Entrega do 300 Guarani

Lula e Jair Bolsonaro negaram pedido alemão de fornecimento de equipamentos militares e munição de tanques à Ucrânia

O Federal Office for Economic Affairs and Export Control, escritório governamental de controle de exportação da Alemanha, confirmou o embargo à exportação de 28 blindados Guarani do Brasil para as Filipinas.

Os veículos são fabricados na Iveco em Lagoas e possuem sistemas e peças de origem alemã sujeitas ao controle de exportação.

Cinco unidades já estão no pátio da empresa aguardando o comprador. A operação comercial com as Filipinas foi feita por meio do governo de Israel.

Segundo fonte do Ministério da Defesa, o embargo é uma resposta à negativa dos governos de Jair Bolsonaro, mais recentemente de Lula em fornecer equipamentos militares e munição de tanques à Ucrânia, como queriam os alemães.

FONTE: Veja

Subscribe
Notify of
guest

385 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Eduardo Angelo Pasin
Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

Manda quem pode, obedecer quem te juízo.

MFB
MFB
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

Esse é o preço da histórica diplomacia de ficar sempre em cima do muro, sempre fugindo de posicionamentos. Fora a dependência tecnológica do país.

Marlos
Marlos
Reply to  MFB
1 ano atrás

Na verdade o Brasil tem seu posicionamento que seria nao se envolver nessa guerra esses paises da otan que nao aceitam, quando não faz o que eles querem tentam prejudicar querem impor sua vontade a qualquer custo.

Nilo
Nilo
Reply to  Marlos
1 ano atrás

Meu caro o Brasil já se envolveu, agora com a votação na ONU o envolvimento ficou indelével.
É como se diz ficar calado é um posicionamento.

Last edited 1 ano atrás by Nilo
Marlos
Marlos
Reply to  Nilo
1 ano atrás

Uma coisa é votar contra a guerra outra é se envolver dando munição, equipamento etc. No meu entendimento o Brasil não se envolveu para nenhum dos lados, é claro que isso é o que eu penso posso estar errado.

Nilo
Nilo
Reply to  Marlos
1 ano atrás

É esta errado.
O Brasil esta se posicionado, gosto ou não.

Cleitinho
Reply to  Nilo
1 ano atrás

Maluco, só vê seus votos negativos que tu percebe que ninguém concorda com suas afirmações maluca

Barbosa
Barbosa
Reply to  Cleitinho
1 ano atrás

Pior que ele está certo, a decisão de não enviar ajuda é uma posicionamento, nesse caso visto como uma ajuda a Rússia em detrimento a Ucrânia, temos que pensar no visão dos demais envolvidos.

Daniel
Daniel
Reply to  Barbosa
1 ano atrás

Não, não temos. Essa é mais uma guerra europeia que não é problema nosso. O Brasil tem o direito soberano de se manter neutro e não ser capacho de ninguém. Se o pinguço não fosse frouxo, cancelava o contrato das Tamandaré em retaliação e ia buscar ajuda indiana ou chinesa para fazer as fragatas.

Nilo
Nilo
Reply to  Daniel
1 ano atrás

Caro, os resultados desta guerra vai além de consequência para Ucrânia e Rússia, diz respeito a política monolítico americana e o multilateralismo desejado pelos BRICS e o próprio desejo ou tentativa europeia de desenvolver uma política de defesa mais autônoma.
A dificuldade nossa de entender que, o envolvimento do Brasil já existe e que são por nossos interesses queira gostamos ou não dá condução do Presidente brasileiro.

Francisco silva
Francisco silva
Reply to  Daniel
1 ano atrás

O cerco tá apertando cada ano que se passa e esses militares aqui ficam de gracinha … não e de hoje que os olhos estão voltado para o Brasil…..se tem dinheiro pra emprestar e financiar com calote em obras do BNDES em países falidos amigos desse ladrão no poder tem grana pra alimentar os pobres e começar um programa sério e sem miseria no poder bélico….e outra agora e hora do Brasil se fazer de homen e não fornecer alimentos prós chucrute….ela peidou pra Rússia e cadê que ela enviou recuou o Brasil tem que fazer o mesmo…..bando de covardes… Read more »

Eder
Eder
Reply to  Daniel
1 ano atrás

Por isto admiro a India ,compra armamentos de todos os lados ,pra nao ficar dependente de um grupo apenas q qer consentrar o poder a eles .BRASIL ( NAVIOS E BLINDADOS CHINA,NUCLEAR RUSSIA,LANCHAS DE PATRULIA FLUVIAL EUA,MUNICOES E ETC AMERICA SUL ,.FUTURAMENTE CONSTRUIR PROPRIOS ARMAMENTOS BELICOS ,A Q SAUDADE DO OSORIO ,ANTIGA ENGESA .

RSmith
RSmith
Reply to  Daniel
1 ano atrás

Daniel…. espera um pouco que o Lula não vai precisar “cancelar” o contrato… os Alemães vão “embargar” ate o Brazil baixar as calças e ficar de joelho! e tomar partido nessa guerra. Tem neutralidade não ou escolhe um lado “o deles é claro” ou vai sofrer sanções!

Juacosta
Juacosta
Reply to  Marlos
1 ano atrás

O Lula apoia o putin naz… quer formar um bloco com ele e a China e tudo q não presta

Nativo
Nativo
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

Asneira grande. Bolsonaro era fã do mafioso russo e duvido que vice pensava essas sandice.

Nelson de Castro Ferraz Filho
Nelson de Castro Ferraz Filho
Reply to  Nativo
1 ano atrás

Bolsonaro sempre foi pragmático, não saiu dando uma de grande líder para mediar a paz na guerra da Otan com a Rússia, pois a Ucraniana é mero detalhe para os dois lados.

Marcos Silva
Marcos Silva
Reply to  Nelson de Castro Ferraz Filho
1 ano atrás

Pragmático?? Não! Só PRAGA mesmo.

RSmith
RSmith
Reply to  Marcos Silva
1 ano atrás

Marcos Silva leu entre as linhas :o)

Odeio Bolsonarista
Odeio Bolsonarista
Reply to  Nelson de Castro Ferraz Filho
1 ano atrás

O birolironaro não sabe o que significa pragmático.

Canarinho
Canarinho
Reply to  Odeio Bolsonarista
1 ano atrás

O bom e que gente igual vc e o maior meio de propaganda pro Bolsonaro que existe. Para cada asneira sua quem antes pensava mal do cara agora já está revendo seus conceitos.

Mateus
Mateus
Reply to  Nelson de Castro Ferraz Filho
1 ano atrás

Ucrânia detalhe? Então 1. olhe o mapa e 2. volte pra primeira aula de (história) geopolítica…

Cláudio Almeida
Cláudio Almeida
Reply to  Nativo
1 ano atrás

Entenda uma coisa, países não tem amigos, tem interesses comerciais e políticos..chega do brasil ficar implorando esmolas, os mesmos q sempre negaram..o nosso desenvolvimento..

Nativo
Nativo
Reply to  Cláudio Almeida
1 ano atrás

Nunca pensei diferente, mas tem gente que nessa onda pra enganar trouxa de Hermano, mãe Rússia ou brothers yankees.

Renato B.
Renato B.
Reply to  Nativo
1 ano atrás

O Putin até elogiou o bozo e teve a visita pouco antes da guerra, mas até o grande perdedor sabia que se envolver nisso era uma encrenca.

Tiago
Tiago
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

Moderação não funciona mais?

MVB
MVB
Reply to  Tiago
1 ano atrás

Quer moderação ou censura?

Cláudio Almeida
Cláudio Almeida
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

Você acha q o Brasil deve apoiar quem boicota o nosso desenvolvimento tecnológico?? Pelo amor de Deus..acorda..

Faver
Faver
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

Independente do “L” ser do mal ou do bem, fale como estavam as relações internacionais com o presidente anterior? E o respeito dos outros países em relação ao Brasil? Fale mais…

Juan Mewek
Juan Mewek
Reply to  Faver
1 ano atrás

Não tem resposta….pois o lado dele é obscuro

Inimigo público
Inimigo público
Reply to  Faver
1 ano atrás

Até Trump meteu tarifa no Brasil com Biruleibe lá, Trump meu irmão! E Bolsonaro ficava lambendo o cara igual uma cadela.

Cadú
Cadú
Reply to  Inimigo público
1 ano atrás

Lembro bem. O Laranjão taxou pesado nossa siderurgia, que estava em pleno crescimento.

Samael
Samael
Reply to  Faver
1 ano atrás

Governo da Picanha apoia DITATUDAS Venezuela,Cuba, Irã ,Koreia do Norte.Isso é bom na sua visão?Realmente o Brasil merece estar nessa situação de viver uns 40 anos no mundo imaginário da picanha.

Juan Mewek
Juan Mewek
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

Chegou feno e alfafa fresquinha de boa qualidade pra quadrúpedes mal intencionados …..bom apetite

Renato
Renato
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

Pra quem não sabe 80% do fertilizantes usados no Brasil são de origem russa.

Ou seja…o Brasil manda munição para Ucrânia, e a Rússia corta o envio de fertilizantes ao Brasil, e a gente fica sem comer!

China e Rússia são os nosso maiores parceiros comerciais, e ir contra eles é dar um tiro no próprio pé!

Santos Silva
Santos Silva
Reply to  Renato
1 ano atrás

China e Rússia são os nossos maiores parceiros comerciais e não traem a gente como a Alemanha está fazendo.

Felipe M.
Felipe M.
Reply to  Renato
1 ano atrás

não são 80%.
É pouco mais de 20%, sendo o principal fornecedor estrangeiro.

bit_lascado
bit_lascado
Reply to  Felipe M.
1 ano atrás

Ou seja, não dependemos dos Russos e há alternativa no mercado.

Carlos
Carlos
Reply to  Renato
1 ano atrás

A Rússia é o principal fornecedor destes insumos ao Brasil, respondendo por 22% do total importado anualmente pelo País, de aproximadamente 9 milhões de toneladas.” Como é que 22% vão fazer uma grande diferença, será que os outros fornecedores não podem fornecer mais umas percentagens para colmatar esse eventual corte de fertilizantes que não dá para alimentar 32 milhões de brasileiros com fome.

Fernando
Fernando
Reply to  Carlos
1 ano atrás

Não..pesquise …pare de ficar morando no mundo de BOB …NOSSA !

Renato B.
Renato B.
Reply to  Carlos
1 ano atrás

E isso é pouca coisa? É o nosso maior fornecedor de um item que não produzimos suficiente. Acha que os concorrentes não vão aproveitar para lucrar em cima da gente? Você está falando em subir custo de alimento num país que já tem gente com fome e que acaba de ter um caso de vaca louca que pode provocar um tremendo estrago na exportação de carne. Acha que o agronegócio considera um aumento de custos desse tamanho pouca coisa? Lembrando que esse custo já subiu desde o início da guerra. É óbvio que se os russos também retaliarem o agronegócio,… Read more »

Samael
Samael
Reply to  Renato
1 ano atrás

Existe outros fornecedores de fertilizantes além da Russia.Canadá é um deles..

Juan Mewek
Juan Mewek
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

Coitado ,umas boas férias para Ucrania no front….
no conforto dos misiles Rusos te recuperará de tua completa ignorância e estupidez.

observador
observador
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

Ok. Agora vai la para a frente do quartel pirulitar bobagens, pedir pelos alienigenas e, intervenção do general Benjamin Arrola.

Melk
Melk
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

Realmente o exército não tem minha aprovação,pós foi conivente participando de atos contra o povo contra a nação, apoiando um louco no poder ,que assumiu um governo recentemente tinha sofrido um golpe,só não entendo o que este povo sofre,se e de retardado mental,ou falta mesmo de pensamento próprio,pós analfabetismo não é!! Caraca não sabe distinguir certo de errado, que merda, vamos defender um salário digno para as classes trabalhadoras,um salário que não se baseia em salário de pensionista,e sim um mínimo de 2,500$ Pós aqui só tem pobres debatendo assunto de ricos e políticos, Seja contra o político independente de… Read more »

Ander
Ander
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

5% de aprovação? mais uma pesquisa da Datagadozap.

FABRICIOQUEIROZ
FABRICIOQUEIROZ
Reply to  Juacosta
1 ano atrás

“Vice de Bolsonaro, o general Braga Netto recebeu mais de 925.000 reais em duas parcelas em 2020.
Foram adquiridos 557,8 toneladas de filé mignon, 372,2 toneladas de picanha e 254 toneladas de salmão pelos militares. A maioria das compras, feitas por meio de pregão ou dispensa de licitação, foram efetuadas durante a gestão do ex-ministro da Defesa, Walter Braga Netto.”
Fora as Rachadinhas.

https://veja.abril.com.br/coluna/radar/veja-lista-com-supersalarios-de-mais-de-3-500-militares-do-governo/
https://congressoemfoco.uol.com.br/area/governo/forcas-armadas-compraram-r-56-milhoes-em-file-mignon-salmao-e-picanha-em-um-ano/

Underground
Underground
Reply to  Marlos
1 ano atrás

Dizem que o muro pertence ao diabo. Assim ficar em cima do muro é ficar do lado errado.

Santos Silva
Santos Silva
Reply to  Marlos
1 ano atrás

Bater na cara não vale.
Kkkkkk

Carlos
Carlos
Reply to  Marlos
1 ano atrás

Quando alguém no Brasil viola a lei, é preso ou pelo menos devia ser preso como punição, quando um país viola leis internacionais assobia-se para o lado porque não há nenhuma punição, apenas os mesmos do costume que apenas falam, que eu saiba ninguém pediu para o Brasil se envolver na guerra apenas a Alemanha pediu que o Brasil vendesse munições para os Guepardos e mais recentemente munições de 105mm para os Leopardo 1, mas o Brasil recusou e de acordo com os valores brasileiros também não se devia vender Guaranis para as Filipinas porque o Mar do Sula da… Read more »

Miragaia
Miragaia
Reply to  Nilo
1 ano atrás

Não se envolveu nada
Na verdade, esse episódio agora só mostra que não se pode confiar na OTAN e no Ocidente.

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Marlos
1 ano atrás

Talvez o maior prejudicado seja a Filipinas. E por um contrato pequeno desse pode perder 2 clientes ou até mais

Brun
Brun
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Só de olhar você já vê a qualidade desses tanques! Parece aqueles produtos feitos na China.

As Filipinas não entram em confronto com ninguém. Qualquer coisa pra ela tá bom.

ARLEY FARIAS
ARLEY FARIAS
Reply to  Brun
1 ano atrás

Discordo de vc plenamente, comparar produtos dessa form, e atestar que vc não sabe nada sobre o assunto, tá falando só por falar. Nossos produtos bélicos são de excelente qualidade, para as propostas para qual eles foram criados ,.pois temos excelentes engenheiros, é só vc ver quantos concorrente dentre essa categoria o Brasil venceu!!!! Falar dessa forma e no mínimo desrespeitar esses profissionais, nem mesmo a China, como vc citou, fábrica porcaria!!! Isso coisa do passando e vc ainda ficando nele!!! 😓😪

Brun
Brun
Reply to  ARLEY FARIAS
1 ano atrás

Mano vamos pensar juntos. Os blindados do Brasil é tão bom, mais tão bom, mais tão bom. Que nem a polícia do RJ usa esses tanques tupiniquim na favela. É tudo importado, tanque, arma, explosivos.

Tudo é importado. Até o celular que mulherada anda enfiado na bund@ da calça é importado. Computador tudo. A qualidade, e a invenção não é o nosso forte.

Zé
Reply to  Brun
1 ano atrás

Você é ignorante nessa área, deu pitaco e não fui a lugar nenhum!
Quer comparar os produtos bélicos e tecnológicos com produtos de lojas de 1,99, tem que ser muito buhho!
A China fabrica seus próprios caças!
Enquanto o Brasil importa da França, Suíça e outros! O Brasil não evoluiu na aérea da aviacão, o país poderia ou pode criar os seus, país pioneiro da aviação!

Renato B.
Renato B.
Reply to 
1 ano atrás

O Brasil evoluiu imensamente na área de aviação, e foi esperto o suficiente para fazer isso num nicho de mercado que dá dinheiro. A Embraer prova isso.

Pedro castro
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Nao é so Brazil que pode vender esse tipo de blindados. Filipinas podem comprar aos outros vendedores. Quem perde é o fantoche Russo Brazil

Lucas Nogueira pedroso
Reply to  Pedro castro
1 ano atrás

Respeite seu país cara, é Brasil, o país que foi defender europeus na guerra e nunca foi mencionado com respeito por essa gente. Tem mais é que ficar quieto. É Brasil com S

Fábio
Fábio
Reply to  Lucas Nogueira pedroso
1 ano atrás

Kkkkkkkk. Brasil piada mundial meu amigo só você que vive em Nárnia acha essa bosta séria.

Melk
Melk
Reply to  Fábio
1 ano atrás

Se o Brasil e piada , porque ninguém mete as caras???? Será mesmo piada 😏😏😏😏

Marcos R
Marcos R
Reply to  Lucas Nogueira pedroso
1 ano atrás

o Brasil na segunda guerra poderia ter extra então em Berlim junto com os alados, mas o Sr Vargas, doador de plantão não deixou com medo de que os expedicionários voltassem com muito poder político, por isso a FEB foi desmobilizada antes de chegar ao Brasil e não recebeu qq homenagem aqui.
Se não fosse isso, hoje teríamos vaga no Conselho de segurança da ONU.

Melk
Melk
Reply to  Lucas Nogueira pedroso
1 ano atrás

Tá certo,este são aqueles que só sabe lamber botas ,bater continência para norte americanos,sosso Brasil merece respeito, não um bando de fraldinha que quando uma ameaça bate a porta sai dizendo EUA e nosso aliado
Bando de demente somos Brasil, entramos onde estados Unidos teve medo,como na Itália,até mesmo manda seus soldados treinarem no Brasil para irem em busca de um dos maiores terroristas da estórias, agora continua se perguntando aí quem e Brasil

Cláudio Almeida
Cláudio Almeida
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Será q é tão difícil de entender assim..isso foi tudo armado, para pressionar o Brasil se juntar os expansionistas ocidentais..exploradores dos países subdesenvolvidos..

Lampião Sincero
Lampião Sincero
Reply to  Marlos
1 ano atrás

A Russia é um pais invasor. Está 100% Errada. Não custa nada ajudar o país que está 100% certo e quer se livrar das garras da submissão da elite socialista escravista.

Nelson de Castro Ferraz Filho
Nelson de Castro Ferraz Filho
Reply to  Lampião Sincero
1 ano atrás

Ficou maluco? A Ucraniana achou que sendo fantoche da Otan livraria alguma coisa. Um palhaço presidente está fazendo a população passar dificuldades por populismo… diplomacia envolve armas também, lembro o caso dos mísseis de Cuba, agora a OTAN quer colocar mísseis à 80km de Moscou e acham que vai ser fácil?

Marcos Silva
Marcos Silva
Reply to  Nelson de Castro Ferraz Filho
1 ano atrás

Vixeee..Esse aí fumou o cigarrinho do Capeta. Ou CaPutin…

Nei
Nei
Reply to  Nelson de Castro Ferraz Filho
1 ano atrás

Cada país soberano, tem o poder se escolher com quem faz acordo!

Carlos
Carlos
Reply to  Nelson de Castro Ferraz Filho
1 ano atrás

Essa de palhaço soa a inveja já que Putin e Biden tornaram-no no mais popular e respeitado dirigente do mundo.

Rodrigues
Rodrigues
Reply to  Nelson de Castro Ferraz Filho
1 ano atrás

Começou a fala séria.

Renato
Renato
Reply to  Lampião Sincero
1 ano atrás

Pra quem não sabe 80% do fertilizantes usados no Brasil são de origem russa.

Ou seja…o Brasil manda munição para Ucrânia, e a Rússia corta o envio de fertilizantes ao Brasil, e a gente fica sem comer!

China e Rússia são os nosso maiores parceiros comerciais, e ir contra eles é dar um tiro no próprio pé!

Carlos
Carlos
Reply to  Renato
1 ano atrás

“A Rússia é o principal fornecedor de fertilizantes ao Brasil, respondendo por 22% do total importado anualmente pelo País, de aproximadamente 9 milhões de toneladas” não sei onde arranjaste esses dados porque eu perguntei ao google, mas de qualquer forma não chega para alimentar 32 milhões de brasileiros com fome e ainda bem que falas na China pois o Mar do Sul da China é como um barril de pólvora pronto a explodir como tal o Brasil não devia vender Guaranis para as Filipinas, e este país está a armar-se para quando houver uma explosão

Renato B.
Renato B.
Reply to  Carlos
1 ano atrás

Se subir o preço dos alimentos com a retirar do fertilizante russo vai alimentar menos ainda. Na comparação o atraso na venda dos blindados é coisa pequena.

Carlos
Carlos
Reply to  Renato B.
1 ano atrás

No Brasil não pode haver dois pesos e duas medidas e se recusou vender munições à Alemanha para se manter neutral, também não se devia vender blindados à Filipinas, nem A29 que já lá estão porque o Mar do Sul da China é um barril de pólvora pronto a explodir e de memória e que eu saiba as Filipinas compraram no passado recente duas fragatas sul-coreanas, dois navios de transporte da classe Makassar, alem dos A29 ST e dos blindados Guarani. No que respeita à alimentação a guerra na Ucrânia causou mais fome no mundo do que a falta de… Read more »

Juan Mewek
Juan Mewek
Reply to  Lampião Sincero
1 ano atrás

Sabe tudo esse desmeolado

Melk
Melk
Reply to  Lampião Sincero
1 ano atrás

Discordo totalmente,o Brasil não faz parte da OTAN e nem fez nem um pedido para Ucrânia fazer parte dela ,quem fez seus pedidos e quem analisou este tal pedido que s virem com quem não gostou nada do assunto, já diz o ditado quem pariu Mateus que se balance

Miguel
Miguel
Reply to  Marlos
1 ano atrás

Existem dois lados, o certo e o errado. Não há duvidas qto a isso, se vc não apoia o certo, está automaticamente ao lado do errado!

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  MFB
1 ano atrás

Brasil é o país com mais empresa de origem alemã fora da Alemanha

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  MFB
1 ano atrás

Compramos mais tanques dos Alencar do que vendemos brindados. Já temos de quem não comprar.

Gilmar
Gilmar
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Perfeito.
Afinal. Daqui a pouco vamos precisar substitur nossos obsoletos Leo 1A5.
Já sabemos do quem não comprar.

Matheus
Matheus
Reply to  Gilmar
1 ano atrás

Deveríamos ter projetos nacionais. A curto prazo há os tanques sul coreanos que a Polônia comprou, alias tem comprado muito armamento não europeu

Lucas Nogueira pedroso
Reply to  Matheus
1 ano atrás

A OTAN nunca transmitiu segurança então já sabemos de quem não comprar. Precisamos de tecnologia nacional e quem chegou mais perto disso foi a esquerda.

Edson Luiz Siqueira
Edson Luiz Siqueira
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

“Alencar”? “Brindados’?… Você julga-se realmente apto a discutir o assunto em pauta?

Nei
Nei
Reply to  Edson Luiz Siqueira
1 ano atrás

Erro de ortografia!

Nelson de Castro Ferraz Filho
Nelson de Castro Ferraz Filho
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Um dos melhores tanques do mundo foi o “Osório” da Engesa, destruída pelos progressistas e pelos interesses da indústria bélica internacional…

Smith
Smith
Reply to  Nelson de Castro Ferraz Filho
1 ano atrás

Pelos Progressistas, não. Pelos Neoliberais entreguistas.
E fosse pelos Progressistas a ENGESA jamais seria fechada!

Charle
Reply to  MFB
1 ano atrás

Exatamente!

ARLEY FARIAS
ARLEY FARIAS
Reply to  MFB
1 ano atrás

Acredito que o Brasil acerta em nao se envolver em conflitos, mas erra de mais em não investir em ciência e tecnologia, acarretando em ficar dependente de nações estrangeiras, ainda mais com governos que não dão a mínima para isso, somente para a cultura!!!

Nelson de Castro Ferraz Filho
Nelson de Castro Ferraz Filho
Reply to  ARLEY FARIAS
1 ano atrás

Partir de onde paramos na Engesa seria um bom começo, no entanto, esses governantes que assumiram se borram de medo em fortalecer as Forças Armadas , pois apesar de submissas ao ideal democrático não comungam totalmente dos ideais progressistas.

Edison Castro Durval
Edison Castro Durval
Reply to  MFB
1 ano atrás

O Brasil não está em cima do muro, está onde sempre tem estar que é do lado do Brasil, não tem porque perder os insumos russos, para satisfazer uma Alemanha que é praticamente nada como parceiro econômico brasileiro, lembre-se nós somos BRICS.

Carlos
Carlos
Reply to  Edison Castro Durval
1 ano atrás

Mas o que é o BRICS? Não é uma organização de defesa como a OTAN. Não é uma associação económica como é a União Europeia. Então o que é e para que serve o BRICS?

Nelson de Castro Ferraz Filho
Nelson de Castro Ferraz Filho
Reply to  MFB
1 ano atrás

Só a dependência tecnológica, em termos de equipamentos militares nenhum país deve depender de ninguém. Nossas universidades só conseguem produzir ativistas progressistas

Smith
Smith
Reply to  Nelson de Castro Ferraz Filho
1 ano atrás

Não diga bobagens…

Lianda
Lianda
Reply to  MFB
1 ano atrás

Em cima do muro? Não tenho visto a Alemães e Ingleses querendo paz, na vdd eles querem o fim da guerra com mais guerra

Meireles
Meireles
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

Mostra a sua cara Brasil kkkkkk… Esse embargo é um tapa na cara dos brasileiros que tem o país dominado, e escravizado pelos seus colonizadores, não se esqueçam que o motor desse tanque está sendo fabricado na Argentina kkkkk… Que país gasta bilhões na compra de mais de 2.000 blindados pra ter grande parte dos seus componentes importados de outros países? A Iveco italiana não colocou a fábrica do motor do blindado na Argentina por acaso, entendam, a intenção é nunca deixar o Brasil se armar, eles fazem isso pela segurança dos colonizadores do Brasil, eles querem continuar vendendo os… Read more »

Last edited 1 ano atrás by Meireles
João Augusto
João Augusto
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

Tem que colocar na ponta do lápis se vale a pena vender os Guaranis em troca de TER que doar material militar.
De toda sorte, o embargo é sempre um estímulo à independência industrial. À merda com a Alemanha.

Flávio Santos
Flávio Santos
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

O que tem a ver com o que está na matéria?
Não entendi… “Manda quem pode obedecer quem tem juízo”??? What a fuck is this???

Miguel Felicio
Miguel Felicio
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

Se Lula confirmou o NÃO ENVIO de munições à Ucrânia, FOI o único ato NÃO insano de seu governo nesses dois últimos meses.

Alan Santos
Alan Santos
1 ano atrás

A vida é essa.

Matheus
Matheus
1 ano atrás

Que sirva de lição aos militares, oi corre atrás de independência tecnológica e para de ficar só na picanha e leite-condensado ou vai ficar perdendo venda.

Imagine se o negócio com a Índia sai e decidem embargar por causa do posicionamento do Itamaraty sobre a Ucrânia.

Underground
Underground
Reply to  Matheus
1 ano atrás

Nós já tínhamos independência tecnológica com a Engesa, mas …..

Rafael
Rafael
Reply to  Underground
1 ano atrás

A única coisa nacional da Engesa era o cnpj.

Dick Dastardly
Dick Dastardly
Reply to  Rafael
1 ano atrás

Tinha oque de importado no cascavel?

Henrique A
Henrique A
Reply to  Dick Dastardly
1 ano atrás

Da transmissão ao canhão era importado, no caso do canhão era fabricado aqui, mas sob licença da Cockerill da bélgica.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Henrique A
1 ano atrás

mas era transmissão comercial que toda concessionária tem…a vantagem de ser pequeno é leve, e que usava peças de caminhões disponíveis em qualquer concessionária do mundo….por isto que roda até hoje….

Faver
Faver
Reply to  Dick Dastardly
1 ano atrás

O cascavel era aquele blindado que no Iraque foi moído por equipamentos de 1a linha? É aquele que vão modernizar aqui a preço de ouro? A engesa não tinha produtos para competir em uma guerra com produtos de outros países. Bons produtos, mas inferiores. Por isso a empresa faliu. Qualquer analista sério e sem “lado” entendeu, mas preferem conviver com a falsa verdade.

Last edited 1 ano atrás by Faver
Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Faver
1 ano atrás

E aquele que lutou contra t62 egípcios com sucesso

Renato B.
Renato B.
Reply to  Faver
1 ano atrás

E qual equipamento iraquiano não foi moído naquela guerra?

Nelson de Castro Ferraz Filho
Nelson de Castro Ferraz Filho
Reply to  Rafael
1 ano atrás

Quantos anos você tem? Trabalhou lá ou em algum fornecedor deles? Acredito que sua informação está equivocada!

Rafael
Rafael
Reply to  Nelson de Castro Ferraz Filho
1 ano atrás

Verdade, Nelson… Estou equivocado! O sindicato de funcionários era tupiniquim também. E a inscrição no baronato da FIESP.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Underground
1 ano atrás

Nós já tínhamos independência tecnológica com a Engesa, mas …..´´

Curioso, pois se você ver o Osório, de nacional alí, só o projeto e o nome…o resto era um Frankstein com equipamentos importados de meia dúzia de países.

Dick Dastardly
Dick Dastardly
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Osorio era um protótipo, onde a Engesa pretendia primeiro viabilizar um produto com componentes importados, para então começar a nacionalizar.

A Engesa pretendia fazer com o Osorio o mesmo que fez com o Cascavel.

Os primeiros Cascavel era tudo importado, os últimos era quase tudo nacional.

Andre
Andre
Reply to  Dick Dastardly
1 ano atrás

Disse bem: quase.

Underground
Underground
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Por esse lado, a Embraer não produz nada.

Nilo
Nilo
Reply to  Underground
1 ano atrás

Por@#$%@.
Onde fica os compradores de prateleira, que o que vale é o custo, pelo que é bom é o barato, que o que é bom é alemão, frances, americano, chines, russso rsrsrsrsrs?

Last edited 1 ano atrás by Nilo
Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Underground
1 ano atrás

De que forma se era recheado de componentes importados

Andre
Andre
Reply to  Underground
1 ano atrás

Mostrou o que sabe….

Boitatá
Boitatá
Reply to  Matheus
1 ano atrás

Pois já conte como certa, pelo menos a segunda parte…

Pedro castro
Reply to  Matheus
1 ano atrás

Esses comunistas escondidos têm que se mostrar o mais rapido possivel. Porque que se escondem? Esses que ficam sem respostas sao traidores e fantoches da Russia.

Marcos Alexandre Queiroz
Marcos Alexandre Queiroz
Reply to  Pedro castro
1 ano atrás

Comunistas? Kkk Essa paranoia anos 50 e 60 está um pouquinho atrasada. Cuidado com o Comunista em baixo da sua cama escondido e esperando vc sair pra trabalhar e doutrinar sua esposa.

Nelson de Castro Ferraz Filho
Nelson de Castro Ferraz Filho
Reply to  Marcos Alexandre Queiroz
1 ano atrás

Alguns não precisam mais temer, já foram doutrinados e já aceitaram o bem comum como verdade… lamentável

Juan Mewek
Juan Mewek
Reply to  Marcos Alexandre Queiroz
1 ano atrás

E por aí mesmo

Juan Mewek
Juan Mewek
Reply to  Pedro castro
1 ano atrás

Sabidão tu discurso parece um pouco obsoleto , se os ditos comunistas entram na parada não sobra nada ,tu não tem neuronas tem merdinhas no craneo

glasquis
Reply to  Matheus
1 ano atrás

Ninguém é 100% independente tecnologicamente

Mr.Guara
Mr.Guara
Reply to  Matheus
1 ano atrás

Eu sinto informar, mas hoje analisando a cadeia de suprimentos para equipamentos militares, acredito que apenas EUA e China podem ser capazes de ter mais de 90% da cadeia de producao interna. Mas isso não quer dizer que seja impossivel diminuir o risco e dependencia de extrangeira, pelo contraio, é um objetivo a ser perseguido.

Underground
Underground
1 ano atrás

Uia!!!
Como é bom ser neutro!

Eduardo Angelo Pasin
Eduardo Angelo Pasin
Reply to  Underground
1 ano atrás

O problema não é só ser neutro, é que temos um baita de um bunda mole na presidência, a cadelinha da Europa não tem coragem de levantar a voz.

MFB
MFB
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

Então o certo é ser cadelinha do Trump ou de outro qualquer sem receber nada em troca? Vá falar sobre futebol meu amigo, sobre este assunto tu não sabe nada, é apenas um perdido simplificando a questão.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

A cadelinha desde antes da vitória tava lá ela pela Europa se vendendo pra eles. Chegou a dizer que Amazônia é do mundo. Enquanto a anta prestou continência para bandeira.

Faver
Faver
Reply to  Carlos Campos
1 ano atrás

só lembro de umas pessoas prestando continência a bandeira americana…. e ainda tem gente andando com a bandeira de israel nas ruas. de outro lado gente com bandeira de cuba… Estamos mal, o rasgado falando do cortado…

Charle
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

Mas o ocupante anterior era herói exatamente de quê? Pelo que me lembro ele foi expulso do Exército por atentado terrorista.

Patriotário
Patriotário
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

Bom era aquele que dizia “Trump, I Love You” e batia continência pra bandeira americana. Toma vergonha!

Faver
Faver
Reply to  Eduardo Angelo Pasin
1 ano atrás

Ué? o atual foi claro em dizer que não venderia as munições. E está recebendo o retorno. Isto é ser cadelinha? Ao contrário do anterior que foi visitar o bandido do putin.

Nilo
Nilo
Reply to  Underground
1 ano atrás

Não é uma questão de ser neutro. É uma questão de se posicionar e defendendo seus interesses.

Nilo
Nilo
Reply to  Underground
1 ano atrás

Mas fica o tapa na cara.
Não é a primeira.
O acordo nuclear das usinas que nos deixaram na mão rsrsrsrs

Faver
Faver
Reply to  Nilo
1 ano atrás

o próximo passo envolve as “fragatas (corvetas)” tamandaré…

Frederico Boumann
Frederico Boumann
Reply to  Faver
1 ano atrás

Acho que o MD já deveria está revendo essa compra para, se possível, cancela-lá.

Charle
Reply to  Underground
1 ano atrás

Prezado, depreendi do seu comentário que é melhor que a nação tomasse um posicionamento correto?

Pois bem. E se um dia essa tomada de posicionamento (como se optar pela neutralidade não é se posicionar) levar o Brasil à um conflito?

Você iria para a frente de batalha?

Maurício Veiga
Maurício Veiga
Reply to  Underground
1 ano atrás

Perdemos possíveis vendas futuras para clientes em potencial não alinhados com a doutrina e geopolítica da OTAN/NATO!!!

Maurício.
Maurício.
1 ano atrás

Alemanha, sempre tão “boazinha”…rsrsrs. Mas, que isso sirva de lição para o Brasil, não temos amigos ou aliados, apenas parceiros comerciais, que possamos evoluir nossa industria de defesa para não ficarmos dependentes de uma simples canetada de um país alheio, mas, pelo histórico, não vamos aprender é nunca, já que volta e meia alguém barra um produto de defesa da Embraer, pelos mesmos motivos.

Renato Pereira
Renato Pereira
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

“Não existem países amigos, apenas interesses em comum” (John Foster Dulles)

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Compra VW, Mercedes dos Alencar. Agora, acho que os italianos perderam uma venda e ganharam um parceiro.

Maurício Oliveira
Maurício Oliveira
Reply to  Maurício.
1 ano atrás

Xará, KD o povo da patrulha pró ocidente pra bater palma pra Alemanha?

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Maurício Oliveira
1 ano atrás

Tão aí dizendo que tinha q ser obediente aos estrangeiros

Maurício.
Maurício.
Reply to  Maurício Oliveira
1 ano atrás

Nessas horas, esse pessoal toma chá de sumiço, se fazem de desentendidos, ou, vão dizer que “não é bem assim”….rsrsrs.

Wagner
Wagner
1 ano atrás

Pois é, nem armas somos capazes de produzir.

Scudafax
Scudafax
1 ano atrás

Excelente notícia, caso seja confirmada.
-Mostra que quem não é independente em equipamentos militares é incapaz de independência estratégica;
-Demonstra que é preciso, para ontem, adquirir vastas quantidades de equipamentos militares modernos e realizar o quanto antes engenharia reversa em larga escala, garantindo independência futura.

Charle
Reply to  Scudafax
1 ano atrás

Perfeito! Contudo o que se vê, ouve e lê sobre as forças armadas brasileiras não condiz ou levará à essa guinada estratégica.

Nativo
Nativo
Reply to  Charle
1 ano atrás

Ainda temos os críticos da engenharia reversa, que rasgam as calcinhas dizendo: AIINNN ISSO CÓPIA, COISA FEIA.

Krest
Krest
1 ano atrás

Isso me lembra o que a africa do sul teve que passar com os embargos que sofria e aprendeu a lição e criou toda uma indústria nacional de equipamentos para não depender de equipamentos estrangeiros. E agora em 2023 temos uma venda embargada pq decidimos não embargar no trem bélico da otan e o que faremos ? Iremos parar com essa ideia sem futuro de não procurar criar uma indústria nacional e pode fazer equipamentos com o máximo de componentes, se não 100% nacionais ou iremos continuar dependendo de empresas estrangeiras para produzir com os kits feitos na europa e… Read more »

Nilo
Nilo
Reply to  Krest
1 ano atrás

Amigo não chore pela Engesa, uma empresa privada, em que a ambição foi maior que a soluções comerciais pratica dizia.
Mas ainda lidamos com os adoradores da ausencia de Estado no investimento em areas estratetégicas, quando não muito ainda tentam vender o pouco que temos, exemplo: Embraer.

Charle
Reply to  Nilo
1 ano atrás

Correto!!! Mas não devemos nos esquecer de que pontos nevrálgicos da infraestrutura nacional foram entregues ao capital estrangeiro.

A ELETROBRÁS e as consecutivas privatizações em massa das distribuidoras de água estaduais funcionam como exemplo.

Sem contar que autonomia do Banco Central serve apenas ao capital especulativo internacional. Ou seja, estamos de mãos e pés atados.

Com isso, grupos estrangeiros aleatórios (ocultos ou não) sabe-se lá com que interesses, podem literalmente por o Brasil de quatro sem disparar uma única salva de tiros.

Last edited 1 ano atrás by Charle
Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Krest
1 ano atrás

E o que sobrou das fábricas da África do Sul?

Scudafax
Scudafax
1 ano atrás

Lembrando que, por enquanto, podemos adquirir tecnologias de qualquer país, sem embaraços, diferentemente da China e Rússia.

Charle
Reply to  Scudafax
1 ano atrás

Por enquanto…

Scudafax
Scudafax
1 ano atrás

Na guerra atual, só os EUA injetaram mais de 100 bilhões de dólares na Ucrânia, conforme dados oficiais. Quantos países tem esta capacidade de resiliência para sustentar um guerra contra este montante de capital financeiro e material, como a Rússia enfrenta?
Obviamente, para o lucro obtido do Complexo Industrial Militar.

Nilo
Nilo
Reply to  Scudafax
1 ano atrás

Não a Rússia não é nada, o que vale é um Brasil subserviente, como a Alemanha, que teve seu investimento de gasoduto mandando para os ares rsrsrsrsrsr

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Scudafax
1 ano atrás

Foi a escolha dela

Carlos
Carlos
Reply to  Scudafax
1 ano atrás

Os americanos não lutaram com soviéticos na guerra do Vietnã, mas foram os soviéticos que forneceram os misseis antiaéreo que derrubaram vários B-52 Usar essa afirmação só beneficia a propaganda russa para justificar os falhanços militares ao afirmar que a Rússia combate contra cinquenta que é o número de países que apoiam a Ucrânia, o conhecido Grupo de Rammstein e é composto por países da OTAN, Suíça, Áustria, Coreia do Sul, Japão, Austrália e outros mais. Usar essa afirmação é negar a realidade já que só russos e ucranianos morrem, com excepção dos voluntários entre os quais brasileiros.

Matheus
Matheus
Reply to  Scudafax
1 ano atrás

Imprimindo dinheiro o qual é lastro de todas as moedas do mundo, exportando inflação para os outros é fácil. Deveriamos fazer como os chineses.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
1 ano atrás

A própria Alemanha estava ( e ainda está ) “cheia de dedos” pra mandar qualquer ajuda pra Ucrânia, e agora quer nos embargar por não termos entregado munição a Alemanha e continuar-mos neutros?

Palhaçada dos diabos…

Filipe Prestes
Filipe Prestes
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Pois é, uma hipocrisia de marca maior e em detrimento de nossa posição soberana pela neutralidade. Essa chantagem na verdade é a antessala do que deverão ser as negociações de paz se a proposta brasileira for aceita pela Rússia (coisa que a Ucrânia já deu aval), afinal não restam muitos interlocutores críveis para ambas as partes. Isso é na verdade, a realpolitik alemã atuando já antevendo as condições para um armistício ou tratado de paz.

BVR
BVR
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Olá Wilber !! Concordo com a sua indignação. E vou mais longe, nos idos dos anos 90 o governo “fodástico” da Alemanha estava criando obstáculos para certa empresa nacional. A diplomacia do “anão diplomático” entrou em ação e pôs na mesa a fragilidade na área de meio ambiente de uma grande e internacionalmente conhecida empresa alemã. De maneira ilustrativa, “tudo bem então, nossa empresa perde o mercado alemão; mas a de vcs perde – no mínimo – o mercado europeu”. Detalhe, fazia menos de cinco anos que havia ocorrido a Eco-92, e os “verdes” na Alemanha estavam em alta. Resultado,… Read more »

Last edited 1 ano atrás by BVR
Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Na hora de se entregarem escolhem os brasileiros

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

passou um tempão e só queria dar capacete, depois foi obrigada a dar de má vontade leopards entre outras armas, e querem encher o saco do Brasil, hipocrisia e muita

Matheus
Matheus
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Europa é nossa inimiga, enquanto não enterdermos isso e partirmos para outros mercados, outro sistema de lastro monetário em ouro estamos perdendo tempo. Ficar mendigando acordo pra exportação de produtos agrícolas. Eles que morram de fome e frio e tentem cultivar em solo radioativo. Temos é que nos preparar para cobiça e agressões em caso de conflito nuclear

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Matheus
1 ano atrás

Ah, mas vai explicar pro pessoal que comenta aqui, que acha que qualquer coisa que não seja europeu ou norte-americano é o suprassumo, e que acha que os norte-americanos são “nossos irmãos”….

Poderíamos ter feitos centenas de intercâmbios e tratados de tecnologia com países como Índia e China, mas sabe como é, né…gostamos de achar que somos ocidentais, mas os europeus não concordam muito com isso…

teno
teno
1 ano atrás

” é triste ser a favela do mundo” , mas tudo vai melhorar.
e faz o ( L ) ai…!.

MFB
MFB
Reply to  teno
1 ano atrás

Sempre tem um bisonho para tumultuar. Não tem nada com político A, B ou C seu pateta. Isso é um problema histórico aqui.

Fábio
Fábio
Reply to  MFB
1 ano atrás

Concordo com você teno, o povo brasileiro é pobre de cultura, elege um ladrão pra ter dividas perdoadas ao invés de paga-las aí depois vem se achar estrategista na guerra de outros países. Enquanto não conseguirmos administrar os nossos próprios problemas não adianta nos metermos nos problemas dos outros. Educação séria é a saída.

Leitor.
Leitor.
Reply to  Fábio
1 ano atrás

Sai pra lá mocorongo

ted
ted
Reply to  teno
1 ano atrás

Sem falar no embargo da carne bovina para China, pelo caso da vaca-loca descoberto no estado comandado pela família Barbalho. Sendo assim, despencou a bolsa de valores e a projeção do pib. Segue o desgoverno.

Patriotário
Patriotário
Reply to  teno
1 ano atrás

Olha o bisonho…

Nativo
Nativo
Reply to  teno
1 ano atrás

Santa bisonhice Batman.

Pedro fullback
Pedro fullback
1 ano atrás

O Brasil tem como obrigação barrar todos os candidatos alemães a compra de equipamentos militares.

Licitação para o novo veículo blindado? Adeus empresas alemães!! E por aí vai!

E ainda mais! Mandava um recado dizendo que mudaria todos os componentes possíveis de origem alemã nos equipamentos militares brasileiros.

Devemos sim retaliar a Alemanha.

Rafael
Rafael
Reply to  Pedro fullback
1 ano atrás

“ E ainda mais! Mandava um recado dizendo que mudaria todos os componentes possíveis de origem alemã nos equipamentos militares brasileiros.”

Depois dessa decisão o PIB da Alemanha vai cair uns 5%…

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Rafael
1 ano atrás

Quantos caminhões VW e Mercedes tem nas forças?

Meireles
Meireles
Reply to  Palpiteiro
1 ano atrás

Isso mostra que os colonizadores do Brasil mandam no Brasil, e detalhe, esses produtos são vendidos no Brasil por 4 ou 5x do valor que eles realmente valem…

Last edited 1 ano atrás by Meireles
Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Rafael
1 ano atrás

PIB da Alemanha eu não sei como ia ficar. Mas percepção que iam ter é de que não mandam aqui

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Pedro fullback
1 ano atrás

E ainda mais! Mandava um recado dizendo que mudaria todos os componentes possíveis de origem alemã nos equipamentos militares brasileiros.´´

Embora eu concorde com isso…o Brasil e sua Indústria de Defesa tem capacidade de simplesmente´´ trocar cada componente Made in Germany´´ de cada equipamento, arma e veículo que temos, pra componentes 100% nacionais?
Se sim, por qual motivo isso não foi feito antes?

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Os Alencar querem comprar energia do Brasil. Hidrogênio.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Claro que não temos capacidade de trocar tudo por componentes 100% nacionais.
Com sorte, substituiremos por de outros países.

BVR
BVR
Reply to  Pedro fullback
1 ano atrás

Pedro fullback, é uma etapa a ser considerada caso os alemães desejem bancar a atual posição.
Contudo, é mais interessante chamar para uma conversa antes que a coisa escale.

Faver
Faver
Reply to  Pedro fullback
1 ano atrás

Cuidado… As fragatas tamandaré são de responsabilidade de empresa alemã. Temos mais a perder do que ganhar neste esperneio… Ainda dependemos de apoio para os tanques leopard…

ALTAIR
ALTAIR
1 ano atrás

Troca de fornecedor, destas peças que vem da Alemanha, Israelense, por exemplo, ou será que isso é difícil.

Carlos
Carlos
1 ano atrás

É algo já aguardado, afinal, os alemães gostariam da “preferência”. Com tudo, fica evidente o quão limitado estão alguns países europeus na indústria militar. Essa situação mostra que a Europa como um todo estaria em péssima situação para defender-se em uma guerra aberta com a Rússia ou outra potência global.

Oráculo
Oráculo
Reply to  Carlos
1 ano atrás

Trump falava isso. E nesse ponto ele estava certo.

A Europa(OTAN) depende básicamente dos EUA pra garantir a segurança do continente Europeu.

Se por um acaso Tio Sam optasse por sair da OTAN(algo quase impossível de acontecer), a Rússia perderia todos os “freios” de conquistas territóriais que possui.

737-800RJ
737-800RJ
1 ano atrás

Por isso que todo e qualquer produto produzido aqui com maioria dos componentes nacionais, mesmo que resulte em um item inferior ao que existe disponível no mercado, deve ser estimulado. Todo produto topo de linha começou de algum lugar!
E ainda tem gente que critica o desenvolvimento do Mansup…

Luis oliveira
Luis oliveira
Reply to  737-800RJ
1 ano atrás

Concordo. A China chegou ao nível que está, fazendo engenharia reversa. Ela primeiro copiava tudo. Agora produz tecnologia.

Andrey
Andrey
1 ano atrás

Países como Alemanha e França não são confiáveis, e o pior que mais uma vez não vamos aprender a eterna lição:países não têm amigos,só os seus interesses; e se estes forem contrariados seremos embargados.

Maurício.
Maurício.
Reply to  Andrey
1 ano atrás

Não existe país confiável, a Austrália acreditou no tal “aukus”, está até agora esperando os submarinos prometidos…

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Andrey
1 ano atrás

França apunhalou o Lula. Nos entubou sub e helicóptero. Depois apunhalaram com o acordo do Irã. Agora esse da Alemanha. Lula gosta de Puthenfia mas depois cai a ficha.

Scudafax
Scudafax
1 ano atrás

Elaborando sobre uma das vias de resposta estratégica:
-Identificar os componentes críticos, em todos os equipamentos militares importantes utilizados;
-Indicar o país fabricante, meios de fabricação e disponibilidade de fornecedores alternativos;
-Engenharia reversa, de maneira confidencial, em todos os componentes, com plano de contingência para vários cenários, inclusive embargo total.

sub urbano
sub urbano
Reply to  Scudafax
1 ano atrás

Brasil não tem competência pra fazer engenharia reversa.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  sub urbano
1 ano atrás

Tem sim, o que não tem é coragem.

Oráculo
Oráculo
Reply to  Allan Lemos
1 ano atrás

Bingo!

Rafael
Rafael
1 ano atrás

Belo e moral.

Scudafax
Scudafax
1 ano atrás

Esta discussão é uma amostra do poder do conhecimento e capacidade independente. Não é sem razão que os EUA lançaram o Science and CHIPS Act.

BK117
BK117
1 ano atrás

Espero que o EB já esteja riscando a KMW e a Rheinmetall do futuro da força. Thyssenkrupp? Fica só nas 4 Tamandarés e bora de FREMM…

É cada uma!

p.s.: Se eu não me engano os alemães já fizeram isso com o chassi dos ASTROS. Trocamos e vida que segue. Mesma coisa aqui.

Last edited 1 ano atrás by BK117
737-800RJ
737-800RJ
Reply to  BK117
1 ano atrás

E eu acho o MMBT Lynx 120 lindão e um ótimo candidato pra substituir os Leopard no final da década… Ficarei na torcida pelo CV90120 depois dessa.

BK117
BK117
Reply to  737-800RJ
1 ano atrás

Gosto bastante do CV90, e creio que seja um dos mais bem cotados pelo EB. Lembrando que grupo para o projeto do carro de combate e da VBC-Fuz já foi criado.

Last edited 1 ano atrás by BK117
Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  BK117
1 ano atrás

Tava pensando JUSTAMENTE nas Tamandarés…
Se o processo delas não estivesse tão adiantado com os alemães, era motivo mais do que suficiente de romper com eles.

Uma pena que a cavalaria do EB ainda seja obrigada a estar nas mãos da KMW ainda por décadas….

BK117
BK117
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Eu cancelava a atualização dos Leopard…

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  BK117
1 ano atrás

Pra isso, precisaríamos desenbolsar bilhões pra trocar nossos MBT´s e Guepard por outro, e mais alguns bilhões pra alterar nossa logística da KMW.
Não temos esses bilhões. É mais fácil o EB engolir em seco e fingir que não tem nada acontecendo, e continuar nas mãos dos alemães, do que ela fazer essa mudança.

BK117
BK117
Reply to  Willber Rodrigues
1 ano atrás

Não necessariamente. Apesar da defasagem tecnológica, uns 30% da frota ainda estão em boas condições. Opera do jeito que tá por mais uns anos e investe em Centauro 2. Apesar de ser uma categoria de veículo totalmente diferente, creio que preenche o gap até o próximo blindado satisfatoriamente, além de ser um investimento muito mais duradouro que a atualização dos Leo1.

Last edited 1 ano atrás by BK117
Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  BK117
1 ano atrás

FREMM depois dessa ia era de Type alguma coisa da China. Pal no c% das empresas europeias. No máximo da Itália

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  BK117
1 ano atrás

Discordo. Acho que deveríamos cancelar as Tamandare agora e já aproveitar e comprar uma fragata de maior porte como as FREMM italianas.
Já cancela agora o contrato de 2 bi de dólares e não paga multa nenhuma.
Faz uma lei que permite cancelar por falta de confiança no parceiro e boa.

Luiz Avila
Luiz Avila
1 ano atrás

Agora é só retaliar com alguma coisa tb…..

MLJC
MLJC
1 ano atrás

E o desgoverno passado querendo acabar com a já diminuta indústria de semicondutores brasileira.

Paulo
Paulo
1 ano atrás

É Presidente… será que não está na hora de dar um “susto” nos alemães e travar as Tamandares em favor das FREMM… Pau que dá em Chico também dá em Francisco…

Henrique A
Henrique A
Reply to  Paulo
1 ano atrás

As FREMM seriam mais caras ainda…

Filipe Prestes
Filipe Prestes
1 ano atrás

Esse embargo alemão é o ato introdutório de uma outra pressão que deveremos sofrer daqui em diante: O início das negociações de paz, cujo o grupo foi proposto pelo Brasil, aceito pela Ucrânia e que Moscou anunciou hoje que analisará a proposta. Ao não poder pressionar Pequim e/ou Nova Délhi, que provavelmente serão os representantes do lado da causa russa e mediadores respectivamente, a UE e em particular a Alemanha, de antemão já nos pressionam antevendo-se à articulação brasileira para que esta tome uma posição mais em prol ucraniano quando as iniciativas de paz de fato começarem. Claro, isso não… Read more »

Palpiteiro
Palpiteiro
Reply to  Filipe Prestes
1 ano atrás

Acho que nessa os Alencar deram uma bola fora. Muito pouca coisa. Eles só tem a perder.

Rogerio Schneider
Rogerio Schneider
1 ano atrás

8 ou 80? Creio que o governo anterior priorizou não desagradar aos russos e continuar a receber fertilizantes que são essenciais a agroindústria. De qualquer maneira, o Brasil jamais teve postura sobre qualquer coisa, sempre ficando em cima do muro.

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  Rogerio Schneider
1 ano atrás

Nesse caso não ter postura foi a melhor opção.

Luis oliveira
Luis oliveira
Reply to  Rogerio Schneider
1 ano atrás

Está se falando tanto por causa de 28 carros. O que ganhamos na aquisição do fertilizante e do diesel, é muito, muito mais do que esses 28 carros. Na minha opinião, a Ucrania está fadada a derrota. Todos os países da otan, só estão mandando sucata para lá. Os americanos não enviam um unico ítem de ultima geração, só sucata. A neutralidade está trazendo mais beneficios que prejuisos. Se tivessemos enviado a munição que temos, nossos leopard que já são ultrspassados, só serveriam para virar monumentos nas portas dos quarteis.

Nilo
Nilo
1 ano atrás

Embarga a aquisição do projeto Tamandaré. A questão é que podemos estar vendo a saída de um presidednte inútil e entra de um presidente que entra querendo fazer história personalista, achando que vai fazer diferença em um conflito que foi construido desde 2014 com finalidade de subjugar a velha Europa e dissover a Rússia. Dificilmente ocorra algum diferente da que ocorreu da intromissão do Lula no acordo nuclear entre Irã e EUA, “Da Em Nada“. O presidente esta confiante no apoio da Alemanha e França, no apoio do seu projeto “Clube de Paz”, bem agora ele está vendo o quanto… Read more »

sub urbano
sub urbano
1 ano atrás

Viram a importância de um projeto monumental como o SU-57? 100% de componentes nacionalizados.

Nilo
Nilo
Reply to  sub urbano
1 ano atrás

Tem um que discorda (por enquanto). rrsrsrsrs
Negativa, somente.
Esta na hora do Poder Terrestre adotar o critério do Poder Naval. Sem Ponto Negativo, se quiser ser contrário, posicione-se de forma explicita.

Last edited 1 ano atrás by Nilo
Celso
Celso
1 ano atrás

Igual aos nossos milicos pelegos. Todo castigo pra pelegos é pouco