Home Conflitos em andamento Parlamento do Egito aprova envio de tropas para a Líbia

Parlamento do Egito aprova envio de tropas para a Líbia

5156
35

O movimento ocorre quando o governo da Líbia e a Turquia exigem o fim da intervenção estrangeira em apoio ao comandante Khalifa Haftar

O parlamento do Egito autorizou o envio de tropas para fora do país no dia 20 de julho, depois que o presidente ameaçou uma ação militar contra as forças apoiadas pela Turquia na vizinha Líbia.

O parlamento aprovou por unanimidade “o destacamento de membros das forças armadas egípcias em missões de combate fora das fronteiras do Egito para defender a segurança nacional egípcia … contra milícias armadas criminosas e elementos terroristas estrangeiros”, afirmou em comunicado.

A implantação seria feita em uma “frente ocidental” – uma provável referência ao vizinho no oeste, a Líbia. A medida pode levar o Egito e a Turquia — que apoiam lados rivais na caótica guerra por procuração da Líbia – a um confronto direto.

O Egito, ao lado dos Emirados Árabes Unidos e da Rússia, apoia o comandante militar Khalifa Haftar, que abandonou uma ofensiva na capital no mês passado depois que a Turquia intensificou o apoio a Trípoli.

O Cairo lançou ataques aéreos contra grupos armados na Líbia desde que a derrubada de Muammar Kadafi em 2011 mergulhou o produtor de petróleo no caos.

Também apoia Haftar, um ex-general de Kadafi, desde 2014, quando ele montou uma força no leste da Líbia, de acordo com relatórios da ONU. Mas enviar tropas de combate terrestre seria uma grande escalada.

A Câmara dos Deputados do Egito, lotada de apoiadores do presidente Abdel Fattah el-Sisi, aprovou o plano após uma sessão a portas fechadas, na qual deputados discutiam “ameaças enfrentadas pelo Estado” no oeste, onde o Egito compartilha uma fronteira porosa do deserto com os destroços da guerra na Líbia.

Stephanie Williams, chefe interina da missão de apoio da ONU na Líbia, pediu no dia 20 de janeiro um “cessar-fogo imediato … para poupar os 125.000 civis que permanecem em perigo e para o fim das violações flagrantes do embargo de armas da ONU”.

Seus comentários vieram após sua reunião no domingo com o presidente da vizinha Argélia, Abdelmadjid Tebboune.

Enquanto isso, a Turquia exigiu o fim “imediato” do apoio a Haftar na Líbia após negociações trilaterais em Ancara entre autoridades líbias, turcas e maltesas na segunda-feira.

“É essencial que todo tipo de ajuda e apoio dado ao golpista Haftar – que proíbe garantir a paz, tranquilidade, segurança e integridade territorial da Líbia – termine imediatamente”, disse o ministro da Defesa turco, Hulusi Akar.

Os apoiadores de Haftar devem “parar de apoiar um projeto irreal e errado”, disse Fathi Bashaga, ministro do Interior do governo do Acordo Nacional da ONU (GNA), reconhecido pela ONU.

Uma intervenção egípcia desestabilizaria ainda mais a Líbia, rica em petróleo.

FONTE: Al Jazeera

Subscribe
Notify of
guest
35 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

A Irmandade Mulçumana faz parte do governo do GNA na Líbia e o Egito não vai querer a Irmandade comandando um país na sua fronteira.

Matheus Mascarenhas
Matheus Mascarenhas
2 meses atrás

Só mais uma simples quinta feira no oriente médio

Rebert
Rebert
Reply to  Matheus Mascarenhas
2 meses atrás

África

Johan
Johan
2 meses atrás

Olha, 2019 já foi um ano ruim, 2020 está sendo péssimo e já estou com medo do que o 2021 nos reserva. Só notícias de escalada de tensões. Uma hora alguém faz um movimento errado e aí…

Thiago
Thiago
Reply to  Johan
2 meses atrás

Turcos/líbios VS Egípcios/líbios; Turcos VS gregos ; Turcos VS Franceses; Turcos VS Russos; Turcos VS Sírios; Turcos VS Curdos … etc, etc.
Denominador comum = TURCOS
Se toda a vizinhança tem um problema com você, talvez seria hora de admitir que o vizinho chato é você. Rsrsrs

Funcionário dos Correios
Funcionário dos Correios
2 meses atrás

Mais um dia normal no oriente médio

Rebert
Rebert
Reply to  Funcionário dos Correios
2 meses atrás

África

Observador
2 meses atrás

Os planos de Erdoganster de assumir o controle da Líbia e estabelecer um cerco para sufocar a Grécia estão irremediavelmente condenados.
Se se atrever ao confronto o máximo que conseguirá é se afundar num atoleiro do qual sairá derrotado.
Inclusive até agora não deu um pio sobre os bombardeios egípcios em suas bases de radares e mísseis Hawk na Líbia.

Gabriel BR
Gabriel BR
2 meses atrás

Mais uma Ditadura na Libia

Adriano Madureira
Adriano Madureira
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Escolha do povo, não queriam democracia na Líbia 🤔⁉️

Haftar conta com o apoio da maioria das tribos e clãs do país, ainda tem boa parte do território líbio, além das fontes de água petróleo e infraestruturas.
Queiram ou não a democracia foi feita ao modo deles.

Last edited 2 meses atrás by Adriano Madureira
Paulo Lahr
Paulo Lahr
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Saudades do Kadaffi, do Sadam….estes loucos colocavam ordem na casa.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Paulo Lahr
2 meses atrás

vdd eles fazem falta, aí vem uns maluco e dizem que tem que Tirar o Assad, só ganharíamos mais terroristas e refugiados

Marcos R
Marcos R
Reply to  Paulo Lahr
2 meses atrás

No Oriente médio do funciona uma boa ditadura, la se o governante não mostrar força rápido aparece alguém para derrubá-lo, mania de ocidental achar quite democracia funciona lá!

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Marcos R
2 meses atrás

Acontece que é muito mais fácil comprar um presidente marionete disposto a entregar o país inteiro a preço de banana, do que um ditador nacionalista que realmente tenha a grandeza de seu povo como missão.
Só a América Latina está repleta de exemplos.

Adriano Madureira
Adriano Madureira
2 meses atrás

Força Egito e Marechal Haftar 🤔‼️

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Adriano Madureira
2 meses atrás

Maduro concorda com você

Matheus Augusto
Matheus Augusto
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Macron também

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  Matheus Augusto
2 meses atrás

Outro lixo

rui mendes
rui mendes
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

Lá existe uma democracia séria e não militares no comando de ministérios que deveriam ser liderados por quem têm qualificações técnicas.

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  rui mendes
2 meses atrás

Qualificações técnicas os nossos militares tem em excelência. Carreira militar não desmerece ninguém! Agora vá lá se recolher a sua insignificância.

Teropode
Reply to  Matheus Augusto
2 meses atrás

Putin também .

paulof
paulof
Reply to  Gabriel BR
2 meses atrás

maduro apoia erdogan, só muda se havana mandar.

tomcat4.2
Reply to  Adriano Madureira
2 meses atrás

Tbm tor;o por este lado , Haftar tem mais moral para governar e mais apoio tbm.

Paulo Lahr
Paulo Lahr
Reply to  Adriano Madureira
2 meses atrás

Haftar eh o unico que pode controlar a Libia no momento.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Paulo Lahr
2 meses atrás

E o Brasil? Apoia a quem???

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Joao Moita Jr
2 meses atrás

Quem Israel apoia?

PACRF
PACRF
Reply to  Adriano Madureira
2 meses atrás

O título do matéria é uma ótima piada: “Parlamento do Egito…”. Falar em parlamento numa ditadura sanguinária, que governa o Egito com mão-de-ferro desde a deposição de Mohamed Morsi.

Teropode
Reply to  PACRF
2 meses atrás

Não entendo , CN e China são ditaduras e vc é fã deles .

ADRIANO MADUREIRA
ADRIANO MADUREIRA
Reply to  PACRF
2 meses atrás

O parlamento egípcio sempre esteve lá,desde os tempos do “presidente” Hosni Mubarack,antigo aliado de longa data dosd governos americanos…

Ditador só é ruim quando não é seu ditador de estimação.

Satyricon
Satyricon
2 meses atrás

A chapa esquenta

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
2 meses atrás

Até hoje não logro entender porque havia a necessidade de destruir a Libia do jeito que foi feito. Era um dos países que, mesmo não perfeito, de alguma forma deu certo na África, e agora olha como ficou. E por favor não me venham insultar a inteligência com essa de “liberdade e democracia”.

Edson Parro
Edson Parro
Reply to  Joao Moita Jr
2 meses atrás

Parece que o Kadhafi/Gaddafi andava financiando terroristas ostensivamente.

Henrique
Henrique
Reply to  Edson Parro
2 meses atrás

Gaddafi desafiou a hegemonia do Dólar nas transações comerciais de Petróleo e sugeriu uma moeda lastreada em outro (Dinar de Ouro)… e o “sistema” financiou seu assassinato. Importante ter conhecimento da história pois a imprensa sempre lhe trará a versão do “sistema” que a financia.

Oseias
Oseias
2 meses atrás

O Egito deve estabelecer uma “zona de segurança” dentro da Libia para proteger sua fronteira. Quem sabe até criem um Estado fantoche no leste da Libia.

Joao Moita Jr
Joao Moita Jr
Reply to  Oseias
2 meses atrás

A Líbia inteira já virou esse estado fantoche. Melhor dito, vários.