Mais bombardeios ucranianos reportados pelos russos, além de notícias do fronte

17

Agência TASS informou sucessivos ataques de artilharia ucraniana em Donetsk e Belgorod, mas também foram relatados sucessos defensivos russos na frente de combate, com destruição de fortificações e equipamentos ucranianos, após a detecção de movimentações de tropas

A agência de notícias russa TASS está especialmente ativa, nesta sexta-feira, em reportar ataques ucranianos a alvos na Rússia e em território ocupado pelos russos na Ucrânia. Além dos possíveis ataques com mísseis Storm Shadow a Genichesk e Skadovsk, na região de Kherson, a agência informou sobre outros bombardeios alegadamente realizados pelas Forças Armadas da Ucrânia, tanto recentes quanto acumulados desde maio.

Segundo a TASS, na quinta-feira foram realizados 37 ataques de artilharia ucraniana no território da chamada “República Popular de Donetsk” (Donetsk People’s Republic – DPR), denominação russa a uma das regiões ao leste da Ucrânia que foram tomadas russos desde a invasão iniciada em fevereiro do ano passado.

A agência informou que uma mulher foi morta e um homem ferido, conforme relatos de uma missão que controla e coordena questões relacionadas a “crimes de guerra ucranianos”. O boletim da missão alegou, em sua conta no Telegram, que 256 projéteis foram usados nesses ataques, incluindo munições de artilharia de 152mm e 155mm e foguetes MLRS. Houve danos a 10 prédios residenciais. No dia anterior, ainda segundo a TASS, foram 54 ataques.

Mas a TASS não informou apenas ataques a áreas supostamente residenciais em suas notas de hoje. Em outra nota, a agência informou que 89 instalações industriais na região de Belgorod foram danificadas por ataques de artilharia da Ucrânia desde 5 de maio. As instalações informadas ficam nos distritos municipais de Shebekinsky e Grayvoronsky na região fronteiriça de Belgorod, conforme relato do governador distrital  Dmitry Gladsky. Ele também afirmou que onze empresas de porte estão entre as atingidas.

Contraponto do fronte – munições termobáricas em ação contra movimentos de tropas da Ucrânia

Em contraponto aos informes sobre bombardeios ucranianos, a TASS também trouxe notícias do fronte. Foi o caso de uma ação bem-sucedida de defesa por parte das Forças Armadas Russas, nos setores Yampolovka e  Torskoyeda frente de combate da região de Krasny Liman. A nota da agência afirmou que unidades de reconhecimento russas detectaram movimentos de seções de tropas das brigadas 21, 42 e 63 da Ucrânia, assim como de veículos blindados.

Em resposta, os russos dispararam munições termobáricas, alegadamente destruindo seis pontos fortes ucranianos, além de duas equipes de obuseiros e quatro de morteiros, estes neutralizados por fogo de contra-bateria. Também foi reportado o abate de uma aeronave remotamente tripulada por um míssil portátil Igla e o ataque de bombardeiros russos Su-34 a três fortificações e acampamentos próximos a Petrovskoye e  Terny.

A munição termobárica de foguetes de 220mm  foi disparada por sistemas TOS-1A, segundo os relatos de combate noticiados pela TASS (nas imagens abaixo, em caráter meramente ilustrativo – assim como as demais desta matéria –  sistemas TOS-1A exportados para a Arábia Saudita pela Rússia).

Subscribe
Notify of
guest

17 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Arthur
Arthur
11 meses atrás

Ué??? Que estranho! Russo vem a falar sobre ataques ucranianos e o posterior revide… cheiro de propaganda. Se, ao menos a notícia viesse do chefe da inteligência ucraniana, o paralisado Kyril “Bernie” Budanov…

Hermet
Hermet
Reply to  Arthur
11 meses atrás

O que se sabe com 100% de certeza é que Wagner PMC está se agrupando em Belgorod.
Especula-se um ataque a Kharkov.

Jagdv#44
Jagdv#44
Reply to  Hermet
11 meses atrás

hahahaha

Arthur
Arthur
Reply to  Hermet
11 meses atrás

Aproveitando a deixa: o que significa Qings e Nicks?

rodes
rodes
Reply to  Hermet
11 meses atrás

Voces _____________ só erram, só erram e erram.

Wagner foi atacada pelas forças russas minutos atrás e você, ______________ militando e mentindo num site de defesa brasileiro.

Voces são fracos demais.

COMENTÁRIO EDITADO. MANTENHA O RESPEITO. LEIA AS REGRAS DO BLOG:

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Nilton L Junior
Nilton L Junior
Reply to  Arthur
11 meses atrás

O fantasma do FSB encontro o outro fantasma de Kiev, por isso não consegue dar noticias

Pedro
Pedro
11 meses atrás

a tá…. Ucrânia não ataca civis….. cei

Pedro
Pedro
11 meses atrás

Se é ucraniano, tem de destruir mesmo. Não precisa fazer propaganda. É o que se espera: destruir o inimigo.

M4|4v1t4
M4|4v1t4
11 meses atrás

anteontem o prefeito (verdadeiro) de Melitopol tinha avisado que a população destruiu alguns sistemas TOS que os russos estavam agrupando naquela cidade. Os relatos de hoje, assim como as imagens dos TOS destruídos anteontem em Melitopol, corroboram com a tese de que um dos trunfos dos russos contra a ofensiva ucraniana seria a volta da utilização desse tipo de sistema de artilharia. Lembrando que o TOS causou o terror até a chegada do HIMARS. É um sistema de armas muito eficiente mas de curto alcance, o que faz com que ele tenha um gás curto, visto que os russos sabem… Read more »

Monarquista
Monarquista
11 meses atrás

Fogo no parquinho! Prigozhin “declarou guerra” contra o ministério de defesa russo! E agora falaram em pilotos russos detonando a própria pista de uma base em São Petersburgo. Vai terminar que nem no Afeganistão.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Monarquista
11 meses atrás

Sou extremamente cético com tudo que o Prigozhin fala. Porém, parece que a própria TASS informou a abertura de um inquérito por incitação à rebelião contra ele após esse vídeo dele.

https://tass.com/russia/1637417

Last edited 11 meses atrás by Bruno Vinícius
Ademir
Ademir
11 meses atrás

Quem está acertando civis é a artilharia ucraniana e os storm shadow, de acordo com a reportagem. Parece que o ucranianos não se preocupam muito com os civis da região de Donbass (afinal atacam eles desde 2014)…

Bosco
Reply to  Ademir
11 meses atrás

Um estado policialesco de cunho nazista precisa utilizar artilharia para matar suas vítimas dentro de seu próprio país?
Explica isso aí pra gente. E coloque fontes que comprovem que esses ataques vêm ocorrendo desde 2014. Please!

Nilo
Nilo
11 meses atrás

Já existe foto satelital de uma novo travessão ao lado da ponte Chongar permitindo o tráfego através do rio.

Marcelo
Marcelo
Reply to  Nilo
11 meses atrás

Fonte: já existe foto de satélite. Seria uma motocicleta passando entre os buracos feitos pelos Storm Shadow? O estrago foi grande e a ponte permanece ao alcance dos mísseis de cruzeiro da Ucrânia. Mas sempre tem algum destemido que vai tentar atravessar. Boa sorte …

Diego
Diego
11 meses atrás

Esse conflito vai longe, interessante ver a verdadeira eficácia daquelas armas que muito tempo atrás estava em seu laçamento e muito se debatia sobre quão revolucionária seria, eu como um curioso por informações militares procuro me ater às tecnologias e equipamentos empregados nesse conflito, em meu tempo livre, pego aquela pia de revista da trilogia e fico lendo as matérias sobe cada equipamentos usados hoje nesse conflito, claro que pra qualquer um seria muito mais cômodo pesquisar na internet que acha tudo,mas gosto de folear as páginas das revista que tenho pra matar a saudade.

Marcelo
Marcelo
11 meses atrás

Parece que o buraquinho na Ponte Chongar era maior do que aquilo que foi noticiado inicialmente pela Tass. Vladimir Saldo, o governador de Moscou para a região de Kherson, relatou que a ponte que liga a Ucrânia à península da Crimeia ficou ‘inutilizável’ para o movimento após ataque. Segundo o governador otimista, a ponte Chongar ficará fechada ao tráfego por cerca de 20 dias. “A ponte sofreu mais danos do que pensávamos inicialmente.” Os Storm Shadow mandaram bem …
https://www.theguardian.com/world/live/2023/jun/23/russia-ukraine-war-live-russia-targets-khmelnytskyi-airfield-amid-warnings-of-missile-and-drone-attacks-across-ukraine?filterKeyEvents=false&page=with:block-6495c9778f084ea43c43f208#block-6495c9778f084ea43c43f208