Home Cavalaria Mecanizada 2º RC Mec inaugura garagem das VBTP Guarani

2º RC Mec inaugura garagem das VBTP Guarani

4717
42

São Borja (RS) – No dia 20 de dezembro, o 2º Regimento de Cavalaria Mecanizado realizou uma solenidade para inaugurar a garagem das Viaturas Blindadas de Transporte Pessoal (VBTP) Média sobre Rodas 6×6 GUARANI.

A obra, que teve todas as orientações técnicas realizadas, foi executada, em grande parte, pelos integrantes do Pelotão de Obras do Regimento, proporcionando economia de recursos públicos.

Durante a solenidade, também, foi plantado um bosque, marcando crescente modernização do Regimento João Manoel.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

Subscribe
Notify of
guest
42 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
DOUGLAS
DOUGLAS
6 meses atrás

Se não me engano, todos batalhões de infantaria motorizado vão ganhar esses veículos… Aqui na minha cidade tem o Batalhão 31, que merecia e tem espaço suficiente para receber pelo menos uma duzia!

Eduardo Oliveira
Eduardo Oliveira
Reply to  DOUGLAS
6 meses atrás

Nem todos. Os batalhões de infantaria que receberão ou estão recebendo os Guaranis estão sendo transformados em Infantaria Mecanizada. Provavelmente não vão mexer com as Motorizadas, principalmente com o CMNE.

Lucas Pereira
Lucas Pereira
Reply to  Eduardo Oliveira
6 meses atrás

Acho que no CMNE só os rc mec vão receber os Guarani em substituição ao urutu.

Pablo
Pablo
6 meses atrás

Se for seguir na ordem, o próximo poderá ser aqui na minha cidade onde está o 3° RCMec.

Matheus
Matheus
6 meses atrás

Interessante como grande parte dos Guarani andam com a REMAX agora.
Alguem sabe dizer quantos usam a UT-30?

Kommander
Kommander
Reply to  Matheus
6 meses atrás

Esquece, a UT-30BR foi que nem promessa de político…

Carlos
Carlos
Reply to  Kommander
6 meses atrás

Canhão 30Mm é um Diferencial Extraordinário !
Gostaria de Ver essa Belezura na maioria dos GUARANIS .

Agra
Agra
Reply to  Kommander
6 meses atrás

Acho que só algumas unidades de cavalaria irão receber a torre. A infantaria será com a REMAX

Bueno
Bueno
Reply to  Agra
6 meses atrás

Na operação Saicã 2017-2018 tem todas as variantes juntas

Bardini
Bardini
Reply to  Matheus
6 meses atrás

“Alguem sabe dizer quantos usam a UT-30?”
.
Até onde sei, 10 unidades do lote experimental.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Bardini
6 meses atrás

Também só me recordo da efrtiva contratação de 10 unidades da torre UT30BR.

Bueno
Bueno
Reply to  Bardini
6 meses atrás

Em 2017 o EB Recebeu 6 un do total de 12 do lote para experimentação doutrinaria. conforme informado aqui e no portal do o EB. Acredito que são mais de 12 unidades da UT-30, não deve chegar a 20 unid. Já foram vistos Guarani com UT-30 no RJ -PR – Brasília e Goiás… se foram enviados para operações, não sei dizer. Na operação Atlântico V pode ser vistos as variantes da VBTP com sistemas de armas: Com a torre UT-30 , Remax e com a Torre balística GPK Pelo menos em vídeos de operação já vi 3 viaturas com a… Read more »

Kommander
Kommander
Reply to  Bueno
6 meses atrás

Tem link dos vídeos?

Blind Mans Bluff
Blind Mans Bluff
Reply to  Matheus
6 meses atrás

Eu chutaria q o EB opera mais q 0 e menos q 2 dessas torres modernas.

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
Reply to  Matheus
6 meses atrás

Que REMAX que nada,
A maioria sai da fabrica sem blindagem extra e com essa torre platt mesmo; esqueça REMAX, UT30 e Torc30 porque essa É mais barata e menos eficiente …

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Entusiasta Militar
6 meses atrás

Nenhum blindado sai de fabrica com a blindagem adicional, ainda mais todos. Se fosse assim, não precisava ser adicional.
As torres remotas, são exelentes pelo custo beneficio em areas urbanas já que o inimigo pode estar no alto do prédio, metebdo bala no artilheiro. Já para o combate em campo aberto as platt são bastante eficientes e baratas.
A maioria vai vir de platt, depois REMAX e por último as de 30mm, nessa ordem.

Carvalho
Carvalho
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
6 meses atrás

Cristiano,
As remax são também uma plataforma de aquisição de alvos, além de atirar à noite e em movimento.
Mesmo em campo aberto são muito mais eficientes que as Platt

Alfa BR
Alfa BR
Reply to  Carvalho
6 meses atrás

Alguém tem a estrutura organizacional dos Batalhões de Infantaria Mecanizada que receberão os Guarani?

Onde ficarão as viaturas equipadas com a UT30?

Carvalho
Carvalho
Reply to  Alfa BR
6 meses atrás

Alfa,
Tenho a mesma dúvida.
Ainda não li nenhuma indicação se as UT30 serão distribuídos dentro dos Pelotões Inf.Mec (uma por pelotão, por exemplo), ou se formarão um pelotão de apoio, sendo desdobrados conforme a missão.

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
Reply to  Cristiano de Aquino Campos
6 meses atrás

” … A maioria vai vir de platt, depois REMAX e por último as de 30mm, nessa ordem … ”

Obrigado, Pois tudo isso que voce disse eu sei e também falei no meu comentário, mas de um jeito diferente e mesmo assim os fugitivos do Enem que nao conseguem interpretar textos dão deslike.

Vou ter que escrever bem detalhadamente, imaginando que crianças de 07 anos vao ler, quem sabe assim nao dao deslike

Tomcat4.0
Tomcat4.0
Reply to  Matheus
6 meses atrás

Até onde sei ,apenas 10 UT-30 foram adquiridas porém, as Remax foram compradas na baciada, já dão um belo caldo com a .50 em apoio de fogo/cobertura(claro q não se compara a um canhão 30mm mas é muito melhor que nada).

RENAN
RENAN
Reply to  Matheus
6 meses atrás

Olha até onde sei foi adquirido 11 operacional, e 3 sobressalente.

Se tiver 12 em operação é um milagre

RENAN
RENAN
Reply to  RENAN
6 meses atrás

Olha o contrato 186/2016 tem 11 sistemas contemplado.
Já o contrato 027/2016 tem mais 6

Só querem 3 unidades sobressalente compradas a parte.

RENAN
RENAN
Reply to  RENAN
6 meses atrás

Só para ilustrar já se imagino o custo de um sistema deste. 1 desenvolvimento 2 aquisição 3 estágio de operação 4 estágio de manutenção 5 diária 6 viagem 7 desenvolvimento do software de integração 8 desenvolvimento do hardware de integração 9 compra do veículo preparado para receber este equipamento específico 10 compra das ferramentas de manutenção 11 material de reposição peças 12 consumíveis 13 Adequação da infra estrutura para recebimento do novo meio 14 Adequação da cadeia de suprimentos Existe 467 ordens de pagamento referente a Remax, imagina o custo global. Detalhe os veículos são comprados especialmente há preparados para… Read more »

Paulo Costa
Paulo Costa
6 meses atrás

Sugiro diminuir um pouco o pe direito da garagem,e o lado do por do sol,fazer uma parede de alvenaria,ou de chapa galvanizada, deixando aberto para o sol da manhã,vamos usar os guaranis por mais de trinta anos e o sol é implacável no equipamento que custa mais de 3 milhões de reais..

Gelson
Gelson
Reply to  Paulo Costa
6 meses atrás

Paulo quem te negativou provavelmente não tem o senso de preservação de equipamentos. E, nem precisa ser militar para isso. Na unidade militar que prestei meu serviço e nas empresas onde passei onde operavam equipamentos caros e sensíveis o padrão era ter uma garagem/oficina bem protegida – quase hermética. Tanto para a incidência de raios solares/calor, quanto para temperaturas baixas à noite e nos meses de inverno. A ventilação, quando necessária, se fazia pela abertura de portas e janelas. Nesta região do Rio Grande pode-se encontrar todas estas condições adversas. E mesmo assim, vemos uma garagem aberta e com uma… Read more »

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Gelson
6 meses atrás

Gelson,voçê que participou de atividade de guarda de equipamento,traz informações de como proteger ,e manter operacional quando precisar ser usado.No Batalhão de Engenharia do EB deve ter arquiteto militar,eles estudam insolação e mobilidade,pode ser de grande ajuda.Serão fabricados tipo 1500 guaranis,esta garagem da foto deve ser para 10 guaranis,talvez o total seja de 150 garagens pais afora,compensa um estudo detalhado de como proteger melhor o equipamento,vale lembrar que a FAB esta concentrando os equipamentos eletrônicos no entorno de Brasilia ,pois tem um clima mais seco ,e com menos desgaste,significa custo menor e maior prontidão.

Gelson
Gelson
Reply to  Paulo Costa
6 meses atrás

Oi, Paulo!
Eu também imaginava que houvesse já um padrão de prédio para esta finalidade. Até acho que deva ter mas,…foi usado mão de obra da própria unidade por motivo de “economia”…sei lá!
Cada país tem as Forças Armadas que merece.
Vamos aguardar por tempos melhores.
Abraços

Paulo Costa
Paulo Costa
Reply to  Gelson
6 meses atrás

Um quartel pode ser guardado e mantido pelo seu efetivo,mas ainda acho que engenheiros militares deveriam fazem um detalhamento de projeto ,depois aprovado por quem tem que aprovar,salvo em pdf,e distribuído pela internet aos quarteis para consulta obrigatória.Pelo que vi na foto,faço minha contribuição: No piso da garagem,adicionar no concreto um aditivo impermeabilizante. O pilar na junção com o piso,vai sofrer uma corrosão acelerada devido a chuva acida e uso de limpa piso a base de cloro,o pior, sugiro urgência na concretagem de um bloco de concreto na base de cada pilar para proteção. Fazer o aterramento da estrutura para… Read more »

Leonardo
Leonardo
6 meses atrás

Camuflado operacional horrível..Cadê guarany 8×8

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Leonardo
6 meses atrás

Ainda estão tentando copiar o Centauro 8×8 caro Leonardo kkkkkkk..
Após conseguir isso é que surgirá o “Guarani” 8×8, mesmo caminho seguido pelo 6×6 !

Cristiano de Aquino Campos
Cristiano de Aquino Campos
Reply to  Leonardo
6 meses atrás

8×8, esquece.

Mr. White
Mr. White
6 meses atrás

Otima noticia!!

Obs.: Nossos Guaranis, com o Angulo da primeira foto me faz lembrar hipopotamos… Somente eu ??

Kommander
Kommander
Reply to  Mr. White
6 meses atrás

Agora que tu falou, eu também percebi KJJJJJKKKKK

Mgtow
Mgtow
Reply to  Mr. White
6 meses atrás

kkkkkkkkk

Jhon
Jhon
6 meses atrás

Exército está na fase memorável tem até evento para comemorar a construção de uma garagem, enquanto outros desenvolvem novas armas e compram, brasuca é outro nível

carlos andreis
carlos andreis
6 meses atrás
Eduardo Oliveira
Eduardo Oliveira
Reply to  carlos andreis
6 meses atrás

Oxi. O Mato Grosso que ele cita é o estado? Pq se for o estado é meio longe da Venezuela e lá é onde o SISFRON está bombando kk.

Talisson
Talisson
Reply to  Eduardo Oliveira
6 meses atrás

Nesse caso Mato Grosso é uma área indigena.

Cristiano GR
Cristiano GR
6 meses atrás

A notícia é relativamente boa. Digo isso porque é boa pelo fato de uma unidade do EB estar recebendo meios novos. Mas o local em que isso está ocorrendo é muito errado. São Borja fica muito próximo de Santa Maria e de Rosário do Sul e,também, de Canoas. Qual a necessidade de uma unidade do EB dispor desse meio em uma região já tão protegida e na fronteira com a Argentina, que, atualmente, representa risco zero? Esse equipamente e a unidade em sí devem ir para a Região Norte. Deve-se transferir mais unidades para a Região Norte, mais pessoal, mais… Read more »

ted
ted
Reply to  Cristiano GR
6 meses atrás

cinco soldados da Venezuela dentro do território brasileiro em Roraima. e mandam os amx para santa maria e os guarani em são borja . Tenho impressão que tem gente com medo do Maduro.