domingo, dezembro 4, 2022

Saab RBS 70NG

Rússia entrega ao Irã armas ocidentais capturadas na Ucrânia em troca de drones suicidas

Destaques

Guilherme Poggio
Guilherme Poggiohttp://www.forte.jor.br
Editor da Revista Forças de Defesa

A Rússia enviou 140 milhões de euros em dinheiro e uma seleção de armas capturadas do Reino Unido e dos EUA para o Irã em troca de dezenas de drones de combate para sua guerra na Ucrânia, afirmou uma fonte de segurança.

Um avião militar russo transportou secretamente o dinheiro e três modelos de munição – um míssil antitanque britânico NLAW, um míssil antitanque Javelin dos EUA e um míssil antiaéreo Stinger – para um aeroporto em Teerã na madrugada de 20 de agosto, disse a fonte à Sky News, falando sob condição de anonimato para compartilhar informações confidenciais.

As armas faziam parte de um carregamento de equipamentos militares do Reino Unido e dos EUA destinados aos militares ucranianos que “caíram em mãos russas”, segundo a fonte.

A fonte disse que eles poderiam dar ao Corpo da Guarda Revolucionária Islâmica do Irã (IRGC) a capacidade de estudar a tecnologia ocidental e potencialmente copiá-la.

“Eles provavelmente passarão por engenharia reversa e serão usados ​​em guerras futuras”, disse a fonte.

Por sua vez, o Irã forneceu à Rússia mais de 160 veículos aéreos não tripulados (UAV), incluindo 100 drones Shahed-136, afirmou a fonte. Estes foram apelidados de “drones suicidas” porque explodem com o impacto.

A fonte alegou que outro acordo de drones no valor de € 200 milhões (£ 174 milhões) foi acertado entre Teerã e Moscou nos últimos dias.

“Isso significa que haverá outro grande suprimento de UAVs do Irã em breve”, disse a fonte.

Os governos iraniano e russo foram abordados para uma resposta às alegações.

As forças do presidente Vladimir Putin aumentaram recentemente os ataques de drones contra a Ucrânia.

Uso russo de drones iranianos na Ucrânia

Juntamente com ataques de mísseis mais convencionais, eles têm como alvo suprimentos críticos de energia e água em todo o país, inclusive na capital Kyiv.

As barragens mataram civis, causaram apagões generalizados e sobrecarregaram as defesas aéreas ucranianas, com dispendiosos mísseis antiaéreos implantados para combater drones muito mais baratos.

Drones iranianos são ‘parte crucial’ do esforço de guerra

Justin Bronk, pesquisador sênior do Royal United Services Institute, um think-tank com sede em Londres, disse que os drones iranianos se tornaram uma parte crucial do esforço de guerra da Rússia.

“Se o Irã não tivesse fornecido os Shaheds, seria significativamente menos eficaz em termos da campanha de ataque russo contra a infraestrutura elétrica e água ucraniana”, disse ele.

Em uma ameaça potencialmente ainda mais grave, o governo iraniano também concordou em transferir mísseis balísticos maiores e mais sofisticados para a Rússia.

Vadym Prystaiko, o embaixador ucraniano no Reino Unido, disse que se os relatórios forem confirmados “isso representará uma ameaça real, real”.

Ele disse à Sky News: “Se eles [mísseis balísticos iranianos] vierem em números, teremos problemas reais”.

O Irã descartou a alegação do míssil como “completamente falsa”, embora tenha finalmente admitido fornecer “um número limitado de drones” a Moscou.

Mas Hossein Amirabdollahian, o ministro das Relações Exteriores, afirmou no sábado que isso aconteceu antes – não desde que – a Rússia lançou sua invasão em larga escala da Ucrânia em fevereiro.

Por outro lado, Ucrânia, EUA, Reino Unido e França acusaram o Irã de fornecer drones para a Rússia mais recentemente.

O número total exato não é claro. Os EUA disseram em julho que acreditavam que o governo iraniano estava se preparando para fornecer à Rússia centenas de drones.

Aviões de carga militares russos ‘em Teerã’

Oferecendo evidências da suposta transação de drones em 20 de agosto, a fonte de segurança compartilhou com a Sky News imagens de satélite que, segundo eles, mostraram dois aviões de carga militares russos em um aeroporto em Teerã.

A fonte disse que uma das aeronaves Ilyushin IL-76 teria transportado os € 140 milhões (£ 122 milhões) e as armas ocidentais capturadas.

A fonte disse que eles estavam cientes de que pelo menos cinco aeronaves russas transportaram drones do Irã desde 20 de agosto como parte do acordo.

Uma lista de drones fornecidos

Em termos do que foi fornecido pelo Irã, a fonte listou: 100 drones Shahed-136, 60 drones Shahed-131 menores e seis drones Mohajer-6.

Ao contrário da aeronave “suicida” Shahed, o Mohajer-6 é um drone armado que pode lançar ou lançar munições.

Questionada por que a Rússia também deu ao Irã armas britânicas e americanas capturadas, a fonte disse acreditar que isso ocorreu porque Teerã queria usar sua capacidade de fazer engenharia reversa de produtos.

A fonte disse acreditar que o conhecimento adquirido pelos iranianos da engenharia reversa de um drone espião dos EUA capturado pelo Irã em 2011 ajudou no desenvolvimento dos drones Shahed.

Drones de engenharia reversa do Irã

“Achamos que os iranianos provaram que têm um sistema de engenharia reversa eficiente, como podemos ver com os UAVs que fizeram engenharia reversa do UAV dos EUA capturado em 2011”, disse a fonte.

“Parece que o Irã também quer se beneficiar da guerra [na Ucrânia] recebendo dos russos capacidades ocidentais que serão úteis para eles no futuro – como aconteceu no passado”.

Um drone de vigilância americano RQ-17 Sentinel – usado para reconhecimento – foi capturado em dezembro de 2011. Um comandante iraniano afirmou no ano seguinte que seu país havia feito engenharia reversa da aeronave e estava construindo uma cópia.
No mês passado, Moscou negou que suas forças tenham usado drones iranianos para atacar a Ucrânia.

“É usado equipamento russo com nomenclatura russa”, disse o porta-voz Dmitry Peskov em 18 de outubro. “Todas as outras perguntas devem ser direcionadas ao Ministério da Defesa.”

A Sky News entrou em contato com o Ministério da Defesa russo, mas ainda não recebeu uma resposta.

FONTE: Skynews

- Advertisement -

35 COMMENTS

Subscribe
Notify of
guest

35 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Carlos Campos
Carlos Campos
25 dias atrás

Sentinel é muito mais sofisticado que esses drones Iranianos, na época nem sabiam que ele existia por ser um drone espião, bom, não é só o Irã, mas China já deve ter em mãos equipamentos dos EUA.

glasquis 7
Reply to  Carlos Campos
25 dias atrás

São armas diferentes para cenários diferentes e com funções diferentes.

Z Renato Vilhena Z
Z Renato Vilhena Z
25 dias atrás

Excelente! A Russia deveria doar para o Irã ogivas nucleares, assim como os EUA fez em relação a Inglaterra.

Com Lula compraremos mais óleo diesel e gás da Russia, o que na prática equivale a armar mais ainda a Russia.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Z Renato Vilhena Z
25 dias atrás

Engraçado que quem foi lá comprar combustível da Rússia para reduzir os preços internos que ele e seus ministros inúteis deixaram aumentar foi o bobo da corte.
A hipocrisia e tão descomunal que no início ele falava que não apoiava regimes comunista e que “casaria” comunistas internamente, aí vai na Rússia lamber a mão de Putim.
Esses gados e seu líder máximo são um bando de hipócritas (para não me estender e dizer coisas piores).
Graças a Deus eles foram derrotados e que não retornem nunca mais !

Matusa
Matusa
Reply to  Foxtrot
25 dias atrás

Hipocrisia?
Isso é porque vc não viu o Macron bajulando Maduro ontem.

francisco Farias
francisco Farias
Reply to  Foxtrot
25 dias atrás

Quem é o bobo da corte, aquele que compra combustível barato ou o que vai entregar a Amazônia (foi ele mesmo que disse em live, tá gravado) para a comunidade internacional?

Slowz
Slowz
Reply to  Foxtrot
25 dias atrás

“ Engraçado que quem foi lá comprar combustível da Rússia para reduzir os preços internos “

Claro, já pensou afetar o agro ? O agro manda ele obedece e não fez mais que a sua obrigação .

Matusa
Matusa
Reply to  Z Renato Vilhena Z
25 dias atrás

Creio que a Coreia do Norte já fez essa doação.
Além disso, uma delegação russa vai a Teerã fechar um grande acordo de venda de armas.
Importante ressaltar que a Gazprom fechou um acordo de US$ 40 bi com os iranianos semana passada.

George
George
Reply to  Matusa
25 dias atrás

Rússia comprando armas do Irã? Que faaaaaase!

Ah. Fechou acordo de gás com o Irã? Realmente petróleo é tudo o que o Irã (NÃO) precisa. Quem sabe os russos ofereçam café para p Brasil comprar. (Afff, cada uma).

Matusa
Matusa
Reply to  George
25 dias atrás

Vai fazer o mesmo que a China.
Revender.
E ganhar um bom troco em cima dos ‘ocidentais’.
Business.

Francisco
Francisco
Reply to  George
25 dias atrás

Caro George se até os EUA que fabricam os maiores e mais poderosos navios de guerra estão comprando fragatas da Itália, nenhuma novidade a Rússia comprar equipamentos de outros países.

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  George
25 dias atrás

Qual o problema, tendo em vista que a armas iranianas já provaram seu valor no campo de batalha? A única coisa que nunca provou seu valor foram as armas produzidas pelo teu paiseco.

Sturmgewehrstgde
Sturmgewehrstgde
Reply to  Matusa
25 dias atrás

Quer dizer que a Gazprom fechou um acordo de 40 bi com os iranianos?
Uma perguntinha…….. a Gazprom vai vender petróleo para eles?
kķkkkkkkkkokkkkkķ

Z Renato Vilhena Z
Z Renato Vilhena Z
Reply to  Sturmgewehrstgde
25 dias atrás

Sim. O Irã vai exportar petróleo, ou gás, para a Índia, através de colaboração com a Russia. Um óleo duto será construído margeando as águas do Paquistão até a Índia, sem passar por águas territoriais paquistanesas. O gás iraniano chegará a Índia praticamente no mesmo valor do gás explorado pela própria Índia, de suas próprias jazidas. Não sabia disto, não? Vocês vivem em que mundo, apenas aqui? Neste site? E é tão engraçado este pensamento que sempre se repete: “Fulano já tem tanto gás, tanto petróleo, vai querer ter mais ainda para quê?! Vai querer comprar de outros para quê?!”… Read more »

Foxtrot
Foxtrot
25 dias atrás

Vai ser o “show” da engenharia reversa no Irã.
Como canso de escrever, nos brasileiros só compramos tecnologias importadas para montagem local pelo fabricante internacional por covardia.
Se fizéssemos engenharia reversa nos equipamentos que operamos, mas que já saíram de linha, hoje teríamos alta tecnologia local.
Vejam o exemplo dos MI-35 e seus sistemas de armas, ASROC, Torpedos, Sonares, Turbinas dos AMX,s, F-5 etc etc etc.
Se as FAAs e seus centros de P&D não possuem capacidades para essa demanda grande de trabalho, que partilhem com as faculdades locais.
Mas !!!!!!

Andre
Andre
Reply to  Foxtrot
25 dias atrás

Pesquise um pouco sobre o Mar-1 e talvez você mude seu pensamento.

Fazer turbinas, por exemplo, é algo muito mais complexo do que saber o tamanho dos parafusos. Veja quanto tempo os chineses demoraram para conseguir e veja quantos fabricantes de aviões utilizam turbinas americanas ou inglesas.

Foxtrot
Foxtrot
Reply to  Andre
24 dias atrás

O MAR-01 que após gastar muita grana nele foi cancelado?
Esse foi um caso a parte, o problema é que ele foi desenvolvido pela força errada.
A que privilegia as importações !

Marcelo
Marcelo
25 dias atrás

A engenharia reversa de artefatos militares está sendo realizada por ambos os lados do conflito e ja era esperada. Replicar tecnologia existente é, com as devidas ressalvas, tecnicamente mais fácil e mais barato do que desenvolver tecnologias inovadoras. Os EUA e a OTAN estão sempre dois passos na frente da Rússia. Israel está sempre dois passos na frente do Irã. A exceção é a China, que vem inovando forte nas tecnologias militares. Quando os primeiros protótipos russos e iranianos do Javelin e do Nlaw estiverem prontos … eles já serão tecnologicamente obsoletos.

Matusa
Matusa
Reply to  Marcelo
25 dias atrás

Expectativa: Destruir tanques russos.
Realidade: Apreendidos e nas mãos dos iranianos.
Quanto à obsolescência, creio que já chegou, visto sua incapacidade de deter os russos que confiam nos seus eficientes e comprovadíssimos ATGMs.

Sturmgewehrstgde
Sturmgewehrstgde
Reply to  Matusa
25 dias atrás

Deter os russos???
Só ontem foram 700 mortos.
Pelo menos as terras da Ucrânia estão sendo bem adubadas com esses lixos russos.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Matusa
25 dias atrás

A Ucrânia é um cemitério gigante de russos. Tanto de tanques quanto de combatentes.

Cidadão das Sombras
Cidadão das Sombras
Reply to  Marcelo
25 dias atrás

E a Ucrânia está completamente arruinada, com quase oito milhões de refugiados através da Europa. A Polônia já está reclamando de dificuldades substanciais em alimentar e alojar os que foram para lá. Sem falar em mandar velhos e adolescentes para lutar. O futuro da Ucrânia num pós guerra é virar a versão neoliberal de um reichskomissariat. Sem mencionar que antes mesmo dos eventos dos eventos de 2014 a Ucrânia já era para os padrões socioeconômicos e políticos da Europa uma terra de ninguém.

Last edited 25 dias atrás by Cidadão das Sombras
Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Marcelo
25 dias atrás

Não tem dois lados do conflito fazendo engenharia reversa, a Ucrânia não tem onde forjar um canivete, quanto mais um drone.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Inimigo do Estado
25 dias atrás

A Ucrânia constrói drones, blindados e, pelos vistos, drones aquáticos.

suTERMINATOR
suTERMINATOR
Reply to  Hcosta
24 dias atrás

Estão sendo “doados” rs

Inimigo do Estado
Inimigo do Estado
Reply to  Marcelo
25 dias atrás

EUA e OTAN não estão dois passos a frente da Rússia, vide os MBTs ocidentais que só agora estão reagindo ao lançamento do Armata sem torres tripuladas, e os mísseis hipersônicos. Só falta agora tu encarnar o especialista de baladeiras, mestre Tosco, e dizer que arma hipersônica é bravata.

Se liga cabeção.

Last edited 25 dias atrás by Inimigo do Estado
Hcosta
Hcosta
Reply to  Inimigo do Estado
25 dias atrás

Pois, são os mísseis hipersónicos ou os “Armatas” (é uma família de blindados) que levaram à grande vitória Russa na Ucrânia…
Mais importantes do que o treinamento dos soldados, meios de comunicação, equipamento individual, comida, combustível, etc…

Mas estão tão assustados com o T-14, apresentado em 2015, que ainda não tiveram tempo de encomendar novos blindados…
E os EUA já tinham apresentado um protótipo do Abrams com essa configuração há décadas. Não é nada de novo…

A6MZero
A6MZero
25 dias atrás

O que está a acontecendo com a Rússia, perdeu a capacidade técnica de analisar as armas eles mesmos? ou será que a economia está tão ruim que tem que comprar drones na base do escambo…

Matusa
Matusa
Reply to  A6MZero
25 dias atrás

Creio que não há interesse, visto que seus sistemas estão limpando as fileiras ucranianas
Ademais, os chineses têm um sistema semelhante.
Não despertou interesse dos russos.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Matusa
25 dias atrás

Para limpar as fileiras ucranianas … rsrsrs … só se os russos exportaram vassouras e escovões para a Ucrânia. Porque no campo de batalha … a Rússia está bem capenga!🤣🤣🤣

tsung
tsung
Reply to  Matusa
25 dias atrás

rapaz nao é possivel voce dizendo uma coisa dessa , na moral mano quando os socialista estão te pagando

Cidadão das Sombras
Cidadão das Sombras
Reply to  tsung
25 dias atrás

Os capitalistas te pagam?

Andre
Andre
25 dias atrás

Que fase da Russia hein?

Todo mundo esperando que eles fossem virar capacho da China mas estão dependendo do Irã para terem drones e misseis de longo alcance.

Edimar
Edimar
25 dias atrás

Só quem visitava esse blog nos idos de 2014 a 2020 sabe o meu sentimento quanto aos comentários…

Guilherme Leite
Guilherme Leite
24 dias atrás

A Rússia realmente está isolada, olha o nível kkkkkk

Dependente da insdustria iraniana kkkk

Últimas Notícias

Empresa alemã produzirá munição do Gepard na Espanha

A Rheinmetall, depois de adquirir o mundialmente famoso fabricante espanhol de munições Expal Systems SA, planeja estabelecer a produção...
Parceiro

- Advertisement -
- Advertisement -