Home Exército Brasileiro VÍDEO: Viatura Blindada Multitarefa (VBMT) Lince K2 – Experimentação doutrinária

VÍDEO: Viatura Blindada Multitarefa (VBMT) Lince K2 – Experimentação doutrinária

4910
34

A Viatura Blindada Multitarefa – VBMT-LSR, da empresa IVECO, é a nova plataforma veicular blindada integrante do Programa Estratégico do Exército Guarani, desenvolvida para mobiliar as organizações militares de Infantaria e Cavalaria mecanizadas da Força Terrestre.

É uma viatura 4×4 com requisitos de blindagem e sobrevivência adaptados às realidades atuais de combate.

Subscribe
Notify of
guest
34 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ROT
ROT
2 meses atrás

Qdo vão chegar as novas mesmo? As do vídeo são de segunda mão, há alguma diferença para as que serão produzidas aqui?

Marujo
Marujo
2 meses atrás

Alem das cento e tantas Linces que o EB comprará da Iveco, deveria adquirir boa parte das unidades similares desativdas no Reino Unido. Ou na própria Itália .

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Marujo
2 meses atrás

Cento e tantos?
O único contrato assinado que o EB tem pra esse veículo é de 32 unidades.

Marujo
Marujo
Reply to  Willber Rodrigues
2 meses atrás

Mas e a previsao

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Marujo
2 meses atrás

Com todo o respeito, mas só acredito quando essa previsão virar um contrato assinado…
Falando nisso, aonde diz que houve uma previsão do EB em adquirir uma centena desses veículos?

Marujo
Marujo
Reply to  Willber Rodrigues
2 meses atrás

Se não me engano, a intenção e comprar 128 veiculos, em lotes de 32.

sergio ribamar ferreira
Reply to  Willber Rodrigues
2 meses atrás

Isso mostra sempre o nosso atraso. 32 e só.

Wagner
Wagner
Reply to  sergio ribamar ferreira
2 meses atrás

e olha lá se no meio do caminho não reduzirem o pedido…

Fabio
Fabio
Reply to  Marujo
2 meses atrás

De acordo com a proposta de dotação cada BIMec necessita de aproximadamente 61 VBMT.
A longo prazo o EB deve adquirir um número muito superior.

Guacamole
Guacamole
Reply to  Fabio
2 meses atrás

Muito superior?
O Exército?
Faz me rir.

Flanker
Flanker
Reply to  Marujo
2 meses atrás

Você sabe o motivo desse veículo ter sido desativado no Reino Unido?

Mateus
Mateus
Reply to  Flanker
2 meses atrás

Achei na internet “The Panther (Iveco Lince LMV with British spec equipment) was not procured as a UOR, but as a mainstream equipment purchase to fill the gap left by the Ferret scout car for an armoured command and liaison vehicle. It was a controversial procurement: the Vickers RG32M was more capacious, proven in South African and UK service, better protected and a lot cheaper – and had much more British content. Many had thought it was a shoe-in and some were already in use by RE EOD units. In service the LMV proved woefully inadequate. It was too small… Read more »

rdx
rdx
Reply to  Mateus
2 meses atrás

Pois é…mas para o fã clube da Iveco, o LMV é o melhor blindado 4×4 do mundo e espaço interno é um requisito irrelevante.

MMerlin
MMerlin
Reply to  rdx
2 meses atrás

Essa discussão realmente já rendeu bastante. É indispensável a analise crítica. Quanto mais, desde que seja uma analise, melhor.
Mas, para o VBMT, o EB já escolheu o Lince, dentre vários outros. Sem dúvida a Iveco já ter um parque fabril no Brasil foi relevante. Inclusive o bom relacionamento e o resultado de outros projetos entre as partes.
Já que o processo está definido, vamos seguir em frente. Vamos lembrar que existiu uma polemica similar também em relação com o Caracal, mas o projeto continuou.

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  MMerlin
2 meses atrás

Sem dúvida vc está certo, mas que o EB escolheu mal pra carvalho, isso é inegável. Essa é a grande diferença entre nós e o exército chileno, lá, pelo menos a mim parece, eles sabem escolher só o que é o melhor.

Montenegro
Montenegro
Reply to  Augusto Mota
2 meses atrás

O chile escolheu o humvee, que comprovadamente é um lixo, conhecido como exterminador de pernas. Os EUA estão tirando de serviço por isso, não pode ver uma mina. Bem melhor o LMV da iveco que é provado contra minas e já vendeu para diversos países, inclusive para a russia.

Peter Nine-nine
Peter Nine-nine
Reply to  Mateus
2 meses atrás

Olhe, a ser sincero, desconhecia esse descontentamento britânico. Julgava simplesmente que se tratava de simples preferência por algo diferente, que o Lince foi um remendo desde o início e que os britânicos perseguiam algo nacional ou algo americanizado. No entanto, esperemos pelo testemunho de outros operadores, assim como do comportamento das viaturas quando não em mãos britânicas. Falamos de um povo orgulhoso que noção tinha de que havia alternativas melhores ou comparáveis de desenho inglês, mas também americano. Os Humvee, muito respeitados veículos, tanto no sector civil como militar, sempre foram mal vistos pelos militares portugueses por exemplo. Adquiridos inicialmente… Read more »

Peter Nine-nine
Peter Nine-nine
Reply to  Peter Nine-nine
2 meses atrás

Quanto às novas URO ST5, algo que “notei”, foi a ausência de trocas constantes de pneus, na ultima projecção de 600km no teatro africano. Comparado às Hummer, em Timor-Leste, Ásia, sem o peso da blindagem pois ainda não tinham para isso sido adaptadas (primeiro lote mais tarde rotulado de APK, por conta do kit que recebeu), as americanas imediatamente começaram a atolar em poças e charcos, sofrendo com a humidade e com a própria chuva típica do teatro. O desgaste anormal foi notado, apresentando-se como um veículo mal isolado, que deixava entrar água quando tal não era expectável, e com… Read more »

Cristiano. de Aquino Campos
Cristiano. de Aquino Campos
Reply to  Flanker
2 meses atrás

Um veículo novo.
E que nem carros civis, quem pode renova a frotancom carros zero todo ano. E quem não pode renova a frota com o modelo anterior, dispensado por quem pode.

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
2 meses atrás

Essa viatura nos pelotoes de exploradores substituindo aqueles marrua…pena ser tão poucos

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  Rafael Gustavo de Oliveira
2 meses atrás

Um salto gigantesco, eu diria, Marruas são jipinhos de mulher pintados de verde-oliva, os Lince s~çao carros de macho, embora os britânicos tenham vendido todos por serem fracos e inservíveis, mas acho que pra gente aqui está bem bom, pro EB tem que ser feijão com arroz mesmo, os caras não sabem nem empunhar um fuzil, seguram pelo carregador.

Wagner
Wagner
Reply to  Augusto Mota
2 meses atrás

carro de macho, mas é fraco e inservível?

Fabio Araujo
Fabio Araujo
2 meses atrás

Espero que venham logo os próximos lotes, é uma boa viatura blindada!

Gabriel BR
Gabriel BR
2 meses atrás

Para a realidade latino-americana vai nos servir muito bem.

Welington S.
Welington S.
2 meses atrás

Quando os demais carros chegar o que será feito com os Marruá? Serão desativados? Espero que o EB não doe para nenhum país ”hermano”…

Fábio
Fábio
Reply to  Welington S.
2 meses atrás

O marrua continua em serviço, principalmente pq tem um excelente custo/benefício…

Augusto Mota
Augusto Mota
Reply to  Fábio
2 meses atrás

Sim, são jipinhos civis pintados de verde, servem pra desfiles e pra levar os oficiais que não querem andar.

Marcelo Baptista
Marcelo Baptista
Reply to  Augusto Mota
2 meses atrás

Ué, vai ficar andando de Lince para fazer serviço burocrático?

Para o dia a dia, ate fusca serve.

Teropode
2 meses atrás

Que venham os Arietes , Sete Lagoas agradece .

Marujo
Marujo
Reply to  Teropode
2 meses atrás

Que venham junto c9ms Lince novos e usados uma centena de Centauros e outra do Bradley VBCI. Usados, não devem custr tanto assim.

Gabriel
Gabriel
2 meses atrás

Alguém saberia informar qual o padrão da blindagem “de fabrica” dessa viatura? 5.56, 7,62…. Me refiro a blindagem sem utilização de placas extras de cerâmica etc.

Mateus Lobo
Mateus Lobo
Reply to  Gabriel
2 meses atrás

.30-06 AP

Jefferson
Jefferson
2 meses atrás

Lince e Guarani foram compras acertadas, ambos veículos muito bons e que serão feitos em território nacional O gripen também foi uma ótima escolha, assim como a classe tamandare. Seria legal ver o Brasil comprar umas 3 FREMM feitos na Itália mesmo para complementar umas 8 Tamandare. Acho que seria justo para a realidade brasileira e o que o nosso litoral merece. Brasil com 11 navios de guerra acima de 3500 toneladas e mais o Bahia e o Atlântico seria justo. Eu sou contra o submarino nuclear, acho um erro enorme, algo que já comeu e vai comer ainda mais… Read more »

GILBERT
GILBERT
2 meses atrás

16! deveríamos ter umas 800