sábado, dezembro 3, 2022

Saab RBS 70NG

Por que os EUA falharam em prever o fracasso militar russo na Ucrânia?

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

Desde que a Ucrânia lançou uma contraofensiva bem-sucedida contra as forças russas no final de agosto, autoridades americanas tentaram reivindicar crédito, insistindo que a inteligência dos EUA tem sido fundamental para as vitórias da Ucrânia no campo de batalha.

No entanto, as autoridades americanas minimizaram simultaneamente suas falhas de inteligência na Ucrânia – especialmente seus erros gritantes no início da guerra. Quando Putin invadiu em fevereiro, autoridades de inteligência dos EUA disseram à Casa Branca que a Rússia venceria em questão de dias ao esmagar rapidamente o exército ucraniano, de acordo com atuais e ex-funcionários de inteligência dos EUA, que pediram para não serem identificados para discutir informações confidenciais.

A Agência Central de Inteligência estava tão pessimista sobre as chances da Ucrânia que autoridades disseram ao presidente Joe Biden e outros formuladores de políticas que o melhor que podiam esperar era que os remanescentes das forças derrotadas da Ucrânia montariam uma insurgência, uma guerra de guerrilha contra os ocupantes russos. Na época da invasão de fevereiro, a CIA já estava planejando como fornecer apoio secreto para uma insurgência ucraniana após uma vitória militar russa, disseram as autoridades.

Relatórios de inteligência dos EUA na época previam que Kyiv cairia rapidamente, talvez em uma ou duas semanas no máximo. As previsões estimularam o governo Biden a retirar secretamente alguns ativos importantes de inteligência dos EUA da Ucrânia, incluindo ex-funcionários secretos de operações especiais contratados pela CIA, disseram os atuais e ex-funcionários. Sua conta foi apoiada por um oficial da Marinha e um ex-SEAL da Marinha, que estavam cientes dos movimentos e que também pediram para não serem identificados porque não estavam autorizados a falar publicamente.

A CIA “entendeu tudo errado”, disse um ex-alto funcionário da inteligência dos EUA, que sabe o que a CIA estava relatando quando a invasão russa começou. “Eles pensaram que a Rússia ganharia imediatamente.”

Quando ficou claro que as previsões da agência de uma rápida vitória russa estavam erradas, o governo Biden enviou os ativos clandestinos que haviam sido retirados da Ucrânia de volta ao país, disseram oficiais militares e de inteligência. Um funcionário dos EUA insistiu que a CIA só realizou uma retirada parcial de seus ativos quando a guerra começou e que a agência “nunca saiu completamente”.

No entanto, as operações americanas clandestinas dentro da Ucrânia são agora muito mais extensas do que eram no início da guerra, quando as autoridades de inteligência dos EUA temiam que a Rússia passasse por cima do exército ucraniano. Há uma presença muito maior de pessoal e recursos de operações especiais da CIA e dos EUA na Ucrânia do que havia na época da invasão russa em fevereiro, disseram vários funcionários de inteligência atuais e antigos ao The Intercept.

As operações secretas dos EUA dentro da Ucrânia estão sendo conduzidas sob uma ordem secreta presidencial, disseram autoridades atuais e ex-funcionárias. A descoberta indica que o presidente notificou discretamente alguns líderes do Congresso sobre a decisão do governo de conduzir um amplo programa de operações clandestinas dentro do país. Um ex-oficial das forças especiais disse que Biden alterou uma descoberta preexistente, originalmente aprovada durante o governo Obama, que foi projetada para combater atividades malignas de influência estrangeira. Um ex-oficial da CIA disse ao The Intercept que o uso de Biden da descoberta preexistente frustrou alguns oficiais de inteligência, que acreditam que o envolvimento dos EUA no conflito na Ucrânia difere tanto do espírito da descoberta que deveria merecer uma nova.

O impressionante fracasso da comunidade de inteligência dos EUA no início da guerra em reconhecer as fraquezas fundamentais do sistema russo reflete sua cegueira para as fraquezas militares e econômicas da União Soviética na década de 1980, quando Washington falhou em prever a queda do Muro de Berlim em 1989 e o colapso da União Soviética em 1991. Embora nem todos os analistas de inteligência dos EUA tenham subestimado a vontade ucraniana de lutar, os erros da comunidade na Ucrânia ocorreram apenas alguns meses depois que a inteligência americana subestimou gravemente a rapidez com que o governo apoiado pelos EUA no Afeganistão entraria em colapso em 2021 , levando a uma rápida tomada pelo Talibã.

Alguns altos funcionários da inteligência dos EUA já admitiram que estavam errados ao projetar uma rápida vitória russa. Em março, Avril Haines, diretora de inteligência nacional, reconheceu durante uma audiência do Comitê de Inteligência do Senado que a CIA não se saiu bem “em termos de prever os desafios militares que [Putin] encontrou com seus próprios militares”.

O diretor da Agência de Inteligência de Defesa, tenente-general do Exército Scott Berrier, disse na mesma audiência de março que “minha opinião era que, com base em uma variedade de fatores, que os ucranianos não estavam tão prontos quanto eu pensava que deveriam estar, portanto, questionei a vontade deles de lutar, [e] essa foi uma avaliação ruim da minha parte.”

“Acho que avaliar… o moral e a vontade de lutar é uma tarefa analítica muito difícil”, acrescentou. “Tivemos diferentes contribuições de diferentes organizações. E pelo menos da minha perspectiva como diretor, não me saí tão bem quanto poderia.”

No entanto, essas admissões mascaram uma falha mais fundamental que as autoridades não reconheceram totalmente: a inteligência dos EUA não reconheceu a importância da corrupção e incompetência desenfreadas no regime de Putin, particularmente no exército russo e nas indústrias de defesa de Moscou, disseram os atuais e ex-funcionários de inteligência. A inteligência dos EUA não percebeu o impacto da corrupção de informações privilegiadas e do engano entre os leais a Putin no estabelecimento de defesa de Moscou, o que deixou o exército russo uma casca frágil e oca.

“Não houve relatos sobre a corrupção no sistema russo”, disse o ex-alto funcionário da inteligência. “Eles não perceberam e ignoraram qualquer evidência disso.”

Após uma série de derrotas russas, até mesmo proeminentes analistas russos começaram a culpar abertamente a corrupção e o engano que assola o sistema russo. Na televisão russa no fim de semana passado, Andrey Gurulyov, ex-vice-comandante do distrito militar do sul da Rússia e agora membro da Duma russa, culpou as perdas de seu país por um sistema de mentiras, “ de cima para baixo ”.

Além disso, Putin impôs um plano de invasão às forças armadas russas que era impossível de alcançar, argumentou oficial. “Você não pode realmente separar a questão da competência militar russa do fato de que eles foram acorrentados a um plano impossível, o que levou a uma má preparação militar“, disse o funcionário.

Após a derrota da Rússia em Lyman, no leste da Ucrânia, no último fim de semana, o general da reserva, o Ben Hodges, que comandou o Exército Americano na Europa de 2014 a 2018, também admitiu que ele havia “superestimado as capacidades da Rússia” antes de invadir a Ucrânia porque “não consegui perceber a profundidade da corrupção” no Ministério da Defesa russo.

A incapacidade da comunidade de inteligência dos EUA de reconhecer a importância da corrupção russa parece ser o resultado de uma dependência excessiva dos recursos técnicos. Antes da guerra, satélites de alta tecnologia e sistemas de vigilância permitiam aos EUA rastrear o envio de tropas, tanques e aviões russos e espionar oficiais militares russos, permitindo que a inteligência dos EUA predissesse com precisão o momento da invasão . Mas seriam necessários mais espiões humanos dentro da Rússia para ver que o exército russo e as indústrias de defesa eram profundamente corruptos.

Desde o início da guerra, uma longa lista de fraquezas nas forças armadas russas e suas indústrias de defesa foram expostas, simbolizadas pela chamada falha de jack-in-the-box nos tanques russos. As forças ucranianas aprenderam rapidamente que um tiro bem colocado poderia explodir uma torre de tanques russos, enviando-a para o alto e matando toda a tripulação. Ficou claro que os tanques russos foram projetados e construídos de forma barata – com munição armazenada abertamente em um anel dentro da torre que pode explodir quando a torre é atingida – e que a segurança da tripulação não foi priorizada. Em julho, o almirante Tony Radakin, chefe militar britânico, disse que a Rússia havia perdido quase 1.700 tanques na Ucrânia.

Liderança fraca, treinamento ruim e moral baixo levaram a enormes baixas entre os soldados russos de base. Em agosto, o Pentágono estimou que 70.000 a 80.000 soldados russos foram mortos ou feridos na Ucrânia. A Ucrânia também sofreu grandes baixas, mas a força da linha de frente russa foi muito enfraquecida.

Enquanto isso, um dos maiores mistérios para os analistas dos EUA tem sido o fracasso da Rússia em obter o controle dos céus da Ucrânia, apesar de ter uma força aérea muito maior. Falhas no projeto de aeronaves, treinamento deficiente de pilotos e lacunas na manutenção de aeronaves deixaram as aeronaves russas vulneráveis ​​às defesas aéreas da Ucrânia, que foram reforçadas com mísseis Stinger e outros sistemas de defesa aérea ocidentais.

O fracasso da inteligência dos EUA em ver a disfunção no exército russo e nas indústrias de defesa significa que também não previu as contínuas derrotas da Rússia no campo de batalha, que agora estão tendo um profundo impacto político e social tanto em Putin quanto na Rússia. Putin ordenou uma mobilização parcial para substituir as pesadas perdas no campo de batalha, provocando protestos em larga escala . Pelo menos 200.000 pessoas já fugiram da Rússia, incluindo milhares de jovens que tentam evitar o recrutamento.

FONTE: The Intercept

- Advertisement -

84 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

84 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
ANTONIO SANTOS
ANTONIO SANTOS
1 mês atrás

Bom, pelo menos não subestimaram as forças russas. Isso seria um erro muito mais grave.

Plinio Jr
Plinio Jr
1 mês atrás

A determinação ucraniana de resistir a esta agressão covarde russa tem sido a chave do sucesso deles até o presente momento ….

Sincero Kings
Sincero Kings
Reply to  Plinio Jr
1 mês atrás

Sem contar o estrago que o armamento e inteligência ocidentais estão fazendo. Os russos possuem carência das mais básicas de equipamento, controle e comando, patético.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Sincero Kings
1 mês atrás

Eles tem carência de alimento, pneu, combustível, roupa de frio e visto a compra da Coreia do Norte, até de munição de artilharia!
A máquina de guerra Russa só está rodando pq estão tirando a poeira de um monte de cacarecos sobrados da URSS, pode manda mais quantos conscritos quiserem, sem treinamento e sem material a Ucrânia vai vencer, como dito desde o início, o tempo joga a favor de Kiev!

suTERMINATOR
suTERMINATOR
Reply to  Plinio Jr
1 mês atrás

1kk de militares ucranianos, é um número considerável.

Sincero Kings
Sincero Kings
1 mês atrás

Todo mundo errou a previsão. O quadro pintado era até bem claro: Um rápido avanço russo e colapso do governo ucraniano. Só que não contavam que o exército russo fosse tão amador, tão precário, superando até as piores avaliações dos ocidentais. Além de uma doutrina completamente primitiva, o equipamento russo largado no campo de batalha fala por si. Atraso tecnogico monumental.

Sincero Kings
Sincero Kings
Reply to  Sincero Kings
1 mês atrás

*tecnológico

Régis
Régis
Reply to  Sincero Kings
1 mês atrás

A imagem da indústria armamentista russa fica seriamente abalada com os resultados no campo de batalha. Eu acreditava que as várias derrotas árabes frente aos israelenses se devesse mais por incompetência das tropas, mas agora…

Não duvidem que um grande beneficiado será o país do Sr. Confúcio, que assumirá a segunda posição como exportador de armas do mundo. O JF-17, J-10C e J-31 agradecem aos russos kkkk.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Régis
1 mês atrás

Tava pensando justamente nisso…
Será que a Índia, grande compradora de equipamentos russos, está tranquila vendo o desempenho dos equipamentos que ela adquiriu em condições de batalha real?
Ainda bem que eles já estão avançando bem com sua indústria de defesa própria.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Willber Rodrigues
1 mês atrás

A Índia já se ligou nisto comprando Rafales, Apaches, Chinooks, P-8s entre outras coisas, sem contar que pularam fora do Su-57…

Satyricon
Satyricon
Reply to  Régis
1 mês atrás

O desempenho pífio nesse conflito decretará o fim da indústria bélica russa como a conhecemos. Primeiro porque o mundo está vendo a realidade, que são belas porcarias. Segundo porque se o atraso hoje já é grande, só aumentará com a queda das vendas. Por último, a economia da Rússia estará em frangalhos ao término do conflito, dificultando ainda mais o financiamento de programas de defesa.
Adiós Checkmate (e talvez Su-57).

Andre
Andre
Reply to  Satyricon
1 mês atrás

Já estava claro que eram ruins, os conflitos da guerra fria mostravam isso desde os anos 1960.

A diferença é que dessa vez não da para culpar o operador ou falar que ela uma versão inferior de exportação. A unica diferença são as desculpas, ruins sempre foram.

Patrício
Patrício
1 mês atrás

Falharam porque a guerra ainda está nos prolegômenos.
Como disse o Putin: A guerra ainda não começou.

Sincero Kings
Sincero Kings
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Sim claro, está tudo bem. Estamos deixando eles pensarem que estão ganhando, logo daremos o golpe de mestre.

Taso
Taso
Reply to  Sincero Kings
1 mês atrás

Aí ele vai falar… “essa foi a minha maior vigarice” ahahahha

Magaren
Magaren
Reply to  Sincero Kings
1 mês atrás

Isso eu chama de astucia.

Patrício
Patrício
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Ou seja.
Não se pode falar em ‘fracasso’ quando se está utilizando apenas 100 mil soldados.
Pode-se considerar um erro de avaliação.
Agora, com o reforço das unidades (,e estamos falando em quadruplicar os efetivos em um primeiro momento), podemos começar a falar em fracasso ou não.
E olha que, mesmo assim, ainda teremos quase o dobro de ucranianos (700 mil) contra 400 mil russos.
Creio que será suficiente.

Frederickson Petersen
Frederickson Petersen
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Confia

Velho Alfredo
Velho Alfredo
Reply to  Frederickson Petersen
1 mês atrás

hahahahaahah Confia!! Vai lá!!!! Brilha!!! Faz teu nome!!!!

George
George
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Fracasso? Imagina! Nem
Pense nisso.

Nunca vi uma manobra de avanço para a retaguarda tão bem executada como a o Putin.

Enxadrista 5D como ele não tem igual.

Luciano
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Agora vai mentir pra justificar a humilhação do exército Russo? Foram usados 200 mil soldados na invasão.

Wellington jr
Wellington jr
Reply to  Luciano
1 mês atrás

Mais que isso pois tem as tropas que foram enviadas depois, alias ninguem sabe realmente quantas tropas foram enviadas.

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Sim serão 400 mil russos correndo em retirada …

RPiletti
RPiletti
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Tentei acessar o terreno do vizinho, mas os cachorros dele e o alarme me pegaram. Espera eu voltar com meus amigos…

737-800RJ
737-800RJ
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Os russos já perderam 1280 MBTs, mais de 600 AFVs, 1400 IFVs, 57 caças, 52 helicópteros… Imagine quando a guerra começar! AHAHAHAHAHAHA

Fonte: https://www.oryxspioenkop.com/2022/02/attack-on-europe-documenting-equipment.html?m=1

Patrício
Patrício
Reply to  737-800RJ
1 mês atrás

Os ucranianos já perderam cerca de 2.500 tanques e carros blindados.
E isso é verdade que eles tiveram de recorrer a entregas de aliados.
E outra comprovação é o número cada vez maior de carcaças de M-113, Humvees, Husky e etc
Agora aparecem fotos daqueles blindados turcos (que não lembro o nome).
Sem contar a Força Aérea e Marinha ucranianas que praticamente desapareceram.

George
George
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Rapaz, o ministro da informação do Iraque (como era mesmo o nome dele?) mentia menos que você.

Frederickson Petersen
Frederickson Petersen
Reply to  George
1 mês atrás

Antonio Patrício Kings do Iraque

sky0.jpg
europeu
europeu
Reply to  Frederickson Petersen
1 mês atrás

Boa!!
de vitória em vitória até à derrota e humilhação final.

Nickless
Nickless
Reply to  Frederickson Petersen
1 mês atrás

Não era esse que dizia que o Iraque ganharia a guerra com os americanos a 20km de Bagdá?

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Nickless
1 mês atrás

Saeed Al-Sahaf, ou algo assim. ‘Bagdad Bob’ para os íntimos hehehe

George
George
Reply to  Nickless
1 mês atrás

Ele mesmo. Certa vez estava em Bagdá dizendo que os americanos estavam quase vencidos, sendo que a primeira divisão blindada estava menos de 10 km do lugar de onde ele falava. No dia seguinte sumiu. Ninguém sabe, ninguém viu.

Será que o Xings vai subir quando os ucranianos entrarem em Sevastopol?

José Luiz
José Luiz
Reply to  Frederickson Petersen
1 mês atrás

KKKKKKKKKKKKK

Marcos Silva
Marcos Silva
Reply to  George
1 mês atrás

Tarik Aziz.

Mictanos
Reply to  George
1 mês atrás

Hahahahaha Fazia tempo que eu não via alguém ser tão achincalhado sem crédito na internet. Os comentários do pessoal nessas respostas aqui são sensacionais kkkkkkkkkkkkk

Hcosta
Hcosta
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Não se esqueça que o maior fornecedor de material militar para a Ucrânia é a Rússia…

Jota Ká
Jota Ká
Reply to  Hcosta
1 mês atrás

Russo não é o melhor material militar do mundo!
Mas é grátis e com delivery no front, …não podem reclamar
🙂

Marcelo
Marcelo
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Uma fonte … senão ninguém acredita.

Edu
Edu
Reply to  Marcelo
1 mês atrás

Arial 12

Ivo
Ivo
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Você dizendo isso me lembra uma coisinha chamada Operação Rolling Thunder que todos nós sabemos o final. A Rússia já perdeu essa guerra que ela nem começou.

Rocha
Rocha
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Fala isso pros mortos, feridos e suas famílias; ou melhor ainda, em vez de ficar emporcalhando o tema com suas sandices, aliste-se, seu grande/pequeno líder e senhor precisa que cada “homem” cumpra seu dever. Sua chance de demonstrar seu amor a mãe Rússia!

Daniel
Reply to  Rocha
1 mês atrás

Patrício é muito macho na hora de adorar seu ídolo aqui no fórum, mas na hora de pegar em armas por seu amor maior e ter risco de morrer vira chuchuquinha…acredito que deva adorar iphone e todas as tecnologias dessa sociedade decadente e capitalista

Last edited 1 mês atrás by Daniel
A6MZero
A6MZero
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Sério 7 meses de preliminares? Se isso for verdade a incompetência da liderança russa é abismal pq os resultados até agora foram: Milhares de mortos e feridos, perda de bilhões de dólares em equipamento, milhares de jovens abandonando o país, a indústria local sem mão de obra e em risco de colapso, a economia em crise, ter suas forças militares feitas de piada globalmente. Nesse ritmo será que restará tropas russas em território ucraniano quando “a guerra começar” ? ( sem falar que já faz alguns meses que o Putin alegou isso de que “a guerra não começou”, foi em… Read more »

Luciano
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Mas vai começar quando essa guerra? Quando Moscou estiver cercada?

Luciano
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Confia, se com os melhores soldados estão recuando, imagina com esses recrutas que que vem aí. Vai ser uma derrota total! eles vão se entregar na primeira chance. Quero ver onde a Ucrânia vai manter tanto prisioneiro Russo.

europeu
europeu
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Patrícia,
é difícil responder a alguém completamente destituído.
Se antes de começar tiveram estas perdes por fraqueza do material, incompetência e corrupção humana, imaginem se aquilo começa a sério!
Aí Patrícia, vai-te a eles e alista-te!

IvanF
IvanF
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Achamos o informante da CIA que disse que a guerra ia durar uma semana!

Frederico
Frederico
Reply to  IvanF
1 mês atrás

Melhor resposta do Fórum no ano 2022….. kkkk

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Já não usas mais o termo “operação especial” Patrício ?

Até tu Brutus kkkk

Andre
Andre
Reply to  Patrício
1 mês atrás

E tem previsão de quando vai começar?

Quando começar, será que a força aérea russa vai dar conta da FA ucraniana?

É melhor começar logo antes que acabe os estoques de t62 e precise utilizar o t34.

Minsc
Minsc
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Se os russos já levaram essa surra antes de começar imagina começando então..

Thiago
Thiago
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Realmente Toinho, a guerra não começou…penso que ela irá começar quando aquele monte de republiqueta dentro da Rússia perceber que o Exército Russo não é o Exército Soviético e começar a tentar uma emancipação…. será que a Rússia como a conhecemos irá durar mais 20 anos??

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  Patrício
1 mês atrás

Mas não era um passeio ??

Victor Filipe
Victor Filipe
1 mês atrás

Os EUA assumiu que a Russia tinha um exercito capaz, competente, com logística em dia e partiu desse principio (apesar de ter algumas indicações de que a Russia não era isso) Em resumo, os EUA tinham expectativas muito altas para a Russia. e baseou o resultado do conflito nessas expectativas, tanto que exercícios militares onde a força inimiga seria uma representação da Russia eram considerados como uma força “near pear” ou seja seria algo como lutar de igual para igual. Acontece que eles estavam totalmente errados, e não foram só eles.. esse tipo de erro não traz pontos negativos para… Read more »

Satyricon
Satyricon
Reply to  Victor Filipe
1 mês atrás

Olha, difícil imaginar um conflito real (convencional) entre Rússia x OTAN.

É porque a Ucraniana já está limpando o chão com os soldados russos (literalmente).

A única métrica que consigo imaginar é que cairia tão rápido quanto Bagdad.

Será que Putin acabaria num bueiro como Saddam?

Last edited 1 mês atrás by Satyricon
H.Saito
H.Saito
1 mês atrás

Não me admira, colocaram uma advogada como diretora de inteligência. E se deixaram levar pelo viés político contra o presidente ucraniano nas decisões presidenciais. Torceram prós russos. Depois viram a besteira que fizeram e decidiram lucrar com a guerra. No caso dos tanques russos estive pensando: e se essa tal vulnerabilidade chamada de “Jack in the box” não fosse um erro de projeto mas sim uma característica proposital para a destruição do próprio tanque?, uma vez que os soviéticos consideravam que os combatentes fracassados não precisavam retornar, para não causar vergonha aos líderes soviéticos… Tipo era melhor que os tripulantes… Read more »

Atitador 33
Atitador 33
Reply to  H.Saito
1 mês atrás

A história se repete somente com atores diferentes porém com 9s mesmos personagens, no papel de Czar o senhor Vladimir Putim, no papel de Rasputin o senhor Dugin, papel da frota do pacífico e mediterrâneo moidas pelo império japonês, estão os carros de combates, blindados, força aérea e toda brigada paraquedista moídas pelos ucranianos, passados mais de cem anos e os erros são os mesmos.

Estratégia de se livrar de meios obsoletos as custas das vidas da população.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  H.Saito
1 mês atrás

Torceram para os russos enquanto davam armamentos e informações de inteligência para a Ucrânia? Torcida meio estranha essa…

Henrique
Henrique
1 mês atrás

top 5 falhas militares que ninguém se importa que aconteceram kkkk

a resposta mais simples pra explicar o “sucesso da Rússia” é: Estado gordo, ineficiente, altamente corruptível e anti-economico… Ai o The Great Czar resolve adicionar um guerra no meio da receita pra implodir tudo… se não sair um guerra civil na Rússia ela já ta no lucro.
.
Aliais… o que vale mais a Crimeia e aquela baboseira “nuvuruççia” ou a Rússia?

DaGuerra
DaGuerra
1 mês atrás

Ué….porque o putin acreditava no sucesso?

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 mês atrás

A CIA não previu, mas eu previ e foi bem fácil, bastou saber que tudo que o Tonho fala é mentira ou acontece o contrário!
Quando ele falou que a guerra duraria dias eu já sabia que Putin estava fritinho da Silva!
Alguém marca a CIA aqui e da essa dica pra eles.

Marcelo
Marcelo
1 mês atrás

Misericórdia. Postaram um texto publicado no site The Intercept. Esse site é explicitamente anti americano. Mas o texto expõe uma única verdade: no início do todo o mundo imaginava que a invasão da Ucrânia pela Rússia seria um passeio. Que atire a primeira pedra quem imaginava que as forças ucranianas seriam esse osso duro de roer. A CIA não acreditava na Ucrânia. Os EUA não acreditavam na Ucrânia. A OTAN não acreditava na Ucrânia. Tanto que a ajuda militar demorou um pouco para começar a chegar. Apenas os ucranianos acreditaram na Ucrânia. Isso bastou para começar a parar os Russos.… Read more »

Tutor
Tutor
1 mês atrás

Eu acho que o pessoal do Pentágono leu os comentários do Antônio King aqui, durante um certo tempo, e acreditaram no que ele dizia sobre o poder da Rússia.

Frederickson Petersen
Frederickson Petersen
Reply to  Tutor
1 mês atrás

Perfeita colocação!

George
George
1 mês atrás

Esquece amigo. Já era para o Putin.

Satyricon
Satyricon
Reply to  George
1 mês atrás

Putin kaput…

Rodrigo Martins Ferreira
Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Simples..

Porque se retratassem o inimigo real, o orçamento ia ser consideravelmente cortado.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Tem essa também!

Thiago
Thiago
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Na mosca!! E agora o inimigo é outro, com direito a bandeirinha vermelha com estrelinha….e assim o orçamento está mais do que garantido…

Nenekin
Nenekin
Reply to  Rodrigo Martins Ferreira
1 mês atrás

Sim essa e a grande verdade, imagina todo ano nos relatórios, eles falando que a Russia esta fraca podre e corrupta, em frangalhos.
Adeus F-35,B-21, etc..etc.

Carlos Gallani
Carlos Gallani
1 mês atrás

A Rússia não tem muita opção, a gordura para queimar vai acabar mais cedo ou mais tarde e esse negócio de nuke não faz nenhum sentido, nem militar, nem político e muito menos econômico, hoje a derrota russa está em quatro possíveis níveis: 1- devolve o território invadido menos a Criméia 2- devolve o território invadido incluindo a Criméia 3- devolve os territórios e ter uma mudança de regime “softcore” 4- devolve os territórios e tem uma mudança de regime “hardcore” com direito a quebra quebra e tudo mais Eu particularmente aposto na opção 2 mas uma 3 vai ficando… Read more »

Andre
Andre
1 mês atrás

Os EUA sempre supervalorizaram os russos, como estão fazendo com os chineses agora.

Mas nem eu, que sempre soube que eram ruins, principalmente pelo desempenho dos equipamentos russos durante a guerra fria, imaginei que seriam tanto. Não foi aqui publicada uma materia de um analista do EB falando que a Ucrânia cairia rápido?

Andre
Andre
1 mês atrás

O interessante é ver os “russofobicos” respondendo para o pessoal que vive em Narnia, que acha normal a Rússia perder batalhas para sau antiga colônia.

Seria o mesmo que achar normal o México começar a ganhar batalhas contra os EUA.

Henrique
Henrique
1 mês atrás

“A guerra ainda está em andamento e já decretaram um fracasso militar russo.” . Fracasso militar russo ja aconteceu quando tiverem que sair de kyiv… . . “só um tolo pode acreditar que os russos admitirão qualquer derrota e entregarão de bom grado o que já tomaram. ” kkkkkkk eles vão chorar pra kct, mas vão entregar pq ja ta chegando no nível “ou da ou desce” no kremlin.. Putin ja ta dando território pra tentar salvar a Crimeia.. daqui pouco ele vai ter que escolher ela ou a Rússia . . “O que agora eles consideram como território deles está… Read more »

Jose Carvalho
Jose Carvalho
1 mês atrás

Discordo que houve “falha” dos mecanismos de inteligência. Analistas, reporteres, políticos e o público civil em geral tem uma dificuldade enorme de entender o papel das agências de inteligência e suas ações, relatórios e estudos. O que a agência de inteligência tem de entregar ao decisor final da cadeia de comando é SEMPRE o PIOR cenário. Se a CIA estimou uma vitória russa em semanas, este é o PIOR cenário possível, dadas as variáveis vigentes. O pior cenário em 89 era a URSS se recuperar, o pior cenário agora era a Rússia esmagar a Ucrânia, e para esses futuros possíveis,… Read more »

Arthur
Arthur
1 mês atrás

Depois que as coisas acontecem é fácil criticar os futurologos. O The Intercept deveria ter publicado este artigo antes de 24 de fevereiro. Mas também não previram isso….

rfeng
rfeng
1 mês atrás

Foi só um engano como do tipo das armas de destruição em massa que o Iraque tinha ameaçando toda humanidade.
Que após a guerra agora esta entregando o oriente médio aos pouquinhos para os Iranianos.

AntiTroll
AntiTroll
1 mês atrás

“falha de jack-in-the-box nos tanques russos” Pula pirata! kkkkkkkkkkkkk

Nenekin
Nenekin
1 mês atrás

Eles sabia sim de tudo, mas não pode por a verdade no documento anual, nos relatórios de inteligencia pq isso atrapalha os bilhões para industria armamentista dos Estados Unidos.
Imaginem so CIA falando pro Pentágono ou para o Senado Americano que os Russos não são tudo isso e que não tem que mandar bilhões em armas para Europa.

Ander
Ander
1 mês atrás

Não vai demorar muito para o Putin ser deposto ou morto, creio que ele não resista até o fim do próximo inverno Europeu.

MARCELO DANTON DA SILVA
MARCELO DANTON DA SILVA
1 mês atrás

JURA mesmo que vcs vão acreditar nisso?!? OK! Hitler e napoleão também acreditaram….fazer o quê né?! Russia PERDEU a guerra??!! SERÁ?! Sério mesmo que vocês acham isso?! Qual território a Rússia perdeu?! Qual a infraestrutura que a Rússia perdeu?! (não contabilizar os ativos financeiros e nem o gasoduto que estará consertado em 1 ano. Qual o AVISO que a Rússia mandou ao “ocidente” quanto ao constante e agressivo cerco que estavam fazendo desde 1993?!?! Os maiores perdedores foram a Europa…os EUA virão que não estão com essa reputação toda no resto do mundo. BASTA VER as votações no conselho de… Read more »

Giovani.gxp
Giovani.gxp
1 mês atrás

Esse fracasso Russo, tira o interesse de possíveis compradores pelo F-35, focar em caças mais baratos?

Brasileiro Sempre
Brasileiro Sempre
1 mês atrás

Beem vamos la…. A Russia perdeua guerra? Não sem duvida alguma Não. Sofreu um grave revez, mas não perdeu a guerra… o fato é que o cenário é o mais nublado possivel, pois não é possivel medir o impacto da entrada desses novos efetivos russos… afinal, quanto tempo as tropas ucranianas, na linha de frente, podem se manter, estando em combate constante e prolongado? A historia ja mostrou que mesmo tropas muito bem preparadas e equipadas, mas cansadas, podem ser facilmente subjugadas por forcas mal treinadas e descansadas, ainda mais se tiverem quantidade…. e isso a russa tem…. Segundo ponto…… Read more »

Oswaldo
Oswaldo
1 mês atrás

Fracasso Miltar Russo? Que Fracasso??? A Russia invadiu, e ocupa varios Territorios da Ucrania, ha 8 meses, e a Ucrania ate agora nao conseguiu recuperar esses territorios. Fracasso da Ucrania e da OTAN, que nao conseguiram ate agora expulsar a Russia. Que materia mentirosa…

Últimas Notícias

Rússia rejeita condições de Biden para conversa com Putin sobre a Ucrânia

O presidente dos EUA disse que conversaria com Putin se ele estivesse disposto a encerrar a invasão em solo...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -