Home Drones Rússia usa guerra eletrônica contra drones turcos na Síria

Rússia usa guerra eletrônica contra drones turcos na Síria

6769
117

Os militares russos estão usando a guerra eletrônica para interromper os ataques de drones da Turquia contra as posições do Exército Árabe Sírio (SAA) na parte noroeste do país, informou a publicação russa Avia.Pro.

Segundo o Avia.Pro, pelo menos dois drones de ataque turcos foram perdidos na Síria depois que os militares russos ativaram seus sistemas de guerra eletrônica.

“No momento, ainda não se sabe se foram realizadas ações deliberadas em drones ou bloqueio exclusivamente do sinal GPS, mas a Turquia foi forçada a reduzir ao mínimo o uso de seus drones, o que já havia levado à restauração de pelo menos sete assentamentos, incluindo a cidade grande e estrategicamente importante de Saraqib”, acrescentaram.

Subscribe
Notify of
guest
117 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Hawk
Hawk
4 meses atrás

Engraçado essa zorra! A Rússia fez a Turquia romper com os EUA e a OTAN e agora vai ser voltar contra ela? A Síria deve ter algo muito precioso mesmo como dizer os conspiracionistas!

MMerlin
MMerlin
Reply to  Hawk
4 meses atrás

Não só a Turquia. Todo o Oriente Médio.
Esta região continua sendo um laboratório militar das principais potências.

soldado 19
soldado 19
Reply to  Hawk
4 meses atrás

sim o petróleo e o canal do gaz, por isso essa disputa toda…

Wagner
Wagner
Reply to  Hawk
4 meses atrás

Se o gasoduto árabe vence e passa pela Síria,a economia russa ia para o espaço e controle de fornecimento de gás é estratégico e arma econômica contra os europeus.Vide o caso da Crimeia,a Gazpron mostrou sua importância como arma estratégica.Creio que não é conspiração não.

Fernando
Fernando
Reply to  Wagner
4 meses atrás

Essa conversa do gás arabe é falacia! Primeiro que não tem tanto gás assim a ponto de desafiar os russos, segundo que a ideia era receber gás do Irã, um país instável e odiado pelos EUA! Se Washington já tenta de todas as formas bloquear os gasodutos russos, imaginem o do Irã e terceiro, basta dar uma olhadinha no mapa e de cara já se percebe que o território sirio não é insubstituível para uma rota de gás. Pode passar tranquilamente pelo Iraque ou águas internacionais!

Agnelo
Agnelo
Reply to  Fernando
4 meses atrás

Eu não diria q o caminho pelo Iraque é tranquilo.
E o mar, naquela regiao também não está lá essas coisas…

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

Comparados com a Síria, são “tranquilos”, principalmente o mar.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Wagner
4 meses atrás

Wagner

A situação é bem mais complicada que isso.
A própria Turquia tem um gasoduto russo que passa pelo seu território, o Turkish Stream.
É evidente que a Rússia tem condições de atropelar a Turquia no campo militar, mas ela teria altíssimos custos políticos e econômicos.

Fernando
Fernando
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Fora que Putin tem um projeto na Rússia de Injetar em 4 anos 400 bilhões de dólares na economia! Uma guerra agora seria um desastre para seus planos!

Agnelo
Agnelo
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

A Russia tem bastante problema com muçulmanos em seu território.
Além disso, o estreito de bósforo e o de dardanelos, além do Mar de Mármara não são tão fáceis de passar imune.
Não acredito q a Russia atropelaria a Turquia por estes dois fatores no mínimo.
Sds

MGNVS
MGNVS
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

Agnelo Perfeito. Os EUA e a OTAN pressionam as fronteiras russas desde a queda da URSS. Eles simplesmente ignoraram os acordos feitos com Bóris Yéltsin sobre as garantias de manter a segurança das fronteiras russas e aproveitaram para fechar o cerco sobre Moscou num momento em que a Russia estava totalmente combalida. Parece que eles nao entendem que a Russia nao é a URSS e nao tem 10% do poderio militar de outrora. Tbm nao entendem q o Putin traz estabilidade a Russia pois ele mantem sobre a redea curta os fanaticos comunistas saudosistas da ex-URSS. Fanaticos comunistas que querem… Read more »

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  MGNVS
4 meses atrás

Enquanto os EUA e a OTAN ‘pressionam’ as fronteiras russas, Rússia e China vão expandindo enormemente sua influência na Ásia.
Acredito ser um erro gravíssimo de estratégia dos americanos.
E já estão pagando a conte por isso.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Agnelo
4 meses atrás

Em 771, o Exército russo tomou a Crimeia da Turquia em 16 dias.
Os russos, ao contrário dos norte-americanos, sempre lutaram sozinhos e raras vezes perderam.

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  francisco Farias
4 meses atrás

Ao contrário de uns que gostam de fazer panelinha dando o belo nome de coalizão…

Ricardo
Ricardo
Reply to  Hawk
4 meses atrás

Bom dia, Síria sempre foi alinhado aos russos desde a época da guerra fria, são parceiro em todas as esferas… a Turquia e apenas uma isca. Turquia Sempre jogando sujo com todos ao mesmo tempo. Só querem retirar benefício. Turquia só se alinha a outro país se houver como retirar vantagem financeira….

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Hawk
4 meses atrás

A Rússia não fez a Turquia romper com os EUA, o Edrogan é que rompeu com os EUA e o Putin que não é besta aproveitou a oportunidade, mas agora o Edrogan esta comprando briga com a Rússia e testando a paciência do Putin.

Salim
Salim
Reply to  Hawk
4 meses atrás

Único porto aberto a russos naquela região mediterrâneo. Ficaria bem difícil para frota russa operar sem este porto/suporte.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Hawk
4 meses atrás

Foi a Turquia quem rompeu com os USA por causa do golpe fracassado contra o Erdogon, que teve apoio velado dos USA.
A Russia está defendendo seus interesses na Síria e não vai abrir para a Turquia ou quem quer que seja.

Brunow
4 meses atrás

Cuidado com Avia.pro/ net, este é a página mais mentirosa entre os meios de informação existente…
Não que os Russos não tenha usado agora, mas esta página é porca..
E caso tivesse usado não teria tantos ataques nos dois primeiros dias (28 e 29/02).

_RR_
_RR_
4 meses atrás

Krasukha… Eis a resposta para o dilema de como defender o espaço aéreo dos sírios sem que isso inviabilize sua posição junto aos turcos com uma escalada agressora, como um “abate indevido”… Seria um caos se um S-400 russo fulminasse um aparato turco.

Posto isso… Está claro que os russos não vão deixar os sírios na mão, mas não vão ajuda-los a viver.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  _RR_
4 meses atrás

Não creio nisso.
Cenas postadas hoje de operações conjuntas entre as Forças Aéreas russa e síria atacando alvos rebeldes/turcos.
Se essas imagens foram captadas em curto espaço de tempo e território limitado, pode-se caraterizar como uma verdadeira caçada.

https://youtu.be/lCLPfDVh4q8

Léo Neves
Léo Neves
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Antoniokings
Estes bombardeios do video tem mais de 10 dias já . Já havia visto a vários dias.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Léo Neves
4 meses atrás

Léo Neves

Esses foram publicados pelo Al Masdar agora há pouco.
Também assisti outro vídeo que não era o mesmo desse.

Leo neves
Leo neves
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Mas este video que você postou eu já vi a mais de 10 dias. Não é dessa semana

Bosco
Bosco
Reply to  _RR_
4 meses atrás

Esse Krasukha tem que ficar atento pra não levar uma arma antirradiação no meio da testa. rsrsss
Lembrando que os turcos têm algumas bem interessantes:
1- míssil HARM
2- míssil (drone) Harop
3- bomba JDAM (lembrando que existe uma GBU-31 de 2000 lb com capacidade antirradar destinada a ser utilizada contra emissores de ECM)

*Como diz o pessoal é só os turcos atingirem o equipamento russo lá de dentro da Turquia que tá “de boas”

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Bosco
4 meses atrás

*Como diz o pessoal é só os turcos atingirem o equipamento russo lá de dentro da Turquia que tá “de boas”.

Erdogan pode ser bobo, mas não é burro.
Hoje, foi se reunir com Putin em Moscou.
E já foi anunciado um cassar-fogo.

Kommander
Kommander
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Nossa, Bosco… Só a Turquia tem míssil antirradiação no mundo…

Bosco
Bosco
Reply to  Kommander
4 meses atrás

Kommander,
Não disse isso!

Léo Neves
Léo Neves
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Bosco
Levando em conta A distâncias e o relevo da região o S-400 em teoria pode facilmente atingir um alvo como um F-16 dentro do território turco , certo?

Bosco
Bosco
Reply to  Léo Neves
4 meses atrás

Léo, Tirando o ” facilmente” , sim, desde que o caça esteja a grande altitude. Por exemplo, no limite do alcance do míssil , de 250 km , o caça só seria alvo se permanecesse dentro do alcance e a pelo menos 3000 metros de altura por cerca de 3 minutos após o lançamento do míssil. Não é fácil. A partir de grandes distâncias é complicado atingir aviões de alto rendimento. O que aconteceria é que o RWR do caça iria apitar e ele iria bater em retirada. Bastaria ele baixar a um nível abaixo da cobertura do radar numa… Read more »

Munhoz
Munhoz
Reply to  Bosco
4 meses atrás

É só os russos bombardearem a Turquia de dentro da Síria que tá de boa.

Alguns Iskander etc

Munhoz
Munhoz
Reply to  Munhoz
4 meses atrás

Ou então alguns Iranianos ?

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Pois é Bosco, mas será que arriscariam isso ? Atirar em equipamento operado por russos ?

Fabio Araujo
Fabio Araujo
4 meses atrás

Esse é o calcanhar de Aquiles de todos os sistemas de drones, não tem como evitar interferência eletrônica, e não precisa acessar o drone, basta encontrar a frequência usada para controlar o drone e interferir nesta frequência das duas uma ou o drone vai cair ou ao perder o contato um sistema de segurança assume o drone e o faz retornar para casa.

Teropode
Reply to  Fabio Araujo
4 meses atrás

A plena autonomia vai resolver este problema , por hora eles são de grande valia contra insurgentes ou nações párias.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Teropode
4 meses atrás

Drones com plena autonomia dependem do sinal do GPS para se localizarem e seguirem o seu caminho. Assim uma simples interferência no GPS já faria o drone se perder. Não há tecnologia infalível.

Como diz Raul Seixa em “As aventuas de Raul Seixas na Cidade de Thor”,
A civilização se tornou complicada
Que ficou tão frágil como um computador
Que se uma criança descobrir
O calcanhar de Aquiles
Com um só palito pára o motor

Bosco
Bosco
Reply to  Fabio Araujo
4 meses atrás

Fabio, Como você citou há dois tipos de drones: 1- operado por controle remoto; 2- autônomo (com interação humana). – O operado por controle remoto se tiver o sinal interrompido ou interferido cai. O autônomo, se tiver o sinal interrompido, aborta a missão e implementa o modo de evasão e retorno. Os modelos de UAVs mais usados pelos turcos são o TB-2 e o ANKA-S, ambos do tipo “autônomo”. Eles podem ser interferidos mas usariam o sistema inercial para voltar à segurança. Outra maneira de “derrubar” um autônomo é pela guerra cibernética, colocando um vírus no sistema e assumindo o… Read more »

sagaz
sagaz
Reply to  Fabio Araujo
4 meses atrás

Tudo depende da evolução da inteligência artificial embarcada, assim como um humano poderá ao menos utilizar dados dos instrumentos internos para retornar à base.

IBIZ
IBIZ
4 meses atrás

Quem é melhor em guerra eletrônica; Israel ou Russia?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  IBIZ
4 meses atrás

Para usar a expressão da moda: ‘Os russos estão em outro patamar’.
Em meios militares em geral, só se pode comparar a Rússia com a China e os EUA.
Em um segundo escalão temos França e Inglaterra, Alemanha e Índia.
Depois vem Israel, Turquia, Paquistão, Irã e etc.

Brunow
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

No primeiro escalão de guerra eletrônica temos EUA e Rússia, logo atrás, bem próximo temos Israel, França e Inglaterra..
Os outros países já estão num patamar inferior a estes 5, inclusive a própria China..

Bosco
Bosco
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

China???
Paquistão???

MGNVS
MGNVS
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Antonio
Discordo em partes.
EUA e Russia sim.
Dps deles vejo Otan, Israel, R.U. e França.
Nesse momento nao colocaria a China junto a EUA e Russia pq nao temos acesso a informacoes concretas sobre o nivel real de desenvolvimento dos sistemas deles.

Bosco
Bosco
Reply to  IBIZ
4 meses atrás

IBIZ,
Pergunta difícil.
Quem tem mais tradição na área são os EUA e Israel.
*A Rússia ganhou visibilidade nesse quesito a partir da última década. Na época da Guerra Fria era mal vista no ramo.

sagaz
sagaz
Reply to  IBIZ
4 meses atrás

Israel tem o que divulga e sabe Deus o que mais que não é divulgado. Quanto a ataques com drones, misseis e demais meios eletrônicos, basta imaginar o lugar do mundo mais suscetível a esse tipo de ataque, olha para os vizinhos de Israel! Só tem terroristas! Quantos ataques de drones foram bem sucedidos contra Israel?

IBIZ
IBIZ
Reply to  sagaz
4 meses atrás

Acho que não faz muito sentido você comparar a força e capacidade militar de uma nação com organizações terroristas. Israel tem tecnologia própria e acesso fácil ao que precisa no mercado global, pode comprar o que precisa de “teoricamente” qualquer país país. Terroristas adquirem suas armas e equipamentos de forma mais limitada do mercado negro e de países geralmente como o Irã sob embargos econômicos pesados. Quando Hamas, Hezbollah e EI tiverem tecnologia mais sofisticada de guerra eletrônica, drones e misseis de cruzeiro; Israel já vai ter tecnologia de teletransporte!

MGNVS
MGNVS
Reply to  IBIZ
4 meses atrás

IBIZ
Analisando esse comentario especifico pelo seu ponto de vista entao o seu raciocinio logico tem bastante fundamento. So faço um adendo, ainda bem que esses malditos terroristas nao tem acesso a tecnologias sensíveis igual Israel ou outro país tem simplesmente pq eles nao hesitariam em usar. Imagine so uma “bomba suja” nas maos dos terroristas do Estado Islamico, da Al Qaeda ou do Taleban? Isso seria uma tragedia.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  IBIZ
4 meses atrás

Tirando USA e Russia, o resto é resto.

Antoniokings
Antoniokings
4 meses atrás

O problema para russos e sírios é que os aviões turcos estão atacando de seu território, o que impossibilita a defesa aérea de atuar.
Já com os drones é diferente. Nos últimos três dias foram abatidos 10.
E hoje foi anunciado mais um.

Andre
Andre
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

O que impede um SAM sírio de atacar os aviões turcos, que estão atacando posições na Síria, dentro da Turquia?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Andre
4 meses atrás

É só vc imaginar.
Aliás, pelo seu ponto de vista, os russos poderiam bombardear até Ancara e Istambul com facilidade.
Meios apropriados não faltariam aos russos.

Bosco
Bosco
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Toinho,
Sua lógica depõe contra você mesmo. Pela sua lógica um caça pode abater um outro de outra nação desde que não ultrapasse a fronteira, sem problemas.
Ora! Em assim sendo a Rússia poderia bombardear Ancara desde a Síria, sem problemas.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Sugiro que vc leia um pouco mais sobre o que está ocorrendo na Síria.
Os turcos, teoricamente estão atacando alvos na Síria em função de situações militares que, segundo eles, violariam os acordos de paz.
Não me consta que existam alvos em Ancara que estejam prejudicando as ações dos militares turcos em sua ajuda aos sírios.
Faça observações coerentes sem lançar mão de falsas premissas ou falácias.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Digo, ‘estejam prejudicando as ações dos militares RUSSOS em sua ajuda aos sírios’.

Bosco
Bosco
Reply to  Andre
4 meses atrás

André, Incompetência! Ou falta de culhão! Não existe isso de um país ficar atirando de dentro do seu território de modo a garantir que ficará impune. Independe de onde está o avião agressor ele pode ser abatido. Se não foi é porque não tiveram como fazê-lo. Muito provavelmente não havia caças na área ou e o caça estava fora de alcance dos sistemas terrestres ou simplesmente não foi detectado ou se foi não foi identificado ou rastreado. *Vale salientar que aquele sistema S400 russos colocado na Síria que iria fechar o espaço aéreo sírio e derrubar tudo em volta num… Read more »

Sincero Brasileiro da Silva
Sincero Brasileiro da Silva
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Que S-400 na Síria? Tem fonte?

Bosco
Bosco
Reply to  Sincero Brasileiro da Silva
4 meses atrás
ALEX TIAGO
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Boa noite Bosco li a reportagem mas fala sobre a implantação das baterias de S400 em uma base russa para apoiar as operações russas enquanto não tiver guerra declarada entre Rússia e Turquia ou isrrael não tem o porque de usar o equipamento caso usasse com certeza os acordos entre esses países de não agressão cairia por isso eu acredito o não uso.

Bosco
Bosco
Reply to  ALEX TIAGO
4 meses atrás

Alex,
Você leu direito a minha referência ao sistema S400?
“Vale salientar que aquele sistema S400 russos colocado na Síria…”
Quanto ao uso que os russos dão a essa bateria, aí eu não faço ideia. O que sei é que os russos anunciaram que iriam fechar o espaço aéreo sírio e como estão na caso dos outros, a “convite” como querem alguns, aliás, o único que foi convidado, no mínimo que se espera é que dê proteção também ao anfitrião.
*Caças F-16 turcos recentemente bombardearam Idlib , bem dentro do alcance do S-400.

Evgeniy (RF).
Evgeniy (RF).
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Os russos não disseram isso. A Síria fecha o céu. E os russos não garantem a segurança de aeronaves turcas no céu sobre Idlib.
Os F-16 não bombardeiam ninguém. Os ataques foram feitos por drones turcos.
Anteontem, houve uma tentativa por parte dos F-16 turcos de abater o Su-22. Mas o Su-22 evitou o ataque.

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Bosco
4 meses atrás

O patriot é mais caro que o S-400 e não parou os buscapés que o Irã jogou na base americana no Iraque.

Gilmar
Gilmar
Reply to  Defensor da liberdade
4 meses atrás

Boa Defensor, ao ler seu comentário, não me contive e acabei dando uma boa gargalhada.
Como foi mesmo o caso? Os buscapés deixaram mais de cem feridos, mas não admitiram nenhuma morte.

Munhoz
Munhoz
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Pense bem, Turquia e Russia são amigos, assim como a Russia é amiga de Israel, olha a relação de Putin com os lideres desses paises, eles são amigos intimos, só ontem o presidente da Turquia ficou 6 horas junto com o Putin, a sós eles ficaram 3 horas, esse pessoal vai pescar junto, fazem churrasco etc

Eles não atacam diretamente os russos e os russos não os atacam, simples assim !

Isso não tem nada a ver com a competencia do equipamento !

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Existe um relato de um F-16 turco que estava voando na Síria recentemente e foi alvejado por um S-200, mas o piloto detectou o lançamento conseguiu evitar o míssil e voltou para a Turquia.

Roberto Messa
Roberto Messa
4 meses atrás

Drones devem receber apenas 2 comandos humanos

1 permissao p atacar
2 abortar missao

Mais nada

O resto tem d ser td inteligência artificial

Art
Art
Reply to  Roberto Messa
4 meses atrás

e quando a skynet assumir eles te matam parabéns

Renato B.
Renato B.
4 meses atrás

Imagino que tem muita gente fazendo anotações sobre esse conflito: Uso de drones em ambiente contestado, uso deles contra SAM’s, batalhas aéreas em BVR com uso de AEW.

O que está rolando nesse pedaço da Síria hoje certamente deve influenciar táticas futuras.

Além dos drones, o sistema de guerra eletrônica turco Koral está tendo seu batismo de fogo. Parece que os Turcos querem fazer sua própria versão do vale de Bekaa (1982), vejamos quais os impactos no conflito.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Renato B.
4 meses atrás

Sim, exatamente isso Renato. Pros desenvolvedores de equipamento todos esses atritos no OM (não somente na Síria) estão tendo os dados analisados. Até o Irã teve oportunidade, testou mísseis balísticos, drones e mísseis de cruzeiro em alvos reais. Dá pra fazer muita coisa com dados secundários para nortear equipamentos futuros, o aprendizado será grande para todos. ninguém deseja a guerra, mas imagine um caso hipotético de um Mansup exportado para Angola e utilizado com sucesso contra um vizinho, além de propaganda, esses dados seriam valiosíssimos pro fabricante.

MGNVS
MGNVS
Reply to  Renato B.
4 meses atrás

Renato B.
Ate que enfim um comentario sensato que pode ampliar bastante o debate aqui.

Renato B.
Renato B.
Reply to  MGNVS
4 meses atrás

Obrigado, falando nisso pelo que entendi os turcos criaram um drone para guerra eletrônica. Imagino como foi seu uso nesse teatro.

Bosco
Bosco
4 meses atrás

Meu Deus! A região vive de pernas pro ar há 3000 anos e alguns resumem tudo em gasoduto daqui, gasoduto dali…
*Só lembrando que há 3000 anos John D. Rockefeller ainda não tinha nascido.

Marcelo Danton
Marcelo Danton
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Pérolas aos porcos Bosco. Rasos e Limítrofes de história, péssimos em correlação, começam a tentar “inferir” de forma tosca.
É a região divisória, berço da civilização e criadora de profetas…muito sol na cabeça, areia e miragens. Alquimia complexa para POUCOS saberem retirar algo de útil e estratégico. Russos vão correr…certeza.

Space Jockey
Space Jockey
Reply to  Marcelo Danton
4 meses atrás

Cara, não acho que os russos vão sair de lá, não depois de praticamente a Síria toda em poder do Assad.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Space Jockey
4 meses atrás

Eu também duvido, na verdade a Guerra parece estar no seu final, a questão agora é se a Turquia vai conseguir criar seu enclave em território Sírio. De qualquer forma a Síria deve continuar com Assad.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Bosco
4 meses atrás

A única e fundamental diferença é que há 3 mil anos, não tínhamos as premissas para o conflito atual.
Aliás, nem Cristo ou Maomé tinham aparecido por lá e muito menos eram usados petróleo ou as atuais rotas de comércio.
Também não tínhamos Estados Unidos e Rússia disputando a supremacia na região.

Bosco
Bosco
Reply to  Antoniokings
4 meses atrás

Antonio,
Se o confronto já dura 3000 anos a despeito de não ter as premissas do conflito atual, você não acha lógico que as premissas do conflito atual são menos relevantes do que as premissas dos outros 2800 anos?

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Bosco

O fato de alguma coisa ter ocorrido no passado, até com certa frequência, não significa que deverá continuar acontecendo.
Por exemplo: Durante séculos, os mongóis lutaram e ocuparam partes da Rússia e da China.
Hoje, mudadas as circunstâncias, são todos aliados.
Vc está utilizando um sofisma.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Essa região sempre foi fonte de conflitos Assíria, Hititas, Egito, Suméria, Babilônia, Grécia, Pérsia , Roma, Império Otomano, Mongóis e isso só falando nos grande impérios e na Bíblia ainda cita vários outros povos e reinos menores, o registro da guerra mais antiga naquela região é de 2700 AC. Ali sempre foi uma região muito disputada e não creio que nenhuma outra região do mundo tenha tido tantas guerras e mudanças de poder do que essa.

Marcelo Danton
Marcelo Danton
4 meses atrás

Assinaram cessar fogo! kkkkkk Russos correndo.
As pessoas não entendem que HÁ várias formas de “correr”…..isso se dá o nome de “diplomacia”. Saídas honrosas para picas das galáxias que são obrigados a enfiarem os rabos entre as pernas, apesar de ser ENORME, grandão, loucão, etc, etc

MGNVS
MGNVS
Reply to  Marcelo Danton
4 meses atrás

Marcelo Danton
Esse seu comentario foi serio ou é so pra criar polemica desnecessaria igual o Antoniokings faz?
Se a Russia esta correndo entao pq o Erdogan teve q ir assinar o acordo em Moscou? Se fosse assim o Putin é q deveria ir assinar o acordo em Ancara. Resumindo os fatos: “jogo de compadres”. Nos bastidores as conversas sao outras e como nós aqui nao temos acesso entao ficamos so na especulacao.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
4 meses atrás

A Rússia e a Turquia acertaram uma cessar fogo em Idlib na Síria, mas os rebeldes do HTS que são apoiados pela Turquia anunciaram que não vão cumprir o cessar fogo. O Edrogan se quiser ter esperança de diminuir as perdas vai ter que fazer pressão nos aliados para cumprirem o cessar fogo.

jonny
jonny
4 meses atrás

Notícias do front! Putin e Erdogan chegam a um acordo e tropas jihadistas pró Turquia vão ter q recuar para o norte da M4.

Isso inclui a cidade de Jisr al Shoughour: uma Fortaleza do jihadismo internacional.

Antoniokings
Antoniokings
Reply to  jonny
4 meses atrás

E hoje foi postado um vídeo de uma briga no Parlamento turco quando era discutida a questão da Síria.
Tumulto generalizado.

Claudiney
Claudiney
Reply to  jonny
4 meses atrás

Jonny, o recuo para lá da M4 é um boato. Seria um IMENSA derrota para os turcos. Como eles possuem elevado Poder na região em conflito, não consigo acreditar.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Claudiney
4 meses atrás

O Erdogan não parecia exatamente feliz depois da reunião com o Putin.

Pedro
Pedro
Reply to  Claudiney
3 meses atrás

Não é boato, é fato. Agora, os terroristas ja deixaram claro que nao irão faze-lo, ou seja, no fundo isso foi uma forma dos Turcos sairem um pouco menos desonradamente depois da baita M…. que fizeram, e uma forma no “jeitinho” para permitir que a Siria continue a combate-los.

Ramon
Ramon
4 meses atrás

Nem sei mais o motivo principalmente da guerra da Síria no início Estados Unidos e Rússia combatiam o Estado islâmico, aí os iranianos entraram no meio e começaram se estabelecerem na Síria o que obrigou Israel agir pois viam os iranianos como uma ameaça, se não me engano franceses tem algumas posições no país, a Turquia praticamente anexou um pedaço do território com a desculpa de estar expulsando os cursos de suas fronteiras e sem contar os inúmeros grupos terroristas e rebeldes sírios.

Marco
Marco
4 meses atrás

O governo sírio , com ajuda dos russos, já praticamente recuperou o território perdido. Os americanos se retiraram . Vitoria russa.

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
4 meses atrás

A hora que a Turquia destruir uma destas estações o Putin vai fazer o q ? Contratar os advogador dele da Web para defender e as carpideiras para arrumarem desculpas do pq ela foi destruída ?

Se ele quer se meter na Guerra esteja pronto para baixas..

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
4 meses atrás

O importante é não sentar para negociar com terroristas maltrapilhos como a “polícia do mundo” 😘

carvalho2008
carvalho2008
4 meses atrás

Off Topic:

Video recente do Exercito Venezuelano

https://www.youtube.com/watch?v=OiEkX8Ot8XY

RENAN
RENAN
4 meses atrás

Me pergunto
Qual o similar brasileiro?
Como o Brasil se defenderá de drones?

Defensor da liberdade
Defensor da liberdade
Reply to  RENAN
4 meses atrás

Baladeira e pedra, visto que nem o Pantsir foi adquirido. Nossa sorte é que nenhum dos vizinhos tem money para bancar uma eficiente força de drones. Mais fácil o tráfico adquirir uns para entregar drogas e jogar morteiros nos quartéis da PM.

nonato
nonato
Reply to  Defensor da liberdade
4 meses atrás

Do jeito que os defensores do comunismo gostam.

Bosco
Bosco
Reply to  RENAN
4 meses atrás

Renan, Igual ao sistema Krasukha da foto o Brasil não tem , assim como ninguém tem. Só a Rússia e para quem ela possa ter vendido. Esse sistema é feito primariamente para interferir em grandes aviões radar, como o AWACS, AEW e E-8 JSTAR. Pra interferir em drones nem precisa disso tudo. O Brasil tem sistemas de guerra eletrônica capazes de detectar a direção/posição de fontes de emissões de radiofrequência utilizadas em radar e comunicação, intercepta-las e interferir nelas. Quanto aos drones temos canhões, metralhadoras e mísseis (Igla, RBS-70) que são capazes de intercepta-los. Se estiverem voando a mais de… Read more »

MGNVS
MGNVS
Reply to  Bosco
4 meses atrás

Bosco
Os EUA, Israel ou Suécia nao tem nenhum sistema similar ao russo que poderiam fornecer ao Brasil?
E esse sistema russo tem capacidade de interferir nos drones de ataque americanos?
Off-topic: vc ja assistiu o filme Máxima Precisão? É um filme sobre uso de drones de ataque. Um thriller bem psicologico.

Leonardo
Leonardo
4 meses atrás

Viva Rússia !!

nonato
nonato
4 meses atrás

Na primeira guerra do golfo em 1991, a CNN inovou ao ter repórteres dentro do Iraque transmitindo ao vivo.
Seria uma boa ideia a trilogia mandar algum correspondente de guerra cobrir esses episódios.
Claro que há riscos, como para qualquer correspondente de guerra.

XFF
XFF
Reply to  nonato
4 meses atrás

Anna News faz isso. Eles transmitem as imagens do campo de batalha ao vivo na Síria há uma década.

Emerson Gabriel
Emerson Gabriel
Reply to  nonato
4 meses atrás

Nonato,
Vamos fazer uma votação para ver quem vai, eu voto em você rs

nonato
nonato
Reply to  Emerson Gabriel
4 meses atrás

Sugiro Toim Reis, correspondente da Rússia no Brasil.

MGNVS
MGNVS
4 meses atrás

Em tempo. Acabou de sair um acordo entre Russia e Turkya para um cessar fogo temporario estabelecendo corredores de segurança para refugiados. Esperemos q seja o inicio para uma tregua permanente pois o unico que esta sofrendo ali é o povo sirio, principalmente as mulheres e crianças.

carcara_br
carcara_br
4 meses atrás

GPS está um verdadeiro lixo hoje, os russos estão pegando pesado na interferência.
rsrsrsrsrs…

100nick-Elã
100nick-Elã
4 meses atrás

Será que os fanboys esqueceram de repente que a Turquia é o segundo maior e melhor exército da OTAN, atrás somente dos EUA? França e Inglaterra até tem uma marinha e uma força nuclear superior, mas o melhor da OTAN – exceto os EUA – é a Turquia. E então isso é que a OTAN, pacto militar mais poderoso do mundo – segundo vocês – tem para mostrar? Três aviões velhos sírios derrubados? um sistema Pantsir destruído? é tudo isso que a OTAN é capaz? cadê a criação de uma zona de exclusão aérea? cadê a retomada de cidades-chave retomadas… Read more »

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
4 meses atrás

As noticias atuais relatam calmaria por enquanto nas frentes de batalha. Houve alguns pequenos enfrentamentos, mas coisas bem esporádicas. Mas uma noticia me chamou mais a atenção. Os EUA bloquearam no Conselho de Segurança da ONU, que o mesmo emitisse uma declaração de apoio ao acordo TURQUIA-RUSSIA. Se os EUA estão tão interessados na paz na região, sua atitude demonstra claramente suas reais intenções, afinal este foi apoiado por todos os outros membros do conselho, e uma declaração desta, é uma força diplomática a mais para garantir que o acordo seja implementado, mas os EUA a vetaram. Então, quando alguém… Read more »

Carlos Eduardo
Carlos Eduardo
4 meses atrás

Outro ponto que tenho acompanhado, é o fato de que em todas as mídias que puder ver noticias até o momento, é a clara vitória Russa nesse acordo. Analistas estão sendo categóricos em dizer que a Síria foi uma das beneficiarias, mas o grande ganhador foi a Russia. A Turquia não conseguiu reverter as vitórias do exercito sírio e ainda estava sofrendo perdas, que estavam sendo mal vistas dentro de casa. Apesar da retórica turca, O território ganho pelas tropas sírias continuam com eles, e ainda ficou a questão dos postos de observação, que agora estão isolados e atras das… Read more »

Claudiney
Claudiney
Reply to  Carlos Eduardo
4 meses atrás

Não li o link, mas a sua análise é perfeita. Os turcos fizeram muita pressão, mas aceitaram um acordo que é a manutenção do ‘status quo’ atual, isto é, a retenção pelos sírios dos territórios conquistados ( incluindo as estratégicas M5 e Seraquib) e ainda a desmilitarização da M4 que estava nas mãos de vários grupos ‘rebeldes’.

É natural que os postos de observação sejam relocados.

André Luís
André Luís
Reply to  Carlos Eduardo
4 meses atrás

Veja no vídeo do hoje no mundo militar. A cara de decepção do Erdogan ao sair da sala com o Putin… E o que será que esse Putin falou?

Fabio Araujo
Fabio Araujo
4 meses atrás

Parece que o General Farhad Dabirian da IRGC foi morto ontem a noite na área de Sayyida Zainab, em Damasco, possivelmente assassinado será que foram os rebeldes? Israelenses? Americanos? Turcos?

Claudiney
Claudiney
Reply to  Fabio Araujo
4 meses atrás

Eu aposto todas as fichas no serviço secreto israelense. Dabirian era muito próximo do Hezbollah e um dos principais responsáveis pela presença deles n Síria.

Gilson Elano
Gilson Elano
4 meses atrás

Taí, um bom tema para uma série de reportagens, utilização de drones em combate. Começando pela II GM até os dias atuais.

Fabio Araujo
Fabio Araujo
4 meses atrás

Edrogan esta querendo riscar a Turquia do mapa? Como pressão na Europa ele liberou os imigrantes para entrarem na Grécia, mas a Grécia fechou a fronteira, os guardas de fronteira turcos estão atirando bombas de gás lacrimogênio, ontem um blindado turco puxou com uma corrente uma cerca na fronteira com a Grécia para que os imigrantes entrassem na Grécia. Hoje a Hungria enviou guardas de fronteira para ajudar a Grécia e a Polônia, a Romênia e a Croácia também ofereceram policias para reforçar a guarda de fronteira grega. O Edrogan não vai comprar briga só com a Grécia fazendo o… Read more »

Fulcrum
Fulcrum
4 meses atrás

A magia meme costuma se realizar.comment image

Pedro
Pedro
Reply to  Fulcrum
3 meses atrás

Uma parcela consideravel de pessoas na Europa iriam festejar nesse dia, ao saber que a “porta escancarada” da Europa estaria fechada para o islamismo!

Ricardo Bigliazzi
Ricardo Bigliazzi
4 meses atrás

Russia não para de passar vergonha na Siria… que vergonha!!!

100nick-Elã
100nick-Elã
Reply to  Ricardo Bigliazzi
4 meses atrás

Quando a Turquia atacou os curdos, os americanos fugiram que nem ratos covardes, abandonando os curdos à sua sorte; quando o Irã atacou as bases americanas, o próprio Pentágono admitiu até agora 109 feridos na cabeça; e você vem falar que a Rússia passou vergonha na Síria, sendo que foi uma das vitórias mais espetaculares em toda história dos russos? em setembro de 2015, quando os russos entraram na guerra, 70% do território sírio estava de posse dos terroristas criados e financiados pelo Ocidente e a Turquia, e hoje o país está praticamente inteiro de posse de Assad, isso com… Read more »

Renato B.
Renato B.
3 meses atrás

A batalha eletrônica que ocorreu na Síria ainda vai render muito estudo no futuro. Parece que o Tu-214R e o IL-22PP atuaram lá contra os Turcos, que usaram um avião chamado Havasoj. Se um dos alvos da EW russa foram os F-16 me perguntou qual foi o grau de sucesso, agora é cedo para dizer.

Afinal, pelo que entendi, Russia e Turquia concordaram em um cessar-fogo com patrulhas conjuntas em torno da rodovia m-4 no norte da Síria. Os turcos recuaram?