Os Estados Unidos estão desviando munições armazenadas em Israel para a Ucrânia para uso na guerra contra a Rússia, informou o New York Times nesta quarta-feira, dizendo que a decisão foi tomada no ano passado.

Uma autoridade israelense confirmou o relatório à Reuters, dizendo que o então primeiro-ministro Yair Lapid aprovou a transferência, embora os Estados Unidos não precisem formalmente de tal consentimento.

Durante décadas, o Pentágono armazenou munições em Israel para servir como suprimentos de emergência para o país em tempos de guerra – ou para entregar a outros aliados dos EUA.

Segundo o New York Times, as munições que Washington decidiu transferir de Israel para a Ucrânia são cerca de 300.000 projéteis de artilharia de 155 milímetros. Cerca de metade disso foi enviado para a Europa para redistribuição à Ucrânia, disse o jornal.

Questionado sobre o relatório, um porta-voz militar israelense disse apenas: “O equipamento americano que estava armazenado em Israel foi transferido para as forças armadas dos EUA há algumas semanas, a pedido delas.”

Se tais transferências ocorreram ou ocorrerão sob a supervisão do conservador primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, que recuperou o cargo em 29 de dezembro, isso pode testar o relacionamento que ele construiu com o presidente russo, Vladimir Putin, em mandatos anteriores.

Netanyahu falou sobre revisar a política israelense na guerra Ucrânia-Rússia, mas não prometeu qualquer fornecimento direto de armas a Kyiv. Lapid, um centrista que serviu como primeiro-ministro por seis meses, expressou sua solidariedade com a Ucrânia.

A Embaixada dos EUA em Israel não fez comentários imediatos sobre a reportagem do New York Times. O embaixador ucraniano Yevgen Korniychuk disse à Reuters por telefone que “não tinha ideia” se o relatório era verdadeiro. A embaixada russa não quis comentar.

Embora Israel tenha condenado a invasão russa da Ucrânia, limitou sua assistência a Kyiv à ajuda humanitária e equipamentos de proteção.

Os israelenses querem manter uma linha direta de coordenação com a Rússia, criada em 2015, sobre seus ataques militares a supostos alvos iranianos na Síria, onde Moscou tem uma guarnição. Eles também estão preocupados com o bem-estar da grande comunidade judaica da Rússia.

FONTE: Reuters

Subscribe
Notify of
guest

64 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Luís Henrique
Luís Henrique
11 dias atrás

Do outro lado Putin já determinou o aumento do tamanho das forças armadas russas de 1 milhão para 1,5 milhões de homens.

Teropode
Reply to  Luís Henrique
11 dias atrás

Que bom , assim estas munições terão um trabalha a fazer !

Azevedo
Azevedo
Reply to  Teropode
11 dias atrás

Nada que uma nova fornada de Su-35 ao Irã não possa remediar.

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Azevedo
10 dias atrás

Depender do Irã (com as suas hiper armas -> estou sendo sarcástico) mostra o quanto a Rússia é pequena.

Alexandre
Alexandre
Reply to  Luís Henrique
11 dias atrás

Deixa ele subir a aposta.
A roleta tá na mão da banca..
.

Alan Santosputin
Alan Santosputin
Reply to  Alexandre
11 dias atrás

Como tem bixo burro né ? Eu vi hoje não sei em qual jornal que a Russia vai aumentar “tentar” aumentar o efetivo para 1 milhão de soldados , agora se alguém acredita nessa narrativa dos falastrões do kremlin e outra estória ” se a convocação de 300 mil já deixou milhares de desertores , imagine 1 milhão …..e os Patriot ,Leopard e Challenger a caminho para encontrar esses destemidos ” …rsrsrsrsr
Da dó da família ,no resto tem que meter chumbo nesses pilantras invasores .

Salim
Salim
Reply to  Luís Henrique
10 dias atrás

Mais um monte de alvos,nas sim não tem produção que aguente esta tática russa de alvos vivos, a CBC deveria entrar nesta.

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Luís Henrique
10 dias atrás

Você deve ser bem novo… com m PIB menor do que o Brasil a economia Russa tem os seus limites… a ultima vez que vi esse limite ser atingido a antigo URSS (União das Republicas Socialistas Soviéticas) se estilhaçou como vidro de perfume barato caindo no chão. Guerra não se ganha com armas, se ganha com infraestrutura e a Rússia é um arremedo de economia quando comparado com a forças que estão se opondo.

Last edited 10 dias atrás by Bosdesniavranka
Alexandre
Alexandre
11 dias atrás

Putin deve estar se remoendo:
Americanos invadem Afeganistão, Iraque…
Franceses intervém no Mali, Tchad…
Ingleses idem…

E eu faço uma invasaozinha de nada….e essa confusão toda dos diabos !!!
É duro ser presidente dessa Joça !!!

Azevedo
Azevedo
Reply to  Alexandre
11 dias atrás

Que eu saiba, as tropas francesas foram expulsas da África, com manifestantes no Mali e Burkina empunhando bandeiras russas.
Quanto ao Afeganistão, os americanos já foram expulsos e agora o País fechou com a China.
No Iraque, só falta o empurrão final, se bem que a pequena presença americana lá é até benéfica para russos e chineses, pois ajudam a proteger as petrolíferas desses países de ataques terroristas.
Rússia e China dominaram o mercado de petróleo iraquiano.
Valeu Tio Sam!

Nei
Nei
Reply to  Azevedo
10 dias atrás

Suposições de um fã.

Azevedo
Azevedo
Reply to  Alexandre
11 dias atrás

Mali.

images (3).jpeg
Azevedo
Azevedo
Reply to  Azevedo
11 dias atrás

Burkina.

images (5).jpeg
Azevedo
Azevedo
Reply to  Azevedo
11 dias atrás

República Centro Africana.
Tudo russo/chinês.

images (4).jpeg
Azevedo
Azevedo
Reply to  Azevedo
11 dias atrás

Estão agradecendo até ao Wagner Group por se livrarem de Séculos de exploração colonial.
Fim de papo para a Europa e EUA na África.

download.jpeg
Underground
Underground
Reply to  Azevedo
11 dias atrás

Pobres africanos. Vão ser explorados pelos chineses.
Russos? Primeiro tem de resolver o imbróglio em que se meteram.

Oliveira
Oliveira
Reply to  Underground
11 dias atrás

Mas aos poucos, se livram daqueles que, em certa medida, são os responsáveis pela desgraça que assola aquele lado do planeta. Quem saqueou, matou, explorou, repartiu e escravizou o continente não foram os chineses. Por certo que eles não guardam tanto rancor dos asiáticos como você imagina.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Underground
11 dias atrás

“Pobres africanos. Vão ser explorados pelos chineses.”

Vai ver eles cansaram de serem explorados por europeus, e agora querem um explorador novo.🤷🏻‍♂️

Nei
Nei
Reply to  Maurício.
10 dias atrás

É trocar o sujo, pelo mal lavado.

Nil
Nil
Reply to  Underground
10 dias atrás

Pior do que EUA e Europa tem historicamente feito com eles, nada a perderam, pagam para ver rsrs
Afinal agora sabemos do desgosto do Macron junto ao Putin, e o Ucraniano leva a pior rsrsrs

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Azevedo
10 dias atrás

Cada vez que vejo o Wagner Group a “comandar” fica mais claro como a Rússia é pequena.

Neural
Neural
Reply to  Bosdesniavranka
10 dias atrás

Mímimi de perdedor, Wagner é Russo, é como se fosse uma força de elite mais bem remunerada e treinada.

m4l4v1t4
m4l4v1t4
Reply to  Alexandre
11 dias atrás

Isso, compara a democracia ucraniana com o talibã;
Compara o Zelensky com Saddam Hussein

Quanta honestidade a sua

Slowz
Slowz
Reply to  m4l4v1t4
11 dias atrás

O Saddam não era comediante é muito menos tocava piano com o pi…

Não tem como comparar mesmo .

Nei
Nei
Reply to  Slowz
10 dias atrás

Tem algo contra comediantes?
Conte-nos!

Slowz
Slowz
Reply to  Nei
10 dias atrás

Nada contra, só não vou chamar de estadista um comediante que enfiou seu país em uma guerra por interesse estrangeiro .

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Slowz
10 dias atrás

Você viu os Ministros do Lula… depois de sua consideração estou com medo…

Nei
Nei
Reply to  Slowz
10 dias atrás

Não viaja cara, o país é deles e eles escolhem quem quiser, não é Putin e muito menos você que tem que dar pitaco disso.
Se EUA está manipulando ele, problema dele! Agora invadir o país vizinho com 10 discursos dos motivos diferentes é piada.

No final é só roubo de terras, aliás Putin disse que pertencem a Rússia, mas antes de pertencer a Rússia, era da China.

Então, que China pegue de volta o que era seu.

Jhenison Fernandez
Jhenison Fernandez
Reply to  Slowz
10 dias atrás

isso não torna a situação russa mais humilhante ?

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Alexandre
10 dias atrás

Quem não sabe brincar, não pode descer para o play. A Rússia é uma comédia.

Realista
Realista
Reply to  Alexandre
10 dias atrás

Afeganistão sozinho deu um pé na bu… dos americanos imagina se tivesse uma aliança militar bancando o talibã kkkkkkkkkk

Alexandre
Alexandre
Reply to  Realista
10 dias atrás

Não, amigo.
EUA saiu porque estava muito caro.
Superando os benefícios.
Sorry….bussines são bussines.

Azevedo
Azevedo
11 dias atrás

Péra! Péra! Péra!
Para tudo!
Quer dizer que Israel, a mega potência militar do Oriente Médio tem arsenais americanos escondidos lá?
Que coisa!
Pensei que se bastassem sozinhos.

Guilherme Leite
Guilherme Leite
Reply to  Azevedo
11 dias atrás

Você não entendeu que são para os americanos utilizarem em caso emergencial naquela região ?

Porque eles atravessariam o atlântico com a munição se já podem deixar por lá ?

Ao menos agora terá utilidade, afinal, o EUA saiu fugido do Afeganistão, rs.

No mais, a Rússia faz o mesmo com o Belarus e para atacar a Ucrânia que é sua vizinha e você vem com essa, nos poupe né.

Azevedo
Azevedo
Reply to  Guilherme Leite
11 dias atrás

Esse tipo de emergência nós já vimos antes em 1973.

Daniel
Reply to  Azevedo
11 dias atrás

xings voltou com outro nick….senhor dai me paciência…

Salim
Salim
Reply to  Azevedo
10 dias atrás

Vc propõe Israel ser amigo de quem…… tem cada comentário aqui….

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Azevedo
10 dias atrás

Você tem razão, muitos pensam que os Israelenses foram pegos de surpresa na Guerra do Yon Kippur, mas a inteligência americana e os suprimentos que já estavam sendo encaminhados permitiram Israel aguentar as primeiras ondes Egípcias, Sírias, Jordanianas e Iraquianas a ponto de reverterem a situação e chegar a beira do Cairo. Sem inteligência e planejamento o fracasso é mais do que certo… recomendo ler sobre o desempenho do Exercito Russo no ultimo ano na Guerra contra a Ucrânia.

Heinz
Heinz
Reply to  Azevedo
11 dias atrás

Manda o Irã tentar a sorte.

Slowz
Slowz
Reply to  Heinz
11 dias atrás

Na verdade qm tem que tentar a sorte é Israel não era eles que nunca deixaram o Irã ter uma bomba ?

Nei
Nei
Reply to  Slowz
10 dias atrás

Agora que tem, porque não faz nada a Israel?

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Slowz
10 dias atrás

Israel nunca tentará invadir alguém, mas certamente quando atacado poderá responder na defesa de seus cidadãos na forma proporcional a que está sendo atacado. “Cocos Nucleares” fazem todo sentido para eles. Uma coisa é certa, se um dia o Estado de Israel deixar de existir as principais cidades de seus inimigos estarão vaporizadas.

Slowz
Slowz
Reply to  Bosdesniavranka
10 dias atrás

Só os palestinos .. 😅

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Heinz
10 dias atrás

Outra comédia esse Irã, para mim é o 4o Exercito do Mundo em letalidade em paradas militares. Fica atrás da comédia Russa, Coreia do Norte e China. As paradas militares desses Países tiram o sono de qualquer um… mas basta uma batalha para cairmos na risada. Chama o Wagner Group aí gente!!!!

Salim
Salim
Reply to  Bosdesniavranka
8 dias atrás

O Wagner Grohl não faz parada, talvez ai está resposta. Triste país depender tropa mercenária, negação soberania. Quero ver segurar estes caras derrotados e culpando governo russo. Receita clássica para guerra civil.

Felipe Morais
Felipe Morais
Reply to  Azevedo
11 dias atrás

Fico de cara como você tenta estabelecer umas discussões sem pé nem cabeça, que ninguém dá a mínima.

Sim, tem munições americanas lá, e daí?
Mesmo se todo o arsenal presente no país fosse americano, e daí?

Tenho certeza que eles preferem ter lá, seja de americanos, russos ou dos ETs, do que não ter nada.
E tenho certeza que os inimigos preferiam que não tivesse nada armazenado lá.

No mundo prático, as discussões em que você se insere importam de nada.

Carlos E.
Carlos E.
Reply to  Felipe Morais
11 dias atrás

Nao liga não Felipe. Ele e os n mil pseudônimos dele mesmo são assim. Pobres coitados.

Last edited 11 dias atrás by Carlos E.
Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Felipe Morais
10 dias atrás

Os EUA tem munições em Israel, Inglaterra, Alemanha, Itália, Turquia, acho que na Arábia Saudita e muito provavelmente em outros lugares mais sensíveis no Mundo, por exemplo cito a Colômbia e Chile. Poucos entendem que isso é uma questão natural para uma superpotência que atua efetivamente de forma Global, quem não faz isso esta longe de querer pleitear uma ação global, é melhor ficar em seu “mar próprio” a brincar com patos de borracha a beira mar… se é que você me entende… hahaha.

Daniel
Reply to  Azevedo
11 dias atrás

kings voltou com outro nick….

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Azevedo
10 dias atrás

Não só armas convencionais mas acredito que Israel tem alguns “cocos nucleares” também. Entendo que o seu comentário é irônico. O mesmo acontece na Alemanha, Inglaterra, Turquia (sim… Turquia) e em outros lugares pelo Mundo. Novamente a velha frase: “Quem não sabe brincar, não pode descer para o play”. Tudo é uma questão de logística para efetivamente atuar de forma global.

CARLÃO
CARLÃO
11 dias atrás

Isso é Hipocrisia
Munição israelense sim , o resto é blá blá blá blá

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  CARLÃO
10 dias atrás

Seria bom, mas um se colocando contra essa comédia chamada Rússia.

marcelo
marcelo
10 dias atrás

Já que a Rússia e bem vinda em alguns países africanos, a Rússia deveria contratar este pessoal para lutar a favor deles, na Ucrânia, já que a Rússia vai dar desenvolvimento, fazer o continente africano a se desenvolver, distribuindo renda a países do continente.

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  marcelo
10 dias atrás

Poderiam formar o Afrika Group…

Salim
Salim
Reply to  Bosdesniavranka
8 dias atrás

Afrika corps , ai seria plágio, general romellowski.

Santos
Santos
10 dias atrás

Os EUA estão rodando o mundo atrás de munição! Os estoques de munição de calibre russo estão quase zero na Ucrânia, e o calibre ocidental está em falta, a demanda é alta! Já recorreram até os estoque do Sudão para calibre russo. O verão irá retornar com toda a força!

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
Reply to  Santos
10 dias atrás

Acho que não, tudo é uma questão de “ordem de compra”, a capacidade de produção é colossal, mas tudo deve ser feito de forma legal. Coisa de Pais sério, não estamos acostumados com isso.

Salim
Salim
Reply to  Santos
8 dias atrás

Entenda, municao deteriora, primeiro usa as mais antigas e poe as novas no lugar, igual supermercado, sacou. Ocidente está queimando forças armadas russas com material antigo. Cada soluço de avanço russo vem uma paulada de equipamentos do Ocidente. Quando exaurir russia, Wagner group entra em guerra civil contra governo russo. O curioso e que este míssil 150km so aparece em Israel ou alguém ja ouviu falar dele no arsenal americano?!

Bosdesniavranka
Bosdesniavranka
10 dias atrás

Cuidados com a comunidade judaica na Rússia??? O Russos seriam capazes de se comportar como nazistas e perseguir os Judeus russos??? Poderiam ser os Russos uma versão remasterizada do demonizado Batalhão Azov (tachado de nazista)? Esse mundo da voltas… a cada dia mais vergonha sobre a Rússia.

rfeng
rfeng
10 dias atrás

Estão raspando o fundo daqui a pouco não restara nada.

Inimigo público
Inimigo público
10 dias atrás

Resumindo:

Israel é um gigante…

Com o dinheiro dos outros.

Neural
Neural
Reply to  Inimigo público
10 dias atrás

🇺🇦 The proposed package of military assistance to be provided to Ukraine: 🇬🇧14 Challenger 2 tanks 🇬🇧100 modern rockets (?) 🇬🇧30 SPG AS90 🇬🇧200 BMP/BTR 🇨🇦200 Senator armored vehicles 🇨🇦1 NASAMS air defense battery 🇵🇱14 tanks Leopard 2 🇺🇸100 BMP Bradley 🇺🇸55 armored vehicles 🇺🇸100 BTR M113 🇺🇸18 self-propelled guns M109А6 🇺🇸250 BTR M1117 🇺🇸138 HMMWV armored vehicles 🇺🇸100 Stryker APC 🇺🇸GLSDB 🇺🇸36 105mm howitzers 🇺🇸1 Patriot Air Defense/O Battery 🇺🇸6 Nasams air defense batteries 🇺🇸18 HIMARS 🇫🇷 40(?) AMX-10RC wheeled tanks 🇫🇷 (?) Bastion armored cars 🇩🇪40 Marder BMP 🇩🇪1 Patriot AA/O Battery 🇩🇪3 Iris-T air defense batteries +… Read more »

Marcelo
Marcelo
10 dias atrás

A Rússia tentou convocar 300 mil recrutas, provocando um exôdo de russos em idade militar para os países vizinhos e só conseguindo convocar efetivamente 220 mil recrutas, que foram enviados para o conflito militar na Ucrânia com menos de 2 meses de treinamento e sem armamentos adequados. O resultado e que esses recrutas estão sendo massacrados no front. Agora Putin sonha em convocar 500 mil novos recrutas … os países vizinhos terão que fechar as fronteiras ou serão invadidos por uma horda de russos em fuga e os recrutados a força terão que lutar com paus e pedras contra os… Read more »

Last edited 10 dias atrás by Marcelo
Inimigo público
Inimigo público
Reply to  Marcelo
8 dias atrás

Massacrados estão sendo os ucranianos em sua contra-ofensiva. Não estão avançando mais nenhum milímetro. Parece que o avanço para trás da Rússia deu certo. Prendeu os ucranianos num bolsão e agora estão destruindo um a um. Já é bem a quinta vez na história que a Rússia utiliza essa estratégia e funcionou novamente, 200 anos depois de ser criada.