segunda-feira, outubro 25, 2021

Saab RBS 70NG

U.S. Army expande portfólio de Laser de Alta Energia

Destaques

Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

O Exército dos EUA expandiu seu portfólio de Laser de Alta Energia com um novo HEL paletizado de 20 kW integrado ao FAADC2 e voltado para a derrota dos UAS Grupo 1-2.

O U.S. Army fará uma demonstração de dois protótipos este ano. Este se encontra entre os HELWS de 10 kW da USAF e o sistema Guardian de 50 kW do Exército.

O MSHORAD Guardian do Exército dos EUA será destacado para as unidades no próximo ano. Os protótipos iniciais serão equipados com um HEL Raytheon 50kW, radar Ku Band AESA e sensores EO/IR para derrotar UAS e RAM (Rockets, Artillery, Mortars).

Um terço de todos os sistemas MSHORAD em campo pelo Exército dos EUA usará Directed Energy.

- Advertisement -

27 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest
27 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Hcosta
Hcosta
12 dias atrás

O 3º sistema é de micro-ondas. Como se compara com os lasers?

cerberosph
cerberosph
Reply to  Hcosta
12 dias atrás

Micro-ondas é melhor para fazer pipocas.

Kayron
Kayron
Reply to  cerberosph
12 dias atrás

Muito melhor.

Zeus
Reply to  Hcosta
12 dias atrás

Segundo divulgaram, tropas chinesas já usaram arma de micro ondas contra os indianos em Ladakh.

Disseram que ajustaram para baixa potência e depois de alguns minutos sob efeito das micro ondas, os indianos começaram a passar mal a tal ponto que deixaram o local rastejando e vomitando.

As micro ondas atingem área mais ampla que o feixe de laser direcionado a um ponto. Porém quanto ao nível de potência atual, não seu qual deles se encontra mais avançado.

Kayron
Kayron
Reply to  Zeus
12 dias atrás

Todas as mídias indianas disseram que o ataque HPM não ocorreu.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Zeus
12 dias atrás

https://www.youtube.com/watch?v=kzG4oEutPbA

Parto do principio que seja o mesmo conceito deste de controlo de multidões mas com outra potência.

Zeus
Reply to  Hcosta
11 dias atrás

De fato. A distância do artefato aos indianos no topo da colina era de uns 2km. E apesar dos indianos negarem terem sido alvo de tal arma, acusaram a China de usar armas “pouco ortodoxas”, sem especificar quais seriam. E certamente com o desenvolvimento, estas coisas vão se tornando mais letais em alcance e potência. Mais um detalhe: alguns suspeitam que a tal “síndrome de Havana” que acomete apenas e tão somente funcionários dos EUA e seus familiares em suas embaixadas em alguns países, nestes dias também na Colômbia, causando-lhes vários sintomas, possa ser perpetrado pelo uso um artefato deste… Read more »

Matheus S
Matheus S
Reply to  Zeus
10 dias atrás

Algumas imagens que estão sendo disponibilizadas pelo PLA pelo que eu estou vendo, realmente os chineses podem ter usado as armas HPM em Ladakh.

Bosco
Bosco
Reply to  Hcosta
12 dias atrás

Hcosta,
O micro-ondas funciona “fritando” os componentes eletrônicos e pode atuar em uma grande área destruindo vários ao mesmo tempo com um pulso de alta energia, sendo voltada para ameaças tipo enxame de drones classe I e II. Basicamente são os chamados “pequenos drones” com menos de 25 kg.

Kayron
Kayron
Reply to  Bosco
12 dias atrás

Qual seria o melhor sistema na sua opinião, HEL ou HPM?

Hcosta
Hcosta
Reply to  Bosco
12 dias atrás

Mas presumo que seja grande área em amplitude quando comparado com o laser mas não em alcance.
E como não consegue destruir RAM terá muitas limitações.

Bosco
Bosco
Reply to  Hcosta
11 dias atrás

Eu sei exatamente a distância que essa arma de pulso de MO opera mas não posso te contar. Se te contar terei que usar o “raio esquecedor” em você e eu não garanto que só apagarei da sua mente essa informação secreta.
*A última vez que usei o sujeito voltou só falando gagagugu.

Matheus S
Matheus S
Reply to  Hcosta
11 dias atrás

Alguns conceitos já estão aumentando essa capacidade de estender o alcance das armas de micro-ondas como o drone MORFIUS, o pequeno alcance dessas armas ainda é um problema para as tropas, portanto, a solução está sendo criar armas aerotransportadas de micro-ondas melhorando em muito a defesa C-UAS de uma tropa desdobrada avançada. Outros conceitos também podem ter utilidade no T.O como o CHAMP.

Up The Irons
Up The Irons
12 dias atrás

Os caras já tão na era dos lasers e nós nem chegamos perto de um sistema de defesa antiaérea de médio alcance!
Redução do número de funcionários das Forças Armadas deveria ser prioridade número 1 em nosso planejamento de Defesa!
20% em cada Força já seria um ótimo começo. Sobraria dinheiro pra tudo que importa e as 3 poderiam desempenhar sua atividade fim, que NÃO É pagamento de pessoal e pensionistas, diga-se de passagem.

rdx
rdx
Reply to  Up The Irons
11 dias atrás

Não precisamos disso. Temos Gepard, Bofors L70 e Oerlikon GDF, os verdadeiros destruidores de drones.

Teropode
11 dias atrás

Arma de micro ondas são ideais para deter nuvens de gafanhotos , o abdômen dos insectos simplesmente explodem como pipocas , sem a necessidade do uso de defensivos evitando efeitos colaterais ….

Matheus S
Matheus S
Reply to  Teropode
10 dias atrás

O que você afirma pode fazer sentido para os países que estão sendo afetados por essas nuvens de gafanhotos, no ano passado, quase tivemos esse problema para o agronegócio nacional. Aliás, será que já há alguma iniciativa do setor nacional referente a esse desenvolvimento para proteção? Isso pode atuar em conjunto com o EB, isso se as devidas partes realmente estiverem interessadas em tal tecnologia.

Bosco
Bosco
11 dias atrás

Uau! Recorde! Já se passaram 24 horas e até agora ninguém falou de demanda de energia e de espelhos.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Bosco
11 dias atrás

É mais um aumentador de moral né?

Fernando Gouveia
Fernando Gouveia
Reply to  Inimigo do Estado
11 dias atrás

Deixa ele comemorar. Ele merece. O árduo trabalho diário dele de convencer todo mundo de que as tecnologias americanas são aplicáveis e do resto do mundo não, toma boa parte do seu tempo para abrandar nossos pequenos cérebros com o seu conhecimento inabalável e verdadeiro.

Afinal, quando se trata dos EUA é apenas mais uma tecnologia disruptiva na lista de armas do poderoso e indestrutível exército americano. O futuro está na América, srs.

Bosco
Bosco
Reply to  Fernando Gouveia
11 dias atrás

Obrigado Fernando!

Fernando Gouveia
Fernando Gouveia
Reply to  Bosco
11 dias atrás

Aproveite em quanto é tempo. A realidade dos fatos como sempre fez irá demonstrar os seus argumentos inexatos.

Bosco
Bosco
Reply to  Fernando Gouveia
11 dias atrás

Agradeço novamente Fernando.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Bosco
11 dias atrás

E então Bosco, esse sistema não interceptará os drones inimigos, mas devem dar um belo aumento de moral na tropa né? Kkkkkkk

Entusiasta Militar
Entusiasta Militar
10 dias atrás

Para o Brasil tecnologias como essas estão no futuro próximo fora de alcance
Imagino para a realidade do nosso país que se fosse possível hoje uma compra governo-governo entre Brasil/Rússia de 03 baterias completas do excelente sistema russo Pantsir-SM para defesa móvel antiaérea de área de curto/médio alcance/altitude
Isso sem falar que podíamos também equipar alguns cascavel/guarani armados com a excelente torre Torc-30.da Ares que seria ideal para acompanhar colunas de blindados e destruir ameaças de drones e com isso, ja teríamos uma capacidade incrível por uma fração do preço.

Last edited 10 dias atrás by Entusiasta Militar
Bosco
Bosco
Reply to  Entusiasta Militar
10 dias atrás

Entusiasta, Só a Torc-30 não seria o ideal, tendo necessidade de um sistema de radar apropriado, que de preferência deve ser AESA de painéis fixos com TRMs de GaN. E aí o ideal é que esse sistema tenha um componente não cinético como por exemplo um sistema de interferência eletrônica e conte além do canhão com um míssil ou drone anti-drone para poder atuar de maior alcance até o limite de detecção e identificação do sistema radar/optrônio (em geral para drones tipo 1 é de 5 a 10 km no máximo) Um sistema completo parece ser o que o USA… Read more »

Jacinto
Jacinto
Reply to  Entusiasta Militar
10 dias atrás

O Pantsir, onde atuou, levou martelada: Síria, Líbia e em Nagorno-Karabakh

Últimas Notícias

Recife (PE) sediará a nova Escola de Formação de Sargentos do Exército

O CENTRO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO EXÉRCITO INFORMA: Na 339ª Reunião do Alto Comando do Exército, realizada de 18 a...
- Advertisement -
- Advertisement -