sexta-feira, agosto 19, 2022

Saab RBS 70NG

Hodges: ‘a Ucrânia empurrará os russos de volta às suas posições de 24 de fevereiro até o final deste ano’

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

O ex-comandante do Exército dos Estados Unidos na Europa, Ben Hodges, disse que as tropas russas serão empurradas de volta às suas posições de 24 de fevereiro até o final do ano.

Em entrevista ao NV, Hodges também lamenta a lenta reação ocidental à eclosão da guerra, bem como o nível inicial muito baixo de prontidão ucraniana.

Hodges é atualmente o Pershing Chair em Estudos Estratégicos no Centro de Análise de Políticas Europeias e alertou sobre a iminente escalada russa do conflito no verão de 2021. Ele também criticou o Ocidente por não ter uma estratégia de segurança do Mar Negro e pela falta de atenção às provocações russas.

NV: Muitos comparam a guerra Rússia-Ucrânia em curso com a Segunda Guerra Mundial, em termos de natureza e duração. Você concordaria com isso?

Hodges: Acho que uma das coisas que eles têm em comum é a escala horripilante de barbárie, destruição e derramamento de sangue, algo que o mundo não vê há 80 anos. Eu também gostaria de destacar os crimes de guerra russos e as atrocidades contra civis – esses foram tanto da Segunda Guerra Mundial quanto dos crimes nazistas. Naturalmente, há discrepâncias: tecnologias emergentes, especialmente com drones, e armas modernas são muito mais sofisticadas que as da Segunda Guerra Mundial. O pensamento da liderança militar russa, no entanto, praticamente não mudou desde a Segunda Guerra Mundial.

NV: Também temos falado sobre esta guerra como longa, durando anos, não meses. Você concorda com essa avaliação?

Hodges: Se a Ucrânia conseguir tudo o que precisa dos países ocidentais, e se os ucranianos continuarem a lutar por suas terras tão ferozmente quanto agora, acho que os russos serão empurrados de volta para suas posições de 24 de fevereiro até o final do ano. Se o Ocidente ficar relutante em continuar ajudando a Ucrânia nesta guerra – então sim, isso pode se arrastar por anos.

NV: Somos gratos aos nossos parceiros ocidentais, mas as armas que recebemos deles até agora não são suficientes para manter a linha. Por que você acha que as remessas de armas para a Ucrânia são tão lentas?

Hodges: Existem várias razões. Claramente, a decisão de fornecer assistência de segurança à Ucrânia deveria ter sido tomada muito mais rapidamente, e essas armas deveriam estar nas mãos ucranianas muito mais cedo. Os países ocidentais ficaram relutantes por um tempo, por suas próprias razões. Alguns superestimaram as capacidades russas.

Mas seu público não deve esquecer quantas armas, quantos equipamentos e outro tipo de assistência já foram fornecidos à Ucrânia. Muitos países esgotaram significativamente suas próprias capacidades de defesa para enviar à Ucrânia o que ela precisa. Milhões e milhões de dólares já foram gastos, e ainda serão gastos.

É importante que você entenda isso também, eu acho. Claro, não é suficiente, ainda não muito foi dado. Existem algumas outras razões pelas quais não devemos ignorar. Sejamos francos: a Ucrânia não se preparou para uma possível invasão tão efetivamente quanto poderia ter feito nos últimos oito anos. Muito mais deveria ter sido feito – um estoque estratégico de projéteis de artilharia deveria ter sido estabelecido, por exemplo.

NV: Você acha que a Ucrânia terá armas suficientes para pelo menos manter a linha no leste e no sul nos próximos meses?

Hodges: Em primeiro lugar, cada vez mais artilharia e foguetes estão chegando à Ucrânia agora. Obuses alemães já estão aqui, junto com armas francesas, HIMARS de fabricação americana estão chegando agora e mais munição de outros países. Tudo está indo na direção certa, e a oferta não está secando.

A logística é o principal desafio agora: como realmente entregar tudo isso da Polônia e do oeste da Ucrânia para as linhas de frente em tempo hábil. Acho que a situação mudará significativamente quando todas (essas armas) acabarem nas mãos das tropas ucranianas.

NV: De quantas armas mais, você acha, a Ucrânia precisa para poder fazer a transição para contra-ofensivas? Podemos fazer algum palpite sobre quando isso pode acontecer?

Hodges: Não posso fazer tais previsões, pois não sei exatamente o que a Ucrânia já tem. Mas tenho certeza de que o comandante-em-chefe da Ucrânia, o ministro da Defesa, seus colegas e aliados nos Estados Unidos e no Reino Unido estão todos bem cientes de tudo o que está acontecendo. Não tenho esse tipo de informação como civil, e aposto que nenhum dos especialistas civis também a tem. Toda essa conversa sobre o que exatamente a Ucrânia precisa, quanto e que tipo de armas – isso só ajuda a Rússia.

NV: A Rússia é claramente bem-sucedida em sua abordagem tradicional à guerra – poder de fogo de artilharia esmagador. Como o exército ucraniano pode responder a essa doutrina? De alguma forma assimétrica, talvez?

Hodges: Eu diria que a Ucrânia já é capaz de reunir uma resposta muito flexível – sua artilharia e mísseis estão atacando a artilharia e mísseis deles, enquanto o equipamento que a Ucrânia está recebendo é de melhor qualidade do que o da Rússia. Naturalmente, o próximo passo é usar todas as ferramentas que você tem à sua disposição para interceptar mísseis russos e atingir sua artilharia.

NV: A julgar pelo ritmo de fornecimento de armas para a Ucrânia, parece que o Ocidente está procurando esgotar a Rússia, em vez de facilitar sua derrota militar total. Você concordaria com isso?

Hodges: Eu não sei. Pessoalmente, quero uma derrota total da Rússia nesta guerra.

NV: E quanto ao popular ponto de discussão ocidental de que ninguém quer que a Rússia perca o suficiente para recorrer a armas nucleares, então é importante estrangular a economia de Moscou.

Hodges: Eu não seria tão dramático. Muitas pessoas em todo o mundo estão interessadas na derrota total da Rússia. Você está enganado ao dizer que ninguém quer que Moscou perca.

NV: Cerca de 300 soldados russos e 200 ucranianos morrem todos os dias. É um preço muito alto que estamos pagando por nossa defesa. Você acha que a mão de obra russa se esgotará em um futuro próximo?

Hodges: Cada nação decide por si mesma se o preço a pagar pela vitória é aceitável ou não. Cada soldado morto é uma perda para uma família ucraniana, e tenho certeza de que as Forças Armadas da Ucrânia estão fazendo tudo o que podem para minimizar essas perdas.

Infelizmente, podemos ver que a Rússia não valoriza seus próprios cidadãos, e não há nada que indique que isso vai mudar. A Ucrânia e seus aliados ocidentais estão fazendo de tudo para garantir que as perdas nesta guerra não sejam colossais. É importante que a Ucrânia continue treinando suas tropas, estendendo-as às forças de defesa territorial. É tão importante quanto conseguir mais artilharia.

NV: Quão eficazes, na sua opinião, são as reuniões regulares dos ministros da Defesa da Ucrânia, da UE e da OTAN na base da Força Aérea dos EUA em Ramstein, na Alemanha?

Hodges: Eu acho que é um formato muito eficaz, e o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, junto com todos os outros países participantes devem receber crédito por isso. Acho que são reuniões entre pessoas muito razoáveis ​​e práticas, e são valiosas para a Ucrânia e o resto do mundo.

NV: Você falou muito sobre a importância estratégica do Mar Negro. A Turquia rejeitou a proposta dos EUA de obter uma força-tarefa naval da OTAN para limpar o Mar Negro de minas navais e facilitar o comércio marítimo. É possível convencer a Turquia a reconsiderar sua posição?

Hodges: Como você sabe, a Turquia fechou o Bósforo para todos os navios militares, desde o início da guerra. Isso inclui navios da OTAN também. Ainda existem alguns navios da OTAN no Mar Negro – turcos, romenos e búlgaros. Infelizmente, não conseguimos elaborar uma estratégia de segurança abrangente para o Mar Negro antes da guerra, e nossas relações atuais com a Turquia não são boas o suficiente para resolver isso. Ainda espero que, eventualmente, possamos cuidar desse problema.

NV: Quando você acha que essa guerra vai acabar? Vai acabar com um cessar-fogo?

Hodges: Todos esperamos sinceramente que a guerra termine com a Ucrânia libertando e recuperando todos os seus territórios perdidos. E estou convencido de que o exército ucraniano será capaz de empurrar os russos de volta às suas posições de 24 de fevereiro até o final deste ano.

FONTE/FOTO: NV/ BBC

- Advertisement -

94 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

94 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
RPiletti
RPiletti
1 mês atrás

“a Ucrânia empurrará os russos de volta às suas posições de 24 de fevereiro até o final deste ano”
Sei… com 4 MLRS a cada 15 dias é que não vão mesmo…

sergio
sergio
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Podem entregar todos os que possuem, ainda assim nunca conseguirão isso !!!!

Patrício
Patrício
Reply to  sergio
1 mês atrás

E segundo o gênio, se o Ocidente entregar logo as armas a Ucrânia, ela empurra os russos.
Se demorar na entrega, a guerra durará anos
Acho que só faltou combinar com os russos.

Antonio Cançado
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Os russos não estão em condições de combinar nada com ninguém.

Jesus Baccaro
Jesus Baccaro
Reply to  Patrício
1 mês atrás

O “ocidente” pode entregar até o corpinho que não empurra a Ucrânia nem ladeira abaixo!

Luís Henrique
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Plagiando o colega Bosco, se isso acontecer eu mudo meu nome para Nabuco.

Antonio Cançado
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Pode agendar a visita ao cartório.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Cuidado, o Bosco já perdeu essa aposta de Nabuco já faz alguns anos, ele só não teve coragem de comentar com esse Nick…🤭😂

Will
Will
Reply to  Luís Henrique
1 mês atrás

Já guarda o dinheiro do cartório, a tendência e a Ucrânia passar a atacar e a Rússia recuar, tempo está contra a Rússia.

Last edited 1 mês atrás by Will
Luís Henrique
Reply to  Will
1 mês atrás

Desculpem, mas não consigo enxergar isso. Não estou torcendo pela Rússia, apenas sendo realista. A Rússia é uma super potência militar, ao meu ver, por tudo que é divulgado dos dois lados, tenho a impressão que a Rússia está ganhando esta guerra. Não acredito totalmente na propaganda ocidental que diz que a Rússia está cada dia pior. Torço para que assinem um tratado de paz o mais rápido possível e que acabem logo com essa guerra, mas a guerra continuando, não imagino uma derrota russa, muito menos em 6 meses. Acredito que a Rússia poderá deixar a Ucrânia, desde que… Read more »

Andre
Andre
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Nada como tirar uma frase do contexto para ajudar a dar mais cor a fantasia. A frase completa é:

Se a Ucrânia conseguir tudo o que precisa dos países ocidentais, e se os ucranianos continuarem a lutar por suas terras tão ferozmente quanto agora, acho que os russos serão empurrados de volta para suas posições de 24 de fevereiro até o final do ano. Se o Ocidente ficar relutante em continuar ajudando a Ucrânia nesta guerra – então sim, isso pode se arrastar por anos.”

Gugs
Gugs
Reply to  Andre
1 mês atrás

Não peça que estes rapazes leiam, é demais para eles. São comentaristas de títulos.

Antonio Cançado
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Os russos não avançaram nada do que esperavam, até agora.

Gugs
Gugs
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Vocês do clube de tontos não leem nada mesmo, só os títulos, deprimente. Reparem nas ressalvas:


Hodges: Se a Ucrânia conseguir tudo o que precisa dos países ocidentais, e se os ucranianos continuarem a lutar por suas terras tão ferozmente quanto agora, acho que os russos serão empurrados de volta para suas posições de 24 de fevereiro até o final do ano. “

Nei
Nei
Reply to  Gugs
1 mês atrás

Esquece. Esses, sempre irão apoiar o genocídio. Esses são os seres humanos que estão se criando.

Gerson Carvalho
Gerson Carvalho
Reply to  RPiletti
1 mês atrás

Ele não tomou o remédio e fica falando besteira. O inverno se aproxima e então fica mais fácil tropas russas operarem conforme gostam.

Last edited 1 mês atrás by Gerson Carvalho
eliton
eliton
1 mês atrás

“E estou convencido de que o exército ucraniano será capaz de empurrar os russos de volta às suas posições de 24 de fevereiro até o final deste ano.”
Fonte: New Voice of Ukraine

Neural
Neural
Reply to  eliton
1 mês atrás

Pra avançar 1km tem que atravessar a barragem de artilharia. São centenas de D-30 122mm, Grad, dentre outros

Antonio Cançado
Reply to  eliton
1 mês atrás

Mais digna de crédito que as fontes russas.

sergio
sergio
1 mês atrás

Não foi esses um dos especialistas que aformou que apos a retirada dos EUA os talibãs ainda levariam 4 meses para chegar a capital Cabul ?????

Marco Wagner
Marco Wagner
Reply to  sergio
1 mês atrás

Esse Sr que vdc desdenha foi o Cmt do Exército mais preparado do mundo. Esse “especialista” tem mais tempo de combate em guerra do que você jogando Call of Duty.

Paulo Brics
Reply to  sergio
1 mês atrás

Disse também a dois meses atrás que a Rússia já estava atingindo seu ponto de culminância em seu avanço e que iria literalmente desmoronar.

Basta dar uma lida nas entrevistas e artigos que este hodges lançou desde o Afeganistão até hoje para constatar que se trata de um autêntico paspalho, um bufão disfarçado de militar, e o fato deste cara ter chegado ao posto de comandante dos eua da Europa demonstra que a decrepitude dos eua não se aplica apenas a seus últimos presidentes mas também aos seus últimos chefes militares.

Nei
Nei
Reply to  Paulo Brics
1 mês atrás

Seu comentário vale menos, que a sustância que o gato faz na areia. Vc é o especialista em guerra mais fodão do mundo.

Saul
Saul
Reply to  Nei
1 mês atrás

Canais militares de países não envolvidos mostram que a Ucrânia está perdendo feio, veja que a cada semana perdem uma cidade importante. Enquanto este americano fala, os russos agem. E veja como ele desconversa na questão nuclear, a Rússia pode usar algumas bombas e tchau Kiev e restante da Ucrânia.

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Um mês atrás se não me engano teve uma matéria de um ex general americano dizendo que a ucrânia não tinha a minima chance e que iria colapsar.

os apoiadores da Russia vieram aqui e tomaram aquilo como um conjunto de novos mandamentos.

não questionaram a fonte, quem era o ex general, qual a opinião politica dele e nem nada. simplesmente tomaram como verdade.

Agora eles vão fazer o trabalho inverso com essa matéria.

Vão taxa-la de mentira, de maquinação, de propaganda sem nenhum peso critico por trás das afirmações deles como sempre fazem.

estou ansioso pra ver esse circo.

Donald
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

As putinetes só acreditam naquilo que lhes convém.

Andre
Andre
Reply to  Donald
1 mês atrás

As purinzetes só acreditam nas próprias fantasias

Teropode
Reply to  Donald
1 mês atrás

Pensando bem , até 24defevereiro Criméia, Donbass e sua vizinha já estavam nas mãos dos russos , basta conferir os mapas retroativos a ,24 de fevereiro 🤔

Antonio Cançado
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Agem como os petralhas e os bolsominions…

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Se não me engano era um Coronel, não um genaral.

LUIZ
LUIZ
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Essa parte é a cereja do bolo do objetivo ocidental nesse conflito. A única preocupação ocidental é com suas vaidades. Dizem está preocupados com os milhares de ucranianos.

“Hodges: Eu não sei. Pessoalmente, quero uma derrota total da Rússia nesta guerra.”

Luis H
Luis H
Reply to  LUIZ
1 mês atrás

eintein, como é q os ucranianos vão ter paz e suas casas e vidas de volta sem a derrota total da russia nesta guerra? a estupidez não tem limites…

Jesus Baccaro
Jesus Baccaro
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Não é mentira, é sonho!
É puramente torcida.

Heitor
Heitor
1 mês atrás

É muito difícil isso acontecer. Dependeria que uma perda de fôlego da Rússia.

Antonio Cançado
Reply to  Heitor
1 mês atrás

Já perdeu faz tempo.

Patrício
Patrício
1 mês atrás

Ô Sr Hodges!
Vai lá ajudar.

Antonio Cançado
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Já está, pode ter certeza.

Nemo
Nemo
1 mês atrás

A Rússia destruiu metade da Ucrânia para libertar o povo; agora a Ucrânia vai destruir o que sobrou para libertar o povo. Conclusão, não é fácil ser povo.

Capa Preta
Capa Preta
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Eu entendi sua ironia, muito boa. Eu só gostaria de saber como funciona a lógica na mente de um doido, que afirma que se invade e destrói um país vizinho soberano que não lhes fez nada ( muito pelo contrário historicamente falando) com um monte de desculpas esfarrapadas para “libertar” Já a prevejo um “aaaiiim mas no iraqui uzamericanu…” Tá errado também, a primeira guerra do golfo foi justificada por Saddan ter invadindo o kuait com desculpas esfarrapadas igual Putin está fazendo agora, a segunda foi um crime cometido por imperialismo e criminosos no poder, igual a Rússia tá fazendo… Read more »

Augusto
Augusto
Reply to  Capa Preta
1 mês atrás

Capa Preta, a primeira guerra do golfo foi legitima, Saddan atacou o Kuwait e mereceu ser expulso do pais. Já a segunda guerra do golfo ele não atacou ninguém e nem estava fabricando armas de destruição em massa como os americanos alegaram, a ONU não aprovou a invasão então ela foi totalmente ilegal igual a invasão da Ucrânia pela a Rússia. Ou seja os americanos cometeram os mesmos crimes dos russos e por isso não possuem moral para criticar a invasão russa. O general na matéria fala dos crimes de guerra da Rússia na Ucrânia, mas esquece que o seu… Read more »

Mensageiro
Mensageiro
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Rússia is demon in the world!

Maurício.
Maurício.
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Principalmente se forem mulheres e crianças, elas escapam da Ucrânia com medo de serem mortas pelos russos e acabam virando alvo de quadrilhas de exploração e tráfico sexual assim que cruzam as fronteiras, e os países europeus não falam nada, ninguém dá um pio se quer…

Jesus Baccaro
Jesus Baccaro
Reply to  Maurício.
1 mês atrás

Como as de Donbass, bombardeadas desde 2014 pelos nazistas. Né?

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Maurício.
1 mês atrás

Porque será que essas mulheres e crianças eslavas não vão para Rússia ficar sobre a proteção do putino ?

Maurício.
Maurício.
Reply to  Alan Santos
1 mês atrás

Elas simplesmente não tem para onde correr, ou vão para a “proteção do putino” como você diz ou vão virar escravas sexuais dos europeus tão “evoluídos em espírito” do outro lado das fronteiras…🤷🏻‍♂️

Nei
Nei
Reply to  Maurício.
1 mês atrás

Prove! Onde está afirmação disso. Até agora é somente seu achismo!

Maurício.
Maurício.
Reply to  Nei
1 mês atrás

É só você dar uma pesquisada na net, simples assim…🤷🏻‍♂️

Capa Preta
Capa Preta
1 mês atrás

Infelizmente a Ucrânia não tem como fazer este tipo de contra ofensiva para o nível de agressão que está sofrendo, para os Ucrânianos e puramente uma luta de resistência.
Porém o “feio da história” não fica para eles, afinal se você colocar um peso pesado para lutar contra um peso leve em um ring, e este peso pesado levar oito rauds para ganhar por pontos, não e o peso leve que está passando vergonha…

Oliveira
Oliveira
1 mês atrás

“ACHO que os russos serão empurrados de volta para suas posições de 24 de fevereiro até o final do ano.”,

Mesmo com o equipamento enviado pela OTAN, esse possível resultado não é uma certeza, é uma impressão pessoal dele, diferente do que o título da matéria afirma. De toda forma, essa guerra é uma incerteza, não se sabe como ou quando acabará.

Antonio Cançado
1 mês atrás

Será o fim de um mito.
Além de uma vergonha sem precedentes.

Juarez
Juarez
1 mês atrás

Vindo de um americano que defende um exército que gastou 20 anos, trilhões de dólares e milhares de vida no Afeganistão para sair correndo. Fica difícil acreditar. Só muita sorte aos caros ucranianos.

Juninho
Juninho
1 mês atrás

Quanta arrogância..

Gerson Farias
Gerson Farias
1 mês atrás

É bom sonhar, mas é mau impor os nossos sonhos aos outros.
Seguramente, entre 25% a 35% da Ucrânia serão russos.

Gerson Farias
Gerson Farias
1 mês atrás

Chega de negação. É hora de desligar o canal Disney e aceitar a realidade.
Zelensky tá perdendo feio e com as armas da OTAN..

Nei
Nei
Reply to  Gerson Farias
1 mês atrás

Chega de Sputinik para você.

Munhoz
Munhoz
1 mês atrás

Fonte BBC !!
O sujeito fala como se os EUA que só em 2 meses de 2003 mataram 8.000 civis iraquianos fossem unS santos !
O sujeito fala que o equipamento russo é inferior!
O sujeito fala que os Russos são maus!
A sociedade ocidental é melhor!
A Ucrânia vai ganhar a guerra!
Ontem mesmo eu estava vendo uma matéria que no meio dos anos 60 um presidente dos EUA falou que a guerra do Vietnã estava começando a cheirar bem!

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Munhoz
1 mês atrás

também vi ali a hipocrisia, nem parece que jogaram fosforo branco em áreas povoadas por civis.

Nei
Nei
Reply to  Munhoz
1 mês atrás

O sujeito fala que o equipamento russo é inferior!. R: COM CERTEZA, muitos são. Mas não todos. O sujeito fala que os Russos são maus! R: FOI A UCRÂNIA que invadiu a Rússia, que matou civis, que bombardeou escolas, shopping, enfim, alvos civis, longe da campo onde ocorre a guerra. A sociedade ocidental é melhor! R: Ainda, pois mais que nem tudo seja maravilha, prefiro um país democrático. Não digo pessoas, pois bons e pessoas más tem em todo lugar, mas regime totalitário não é bom. Quer saber. Coloque um Norte Coreano num país democrático por 3 meses e depois… Read more »

Nilton L Junior
Nilton L Junior
1 mês atrás

Entrevista para massagear um tiquim a autoestima de que apanha.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Nilton L Junior
1 mês atrás

coach de general kkkk

rodrigo
rodrigo
1 mês atrás

aja força para empurrar o general russo peso-pesado.

Machado
Machado
1 mês atrás

Esse cara delira muito kkkkkkkkkk

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Machado
1 mês atrás

Com que base um Zé ruela do tercerceiro mundo vem criticar um general, o qual foi comandadante do Exército Americano na Europa?

O cara não está delirando não. Você não entendê, ou não aceita o que êle disse.

Volta para a sua insignificante vidinha.

Nós queremos a derrota total da Russia dentro da Ucrânia.

Augusto
Augusto
Reply to  Tadeu Mendes
1 mês atrás

Realmente Tadeu, com toda certeza esse general tem muito mais propriedade naquilo que fala do qualquer um que comenta aqui na trilogia. Mas o general da matéria abaixo também tem: https://www.forte.jor.br/2022/06/14/general-dos-eua-surpreso-200-000-soldados-ucranianos-desapareceram/ Se o que o general afirmou for verdade, analisando de forma logica fica difícil imaginar que os ucranianos irão reverter as perdas desde a invasão de Fevereiro. Infelizmente (para a causa Ucraniana e claro) os russos tem clara vantagem no campo de batalha. Eles parecem que estão aprendendo com seus erros e se adaptando para campanha. Lugansk praticamente já caiu, metade de Donbass também. Se as perdas Ucranianas forem… Read more »

Elisandro
Elisandro
1 mês atrás

Primeiro eles precisam parar de perder território e soldados no ritmo atual para posteriormente reverter o avanço… Então ainda é cedo para previsões do tipo.

Albuquerque
Albuquerque
Reply to  Elisandro
1 mês atrás

E torcer para os russos manterem esse feijão com arroz.

Nei
Nei
Reply to  Albuquerque
1 mês atrás

Não é feijão com arroz iludido. É falta de preparo do GRANDE URSO. Virou panda.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Elisandro
1 mês atrás

pois é, pq ucraniano não dá em árvore

Red Pill - 红色药丸
Red Pill - 红色药丸
1 mês atrás

KKKKKKKK

Red Pill - 红色药丸
Red Pill - 红色药丸
1 mês atrás

Nunca mais a Ucrania verá novamente o que perdeu, e de graças se não perder mais…

Erick Barros
Erick Barros
1 mês atrás

Agora conta a do português!

Jesus Baccaro
Jesus Baccaro
1 mês atrás

Com militares tão sonhadores como esse, a Rússia deveria atacar de uma vez a Otan.
Nem precisaria usar tudo que tem.

O cara se orienta por “aquelas vozes na minha cabeça”!

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Jesus Baccaro
1 mês atrás

Você deve sêr outro semi analfabeto que vem postar baboseiras aqui.

Silveira
Silveira
1 mês atrás

É verdade esse bilhete” 

Augusto
Augusto
1 mês atrás

Uma coisa é o que se quer. Outra é a realidade. Não precisa ser militar graduado para saber que a Rússia está fazendo terra arrasada por onde passa na Ucrânia e esta, mesmo com ajuda ocidental, não resiste ao avanço russo no longo prazo. É triste, mas é a realidade. Não adianta querer fazer propaganda do contrário.

Tadeu Mendes
Tadeu Mendes
Reply to  Augusto
1 mês atrás

Estão arrasando civis. Aí sim fica fácil.

Mas a OTAN está fechando cêrco.

Dois esquadrões de F-35 da USAF, serão baseados na Inglaterra.

US Army vai criar um commando inteiro dentro da Polônia.

300 mil soldados estão em estado de alta prontidão.

Estamos avançando rápidamente para o DEFCON 2.

Augusto
Augusto
Reply to  Tadeu Mendes
1 mês atrás

Certo então na sua cabeça, próximo passo dos ianques e entrarem em DEFCON I e enviarem um monte de nukes na cabeça dos russos?

Vocês tem que parar de jogar video game e voltar pro mundo real.

Ricardo Rosa Firmino
Ricardo Rosa Firmino
1 mês atrás

Eu tive uma premonição, acho que vai empurrar mesmo…

wilhelm
wilhelm
1 mês atrás

Acho que uma das coisas que eles têm em comum é a escala horripilante de barbárie, destruição e derramamento de sangue, algo que o mundo não vê há 80 anos. Eu também gostaria de destacar os crimes de guerra russos e as atrocidades contra civis

Iugoslávia, Iraque, Afeganistão, Líbia e Síria mandam abraços.

Hcosta
Hcosta
Reply to  wilhelm
1 mês atrás

Jugoslávia: Os Russos não apoiavam os Sérvios que foram acusados de limpezas étnicas e conseguiram adiar por anos qualquer intervenção da ONU?

Afeganistão: Contra os Russos na estimativa mais alta 2 milhões de mortes.

Líbia: Que atrocidades?

Síria: Que atrocidades? Principalmente comparadas com as que os Russos fizeram?

Iraque responsabilidade total dos EUA.

Mgtow
Mgtow
1 mês atrás

Hahaha
A grama é azul.
Vai lá falastrâo,mete as caras.
Para de bravatear e jogar armas por cima do muro e peita o moedor russo.

Last edited 1 mês atrás by Mgtow
Luis H
Luis H
Reply to  Mgtow
1 mês atrás

fala o bisonho valentão q se esconde no anonimato e o mais agressivo q faz na vida, fora dar tapa num mosquito é ficar na frente de um teclado e monitor

André Luís
André Luís
1 mês atrás

#SlaviaKatervina

Venceu slavia Ukraína….rs!

Vai dar super çerto, fábrica de narrativas prudentes e sofisticadas BBC…rs!

Paulo Brics
1 mês atrás

Este é outra hiena na linha de frente do combate à Rússia utilizando-se do artifício sórdido da depreciação e mentiras. Disse a dois meses atrás que a Rússia já estava atingindo seu ponto de culminância em seu avanço e que iria literalmente desmoronar. Basta dar uma lida nas entrevistas e artigos que este hodges lançou desde o Afeganistão até hoje para constatar que se trata de um autêntico paspalho, um bufão disfarçado de militar, e o fato deste cara ter chegado ao posto de comandante dos eua da Europa demonstra que a decrepitude dos eua não se aplica apenas a… Read more »

Arthur
Arthur
1 mês atrás

Esse é o vidente picareta que em março previu que a Rússia só tinha mais dez dias de munição! Saiu em tudo quanto foi noticiário. Ele vive no Fantástico Mundo de Bob. É tudo na base do ‘eu quero’ e ‘eu acho’; isso sim é analista militar! Mas também pode ser uma terrivel arma de destruição em massa disfarçada, tamanha a quantidade de asneiras que dispara. ‘Eu acho’, ‘eu acho’, que só diz essas bobagens para alegrar o dia das zelenkettes.

Carlos Campos
Carlos Campos
1 mês atrás

Eu acreditaria nele se desse pra ressuscitar os ucranianos mortos. mas não dá, torço para o fim da guerra, mesmo com a Ucrania perdendo parte do território.

Madmax
Madmax
1 mês atrás

Essa guerra me parece diferente daquelas que os EUA estão acostumados a lutar atualmente, os Russos acham que aquilo ali é parte da Rússia, dificilmente vão sair das províncias do leste e também da Criméia. Não é como lutar uma luta longe de casa é comparável a luta americana pelo Texas e Novo México, não vão sair dali. Botar dinheiro ali é jogar dinheiro fora.

Last edited 1 mês atrás by Madmax
Luis H
Luis H
Reply to  Madmax
1 mês atrás

o ocidente não ajudar militarmente de forma significativa é jogar dinheiro fora, apenas vão estar criando um problema para o futuro, armas para ucrania agora são armas economizadas no futuro juntamente com a vida de ocidentais. muito barato

vlopes
vlopes
1 mês atrás

a quem interessa esta guerra, quantas pessoas vão morrer mais para sentarem á mesa das negociações

Claudio Moreno
Claudio Moreno
1 mês atrás

Este aí, realmente exagerou no bacon com ovos e maconha no café da manhã.

Mas em fim ele tem que declarar isso mesmo, pois a indústria de americana está vendendo muitoooooo.

Sgt Moreno

(CM)

Hcosta
Hcosta
Reply to  Claudio Moreno
1 mês atrás

Se o antigo comandante das Forças Americanas na Europa não tem credibilidade, quem terá?

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
1 mês atrás

Vai sim

IMG_20211110_093102.jpg
Professor
Professor
1 mês atrás

Ucrânia não vai conseguir montar uma contra ofensiva significativa pois nenhuma NUNCA foi vitoriosa se o inimigo domina o ar…Quem domina o ar possui enorme vantagem, então os ucranianos estão apenas vendendo caro cada metro perdido, mas, a não ser que a Rússia tivesse um colapso financeiro que a impedisse de continuar a guerra, a tendência é avançarem lentamente até tomarem o Donbass todo. Então veremos qual será a jogada do Putin, se contentar com um belo pedaço da Ucrânia ou tomar o que resta do Sul, isolar ainda mais e ai sim avançar contra Kiev? as avançadas armas ocidentais… Read more »

Saul
Saul
1 mês atrás

Vejam e tenham atenção na pergunta sobre armas nucleares, ele desconversa. A Rússia pode atacar com armas nucleares se sentir acuada. Este senhor nunca acertou suas previsões militares.

Últimas Notícias

Brasil e Coreia do Sul fecham acordo para produção de semicondutores da Samsung no país

O Brasil e a Coreia do Sul estão fechando acordos para a construção de uma fábrica de chips semicondutores...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -