RAAM, a arma que parou o avanço russo em Vuhledar

57

O uso pela Ucrânia de minas remotas antiblindados fornecidas pelos EUA ajudou a deter as forças russas e destruiu seus tanques e veículos blindados na região de Donetsk, onde combates violentos estão ocorrendo.

Vários vídeos circularam nas mídias sociais, parecendo mostrar tanques russos entrando em campos minados e explodindo.

Uma renovada ofensiva russa em Vuhledar começou no final de janeiro envolvendo a 155ª Brigada de Fuzileiros Navais da Frota do Pacífico, segundo relatos.

Quase toda a brigada de 5.000 homens foi destruída perto de Vuhledar, com soldados mortos, feridos ou feitos prisioneiros, disse Oleksiy Dmytrashkivskyi, chefe do centro de imprensa unida do distrito de Tavriskiy das forças de defesa ucranianas, ao Politico em 12 de fevereiro.

Parte da razão para o sucesso militar da Ucrânia no combate às forças russas em torno da cidade de mineração de carvão foi o uso do sistema Remote Anti-Armor Mine (RAAM) fornecido pelos EUA, de acordo com relatórios .

O sistema Remote Anti-Armor Mine é um obus de 155 mm contendo nove minas antitanque. Quando o projétil é disparado sobre uma área aberta, as minúsculas minas são espalhadas amplamente no solo.

Isso significa que as forças ucranianas podem colocar as minas à distância, e não manualmente, como costuma acontecer com as minas terrestres tradicionais.

Desde o ano passado, os EUA enviaram à Ucrânia pelo menos 7.200 projéteis RAAM em seus pacotes de ajuda.

De acordo com a Forbes, a Ucrânia está usando os RAAMs fornecidos pelos EUA, bem como o soviético TM-62, que é uma mina tradicional.

As forças russas têm lutado para conter as minas da Ucrânia, particularmente os projéteis RAAM que caem de cima.

Soldados ucranianos esperam que as forças russas abram caminho através de um campo minado antes de disparar novas minas no caminho recém-desobstruído, informou a Forbes.

A agência disse que a melhor maneira de as forças russas deterem o RAAM seria suprimir as armas que disparam os projéteis de minas.

Nas últimas semanas, houve combates intensos em Vuhledar e nas aldeias vizinhas, enquanto a Rússia parece estar aumentando sua ofensiva na região de Donetsk.

Apesar de vários ataques, as forças russas parecem estar se debatendo e enfrentando perdas crescentes enquanto a Ucrânia continua a recuar.

Embora o número exato de baixas da ofensiva não seja confirmado, os erros táticos da Rússia e as perdas no campo de batalha provocaram raras críticas de blogueiros militares russos – um movimento incomum, considerando que a Rússia tornou ilegal a crítica à guerra.

FONTE: BusinessInsider

Subscribe
Notify of
guest

57 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Up The Irons
Up The Irons
1 ano atrás

Outro dia eu falei que em poucos meses a Rússia chegará aos 10 mil blindados perdidos e alguns duvidaram… Com 1 ano de guerra, entre MBTs, IFVs e APCs, já se somam quase 5.000 veículos perdidos!
Só MBTs já rodaram quase 1.800!

Fonte com fotos de todas as perdas:

https://www.oryxspioenkop.com/2022/02/attack-on-europe-documenting-equipment.html?m=1

Simas
Simas
Reply to  Up The Irons
1 ano atrás

No mínimo, mais do que confirma o relatório de 157.000 KIA de algumas semanas atrás. O general Sir Richard Barrons, ex-comandante do Comando das Forças Conjuntas do Reino Unido, diz que a Ucrânia precisa manter 200.000 soldados em campo para defender a linha de frente de 1.600 milhas e manter sua estratégia de estender as forças russas em tantos lugares quanto possível. “Dado que a taxa de baixas em um dia realmente ruim é de 200 a 300 mortos, você começa a ver quantos seriam necessários para reabastecer isso.” No entanto, Barrons argumenta que a Ucrânia precisa ainda mais de… Read more »

Oliveira
Oliveira
1 ano atrás

Uma brigada com 5.000 homens destruída.
Ucranianos com suas fantasias.
Os russos ficam dias bombardeando os inimigos para evitar baixas quando atacam e foram cinco mil destruídos assim.
Num estalar de dedos.
Acreditamos.
Só para complementar o post, os russos tomaram o sul de Vugledar e estão avançando pelo sudoeste da cidade.
Parece aquela notícia dos 300 de Pavlovka.
Os ucanianos disseram que mataram 300 russos e no dia seguinte a cidade caiu.

M4l4v1t4
M4l4v1t4
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

Olha, se você acompanhasse a guerra através do feed de vídeos de baixas que são postas quase que em tempo real no twitter, saberia que esse número é bem condizendo com o que vem sendo postado só em Vuhledar

m4l4v1t4
m4l4v1t4
Reply to  M4l4v1t4
1 ano atrás

Os foguetes termobáricos usados através do TOS fizeram muita diferença no avanço russo do início dessa guerra, nada segurava um avanço depois de um ataque de TOS.Depois que o HIMARS chegou, acabou. Tentaram usar o TOS denovo agora e deu no que deu, já perderam todos. É uma arma fantástica, mas se o seu inimigo tem artilharia de precisão, que certamente terá mais alcance do que o TOS, então você vai jogar muito dinheiro fora porque vai perder todos.

Marcos César Fernandes
Marcos César Fernandes
Reply to  m4l4v1t4
1 ano atrás
Santamariense
Santamariense
Reply to  M4l4v1t4
1 ano atrás

Ninguém nega os altos números de mortes de ucranianos. Só vocês que insistem em negar as altas perdas do lado russo…negacionismo…

Inimigo público
Inimigo público
Reply to  Santamariense
1 ano atrás

Então por que não se divulga esses números de baixas ucranianas? São tantas que já perderam a conta será?

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

Para quem estaria em Portugal em uma semana as “coisas” não estão indo bem . Já imaginou se estão patinando na Ucrânia como seria contra a OTAN. ..oque garante é as armas nucleares e olhe lá…medo dos russos nem a Geórgia tem .

Oliveira
Oliveira
Reply to  Alan Santos
1 ano atrás

Vamos com calma .
Uma coisa de cada vez.
Por enquanto, a tarefa russa é na Ucrânia.
Ontem foi anunciado que os russos estão avançando na região da gigantesca fortaleza de Adviika.
Estão entrando em Krasnovorika ao norte e se aproximando de Sjeverne ao sul.
Adviika é, provavelmente, a maior fortaleza ucraniana.
Conhecida como formigueiro.
E como os ucanianos demoram ou se recusam a se retirar, já sabemos que terão milhares de baixas.

Felipe M.
Felipe M.
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

Blá blá blá.
Conversa fiada do dia postada.
No mapa, nada de avanço.
1 ano de guerra e contando.

Daniel
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

x i n g s voltou com outro nick….ele não desiste

Alan Santos
Alan Santos
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

Por enquanto a “tarefa” de deslocar mais de 25 milhões de suas casas e colocar mais de 200 mil jovens russos e ucranianos na vala e a Suécia e a Finlândia na OTAN tá dando certíssimo “. Coisa de ” gênio enxadrista “.

Henrique
Henrique
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

“Uma coisa de cada vez.
Por enquanto, a tarefa russa é na Ucrânia.”

+365 dias pra pegar 20% da Ucrânia…

vão chegar em Lisboa nesse século ou antes do Deus-Imperador da Humanidade se revelar? (~séc29) kkkkkk

Hcosta
Hcosta
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

depende da sua definição de avançar…
E se essas munições fossem assim tão eficazes já teriam conquistado essa povoação há muito tempo…

Oliveira
Oliveira
Reply to  Hcosta
1 ano atrás

E por falar em avanço, os russos após a tomada de Berkhovka, estão avançando e tomaram o sul do reservatório Berkhovsky.
Estão a menos de 2 km da estrada secundária que passa por Khromovo, última rota de abastecimento para Bakhmut.
No centro dessa cidade, os russos estão avançando pelo centro e estão a 300 metros de atravessar o rio que leva para a parte oeste da cidade.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

Parece Estalinegrado. Os Alemães a avançarem metros por semana, a enviarem ondas de infantaria e sem cortarem as rotas de abastecimento até que foram cercados e tudo por razões políticas… E a propaganda Nazi, todos os dias a anunciarem vitórias espetaculares e que seria desta que conquistavam a cidade.

Mas vamos ver o que acontece…

Paulo Montezuma
Paulo Montezuma
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

Há algum tempo, os soldados chechenos davam entrevistas dizendo que em pouco tempo estariam em Berlim. Alguém tem notícias deles? Algum russófono para atualizar? Aproveita e diz aí o que aconteceu com os mercenários sírios

Oliveira
Oliveira
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

Os russos começaram a usar as FAB500 em Adviika.
Ontem assisti um vídeo de uma delas explodindo lá.
Não sei se ela acertou algum depósito de munição ou se foi só ela mesmo, mas a explosão parecia de uma mini bomba nuclear.

m4l4v1t4
m4l4v1t4
Reply to  Oliveira
1 ano atrás

Os russos usam a FAB500 desde o primeiro dia dessa guerra assim como em todas as outras guerra em que eles lutam. Também conhecida como sendo a mais imprecisa das bombas burras.

Simas
Simas
Reply to  m4l4v1t4
1 ano atrás

Pela explosão que ela causa, não necessita de precisão.
É do tipo ‘arrasa quarteirão’.

mendonça
mendonça
1 ano atrás

“Para quem estaria em Portugal em uma semana as “coisas” não estão indo bem . Já imaginou se estão patinando na Ucrânia como seria contra a OTAN. ..oque garante é as armas nucleares e olhe lá…medo dos russos nem a Geórgia tem ”

ja está sendo contra a otan , a unica diferença, é que estão usando somente a mão de obra da ucrania.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  mendonça
1 ano atrás

Nem você acredita nisso. Se a guerra fosse de fato contra a OTAN a VKS já estaria destruída; a IADS russa, suprimida; e os caças da OTAN estariam brincando de tiro ao alvo com os veículos russos.

Last edited 1 ano atrás by Bruno Vinícius
m4l4v1t4
m4l4v1t4
Reply to  Bruno Vinícius
1 ano atrás

Nos anos 80 e 90 nós dizíamos que em uma guerra direta contra o EUA ou contra a OTAN o US Army estaria dentro do território russo em questão de poucos dias; A USAF estaria fazendo PAC sobre Moscou nas primeiras 48horas de guerra já com supremacia aérea imposta; a US Navy e os Marines criariam uma cabeça de praia em Vladivostok ao mesmo tempo em que os últimos SSN e SSBN soviéticos estariam sendo afundados, ou seja, também em no máximo 72 horas … ,.. Mas é claro que diziam que eramos loucos e que a URSS chegava em… Read more »

Allan Lemos
Allan Lemos
Reply to  m4l4v1t4
1 ano atrás

Sim, e a liderança russa iria ficar só assistindo a tudo isso. A capacidade nuclear da Rússia era maior do que a da OTAN.

Felipe
Felipe
Reply to  Bruno Vinícius
1 ano atrás

Sim, igual os EUA fizeram com o Afeganistão

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Felipe
1 ano atrás

Comparar uma guerra convencional com um conflito assimétrico é passar um atestado de burrice faraônico

Last edited 1 ano atrás by Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Felipe
1 ano atrás

Comparar uma guerra convencional com um conflito assimétrico é passar atestado de ignorância sobre o assunto.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Bruno Vinícius
1 ano atrás

se fosse contra a OTAN o hemisfério norte nem existiria mais como conhecemos hoje,

gordo
gordo
1 ano atrás

Sem uso intensivo da aviação e drones os Russos não vão conseguir avanço algum, ou se conseguirem será a um custo humano e material proibitivo. A Ucrânia está impregnada de tudo que é equipamento que foi pensado e projetado para enfrentar a doutrina Soviética/Russa numa guerra no solo.

Nativo
Nativo
Reply to  gordo
1 ano atrás

Perfeito.
A Rússia muito provavelmente tem poucos aviões para essa guerra ou mesmo guardar todo o seu imenso território e daí ” é melhor” jogar os infantes e cavalaria sem nenhuma ação aérea anterior.

Andre
Andre
1 ano atrás

Não sei como é a sua realidade paralela ai, mas aqui a Ucrânia foi invadida pelo seu vizinho, não por algum desgracado “a” um oceano de distância.

Felipe M.
Felipe M.
1 ano atrás

Coitadinho do Regime Russo.
“Tão vítimas”.

Simas
Simas
Reply to  Felipe M.
1 ano atrás

von Clausewitz:

‘A guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios.’

Nilo
Nilo
1 ano atrás

“os erros táticos da Rússia e as perdas no campo de batalha provocaram raras críticas de blogueiros militares russos – um movimento incomum, considerando que a Rússia tornou ilegal a crítica à guerra.”
Sempre li artigos de críticas em jornais ,blogs , micro blogs e mídia televisiva russa, a questão é que ao contrário de certos países campanha fake news, campanha para desestabilizar, contra o governo lá o cara tem de se responsabilizar pelo que escreve rsrsrs

Last edited 1 ano atrás by Nilo
Sagaz
Sagaz
Reply to  Nilo
1 ano atrás

Lá já deve ter uma agência reguladora com alguém similar ao Felipe Feto analisando as postagens né!?

Nilo
Nilo
Reply to  Sagaz
1 ano atrás

F.Neto é amador, profissional é C.Bolsonaro que tem até programa israelense  cibersegurança rsrsrsrsrsr

Last edited 1 ano atrás by Nilo
Simas
Simas
Reply to  Nilo
1 ano atrás

Está circulando foto do primeiro Leopard ucraniano destruído pelos russos.
Perguntado sobre o fato, Prigozhin afirmou que Wagner ainda não encontrou nenhum no campo de batalha, embora tenha afirmado que alguns já chegaram a Chasov Yar.
Disse que logo que destruíssem o primeiro, ele informaria para a mídia.

Underground
Underground
Reply to  Simas
1 ano atrás

Igual aos 80 Himars destruídos?

Marcelo
Marcelo
Reply to  Simas
1 ano atrás

Fonte: está circulando e mais nada. Mas os ucranianos postaram um vídeo de um tanque de guerra T-90 M sendo transportado por um caminhão militar pesado Oshkosh M1070 HET na Ucrânia. Há informação de que o T-90M, mais um capturado pelos ucranianos, será reparado e incorporado ao inventário das forças militares da Ucrânia. Parece que não são só os ocidentais que fornecem tanques modernos para as tropas ucranianas.
https://www.19fortyfive.com/2023/02/new-footage-proves-ukraine-captured-russias-killer-t-90m-tank/

Last edited 1 ano atrás by Marcelo
Magaren
Magaren
1 ano atrás

Me lembrou o jogo lemmings

Rogério
Rogério
1 ano atrás

kkkkkkk

eliton
eliton
1 ano atrás

So fico pensando como que vão fazer pra limpar isso depois, vai ser igual paises aficanos, em 2030 vai ter gente perdendo perna.

RPiletti
RPiletti
Reply to  eliton
1 ano atrás

Infante pesa quantas toneladas?

eliton
eliton
Reply to  RPiletti
1 ano atrás

Esse mes um padre perdeu o pé depois de passar por cima de uma mina na Republica Sentro Africana.
https://www.catholicnewsagency.com/news/253669/missionary-priest-in-central-african-republic-injured-in-mine-explosion-has-foot-amputated

Demolidor
Demolidor
1 ano atrás

O único vencedor desta guerra é a economia dos EUA, estão vendendo armas como nunca, os EUA foi o primeiro país que se tornou potência vendendo armas.

Miguel
Miguel
Reply to  Demolidor
1 ano atrás

Na verdade os EUA estão deixando a Rússia sangrar em suprimentos e soldados….vamos ver no que vai dar

Marcelo
Marcelo
1 ano atrás

Os russos continuam raspando fundo o tacho para conseguir armamentos. Não bastasse ter que tirar do depósito os antigos T-62 soviéticos, que entraram em serviço há mais de 60 anos, e ter que modificá-los sob a designação T-62M Obr. 2022, agora o T-62 aparece equipado com a mira térmica 1PN96MT-02, com 30 anos de idade, ou seja, metade da idade do próprio tanque. É a Rússia indo ladeira abaixo no segundo ano da Operação Militar Especial na Ucrânia.
https://www.thedrive.com/the-war-zone/ukraine-situation-report-russian-tanks-reverting-to-cold-war-thermal-sights

Last edited 1 ano atrás by Marcelo
Arthur
Arthur
1 ano atrás

Tem certeza que foram apenas 5.000? Sabe como é: a midia adora inflacionar. Para mim foram 50.000 ou 500.000 ou 5.000.000… Ou será apenas outro GAME CHANGER? Pronto, a Ucrânia já chegou à Vladivostok!

Carlos Pietro
Carlos Pietro
1 ano atrás

Boa tarde, como é lindo de ver o invasor sendo destruído.
UCRÂNIA VIVE!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Inimigo público
Inimigo público
1 ano atrás

Tantas armas revolucionárias, tantas baixas russas, e a Ucrânia conseguiu recuperar quantos kms de território depois de outubro?

Marcelo
Marcelo
Reply to  Inimigo público
1 ano atrás

Depois de outubro veio o outono e o inverno. Só os tolos russos tentam avançar na lama e na neve ou, pior ainda, por estradas monitoradas pelos ucranianos e ao alcance da artilharia guiada. A Ucrânia já avisou que vai iniciar a contra ofensiva na primavera. Da outra vez os russos não acreditaram …

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
1 ano atrás

Essa é uma munição interessantíssima para o Brasil, com certeza mais barata do que mísseis anticarro e novos CC.

Bacchi
Bacchi
1 ano atrás

os erros táticos da Rússia e as perdas no campo de batalha provocaram raras críticas de blogueiros militares russos – um movimento incomum, considerando que a Rússia tornou ilegal a crítica à guerra.

População toda da russia é a favor da guerra, ate por que é proibido ser contra ne

Marcos César Fernandes
Marcos César Fernandes
1 ano atrás

quer saber sobre a guerra, veja o canal da jornalista espanhola
https://www.youtube.com/@liusivaya

Carlos Campos
Carlos Campos
1 ano atrás

Como eu amo as minas, baratas e efetivas, o Brasil precisa continuar investindo nelas, assim como bombas Cluster.

Renato B.
Renato B.
1 ano atrás

Fico pensando como vai ser retirar isso depois que a guerra acabar.