Presidente russo reage com raiva depois que ministro da defesa polonês enviou tropas para proteger a fronteira oriental

Vladimir Putin disse que a Rússia usará “todos os meios à sua disposição” para defender a Bielo-Rússia depois que a Polônia e outros países da UE expressaram preocupação com a implantação de paramilitares russos perto de suas fronteiras.

Putin fez uma série de comentários agressivos durante uma reunião de seu conselho de segurança, onde afirmou sem provas que a Polônia estava tentando invadir a Bielorrússia , aliada da Rússia, e que suas elites estavam “sonhando com terras bielorrussas”.

Mercenários russos do grupo Wagner começaram a realizar sessões de treinamento para as tropas bielorrussas no centro de treinamento de Bretsky, no oeste da Bielorrússia, a cerca de 10 quilômetros de uma passagem de fronteira com a Polônia [ver mapa abaixo].

Os poloneses perto da fronteira dizem ter ouvido tiros e helicópteros, informou a Reuters esta semana.

Os combatentes de Wagner começaram a chegar em grande número à Bielo-Rússia na semana passada, depois que seu líder, Yevgeny Prigozhin, fechou um acordo com o Kremlin para encerrar um motim de curta duração no qual ele enviou seus combatentes fortemente armados em uma “marcha pela justiça” em direção a Moscou .

Na sexta-feira, o comitê de segurança da Polônia disse que iria mover tropas para o leste em resposta à nova presença do grupo Wagner na vizinha Bielo-Rússia. O projeto independente bielorrusso Hajun estimou que cerca de 2.500 mercenários Wagner chegaram ao país, muitos de bases na Ucrânia.

“O treinamento ou exercícios conjuntos do exército bielorrusso e do grupo Wagner é, sem dúvida, uma provocação”, disse Zbigniew Hoffmanna, oficial de segurança, à agência de notícias estatal polonesa PAP, de acordo com uma tradução da Reuters.

“O comitê analisou possíveis ameaças, como o deslocamento de unidades do grupo Wagner. Portanto, o ministro da defesa nacional, presidente do comitê, Mariusz Błaszczak, decidiu mover nossas formações militares do oeste para o leste da Polônia.”

A Polônia disse no início deste mês que enviaria até 1.000 soldados para defender as fronteiras orientais do país.

Em Moscou, Putin lançou uma ofensiva em resposta, alegando sem provas que a Polônia estava tentando anexar territórios na Bielo-Rússia.

“Desencadear agressão contra a Bielo-Rússia significaria agressão contra a Federação Russa”, disse Putin, segundo o Kremlin. “E vamos responder a isso usando todos os meios à nossa disposição.”

Ele disse da mesma forma, sem evidências, que a Polônia tentaria anexar territórios na Ucrânia.

“Os territórios ocidentais da atual Polônia são um presente de Stalin aos poloneses, nossos amigos em Varsóvia se esqueceram disso?” disse Putin. “Vamos lembrá-lo.”

A Rússia usou ameaças semelhantes de ataques preventivos para justificar ações militares no passado, incluindo a invasão da Ucrânia. Mas não há sinais de um confronto direto entre a Polônia e a Bielo-Rússia ou a Polônia e a Rússia no momento.

A chegada dos mercenários Wagner à Bielo-Rússia parece ser uma medida temporária enquanto o Kremlin tenta administrar as consequências do breve motim do mês passado.

William Burns, diretor da Agência Central de Inteligência dos EUA, disse no Fórum de Segurança de Aspen que Putin ainda está ganhando tempo enquanto decide o que fazer com Prigozhin e seu exército mercenário.

“O que estamos vendo é uma dança muito complicada”, disse Burns. Mas Putin pode finalmente decidir se vingar de Prigozhin e matá-lo, acrescentou.

“Na minha experiência, Putin é o apóstolo definitivo do retorno, então ficaria surpreso se Prigozhin escapasse de mais retaliações”, disse ele.

“Se eu fosse Prigozhin, não despediria meu provador de comida.”

A Rússia teria detido vários oficiais militares suspeitos de terem conhecimento prévio do motim, incluindo Sergei Surovikin , chefe das forças aeroespaciais russas e aliado de Prigozhin. Na sexta-feira, os investigadores também prenderam Igor Girkin , ex-comandante do campo de batalha das forças irregulares russas por procuração na Ucrânia. Ele condenou Putin por sua má administração da guerra na Ucrânia.

No início desta semana, surgiu um vídeo de Prigozhin dando as boas-vindas a mercenários russos na Bielo-Rússia , dizendo que eles ficariam lá “por algum tempo” para treinar antes de concentrar seus esforços na África , onde foram contratados por vários governos para lutar em conflitos locais ou proteger ativos valiosos.

Ele novamente acusou os militares da Rússia de administrar mal a invasão da Ucrânia e disse que suas tropas podem retornar ao front no futuro.

“O que está acontecendo no front agora é uma desgraça da qual não precisamos participar”, disse. “[Vamos] esperar o momento em que possamos nos provar por completo.”

FONTE: The Guardian

Subscribe
Notify of
guest

114 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Nuno Taboca
Nuno Taboca
11 meses atrás

Daqui a pouco o Putin reivindica até o terreno da minha casa, alegando que faz parte da mãe Rússia . Rsrs

Ditaduras e ditadores são os mesmos desde 1900 e bolinha. Como tem ser humano que defende esse lixo?

WSilva
WSilva
Reply to  Nuno Taboca
11 meses atrás

Não me lembro da frase ”o Império onde o sol nunca se põe” ser associado com a Russia. rs

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  WSilva
11 meses atrás

Esta frase era sobre o Império Inglẽs durante o período vitoriano.

deadeye
deadeye
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Existe também a frase: “The sun never sets on Russia”. Palavra de origem colonial utilizada para se referir a expansão Russa em direção a Sibéria. Amam passar o pano para a Rússia no colonialismo, porém se você pesquisar a história do Imperialismo Russo na Ásia Central/China, verá muitas semelhanças ao que os Britânicos e outras potencias coloniais fizeram no resto do mundo.

WSilva
WSilva
Reply to  deadeye
11 meses atrás

”verá muitas semelhanças ao que os Britânicos e outras potencias coloniais fizeram no resto do mundo.”

Isso na verdade é uma tentativa de minimizar o colonialismo ocidental que foi global e muito mais brutal.

Pergunte para um africano, latino americano ou asiatico o que eles sabem sobre o ”colonialismo russo” nessas regiões…

Vão achar que você está bêbado.

deadeye
deadeye
Reply to  WSilva
11 meses atrás

O Imperialismo Russo, saiu do Centro Leste da Europa até o Alasca/China, passando pelo Cáucaso e Pérsia/Asia Central, porém né, não foi global. Das potências Europeias à Época a única que você pode passar o pano é o Império Austro-húngaro que chegou a ter apenas uma rua como concessão na China.

WSilva
WSilva
Reply to  deadeye
11 meses atrás

Não é questão de passar pano, é proporção.

Quando você vê um EUA e Inglaterra ocupando ilhas no pacifico em pleno 2023 e expulsando populações nativas você percebe que o ”imperialismo russo/chinês” é apenas uma maneira de tentar minimizar o colonialismo ocidental.

deadeye
deadeye
Reply to  WSilva
11 meses atrás

Interessante isso, porém existem relatos similares vindo da Rússia de populações nativas sendo expulsas para projetos de gás e mineração, e de minorias sendo enviadas em uma proporção maior para lutar na Ucrânia, porém né. Fique aí passando pano para a Rússia santa e imaculada.

Sérgio Mendes
Reply to  deadeye
11 meses atrás

Que Época? Seja específico! Ué, mas não foram as pretensões do Império Austro-Húngaro nos Balcãs que desencadeou a 1ª Guerra? Como passar pano para um Império? O próprio termo já responde a questão!

WSilva
WSilva
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Sim, mas o que eu quis dizer é que não é exatamente a Russia que reinvidicava o terreno da casa do nosso amigo acima. rs

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  WSilva
11 meses atrás

Olá W. RIso. Talvez o muro tenha sido construído meio metro dentro do terreno do vizinho. Tem que chamar o agrimensor… riso

João e o pé de feijão.
João e o pé de feijão.
Reply to  Nuno Taboca
11 meses atrás

Só assiste TV ocidental. Livro, em os da escola, pelo jeito.

GIL
GIL
Reply to  Nuno Taboca
11 meses atrás

Te asseguro que se um dia algum pais reivindica o terreno da sua casa ou do Brasil, esse pais será membro da NATO

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  GIL
11 meses atrás

Sei não. Acho que o putin considera que aqui no Br tem muito russofilo, e planta militantes por aqui, pra dizer que e território da mãe Rússia.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  GIL
11 meses atrás

Sei não, é a China que está dizendo, pela segunda vez, que nosso exército é o pior do mundo. O dos Eua faz exercícios todo ano conosco.

Nei
Nei
Reply to  GIL
11 meses atrás

É muita especulação, meu caro!

Marcelo
Marcelo
Reply to  Nuno Taboca
11 meses atrás

EDITADO:
3 – Mantenha o blog limpo: não use palavras de baixo calão ou xingamentos.

Last edited 11 meses atrás by Marcelo
Carlos I
Carlos I
11 meses atrás

E o John J. Mearsheimer disse que não havia nenhuma demonstração de intenção expansionista da Rússia no artigo que saiu ontem… Esse tipo de ditador sempre vai tentar expandir sua área de influência e poder total.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos I
11 meses atrás

Caro. Uma coisa de cada vez. A história da Polônia é longa e muito rica. A região passou por diferentes períodos de independência ou fazendo parte de grandes impérios. Durante o período Czarista, a Polônia era parte do Império Russo, a qual foi cedida para o Império Alemão em 1917 como compensação pela assinatura do armistício. Em 1918, a Polônia se torna independente como parte do Tratado de Versalhes. Quando Hitler chega ao poder, era clara a sua intenção de invadir a Polônia e principalmente a Ucrânia. O tratado de Nao-Agressão assinado pela URSS e pela Alemanha que também previa… Read more »

Jagdverband#44
Jagdverband#44
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

And…

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Jagdverband#44
11 meses atrás

And… “If at first you don’t succeed, try, try, try again.” Se não entendeu o que escrevi, tente ler de novo seguindo estes passos de entendimento. 1 o contexto da declaração de Putin. 2. que o objetivo da invasão russa está relacionada com provável entrada da Ucrãnia na Otan.

Ricardo
Ricardo
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Ou seja, as fronteiras polonesas são estáveis há 80 anos e a situação deles não tem nada a ver com a situação ucraniana. Putin fez um comentário ameaçando os poloneses, o que contradiz claramente a opinião do Mearsheimer.

Nei
Nei
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Escreveu bonito o texto todo caro Camargoer, mas quando vem passar pano pro Putin, dizendo que o motivo é a Otan e não a sede de poder de Moscou, não concordo.

Nei
Nei
Reply to  Nei
11 meses atrás

E outra, não vi você criticando Putin nas ameaças que ele fez a Polônia e ainda faz diariamente a diversos países.

leonidas
leonidas
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Esses caras viajam na maionese, cada uma.
Mesmo antes da guerra a Rússia não tinha condições financeiras e materiais para se expandir.
Agora a Otan começa esta histeria para trazer a Finlândia e a Suécia (de olho no litoral Ártico devido ao degelo, óbvio) e temos que aturar essa sandice sendo repetida em terras tupiniquins…
Só a graçadedeusrevelada mesmo para iluminar a mente destes tais… rs

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  leonidas
11 meses atrás

Olá Leo. Tenho percebido muitos comentários sobre a guerra da Ucrânia baseados em 1. juízo de valor (bem x mal, certo x errado), 2. sem contextualização histórica ou base factual, ou 3. a partir de uma perspectiva ou psicológica ou personalista, as quais são impossíveis de serem checadas ou mensuradas.

Ricardo
Ricardo
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Exato, inclusive os seus.

Nei
Nei
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Não me interessa a contextualização histórica, isso é história passada (não que não seja importante e interessante).

Para saber quem está certo ou errado (bem e mal), ou no mínimo identificar quem o autor do crime, não preciso recorrer a livros, é só ver quem está ameaçando diariamente países soberanos e legítimos e atacando civis em cidades fora do conflito do front.

E se alguém deu a terra a Polônia, agora é dela.

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  leonidas
11 meses atrás

Pois claro, a Suécia e a Finlândia entram para a NATO, e é lógico que se for encontrado gás e petróleo nas suas costas, por conta do degelo, faz de conta, né, já que o único país nórdico com costa virada para o Ártico é a Noruega e Dinamarca, por conta da Gronelândia, mas faz de conta que Suécia e Finlândia também tinham e encontravam gás e petróleo, é lógico que iria pertencer á NATO, claro, os Suecos e Finlandeses ofereciam á NATO, e se assim fosse, então a NATO, não precisava da entrada da Suécia e Finlândia, pois quem… Read more »

Last edited 11 meses atrás by Rui Mendes
leonidas
leonidas
Reply to  Rui Mendes
11 meses atrás

Ok vou explicar melhor. Para a Otan ter Finlândia e Suécia na Otan é um incremento e tanto não para invadir a Rússia pois a rota para tanto é e sempre será a Ucrânia (como nos mostraram Napoleão e Hitler) Mas quando o assunto é ter forças na aliança diante do cenário para um nova passagem que não congela metade do ano, ai sim as coisas mudam de figura. Ou vc acha que realmente a Suécia e a Finlândia resolveram jogar no lixo suas neutralidades mantidas mesmo em plena guerra fria por achar que uma nação reduzida a condição de… Read more »

L G1
L G1
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Mestre, parabéns explicação muito boa. VEP.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  L G1
11 meses atrás

Olá LG1. Obrigado. A história da Polônia é riquíssima, assim como a história da Russia, da Ucrânia e da Criméia. Para cada argumento a favor de uma fronteira há uma dúzia de argumentos contrários. Além disso, a origem da guerra da Ucrânia precisa ser compreendida a partir do colapso da ex-URSS. É um crise que dura praticamente 30 anos e que infelizmente, desembocou em uma guerra. Desde os primeiros meses da guerra eu já defendia o imediato cessar fogo e início das negociações de paz. A complexidade do conflito demandará muita negociação diplomática. Acho improvável que um dos lados vença… Read more »

L G1
L G1
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Verdade as fronteiras atuais naquela região tem apenas 30 anos. Quem conhece a história daquela região a 1000 anos sabe que aquelas fronteiras atuais já foram modificadas centenas de vezes. A Ucrânia pôr exemplo a ,Nova Rússia Criméia,nunca foi território da Ucrânia foram conquistados e colonizados pelos Rússia. Antes era território do canato da Criméia que foi conquistado pelos Russos. A cidade de Odessa hoje na Ucrânia foi construída pelos Russos. Más aí tem que ser mestre para conhecer as fronteiras históricas.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Não aí algumas contradições? Se dura há 30 anos a OTAN terá pouca relevância… A partir do momento que a Rússia deixar a Ucrânia ser um país livre, como a Finlândia para comparar que um país que era neutro, talvez a Rússia ganhasse muito mais com isso… Como pode haver um cessar fogo se não há garantias que os Russos irão cumprir? Invadiram em 2014, anexaram território e houve um cessar fogo. Em 2022 invadem mais território e faz-se outro cessar fogo… Não pode haver cessar fogo enquanto enquanto houver território ucraniano ocupado. A Rússia irá sempre sabotar o desenvolvimento… Read more »

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Nada a ver, se for por conta de antigas fronteiras, então muitos países actuais deixariam de existir, o que conta e foi aprovado por quase todos os países do mundo, são as fronteiras de 2014, no caso Rússia/ Ucrânia, e a Rússia invadiu, com a desculpa esfarrapada, que a NATO no futuro, queria invadir a Rússia, mais nada, se assim não fosse, não dariam uma desculpa tão sem sentido, pois ninguém invade Super-Potências, muito menos com capacidades nucleares, nem mesmo outras Super-Potências.

Hcosta
Hcosta
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Então como português reclamo toda a costa da Africa Ocidental devido ao tratado de Tordesilhas…

A guerra da Ucrânia é agora por expansão territorial como forma de desviar as atenções do fracasso em colocar um governo, obediente a Moscovo, e depois de 2014, em derrubar o atual regime político.
E também para sabotar o desenvolvimento do país para servir de exemplo.

E lembro que Estaline usou os mesmos argumentos de Putin, da ameaça Polaca e dos ataques às minorias Russas para invadir a Polônia…

Carlos I
Carlos I
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Boa noite. Obrigado pelas referências históricas mas foram desnecessárias, conheço bem a história da atual Polônia, parte de meus antepassados paternos veio de lá, tenho até tios e primos com nacionalidade polonesa. No mais essas ameaças de Putin mostram seu interesse de domínio, conhece a frase a boca fala o que o coração está cheio? Logo vai dizer que tem direitos sobre áreas do Estado polonês, que tanto sofreu na mão da esquerda comunista russa. Me parece que muitos tentam interpretar segundo sua visão o que Putin fala, parecem os jornalistas interpretando às besteiras dos presidentes aliviando para os de… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Carlos I
11 meses atrás

Caro Carlos. Parabéns pela rica história familiar. Como outros colegas acompanham o debate, é sempre razoável contextualizar as ideias. Alguém sempre terá a chance de aprender algo. Concordo com você sobre este hábito de “interpretar” o pensamento ou de “explicar” as coisas a partir de uma perspectiva psicológica. Há algum tempo tenho apontado como isso é equivocado. Isso parece aqueles comentaristas da GloboNews que tratam política como se fosse coluna de fofocas. Você também tem razão ao lembrar que o acordo entre a URSS e a Alemanha envolvia vários aspectos além do tratado de não-agressão, o qual é o mais… Read more »

Fernando
Fernando
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Perfeito, Camargoer!

Satyricon
Satyricon
11 meses atrás

Diversionista.
A situação não tá nada boa pro Enxadrista então fica inventando “novas crises”.

Sua hora vai chegar

sub urbano
sub urbano
11 meses atrás

A polonia sempre foi um país atrevido. Não foi atoa que foram ocupados nas primeiras semanas da segunda guerra. Devem estar com saudade.

A polonia ja foi alguem na vida, na época da Republica das Duas Nações eles se tornaram um império, atravessaram a planície européia e invadiram a russia, cercaram Moscou (assim como Hitler, napoleão e os Mongóis). O resultado vc já deve saber kkkk

Vai por mim, o exército que chegará aos Urais ainda não existe.

sub urbano
sub urbano
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

Outra coisa, duvido q os americanos iriam ativar o art. 5 da OTAN por qualquer coisa. na ultima hora eles fritariam um aliado e justificariam comm um berimbolo juridico. Fizeram isso até com os britanicos nas Falklands, EUA ficaram oficialmemngte neutros no conflito. Justificativa: assunto interno do Reino Unido kkk

Existem outros precedentes, antes da segunda guerra havia uma aliança militar entre polonia, frança e inglaterra. Advinha qm foi abandonado pelos muy amigos e ocupado em 3 semanas? kkk

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

Existem outros precedentes, antes da segunda guerra havia uma aliança militar entre polonia, frança e inglaterra. Advinha qm foi abandonado pelos muy amigos e ocupado em 3 semanas? kkk”

Declararam guerra à Alemanha em seguida à invasão da Polônia e sustentaram essa guerra pelos anos seguintes.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
11 meses atrás

Olá Nunão. Exato. Pare ser rigoroso. A Alemanha inicia o bombardeio das instalações militares polonesas no porto Danzigue no dia dia 01 de setembro ás 4h45 da manhã. A Inglaterra declara guerra contra a Alemanha no dia 03 de setembro ás 11h15 e a França no mesmo dia ás 15h, depois do ultimado dado á Alemanha para encerrar os combates e iniciar a retirada das tropas. Como nem a França nem a Inglaterra estava preparada para a guerra, foram necessários alguns meses para a mobilização das tropas. É interessante notar que a França tinha mais tropas e tanques melhores que… Read more »

Rodes
Rodes
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

França adentrou cerca de 10km dentro do território da Alemanha, assim que declarou guerra.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Rodes
11 meses atrás

Sim. Pelo que lembro, há um vídeo de propaganda francesa no qual os soldados estão usando bicicletas apreendidas. Talvez na época tenha tido algum bom impacto, mas hoje serve como documento histórico de como faltou á França uma ação mais decisiva na guerra. Os primeiros meses da II Guerra ficaram conhecidos como “Guerra de Mentira”, Drôle de guerre pelos franceses.

Jeferson
Jeferson
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

Os americanos teriam de agir rapidamente, pois o simples fato de um membro da aliança ser invadido e não houver a rápida resposta, faria toda a Aliança se dissolver. E inclusive existem tropas americanas aquarteladas na Polônia.

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Jeferson
11 meses atrás

Não só os Americanos, mas todos os países sócios da Nato, mas os Russos não o farão, eles sabem que convencionalmente, não tem hipóteses e com guerra nuclear, perdem os dois lados, e nenhum ganha nada.

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

Vê-se que sabes de história, a França e o UK, por conta do acordo com a Polónia, só, coisa pouca, só … entraram na segunda guerra mundial, declarando guerra aos nazis e na altura, ninguém mais tinha feito isso. Quanto aos Norte-Americanos, não terem acionado o artigo 5, não eram os Norte-Americanos que o tinham que acionar, mas os Britânicos, no caso das Malvinas, e os EUA não terem ajudado os Britânicos nas Malvinas, é falso, pois puseram á disposição dos Britânicos, o que os Britânicos quisessem, mas como é claro, o artigo 5 da NATO, é para ser acionado,… Read more »

Paulo Roberto
Paulo Roberto
Reply to  sub urbano
10 meses atrás

Sim,os EUA ficaram neutros no conflito das Falkland/Malvinas fornecendo imagens de satélite das forças armadas argentinas pros ingleses…

C G
C G
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

Tem sido uma ginástica parlapatesca!

KKce
KKce
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

Pra que chegar aos Urais? A própria Rússia se afunda sozinha kk

José
José
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

Desde sempre ele escreve essas asneiras. Ele e uns outros.

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  José
11 meses atrás

Ele e uns outros nada. Os próprios administradores deram uma sovada no suburbano, que usa uma série de Nicks falsos para “fingir maioria” ou ao menos, mais gente pra sua idolatria. Coisa de gente com muito tempo livre. Depois da chamada e bronca dos administradores aqui da trilogia, deveria era ter vergonha de continuar usando os Nicks falsos aqui. Mas, noção , nem todos tem. Segue o jogo. Podemos continuar a rir da desesperada ginástica mental dele

José
José
Reply to  Nuno Taboca
11 meses atrás

Verdade.

Nei
Nei
Reply to  Nuno Taboca
11 meses atrás

Para ser um pessoa como ele, a pessoa tem que ter algum problema, pois não consigo entender o apoio a um ditador.

Jeferson
Jeferson
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

Os poloneses de fato ocuparam Moscou entre 1610 e 1612, por consequência da vitória polonesa na Batalha de Klushino. Os russos iriam aceitar a coroação de um Rei Polonês, no caso Wladyslaw (Ladislau) IV, desde que ele se convertesse a religião ortodoxa. Porém, seu pai, o Rei Sigismundo (que usava a Polônia para tentar recuperar o trono sueco que ele havia perdido 15 anos antes), num ato de orgulho e soberba, quis o trono para si. Como ele era pouco tolerante com outras religiões e queria forçar os russos ao catolicismo, os russos rejeitaram as intenções de Sigismundo e se… Read more »

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

Ninguém quer chegar aos Urais, mas vai por mim também, a Rússia não atacará nem 1 metro de território Polaco.

Fernando
Fernando
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

EDITADO:
NÃO PRECISA ESCREVER A MESMA COISA PARA TODOS OS COMENTARISTAS DO FÓRUM.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
Reply to  sub urbano
11 meses atrás

O duro é ver gente defendendo a invasão de um país pelo outro como se fosse a coisa mais comum do mundo. Depois se dizer melhor que os nazistas.

Mario
Mario
11 meses atrás

Já passou da hora do Brasil retomar a província da Cisplatina e o Paraguai, já que vencemos a guerra.

Jagdverband#44
Jagdverband#44
Reply to  Mario
11 meses atrás

Uruguai também.

L G1
L G1
Reply to  Jagdverband#44
11 meses atrás

A província Cisplatina e o Uruguai atual. VEP.

C G
C G
11 meses atrás

Königsberg é bem “ali”, estando tao enrolado em uma operação especial sem luz no fim do tunel eu tomaria mais cuidado com estes precedentes intervencionistas!

KKce
KKce
11 meses atrás

O maluco não tem nem vergonha de falar uma baboseira dessa.

deadeye
deadeye
11 meses atrás

Sempre usando argumentos históricos sem nexo. Putin pelo jeito quer levar o mundo ao nível de antes da “Paz de Vestfália” que criou o conceito de “Estado nação”

Last edited 11 meses atrás by deadeye
Leandro Costa
Leandro Costa
11 meses atrás

Editores, o título da matéria não está ‘Purin’ 😛

paulof
paulof
Reply to  Leandro Costa
11 meses atrás

Em Polonês, Putin é Putina, mas também para ajudar a piorar as relações Moscou enviou esse embaixador, alguns comentários dele me faz perguntar por que ele está em país que não gosta e expressa assim.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  paulof
11 meses atrás

Eu quis apenas alertar que o título da matéria contém um erro de digitação no nome ‘Putin’ que está escrito como ‘Purin.’

Fernando "Nunão" De Martini
Reply to  Leandro Costa
11 meses atrás

Obrigado.
Consertado.
Purin parece nome de tempero japonês.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Fernando "Nunão" De Martini
11 meses atrás

Ou de ração cachorro falsificada.

Rocha
Rocha
11 meses atrás

O que falta ao Chapolin em caráter sobra em imbecilidade e ganância!

António Rodrigues
António Rodrigues
11 meses atrás

Tem ocasiões que certas pessoas deveriam ter em atenção o que falam. Ele que vá por uma coroa de flores numa certa floresta onde foram massacrados os oficiais polacos que eram prisioneiros do exército vermelho. Esse senhor foi funcionário da corporação herdeira daquela, que a mando do Stalin, os assassinou. Ele argumentar o nome de Stalin para os polacos está a cuspir nos sentimentos duma nação. Aliás colaboração com nazismo teve o Stalin quando invadiu a Polónia em colaboração com Hitler. Os ditadores precisam de inimigo externo para se convencerem que são fundamentais para o país que governam. Ainda quero… Read more »

Nuno Taboca
Nuno Taboca
Reply to  António Rodrigues
11 meses atrás

Por mais sanguinário, ditador e inescrupuloso, Stalin não fugiu de Moscou qnd os nazis estavam a sua porta. O atual, de tão covarde, bastou um bando de mercenários para fazê-lo fugir com o rabo entre as pernas.

Dagor Dagorath
Dagor Dagorath
Reply to  Nuno Taboca
11 meses atrás

Até o bêbedo do Iéltsin teve mais hombridade e coragem, pegou um Ak-47 e entrincheirou-se em Moscou durante a tentativa de golpe em 1991.

Monarquista
Monarquista
Reply to  Nuno Taboca
11 meses atrás

Stalin fugiu quando descobriu que os nazistas quebraram o pacto ribbentrop molotov. Eles fugiu para sua casa de campo e por uma semana não deu noticías, deixando o alto comando soviético sem reação. Quando foram buscá-lo, Stalin se encolheu de medo achando que seria preso.

Augusto
Augusto
Reply to  Monarquista
11 meses atrás

Isso e verdade Monarquista (muito bem lembrado), o mesmo não esperava de forma alguma (apesar dos avisos de seu alto escalão) que os alemães iriam atacar em 1941 abrindo uma segunda frente.

Ele foi pego literalmente com as calças nas mãos, pois o exercito vermelho ainda estava em fase de preparação para guerra. Muitos historiadores especulam que os soviéticos estavam planejando a sua própria ofensiva para o ano de 42. Nesse jogo de gato e rato, Hitler saiu na frente.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Olá Augusto. Pelo que sei, a versão que os soviéticos estavam se preparando para invadir a Alemanha está no diário de Goebbles, que ouviu isso de HItler. Por outro lado, na noite de 21 para 22 de junho, um trem carregado de alimentos atravessou a fronteira, indo da URSS para a Alemanha, dentro do acordo de não agressão entre os dois países. Então, fica difícil imaginar que Stalin fosse fazer um ataque preventivo contra a Alemanha.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Monarquista
11 meses atrás

Segundo o livro de Martin Gilbert, a invasão da URSS começou na manhã do dia 22 de junho de 41. Hitler fez um comunicado por rádio ás 7h00 da manhã. 15 minutos depois, Zhukov emitiu uma diretiva para as tropas soviéticas, autorizado por Stalin, de combater as tropas alemãs. A diplomacia soviética pediu para o Japão intermediar uma negociação de cessar-fogo, mas a Alemanha não respondeu. Ao meio-dia do dia 22, tendo fracassado a tentativa de um contato diplomático, o governo soviético fez um comunicado por rádio para a população sobre o ataque. A ordem de remover as fábricas para… Read more »

Augusto
Augusto
Reply to  António Rodrigues
11 meses atrás

Longe de querer defender o ditador soviético e muito menos o seu regime, mas vocês (assim como Putin está tentando fazer agora) insistem em deturpar fatos históricos. Se querem culpar alguém pelo pacto Ribentrop-Molotov culpem a França e a Inglaterra que praticamente abriram espaço para o acordo entre os soviéticos e os nazistas após a conferencia de Monique. Antes de malfadada conferencia, Stalin tentava costurar de todas as formas uma aliança defensiva com as potencias ocidentais, mas ambos países viraram as costas para os Russos. Para Stalin, após os ocidentais cederem os Sudetos para os alemães, havia ficado claro que… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Olá Augusto. Perfeito. Quem teve a chance de ler “Mein Kampf” consegue entender com alguma facilidade quão diferente eram os regimes nazistas e soviético. Tem bom documentário chamado “Arquitetura da destruição” que também vale a pena assistir.

Augusto
Augusto
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Apesar das similaridades, ambos eram antagonistas em tudo. A sobrevivência de um dependia da destruição do outro.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Pois é. Acho que há tanta similaridade entre Stalin e Hitler quanto entre Churchill e qualquer um dos dois. Há um documentário chamado  “águia e o leão” no Canal Curta! que é muito legal ao comparar as trajetórias de Churchill e Hitler, apontando as similaridades e diferenças. Sobre o nazismo e o socialismo soviético, são coisas absolutamente diferentes. Aliás, seria mais apropriado comparar “Fascismo x Socialismo”, que é um debate mais amplo.

Augusto
Augusto
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Retire os elementos de nacionalismo e supremacista do nazismo e veraz que sua forma de governo e bem parecida com o regime soviético, apesar que Stalin, principalmente durante a guerra aumentou o conceito de nação dentro do regime (inclusive esse um dos pontos de discórdia entre o comunismo praticado por Stalin e que era proposto pelo seu rival Trotsky). Também existia um forte sentimento de antissemitismo (mas não tanto de cunho racial) dentro da alta cúpula do partido, os Pogroms Anti-Judaicos perpetrados por Lenin são um exemplo disso. O próprio Stalin via com desconfiança os Judeus, ele usava o termo “antisionismo”… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Caro Augusto. Eu não disse que o regime inglês era parecido ao regime nazista. Eu disse que as duas biografias tem pontos em comum, como o fato dos dois terem combatido na I Guerra, e pontos completamente diferentes, como o fato de Churchil nascer em uma família rica e tradicional na Inglaterra e Hitler nascer em uma família de classe média. Por isso recomendei o documentário. Sobre os regimes nazista e soviético, a mair marcante diferença é quando á visão integradora do comunismo, dai a expressão “trabalhadores do mundo, uni-vos”. È curioso que Hitler chamava os líderes soviéticos de “judeus-bolcheviques”.… Read more »

António Rodrigues
António Rodrigues
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Hitler foi um dos maiores oportunistas quando se apropriou da palavra socialista.
Quando decidiu o socialismo nacionalista que em nada tinha haver com isso de socialismo.
Foi uma manobra para trazer a corrente mais em vouga na altura na Alemanha destroçada pela guerra, a esquerda socialista.
O engraçado é que ainda se continua a fazer isso em certas paragens e ainda tem incrédulos que vão nisso.

Last edited 11 meses atrás by António Rodrigues
Paulo Roberto
Paulo Roberto
Reply to  Augusto
10 meses atrás

Havia muito mais similaridades entre Churchil e Hitler do que entre este e Stalin.Churchil passou pra história como um herói aliado e defensor da liberdade,mas até mesmo o Papa João XXIII denuncia as suas idéias,que seriam mais tarde reconhecidas como nazis.Nas suas profecias,ele diz:”o traidor(Churchil) da terra dos anjos(Inglaterra)perdeu as cartas,ele matou para recuperá-las.Elas serão conhecidas um dia,quando for revelado o segredo do amigo do filho da Besta(Hitler),que voou de noite sobre a terra dos anjos”

Augusto
Augusto
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Conferência de “Munique”.

Last edited 11 meses atrás by Augusto
Orivaldo
Orivaldo
11 meses atrás

Eu esperaria esse tipo de imbecilidade vindo do Lavrov ou do Pincher Nuclear Medvedev.Vindo do chefe você vê a decadência do regime

Nuno Taboca
Nuno Taboca
11 meses atrás

Adms, poderiam liberar os comentários acerca da prisão do ex aliado do putin, girghin, que virou persona non grata, e agora está experimentando um pouco da “democracia” e dos ” direitos humanos” da ditadura do fujão do kremlin.

Augusto
Augusto
Reply to  Nuno Taboca
11 meses atrás

Você queria o que? O cara tentou dar um golpe de estado. Me admira muito o mesmo ainda esteja andando por ai.

Aqui por exemplo mandam prender por muito menos que isso.

mago
mago
11 meses atrás

EDITADO

Rodes
Rodes
11 meses atrás

Acho que a Polonia encara sozinha a BLR, a RUS e o grupo WAG.

Magaren
Magaren
11 meses atrás

Um conflito entre Otan ou EUA vs Russia seria um replay de EUA x Japão na segunda guerra mundial.

Unica chance de não tomar uma sova seria o Putin sócar o dedo no botão e disparar o armamento nuclear soviético.

Last edited 11 meses atrás by Magaren
L G1
L G1
Reply to  Magaren
11 meses atrás

Mas em uma guerra entre EUA e Rússia a primeira coisa que aconteceria seria apertar o botão nuclear. Seria um duelo ao estilo velho oeste quem atirar primeiro e acertar vence. VEP.

Augusto
Augusto
Reply to  L G1
11 meses atrás

Em uma guerra nuclear total não existe essa de quem atira primeiro, independente de que atirar primeiro e certo que o mesmo estará assinando o próprio atestado de óbito, pois o contra ataque será tão destrutivo quanto o primeiro ataque. E impossível neutralizar completamente uma potencia nuclear plena com um ataque preventivo.

Vamos estudar!

L G1
L G1
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Totalmente verdade.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Augusto
11 meses atrás

Todos perdem. O filme “O dia seguinte” é antigo mas ainda excelente. Todo mundo deveria assistir. Está disponível no YouTube.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

É o filme mais deprimente que já assisti na vida. Todo Mundo deveria assistir. Outro muito bom, e mais antigo mas que toca no mesmo tema é “On The Beach” e é quase tão deprimente quanto.

Augusto
Augusto
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

O filme e antigo, mas e muito bom mesmo.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Augusto
11 meses atrás

O pessoal mais velho que viveu o pavor da Guerra Fria costuma ser mais prudente quando comenta a questão nuclear. A gente precisa retomar a agenda pacifista de total eliminação de armas nucleares, que foi o berço do movimento ambiental de hoje.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  L G1
11 meses atrás

Existem três tipos de duelo. O tipico bang-bang no qual o vencedor é quem atirar primeiro. Tem o impasse mexicano, com três atiradores no qual quem atirar primeiro perde. E tem o conflito nuclear, no qual todos morrem e não existe vencedor.

L G1
L G1
Reply to  Camargoer.
11 meses atrás

Mestre, o duelo foi apenas uma ilustração de que hoje não pode ocorrer uma terceira G mundial nuclear entre EUA e Rússia. Mas existe especialistas e estudos dos 2 países que afirma que quem atacar primeiro com armas nucleares vence.

Jodreski
Jodreski
11 meses atrás

E o fala muito e faz pouco. Eu admirava esse cara por ter tirado as forças Russas da sucata, mas ele claramente está tomando vodka com alucinógeno. Torrou as forças especiais Russas em guerra de trincheiras, pulverizou sua força de blindado, está tornando anêmica sua força aérea, deixou claro ao mundo que forças navais de superfície russa atuam com sistemas inoperantes e ainda quer falar grosso com quem? É questão de tempo para a Rússia perder essa guerra, o Putin colocou a Rússia em um conflito que jamais poderá sair vitorioso, pelo contrário, fará o seu país regredir décadas em… Read more »

Last edited 11 meses atrás by Jodreski
Afonso Bebiano
Afonso Bebiano
Reply to  Jodreski
11 meses atrás

Quem poderia imaginar que Galtieri teria um seguidor em Putin?

Magaren
Magaren
Reply to  Jodreski
11 meses atrás

Qualquer resultado que não uma vitória completa, nesse momento siginifica que as coisas deram muito mal para a russia.
E vemos que as chances de uma vitória total acontecer é próximo de zero, tendo em vista moral baixa, perderam apoio de um grupo grande de mercenários e o descontentamento interno.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Magaren
11 meses atrás

Caro M. Acho que ficou claro que nem a Russia nem a Ucrânia conseguirão uma vitória completa. Se a Russia elevar o seu engajamento, a Ucrânia obterá um apoio militar proporcional para neutralizar. Por outro lado, seria preciso que a Otan se engajasse no conflito para infligir uma derrota definitiva contra a Russia. Então, no atual cenário, a guerra continuará nesta condição de equilíbrio dinâmico.

Augusto
Augusto
Reply to  Magaren
11 meses atrás

Isso e um fato, qualquer coisa que não seja a subjugação completa da Ucrânia pela Rússia, poderá ser considerado com uma derrota para o Kremlin.

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Jodreski
11 meses atrás

Basta ver previsões do orçamento Russo para o ano, com menos dinheiro, pois terá menos recursos, 40 por cento vai para a guerra e segurança, sendo que 26 por cento destes 40, são para alíneas secretas … isto só é possível, em uma ditadura.

Gilson Elano
Gilson Elano
11 meses atrás

Esse sujeito se assemelha bastante aos assaltantes que vivem nas periferias brasileiras.

Marcelo
Marcelo
11 meses atrás

A Rússia, que empenha toda sua força militar e continua em marcha ré na Ucrânia, vai abrir uma frente de batalha com a Polônia? Só pode ser piada, né?

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
11 meses atrás

Stalin fuzilou um horror de militares poloneses rendidos, fez um acordo secreto com os nazistas para tomar metade do território polonês e Putin quer papagaiar essa barbaridade ?
Merece tomar um Tomahawk bem dado na fuça.

André G.
André G.
11 meses atrás

Pq deveria? Tem matéria exclusiva em cada perda de material bélico russo?

EDITADO:
RECIPIENTE DA MENSAGEM BLOQUEADO POR TRANSGREDIR ÀS REGRAS DO FÓRUM.

Marcelo
Marcelo
11 meses atrás

Atualização das frentes de batalha na Ucrânia. Nas direções de Kupiansk, Lyman, Bakhmut, Avdiivka e Mariansk – os russos estão concentrando seus principais esforços nessas direções e ocorrem batalhas pesadas. Na direção de Kupiansk, os russos conduziram assaltos com o objetivo de empurrar as forças ucranianas para além do rio Oskil e procurar pontos fracos nas defesas, porém os ucranianos mantiveram suas posições. Só para lembrar que a Ucrânia relatou que a Rússia reuniu mais de 100.000 soldados e mais 900 tanques perto do Rio Oskil. Os russos, durante sua tentativa de avanço nessas direções, estão enfrentando as munições cluster,… Read more »