quinta-feira, setembro 29, 2022

Saab RBS 70NG

Centro de Avaliações do Exército realiza demonstração do blindado Guarani para o Exército da Malásia

Destaques

Redação Forças de Defesa
Redação Forças de Defesa
redacao@fordefesa.com.br

Rio de Janeiro (RJ) – O Centro de Avaliações do Exército (CAEx) – “Campo de Provas da Marambaia/ 1948” realizou uma demonstração da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal Médio sobre Rodas Guarani (VBTP-MSR 6X6 Guarani) para uma comitiva do Exército da Malásia.

A atividade foi conduzida pelo Chefe do CAEx, General de Brigada Alexandre Martins Castilho, e teve como objetivo demonstrar o desempenho da plataforma veicular e do sistema de armas da VBTP-MSR 6X6 Guarani equipada com estação REMAX, que integram o Programa Estratégico do Exército Guarani (PEE Guarani). A demonstração, que ocorreu na Seção de Testes (ST) do CAEx, contou com a presença de engenheiros e técnicos da Divisão de Avaliação de Material (DAM); de Engenheiros da Iveco Defence Vehicles, fabricante da viatura; da empresa ARES Aeroespacial e Defesa, fabricante da Estação REMAX; e de uma comitiva do Exército da Malásia e da Prima Elite Technology Sdn Bhd, empresa da área de defesa da Malásia.

Foram realizadas demonstrações em sítio de obstáculos, como transposição de trincheira, navegação em raia no lago de navegação e navegação em lago com a comitiva embarcada. Na Linha I, linha de tiro destinada a realizar um amplo espectro de ensaios com armamento pesado e munições de todos os calibres até o alcance de 6 km e aparelhado com sistema de alvos fixo e móvel, foi montada uma infraestrutura para a apresentação de vídeos explicativos a respeito da plataforma REMAX pela empresa ARES, com demonstração de emprego de tiro do sistema e com metralhadora .50 em alvo fixo a 1.000m e viatura parada e em aproximação.

Os militares da nação amiga executaram o tiro com o sistema REMAX e, em seguida, foram para o terraço do prédio do radar, de onde assistiram ao desempenho da Viatura Guarani, em terreno arenoso, para, posteriormente, embarcarem para percurso naquele tipo de terreno. Os militares também presenciaram o deslocamento na pista “Qualquer Terreno” (QT) e, em seguida, embarcaram e realizaram o deslocamento na pista. No circuito oval do campo de provas, houve a demonstração do Teste de Estabilidade Lateral (Double Lane Change) e, logo após, os militares do Exército Malaio embarcaram para o percurso.

No encerramento, houve as discussões finais e as despedidas, momento em que foi evidenciada a importância do papel do Sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação do Exército (SCTIEx) e da Base Industrial de Defesa e Segurança (BIDS) no fomento da pesquisa e do desenvolvimento de tecnologia no Brasil e na projeção de nosso País no cenário internacional.

FONTE: Agência Verde-Oliva/CCOMSEx

- Advertisement -

15 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

15 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luiz Guilherme Di Calaça
9 meses atrás

Off topic: Gostaria de sugerir aos editores, a divulgação de uma campanha do Catarse para a confecção de um quadrinho chamado Dois Generais, que conta um pouco da invasão da Normandia na perspectiva dos canadenses. Grato.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Luiz Guilherme Di Calaça
9 meses atrás

Fiquei interessado. Obrigado pelo aviso Luiz.

Matheus
Matheus
9 meses atrás

Estranho os militares Malaios irem pro teste com roupas casuais ao invés de uniformes.

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Matheus
9 meses atrás

Tiraram pra lavar

Gabriel BR
Gabriel BR
9 meses atrás

Eu acho que emplaca , eles já são clientes importantes da nossa industria de defesa.

MinoSilva
MinoSilva
Reply to  Gabriel BR
9 meses atrás

Queria ver aqui no tapajós para nós clientes nacionais? As três da tarde no banzeiro.

MinoSilva
MinoSilva
Reply to  MinoSilva
9 meses atrás

Com todo apoio para exportação.

Rogério Loureiro Dhierio
Rogério Loureiro Dhierio
9 meses atrás

Quantas unidades?

Welington S.
Welington S.
Reply to  Rogério Loureiro Dhierio
9 meses atrás

400.

737-800RJ
737-800RJ
9 meses atrás

Segundo nossa amiga Wikipedia no artigo sobre o Exército da Malásia, eles pretendem adquirir até 400 veículos deste tipo. Excelente oportunidade para o Guarani! As fontes levam pra sites da Malásia, então postarei o resumo como está na Wiki: “In August 2020, the Ministry of Defence is preparing for an open competition to find the replacement for the armoured personnel carrier (APC) to replace Condor 4×4 and SIBMAS 6×6. About 250-400 Armoured Fighting Vehicle were request by the army, specificly 4×4 and 6×6.[113] The contenders of this program are FNSS Pars 6×6 from Turkey, Hanwha Tigon 6×6, Doosan DST Black… Read more »

Tomcat4,3
Reply to  737-800RJ
9 meses atrás

Show de bola, se emplacar será muito excelente mesmo que sejam 250 e não os 400, pois dará um belo fôlego pra linha de produção na Iveco .

Maurício
Maurício
Reply to  737-800RJ
9 meses atrás

Posta lá que eu quero ver

RPiletti
RPiletti
9 meses atrás

Não teve um 30mm que fez um mergulho durante um teste? Como ficou a apuração do ocorrido?

Alexandre Cardoso
Alexandre Cardoso
Reply to  RPiletti
9 meses atrás

ele só fez um teste de submersão. Já que o teste para o retorno à superfície falhou, certamente já o resgataram e deve espero que já esteja totalmente operacional. E acima de tudo já tenham descoberto o por quê dele fazer esse mergulho.

Rodrigo Maçolla
9 meses atrás

E aquela viatura que afundou, mais alguma noticia ? descobriram o que aconteceu ?poderá ser reaproveitada?

Últimas Notícias

Alemanha prevê primeira entrega do IRIS-T SLM para a Ucrânia em outubro

Os sistemas de defesa aérea IRIS-T são fabricados especificamente para a Ucrânia e não estão em serviço com o...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -