ser uma doutrinação comunista. Temos que os professores em geral tendem a puxar a sardinha para o lado deles. Professores de humanas tendem a ser de esquerda e professores de finanças tendem a ser de direita. O único professor realmente socialista que conheci na faculdade era desacreditado pelos alunos e pelo departamento.

        Agora, nas escolas esse problema é um pouco mais sério, tanto porque há mais militância do professor, quanto porque o aluno é mais incapaz.

        Já a mídia é livre, cada organização retrata o que bem entende. E se o cara assiste globo ou frequenta blogues de esquerda ou direita, isso é decisão dele.

      • ”Então explique a doutrinação em escolas/universidades”
        Aqui na UFPE tem tanta doutrinação que ao invés de pagar cálculo e Física, somos obrigados diariamente a lermos as obras de Karl Marx e fumar maconha, e isso num curso de engenharia, imagine os outros cursos….

        Fui reprovado em Comunismo avançado 3 no semetre passado, estou pagando de novo e acho que vou reprovar novamente ; tá osso.

        • Olá Matheus (muito bom comentário). Sugiro você se matricular em “tópicos avançados sobre escola sem partido, oferecida pelo Alexandre Frota”, dai você vai conseguir entender tudo de comunismo. O rapaz é um colosso. Se precisar da apostila, dá para comprar em fascículos na banca de jornal. Um abração (riso).

  16. Com militar, sem militar, com quem quer que seja, se não cortar as mordomias dos funcionarios publicos não tem como salvar o pais. Não é corrupção que acaba com o pais, o que acaba é um juiz receber cem conto por mês. Funcionario publico é pra viver bem e não pra ficar rico. Não arrisca um centavo e ganham mais que a maioria dos empresarios do pais. Teve um juiz do MS que ganhou 500 conto em um mês entre bonificação, adicional e o car…. Não pode isso, esses juizes são mais safados que politico ladrão, pois em nome da legalidade praticam atos imorais.

      • Pessoal
        A maioria dos funcionarios publicos ganha em torno de 2mil reais, e eles trabalham.

        O problema sao juizes com salarios e aposentadorias bem acima do teto e os politicos que fizeram dos cargos eletivos um meio de vida e se mantem no servico publico mesmo qndo perdem as eleicoes.

        O tais “cargos comissionados” é que sao a “disgraça” do servico publico.

        E essa legislacao eleitoral deveria proibir qualquer tipo de reeleicao. Exemplificando: um candidato que concorreu a vereador so poderia se candidatar a deputado estadual, e depois so poderia se candidatar a deputado federal e apos isso so para senador e cumprido esse ciclo ele nao poderia mais se candidatar a cargos no legislativo. Isso iria impedir um politico de ficar mais de 4 anos no mesmo tipo de cargo igual os Aécios, Sarneys, Malufs, Alckmin, Serra, ACM Neto, Lula e Dilmas. A mesma atitude seria tomada no ambito das eleicoes para o executivo.

        Para cargos comissionados so funcionarios publicos concursados e com graduacao e experiencia na area. Nada de assessor de politico ou politico derrotado em eleicao para assumir chefia de uma reparticao a qual ele nao sabe nada do servico.

        Esse é o meu ponto de vista.

        • Pois é na hora dos cortes só sobra pros professores e pessoal de saúde, só para os que estão na base da pirâmide do funcionalismo, os que estão no topo tá tudo tranquilo.

          • Comentando rápido pois tenho que sair.

            Por isso defendo que seja repensado o sistema tributário, para que produtos e serviços básicos e vitais a sobrevivência não sofram incidência de impostos e taxas tão pesadas e que o IR tenha uma faixa maior de isenção e que produtos e serviços destinados a classe A e A+ paguem mais, visto que na maior parte são para ostentação.

            Isso simplificando.

    • Exatamente Wagner, o judiciário é uma despesa abusiva, nunca que esse país vai dar certo sustentando uma casta de juízes e outros altos funcionários do judiciário com um salário maior que o teto permitido (acho que 33k), além desses, entram na lista os políticos que recebem uma séria de ressarcimentos além do salário. Quanto aos militares, não sei se ainda existe aquela pensão vitalícia para filhas de generais, mas acredito que seria uma fração do que se gasta com políticos e com o judiciário.

      Na verdade, acho que o Brasil só vai mudar com a próxima geração porque esses políticos são velhos pajés que já estão com o esquema armado entre eles.

  17. O comando ja disse. o EB está comprometido com a CF/88, com a legalidade e com a hierarquia. Não haverá qualquer tipo de intervenção embora alguns parece que tenham tentado usar o movimento pra induzir isso. Perda de energia, tempo e imposição de sofrimento inútil a muitos por nada.

    Querem os militares no poder? tem um jeito: as urnas.

    A proposito, os senhores estão corretos sobre as críticas ao Judiciário. Ja fiz parte dele e lhes digo, a população não sabe de metade da missa que é celebrada lá dentro. É de enojar

  18. 64 foi o último suspiro do tenentismo.
    Havia um “programa” desenvolvimentista atrelado ao movimento.
    Pôde-se dizer que era uma ação política propositiva.
    Hoje o Exército não comsegue e não deseja ser detentor de um plano de ação político para o país.
    Mas ele sabe que, como nunca, sua ação de defesa institucional e estabilização social será requerida.
    O desafio é muito maior do que se imagina
    E não serão doações do FMS que irão prepará-lo, se é que me entendem. Estamos entrando, muito em breve, em fase de contenção.

  19. Os militares assumem, jogam a Constituição no lixo, criam outra. Mas e aí, se você não gostar, você faz o quê, se junta à Dilma e vai gritar “Fora milicada”????

    Daqui cinco meses tem eleições. Faça a tua parte.

    • É isso aí Marcos, cada um deveria fazer seu dever de casa de cidadão e parar por umas horas pra assistir no youtube os pre-candidatos à presidência.
      Ver e ouvir com atenção cada um deles.
      A decisão é nossa.

    • É o que eu tenho dito. Tem que se aguentar o vice da Dilma até dezembro. Em janeiro teremos outro escolhido e é pelo voto, o melhor e mais justo caminho de todos. E por isso é importante afastar o discurso da nulificação do voto. Já que somos obrigados, ao menos que tentemos fazer o melhor ( ou o menos pior), e depois cobremos os cidadãos eleitos ferrenhamente acompanhando o que cada um faz. Desemboca se reelege, não desemboca e amarela, vai pro esquecimento. É assim que a democracia depura ( ou deveria depurar) o poder.

      A culpa disso que está ai é nossa, pois maioria vota e não lembra em quem votou. Quase todos votam e nunca mais cobram ou pressionam os congressistas e muitos ainda se omitem e depois querem reclamar.

      O voto é um “fuzil” na mão de um soldado. Um soldado sozinho não ganha guerra, mas muitos ganham. Guerra contra este estabilishment que está ai com Renans, Sarneys, Temers, Lulas, Moreiras há décadas se revesando no poder e o que é pior, ingressando com o voto mal dado, irrefletido ou não dado.

      Pode ser que a renovação incorra em erro de escolha de novo, mas ao menos há a chance. Dos que ai estão ja sabemos o que esperar.

  20. Em que seria vantajosa uma intervenção militar? Institucionalmente, estão os militares blindados às mazelas de nosso Estado? São todos honestos, probos e bons administradores? Economicamente, possuem conhecimentos e relações privilegiadas para tirar nossa economia do buraco em que se encontra? Acho que não. Acho que pelo contrário. A memória da “ditadura” ou “regime militar” ainda assombra muita gente no Brasil e na América latina como um todo. Temer, querendo ou não, se aproximou mais de regimes capitalistas, afastando-se da influência comunista/bolivariana. Acredito que o primeiro efeito seria uma evasão enorme de investidores do Brasil. Em seguida, possivelmente sanções econômicas. Para uma economia já esquizofrênica, seria terrível. Fora eventuais maiores supressões de direitos fundamentais já suprimidos no regime atual. Sou favorável à saída militar como última ratio. Somente no caso de flagrante atentado contra a constituição, como seria o caso, por exemplo, de uma ação flagrante contra a lava jato. De qualquer forma, temos que concordar que os civis, hoje, deixam a saída militar bem atraente. TSE não declarar, de ofício, Lula inelegível. Ninguém controlar/ limitar as ações de juízes como Gilmar Mendes. Corte de recursos/aumento de cobranças a população de um lado e liberação de emendas parlamentares para conseguir votos do outro. São exemplos de situações que fazem com que uma intervenção militar ganhe coro. O melhor caminho, hoje, é tentar melhorar as coisas em outubro. E, antes de discutir entre Bolsonaro ou Ciro Gomes, é necessário pensar em quem colocar no legislativo. Eu já adotei um supra-critério, que é não votar em nenhum investigado e pensar três vezes antes de votar em alguém que já está lá. Aliás, são poucos parlamentares hoje que seriam dignos de meu voto. Infelizmente, pouca gente pensa assim.

    • ”Em seguida, possivelmente sanções econômicas. Para uma economia já esquizofrênica, seria terrível.”
      DEPENDE, se for uma ditadura como a de Honduras não vai ter sansão alguma, se lembre que para a ”comunidade internacional” (EUA,Europa) existem dois pesos e duas medidas.

      ”É democracia enquanto convém”

      • Pode ser que a situação não seja exatamente como a vemos, tem muita coisa nos bastidores também. Mas de certo se é assim é fato de que deve ser interessante para os EUA e Europa, afinal, não existe almoço grátis, tudo nessa vida tem um preço e já nascemos devedores.

  21. A greve dos caminhoneiros é culpa de Lula? Vc tá de brincation with me? A culpa é de Temer e somente dele. O presidente é ele. A melhor coisa que ele poderia fazer era renunciar. Mas ele n tem ombridade pra isso. Nem ele e nem ninguém da corja que ele comanda consegue entender a gravidade da situação. E para com esse lance de esquerda e de direita. A guerra fria acabou em 1991. No Brasil atualmente a única ideologia que vigora é a do bolso cheio.

    • Quem distribuiu caminhão com juros de 2% ao ano (muito, mas muuuuuuuito abaixo da inflação, ou seja, o contribuinte estava PAGANDO pro cara comprar um caminhão, e qualquer pamonha entrava num banco e saía com um caminhão) foi o Lula, em 2009.
      .
      A bolha do frete vem de lá. De lá pra cá Dilma piorou muito as coisas, com sua estapafúrdia política de preços que deixou a PetroSauro à beira da bancarrota e acostumou o caminhoneiro (muito mais do que o mercado suportaria em condições normais) ao Diesel subsidiado.
      .
      Essa greve é tragédia anunciada. Desde 2009.

        • E aí eu pergunto: Qual a razão de não vincular o preço interno ao mercado internacional se a Petrobrás é uma Sociedade de Economia Mista

          • Caro HMS. Pois é. Eu também faço essa pergunta (e chego a uma resposta assustadora). A propósito, a Petrobras aumentou o preço da gasolina hoje, quarta-feira.

      • O Lula distribuiu caminhão e agora o Temer vai distribuir diesel. Você já devia estar acostumado, Vader.
        O brasileiro quer neoliberalismo, mas também quer manter os subsídios do governo.
        Quer que acabe legislação trabalhista, previdenciária, fiscalização, no melhor estilo neoliberal radical, mas por outro lado quer receber o que der de subsídios do governo para sua atividade.

        • Olá Wilson. Essa história que existe um excesso de caminhão não se sustenta. Por favor, acesso o estudo “frota brasileira de veículos em circulação”. Uma das conclusões é a necessidade de uma política renovação de frota. São cerca de 2 milhões de caminhões em circulação (3% da frota de veículos) sendo 25% deles em SP. Segundo um outro estudo, (número de caminhões no Brasil atinge 1,8 milhão em 2015) cerca de 33% dos caminhões têm mais de 11 anos, e 37% deles têm menos de 5%, sendo a idade média de 9 anos e 9 meses. Portanto, dizer que houve uma explosão no número de caminhões é um equívoco. As aquisições são praticamente para reposição. Outro dado é que o número de veículos por habitante está diminuindo a cada ano.

          • Como bom esquerdista vc usou e contornou números à vontade para mostrar o seu ponto de vista. Mas a verdade é que nos últimos 5 anos vários incentivos (sem nenhum planejamento ou visão futura) fizeram com que a frota aumentasse 24%. Então os caminhões novos entravam sem que os velhos saíssem (não houve a tal renovação!) e para piorar na mesma época em que os preços do frete subiam artificialmente quando, por exemplo, o preço dos grãos explodiu. O resultado é que hoje com caminhões demais e mercadorias de menos e o descasamento entre oferta e demanda achata o valor do frete sim. Vários estudos como da consultoria KonSCIO mostra que o país tenha hoje um excedente de 300 mil caminhões.

  22. Nos falta um déspota esclarecido. O estado precisa ser reformado urgente e acho isso impossível pelo voto, considerando o nível dos parlamentares e eleitores. Um bom começo seria o fim do voto obrigatório e da urna eletrônica, mas que político abriria mão dessas facilidades voluntariamente ?

    • Muito bom o seu comentário Felipe, já o seu Luiz Campos, de déspotas, esclarecidos ou não, o Brasil não merce mais. Concordo com o fim do voto obrigatório e com a impressão do voto após o sufrágio na urna eletrônica, para uma eventual auditoria dos resultados.

      • Certamente, há pouco ouvi divulgação de pesquisa realizada pelo Datafolha. 87% dos entrevistados são a favor da greve dos caminhoneiros, mas os mesmos 87% são contra aumento de impostos para compensar a desoneração do óleo diesel! Vá entender…

    • Caro Luiz. O voto obrigatório é uma solução para neutralizar o argumento da “não participação popular” ou do “ganhou mas não fez a maioria absoluta dos votos” etc etc. Esse argumento foi usado para tentar impedir a posse de JK que ganhou a eleição em primeiro turno (não havia segundo turno). Carlos Lacerda fez uma enorme campanha para dizer que JK ganhou com 35% dos votos, não com 51%. Teve também a tentativa de obstruir Vargas como o slogan “Não pode ser candidato.Se for,não pode ser eleito.Se eleito,não pode tomar posse.Se tomar posse,não pode governar”. Essas crises deram origem ao voto obrigatório e à eleição em dois turnos. e

  23. O Whatsapp deu o golpe de misericórdia no gigante de pés de barro, como o facebook agitou a primavera árabe no norte da África. Como toda uma categoria coordenou uma paralisação nacional quando sequer tem lideranças reconhecíveis e reconhecidas? Quem garante o caráter de manifestação democrática quando um grupelho coordenado sem direito público, numa ação de oba-oba, meio piada meio malícia, joga areia na engrenagem do motor nacional? O estado islâmico, com cinco a dez mil combatentes arrolou grandes territórios e possibilitou um Armageddon que alterou pra sempre o OM. Quem sabe, grupos infiltrados, bolivarianos, inclusive, com uma agenda secreta, já tivessem esse movimento planejado há muito tempo, apenas aguardando a oportunidade pra deflagra-lo e ver, justamente nessa época de transição eleitoral, toda a nação degradar catastroficamente impulsionada pelas suas fraquezas reais e de caráter, terminando numa convulsão que introduzisse a alteração de tudo na direção dos interesses do submundo revolucionário e criminal? Intervenção militar não é solução, é parte da saturação de problemas…

  24. Pessoal tem que parar de achar que tudo se resume a Comunismo, Capitalismo, Esquerda, Direita, entendam nosso povo é IDIOTA é simples assim não precisa inventar argumentos, teorias da conspiração é nem bancar o pseudo-especialista de internet é só conversar com o povo na rua é quando cito o povo é o povo mesmo pra ver o alto grau de idiotisse impregnado na sociedade que se resume espelhado na nossa classe de políticos idiotas.

    • Uitina
      Exatamente.
      Isso de esquerda x direita ou comunismo x capitalismo ja passou faz tempo. Atualmente sao assuntos usados apenas como forma de manipular o povo de acordo com os interesses desse ou daquele partido politico corrupto.
      O problema do brasileiro é a falta de cultura, falta de investimento em educacao de primeiro mundo.

    • Futebol, faustão e sertanejo universitário de um lado. Políticos e grandes empresários mancomunados de outro.
      O maior perigo para o povo brasileiro são os gramados. Porque quem cair de quatro não levanta mais.

  25. Merece estudo um povo que vai à rua pedir que seus direitos e liberdades sejam restringidos, que a livre expressão do pensamento seja tolhida, que os meios de comunicação sejam censurados, que as manifestações populares, como as que ocorreram em 2013, sejam reprimidas… Porque pedir uma ditadura é pedir isso.

  26. Sobre a qual marcha, impávido, o centurião, pronto a atravessar o Rubicão, o famoso rio romando ao qual se proibia qualquer general de atravessar acompanhado de suas tropas.
    .
    “Bis in idem” pinga o auxílio duplex.
    Vou nanar.

  27. Brasil, se correr o bicho pega, se ficar o bicho come. Verdadeira sinuca de bico, temos uma democracia de faz de conta onde o poder central é onipotente e o cidadão não participa das decisões, apenas elege algum partido formado por criminosos. Temos alternância de ladrões no poder essa é nossa democracia. Fato emblemático foi o plebiscito do desarmamento cujo resultado desagradou o partido de plantão na época. O que fizeram ? Ignoraram o resultado das urnas. Democracia de araque. Acho que uma ditadura “temporária” para por a casa em ordem, fazer as reformas estruturais necessárias, recompor o ordenamento jurídico e extinguir os partidos/quadrilhas da vida pública nacional extremamente necessária e urgente. O Chile é o que é hoje graças ao Pinochet.

    • A última ditadura temporária durou 20 anos, o discurso era exatamente esse: algo para arrumar a zona e depois tudo voltaria ao normal. Por que um grupo com todo o poder na mão ia largar isso? Supondo que Pinochet era um açougueiro inteligente, quais seriam os inteligentes que vão assumir o poder?

  28. Entra geração, sai geração, e uma parcela da população continua a jogar suas responsabilidades na mão de terceiros… Ora militares, ora políticos, ora americanos, ora romanos, Dom Sebastião e outros…

  29. É vocês tem razão. O Brasil seria ótimo sem o povo. Pena que somos habitados por essa raça inferior que não merece estudo nem esperança. Precisamos depurar a raça brasileira, vamos embranquecê-la, vamos importar gente melhor e principalmente vamos nos omitir e jogar nossas responsabilidades agora no povo. Pelo visto os militares vieram de marte e não tem nada a ver com o povo. Que se lasque.

  30. Eu ainda n sei pq em pleno século 21, ainda tem gente que sonha ou teme uma intervenção militar.
    É nessas horas que vemos o quão podre e pobre é o pensamento político brasileiro.

  31. Se o Temer falou que não há risco de uma intervenção militar temos um grande argumento para considerar que o risco existe.

  32. E aí? Mudou alguma coisa nesses 10 dias de greve? Mudou, sim! Pra pior!! O diesel baixou e a paralisação continua. Baixou a gasolina? Não…..ao contrário, aumentou! O que o governo vai deixar de arrecadar com o diesel, vai repassar para outros impostos. O que o cidadão comum, o mesmo aloprado que vai pra rua dizer que apoia os caminhoneiros ganhou? Aumento de impostos e de preços e desabastecimento generalizado. Quem, em sã consciência, acha que um movimento desses vai mudar o Brasil pra melhor?? Os caminhoneiros ganharam o que pediram e continuam parados, mesmo que muitos queiram voltar mas são impedidos por uma minoria. Essa paralisação só serviu para piorar um país que já estava péssimo. Tem cabimento um cidadão comum, que já paga um terço do que ganha, ou mais, em impostos, ir ao supermercado e não achar muitas coisas de que precisa? Aguardar horas inidindáveis numa fila pra poder apenas abastecer seu carro? Vocês acreditam que o Temer vai renunciar? Nunca!! Vai haver intervenção militar? Nunca! E enquanto isso, grupos com as mais escusas e camufladas intenções vão insuflando o movimento a continuar. E quem ganha com isso?? Apenas esses mesmos grupos. O povo não vai ganhar nada de bom! Pelo contrário! E os políticos vão continuar do mesmo jeito que estão! Tenho pena de quem apoia um moviemto desses, pois demonstra que não enxerga um palmo à frente do nariz!!

  33. Era mais fácil privatizar a Petrobrás ou pelo menos o governo abrir mão do “monopólio” dela e assim deixaria empresas como a Shell, Texaco, Esso (ou Exxon), CNPC e até mesmo (se por milagre) a PDVSA ter suas próprias refinarias e assim teríamos uma concorrência.
    O que adianta o Brasil ser auto suficiente de Petróleo Pesado, tendo que importar (e grande quantidade) o leve?
    Mas ninguém defende isso, pois acham que os “americanus malvadus” vão roubar as nossas riquezas (coisas que os políticos bonzinhos nunca fazem) ou porque ainda sonham em passar num concurso promovido pela estatal.

    • Olá Hawk. Não existe monopólio de refino de petróleo desde 2002. Se a Shell, Texaco, Exxon ou qualquer outra companhia não instalou uma refinaria no Brasil, isso só eles poderão responder. Agora, a razão da Petrobras não concluir as refinarias em construção, é uma coisa que tem que ser perguntada ao presidente da empresa.

      • Amigo Camargoer, a Petrobras precisou rever seu plano de investimentos ante o pesado endividamento da empresa (é a segunda petrolífera mais endividada do mundo depois da Rosnef russa) oriundo da megalomania imposta pelo governo anterior.

        Aliás usar a petrobras, uma sociedade de economia mista, como “ferramenta de desenvolvimento” tal como fez o governo passado é de um equívoco atroz.

      • Não conclui porque não tem dinheiro. Simples.
        Com 400 bi em dívida, sendo que 100 bi de curtíssimo prazo, vai fazer o quê? Tá vendendo ativos.

  34. O Brasil precisa e tem de passar por isto como aprendizado.

    Não existem inocentes ou vitimas.

    O somatorio do consciente brasileiro é o resultado do que somos.

    Não existem ou deveriam existir leis para mim, para você….deveriam existir apenas leis para todos nós…a perda do principio civilizatorio corrói a lei….o pacto social…

    Sempre que surge a perda do principio civilizatorio, a lei se deturpa, os desvios acontecem, o pacto social se torna injusto…e a sociedade assim em suas frações, tentam prevalecer uma sobre a outra…

    Devemos manter sempre o principio civilizatório, o que nos unifica e constrói.

    As eleições estão aí….e somemos mais este momento a solidificação de nossos principios.

    Deve-se Vencer pela observância da regra, não quebrando a mesma e dando ao mais forte de momento impor o que lhe convém a revelia.

    • Caro Carvalho. Também sou um democrata teimoso e um intolerante defensor do Estado de Direito. Acho interessante lembrar que o avanço democrático tende a beneficiar a classe proletária, garantindo direitos e maior distribuição de renda. Orwell foi soube identificar bem esse momento de ruptura quando escreveu que “todos os bichos são iguais, mas alguns bichos são mais iguais que outros. A democracia ocidental e o Estado de Direito foram criados para proteger o indivíduo da ação totalitária, qualquer que seja ela. Renunciar á liberdade (que em certa medida seria o mesmo que tolerar desvios do Estado de Direito) pela promessa de segurança resulta sempre em perder ambos.

      • O Brasil sente em maior grau, alguns vicios da democracia ocidental que embora não perfeita, é o melhor modelo ainda no momento. Outros países estão sofrendo a mesma coisa.

        Trata-se do subproduto do capitalismo aliado a democracia parcialmente instalada nas nações.

        Criou-se uma camada social que embora viva sendo citada conceitualmente, ela incrusta-se de fato e na realidade em meio as demais classes sociais.

        Trata-se da classe política.

        Política em si deveria ser nata do ser humano como apenas uma de suas dimensões de relacionamento. No entanto, o modelo ainda imperfeito das democracias atuais permitiram que uma razoavel parcela de suas populações se profissionalizem na política, tornando esta dimensão como meio de vida.

        Quando política torna-se um meio de vida, os interesses e necessidades pessoais sobrepujam os interesses da coletividade.

        A solução é dar um passo a mais e implementar uma democracia 2.0, que impeça a profissionalização de políticos.

        O exercicio político deve ser universal e nada mais que um momento em si do cidadão, não seu objetivo de vida.

        implantar e aprofundar a democracia, limitando a quantidade de anos de mandatos que um cidadão possa exerce-la afim de permitir a aproximação e circulação de novos cidadãos e ideias.

        Devemos implantar clausula constitucional que permita a renovação e participação de cabeças nos mandatos.

        Quantos anos um cidadão deveria dedicar-se “exclusivamente” a política?

        Devemos implementar limite de 16 anos cumulativos ininterruptos ou não, para qualquer cargo eletivo do executivo, legislativo ou judiciario, sem direito a reeleição consecutiva, em mandatos de ate 4 anos, aplicavel inclusive a ministros e secretários, presidentes ou diretorias executivas de sindicatos trabalhistas ou patronais, partidos, bem como qualquer natureza de agremiação.

        são destes celeiros viciados e sem rotatividade que surge a germinação das classes políticas que servem somente a si. sem renovação de celeiro, sem renovação de politica.

        Se fizermos isto, as decisões passam a ser no interesse democratico da coletividade sem o risco de apoderarem-se das estruturas para servir a si mesmas.

    • Olá Sub-urbano. Acho que é por ai mesmo. O documentário “O Dia que Durou 21 Anos” esclarece o envolvimento dos EUA no golpe de 64 na chamada operação “Brother Sam”. Atualmente os EUA deixaram de apoiar golpes militares, preferindo operações do tipo “Primaveras” como descrito por Gene Sharp em “Da ditadura à democracia”. Isso não significa que não possa haver um golpe militar “independente”. Esse risco sempre existe. O problema seria o reconhecimento da comunidade internacional. Creio que um “golpe parlamentar” seja mais provável que um golpe militar.

      • Amigo Camargoer, esse papo de impeachment, especialmente o que removeu a “presidenta incompetenta”, é golpe é coisa de quem não conhece a constituição.

        • Olá HMS. Minha avaliação é sobre o que poderá ocorrer daqui para frente. Ou teremos eleições em outubro ou um “golpe parlamentar”. Acho improvável (mas não impossível) um golpe militar. Eu evito discutir 2016 assim como evito usar adjetivos.

  35. “Gilmar Mendes é, realmente, uma excrescência no judiciário brasileiro. Concordo contigo.”

    Cara…. assim….
    Vamos relativizar a coisa
    Nem tanto ao céu e nem tanto ao mar

    Gilmarzão tem boas sacadas e muita coisa que ele fala faz sentido (embora eu ache as vezes que ele não tem o juizo 100% no canto)

    O problema é que ele resolveu desafiar a opinião publica e a mídia que ele chama de “opressora” só pra mostrar que não se intimida

    ok … ok…

    Juiz não tem que se intimidar mesmo… se ele acha que deve conceder o HC, que conceda e ponto final

    O que eu não entendo é pq certas coisas acontecem por aqui…. tipo:

    Um dia desses a BBC BRASIL fez uma reportagem se questionando o senguinte:

    “PQ A LAVA JATO NÃO AVANÇOU EM SÃO PAULO?”

    Agora me responde com sinceridade: Pq que tu acha q a Lava Jato não avançou em SP?

    Ta na cara que existe um esforço pra salvar a candidatura fracassada do Alckmin

    ta mais exposto que bunda de recém-nascido!

    só não vê quem não quer mesmo

  36. O Brasil sente em maior grau, alguns vicios da democracia ocidental que embora não perfeita, é o melhor modelo ainda no momento. Outros países estão sofrendo a mesma coisa.

    Trata-se do subproduto do capitalismo aliado a democracia parcialmente instalada nas nações.

    Criou-se uma camada social que embora viva sendo citada conceitualmente, ela incrusta-se de fato e na realidade em meio as demais classes sociais.

    Trata-se da classe política.

    Política em si deveria ser nata do ser humano como apenas uma de suas dimensões de relacionamento. No entanto, o modelo ainda imperfeito das democracias atuais permitiram que uma razoavel parcela de suas populações se profissionalizem na política, tornando esta dimensão como meio de vida.

    Quando política torna-se um meio de vida, os interesses e necessidades pessoais sobrepujam os interesses da coletividade.

    A solução é dar um passo a mais e implementar uma democracia 2.0, que impeça a profissionalização de políticos.

    O exercicio político deve ser universal e nada mais que um momento em si do cidadão, não seu objetivo de vida.

    implantar e aprofundar a democracia, limitando a quantidade de anos de mandatos que um cidadão possa exerce-la afim de permitir a aproximação e circulação de novos cidadãos e ideias.

    Devemos implantar clausula constitucional que permita a renovação e participação de cabeças nos mandatos.

    Quantos anos um cidadão deveria dedicar-se “exclusivamente” a política?

    Devemos implementar limite de 16 anos cumulativos ininterruptos ou não, para qualquer cargo eletivo do executivo, legislativo ou judiciario, sem direito a reeleição consecutiva, em mandatos de ate 4 anos, aplicavel inclusive a ministros e secretários, presidentes ou diretorias executivas de sindicatos trabalhistas ou patronais, partidos, bem como qualquer natureza de agremiação.

    são destes celeiros viciados e sem rotatividade que surge a germinação das classes políticas que servem somente a si. sem renovação de celeiro, sem renovação de politica.

    Se fizermos isto, as decisões passam a ser no interesse democratico da coletividade sem o risco de apoderarem-se das estruturas para servir a si mesmas.

  37. findo o limite de 16 anos, o sujeito volta a exercer apenas sua cidadania política, quer seja como partidario, correligionario ou simpatizante, mas não exerce mais cargos diretivos, legislativos ou executivos, dá a vez a outro.

    Se é diretor de sindicato, já contam seus 4 anos sobre o limite de 16…presidente de clube de futebol…idem….diretor ou presidente de partido…tambem…valem 16 anos para a vida toda….sem trocadilho ou dança das cadeiras em qualquer esfera, dá a vez a outro e volta a trabalhar em sua profissão de origem….

    é centralização da maquina política em si mesma que causa os desvios, seja a ideologia que for….

    • Engraçado como a Trilogia é rápida e eficaz em banir “trolls” de esquerda, mas “trolls” de direita, como o insuportável HMS Tireless, trolam a vontade e, no máximo, recebem algumas edições em suas postagens fora das regras do sítio e algumas ameaças de punição, nunca cumpridas.

      Dois pesos, duas medidas.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here