T-80BV

A Rússia retomará a produção de novos tanques T-80 – “do zero”, de acordo com Alexander Potapov, CEO da fabricante de tanques Uralvagonzavod.

“Esta é a tarefa que temos em mãos, ou pelo menos os militares a definiram para nós”, disse Potapov ao Zvezda. “E agora estamos interagindo ativamente, trabalhando, explorando estas questões com o Ministério da Indústria e Comércio, porque isso requer, consequentemente, novas capacidades.”

A fábrica da Uralvagonzavod em Omsk, na Sibéria, não fabrica um novo casco de T-80 desde 1991 e embora a fábrica de Omsk ainda possa ter as ferramentas de 32 anos, terá que conseguir fornecedores para as dezenas de milhares de peças que seriam necessárias para montar um novo T-80.

Na Guerra da Ucrânia, a Rússia perdeu cerca de 2.000 tanques – quase metade dos tanques que as forças russas tinham em serviço na linha da frente no início de 2022. Por isso o Kremlin quer que a Uralvagonzavod reinicie a produção do T-80 de 46 toneladas para três pessoas com seu canhão principal de 125 milímetros.

Não está claro qual modelo T-80 Uralvagonzavod será produzido, mas a Uralvagonzavod terá que alinhar centenas de subcontratados que não constroem peças de tanques há três décadas. Há uma razão pela qual Potapov enfatizou a necessidade de “novas capacidades”.

Reiniciar a produção de tanques é difícil. Um exemplo é a fabricante americana General Dynamics Land Systems que também constrói apenas “novos” tanques M-1 em cascos antigos, o último dos quais produziu em 1996. Quando o Escritório de Orçamento do Congresso dos EUA estudou a indústria de tanques americana em 1993, determinou que reiniciar a produção do zero levaria 56 meses e custaria US$ 1,1 bilhão.

A indústria de tanques russa não é a indústria de tanques americana, mas o estudo do CBO sublinha que reiniciar a produção de tanques novos, depois de décadas, é caro e demorado.

FONTE: David Axe / Forbes

Subscribe
Notify of
guest

75 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Pragmatismo
Pragmatismo
10 meses atrás

Vamos pintar essa notícia com ares de dificuldade.
Colar colou?

Hcosta
Hcosta
10 meses atrás

Acabaram as reservas?

Rui Chapéu
Rui Chapéu
10 meses atrás

Teoria : Armata T-14 revolucionário

Realidade: Recauchutar tanque de + de 30 anos atrás.

Kommander
Kommander
Reply to  Rui Chapéu
10 meses atrás

Quantos anos Abrams e Leopards 2 tem? É incrível a imparcialidade de alguns seres.

Bruno Vinícius
Bruno Vinícius
Reply to  Kommander
10 meses atrás

A diferença é que os países que produzem Abrams e Leopards ainda não têm um modelo projetado para substituí-los. Já os russos alardearam para Deus e o mundo que o T-14 era o MBT mais revolucionário da história e pronto para ser construído aos milhares. Dez anos depois, não só os russos não têm mais do que uma dúzia de unidades do Armata, como também reiniciam a produção de modelos da década de 80.

deadeye
deadeye
Reply to  Bruno Vinícius
10 meses atrás

E ademais, as modernizações ocidentais do Abrams e do Leopard são mais profundas do que dos blindados Russos.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  deadeye
10 meses atrás

Poderia entrar em detalhes para esclarecer o quão mais profundas são as modernizações de MBT ocidentais? Ou foi apenas um chute baseado em preconceito e torcida ?

deadeye
deadeye
Reply to  Luís Henrique
10 meses atrás

Poderia sim, é notável a diferença entre um Leopard 2A6 e um 2A4, tanto em motorização, blindagem, design e eletrônicos, porém pela arrogância que mostrou, sei que perderei tempo.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  deadeye
10 meses atrás

Não demonstrei arrogância, o sr. que demosntrou preconceito.
É óbvio que caso a Rússia reinicie a produção do T-80, será uma versão moderna com canhão moderno, os eletrônicos mais modernos disponíveis, a blindagem mais moderna, o sistema ERA mais moderno, etc.
Mas estou cansado de ler opiniões que os russos vão reativar a construção de um MBT da década de 80, sendo que tanto Leo2 como Abrams são de praticamente da mesma época e as versões modernas destes são veneradas, já as versões modernas dos MBT russos são taxadas como velharias da década de 80 apenas com uma tinta nova.

Mirade1969
Mirade1969
Reply to  Luís Henrique
10 meses atrás

Vou chutar que foi a opção dois….

Mirade1969
Mirade1969
Reply to  Bruno Vinícius
10 meses atrás

T-14 ainda esta em testes e não tem grandes numeros portanto não vai ser enviado para esta guerra, ademais a Rússia tem muitas reservas.

IvanF
IvanF
Reply to  Kommander
10 meses atrás

O ultimo casco de Abrams foi produzido em 1996, de lá pra cá, pegam o casco e montam a versão desejada nele. Voltar a produzir do zero o Abrams só indicaria que o estoque está acabando e estão precisando de um tanque novo com projeto já consolidado. Se querem retomar a produção do T-80 do zero, só consigo imaginar o mesmo caso, o estoque de tanques pronto está acabando e precisam urgentemente de um com projeto já consolidado. Agora, pq não aumentam a produção do T-90? Aí que acho estranho. Se os EUA voltassem a produzir tanques, seria o Abrams,… Read more »

DanielJr
DanielJr
Reply to  Rui Chapéu
10 meses atrás

Vão pegar T-80 do estoque, trocar as lâmpadas antigas por LED, monitores de tubo por LCD, dar uma escovada no tubo do canhão. Depois é só a oficina fazer uma regulagem de válvulas, troca de correia dentada e filtro de óleo, taca um Bardhal no reservatório de diesel. Um banho de tinta em tudo, zera o hodômetro do painel, troca a esteira por uma nova, para dar aquela impressão de coisa nova, de zero km e pronto, temos um T-80BVSMT plus. Nota: As esteiras usadas são enviadas para o campo de batalha como peças de reposição, não podem ser descartadas… Read more »

Walsh
Walsh
Reply to  DanielJr
10 meses atrás

Me lembra de nunca comprar um carro usado seu…

DanielJr
DanielJr
Reply to  Walsh
10 meses atrás

Meus carros são impecavelmente conservados, o que escrevi é uma piada.

Mas vão fazer mais ou menos isso com chassis e torres já construídas.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  DanielJr
10 meses atrás

Não é o que diz a matéria. A matéria fala em reiniciar a produção do zero. Inclusive em sites russos falam de uma nova versão, obviamente não será o mesmo T-80 da década de 90 e sim uma versão melhorada.
Pegar T-80 dos estoques e modernizar, os russos já estão fazendo faz tempo.
O que a matéria traz de novidade e o reinicio da produção em massa e do zero. Ou seja, não estão falando em revitalizaçôes ou modernizações, mas sim de unidades novas.

Renato de Mello Machado
Renato de Mello Machado
Reply to  Luís Henrique
10 meses atrás

Além de gostar de uma gariba não lê a matéria hehehehe

Nonato
Nonato
Reply to  Luís Henrique
10 meses atrás

Ele está fazendo uma leitura do que aque poderia acontecer, que seria diferente do que os russos noticiaram.

Alexandre
Alexandre
Reply to  DanielJr
10 meses atrás

O Brasil vai modernizar o Leopard…..1? A Ucrânia está recebendo o Abrams…? O Leopard xxxxx e Chalender xxxxxx ????
Cada um sabe onde o calo aperta!!!!!

Paulo
Paulo
Reply to  Alexandre
10 meses atrás

Por acaso o senhor leu na própria matéria a informação de que o M1 norte americano é feito encima de uma plataforma usada?

Mcruel
Mcruel
Reply to  DanielJr
10 meses atrás

DanielJr… a multimídia será de 7″ ou 10″? Apple Car play?

Rodrigo
Rodrigo
Reply to  Rui Chapéu
10 meses atrás

A regra é clara armata somente foi desenvolvido versão desfile…variante para guerra é só maquete ainda. Su57 só tem versão passeio, su 75 só versão imaginaria ainda

Pragmatismo
Pragmatismo
Reply to  Rui Chapéu
10 meses atrás

Ingual o M1?

Digo
Digo
Reply to  Rui Chapéu
10 meses atrás

Eles vão reabrir as linhas de produção, além de “reviver” os chassis antigos. A Russia praticamente só produz T-90Ms, os T-72B3 são velhos T-72B que receberam atualizações, mas eles querem construir T-80s novinhos em folha.

Mirade1969
Mirade1969
Reply to  Rui Chapéu
10 meses atrás

É bem mais barato e o projeto já esta funcionando a mais de 30 anos…. acredito eu que os EUA fazem a mesmissima coisa por isso que tem muitas reservas.

Magaren
Magaren
10 meses atrás

A fabrica de puxadões.

paulof
paulof
10 meses atrás

Situação na Rússia está estranha, volta da fabricação do t-80 e alta dos juros, segundo o valor, o Banco Central da Rússia eleva juros para 13% e sinaliza taxas altas por ‘longo período’

Gabriel BR
Gabriel BR
Reply to  paulof
10 meses atrás

Para um país que está em guerra 13% de juros é aceitável

MATHEUS AUGUSTO
MATHEUS AUGUSTO
10 meses atrás

T-90 ? Não é melhor ??

Bosco
Reply to  MATHEUS AUGUSTO
10 meses atrás

Eu acho que os russos têm que construir o Armata com canhão de 152 mm e radar antiaéreo.
https://www.defesaaereanaval.com.br/geopolitica/tanque-armata-sera-equipado-com-canhao-novo-e-mais-potente

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  MATHEUS AUGUSTO
10 meses atrás

É o que pensei, não seria melhor investir no T-90 em suas versões mais atualizadas ?

IvanF
IvanF
Reply to  MATHEUS AUGUSTO
10 meses atrás

Acho que isso é o que todo mundo deve tá se perguntando com essa notícia, pq não aumentar a produção do T-90?

Das duas uma, ou o T-80 é melhor que o T-90 (kkkkkkk, vai que o custo/benefício dele é melhor, né? Sei lá… ) ou não conseguem aumentar a produção do T-90.

Até uma versão mais simples do T-90 me parece mais razoável, no lugar de retomar uma linha de produção com quase 30 anos parada. Não vai ser tarefa simples, mas se aparecer T-80 zero km por aí, eu tiro meu chapéu!

Rodrigo Frizoni
Rodrigo Frizoni
10 meses atrás

UE NÃO TINHAM 25 MIL TANQUES NA RESERVA? KKK

Alexandre
Alexandre
Reply to  Rodrigo Frizoni
10 meses atrás

Sim,… mas a perspectiva de um conflito aberto e direto com a OTAN exige medidas!

DanielJr
DanielJr
Reply to  Rodrigo Frizoni
10 meses atrás

T-34 também conta como uma unidade de tanque kkkkkk

Victor F
Victor F
10 meses atrás

Decisão estranha…

Eu não seria mais barato e eficiente “construir” novos T-90M usando as carcaças dos T-72 velhos? fazer um T-80 do zero vai custar caro… alias, ele ser caro é justamente o motivo da URSS deixar ele para unidades de elite e ter uma produção reduzida (para padrões soviéticos)

Victor F
Victor F
Reply to  Victor F
10 meses atrás

Ta difícil editar o comentário então lá vai.

Eu quis dizer:

Não seria mais barato e eficiente “construir” novos T-90M usando as carcaças dos T-72 velhos?

Alexandre
Alexandre
Reply to  Victor F
10 meses atrás

Mais eficiente é aquilo que responde mais efetivamente às necessidades e oferece uma resposta eficiente!

DanielJr
DanielJr
Reply to  Victor F
10 meses atrás

Deve ser para abrir uma linha de produção paralela e não engarrafar ainda mais a linha de T-90, talvez tenham muito estoque de peças para montar esse tipo de tanque.

Mais ou menos como a nota de 200 reais, que é fabricada no papel da nota de 20 reais para não encavalar a linha de produção das notas de 50 e 100, que usam o papel maior.

L G1e
L G1e
Reply to  DanielJr
10 meses atrás

Parabéns.Parabens. bingo. A fábrica em questão fabricava o T-80 antes e vai voltar a fabricar. Tem os equipamentos, fornecedores de peças, conhecimento, etcetera.

IvanF
IvanF
Reply to  Victor F
10 meses atrás

Se querem voltar a construir T-80 novos, do zero, só entendo que seja porque os cascos aproveitáveis do estoque estão acabando! (Seja lá o T-xx que for)

Sem contar que, a depender do estado da fábrica, vai demorar bastante pra voltar a produção, então seria também um indicativo que os russos estão prevendo um conflito bem longo, e/ou que as perdas já consumiram o estoque que eles consideram ideal.

De qualquer forma, é uma notícia que mostra o quanto os russos estão sofrendo com esse conflito, não podendo nem esperar a produção em massa do T-14 pra repor as perdas.

Luiz Alberto Braga
Luiz Alberto Braga
10 meses atrás

É muito difícil saber que capacidades os russos têm hoje, mesmo pq as informações que divulgam são muito duvidosas. E o armata, que devia ser a estrela da equipe quebra até em desfile militar. Nada lá é confiável, então não dá nem pra comentar com embasamento!

J-20
J-20
10 meses atrás

Eu acho que eles vão finalizar as carcaças que ainda estão na reserva e atualiza-los para o padrão BVM. Se não for isso, é dinheiro jogado fora, uma vez que o projeto do T-72B3M é melhor e o T-80U é melhor para receber upgrade frente aos obsoletos T-80B.

Adriano
Adriano
Reply to  J-20
10 meses atrás

Li que os T80 estão se saindo melhor que os T72 em suas versões mais modernas.

Cerberosph
Cerberosph
Reply to  Adriano
10 meses atrás

Dos vário modelos de blindados, e dezenas de versões, usados pela Rússia na ucrania eles avaliaram que os T80 se saíram melhor no conflito. Por isso a reativação dele.

Heinz
Heinz
Reply to  Cerberosph
10 meses atrás

Melhor em que sentido?

J-20
J-20
Reply to  Adriano
10 meses atrás

Se esse for o caso, então realmente faz sentido. Algo me diz que a velocidade da marcha ré é um dos principais motivos para isso. Os T-72 e T-90 sofrem para dar ré.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  J-20
10 meses atrás

O T-80 BVM atinge cerca de 80 km/h em rodovia e + de 60 km/h em terreno acidentado. Deve ser o MBT mais veloz em serviço. Como comparação tanto o T-90 russo assim como o K2 sul-coreano atingem 70 km/h em rodovia e 50 km/h em terreno acidentado, e são considerados um dos mais rápidos do mundo. Outra coisa, além da velocidade final, tem a aceleração. Como ele usa uma turbina a aceleração é mais rápida do que os MBT com motores a Diesel. Então o tempo para sair da imobilidade e ganhar velocidade é mais curto e isso aumenta… Read more »

Jefferson B
Jefferson B
10 meses atrás

Nossa Senhora, essa Rússia vai afundar kkkkk construir tank dos anos 80?
Alemães desenvolvendo blindados com italianos etc…para 2030…e os russos construindo tank T-80
Tem sinal mais forte de insuficiência militar? O mais curioso: na força de blindados que sempre foi visto como o forte dos russos.
Depois de Javelin, AT4 etc…esse papo de quantidade é melhor que qualidade acabou! 20 Javelin mata 10 T-80.

Skyhawk
Skyhawk
Reply to  Jefferson B
10 meses atrás

E os lendários tanques de Israel também não foram destruidos pelo Kornets?
Vocês são tão seletivos.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Jefferson B
10 meses atrás

Pois é, que coisa de louco né?
Alemanha encomendou 18 Leo2A8 com opção para mais 105. Noruega também quer Leo2A8. Itália também. República Tcheca idem.
Leo2 entrou em serviço em 1979. Coisa de louco.
A Polônia comprou 250 M1A2 Abrams do último tipo e + 116 M1A1.
O Abrams entrou em serviço em 1980.
Tá todo mundo louco, só compram velharias.

Nilton L Junior
Nilton L Junior
10 meses atrás

Estranho. a Forbes deve ter algum agente infiltrado no governo Russo, acompanho pelo telegram as notícias da indústria da Russia seja pelos canais pro Rússia seja pelo canal do MD e até o momento não li nada sobre esse assunto, até porque o Shoigu tem divulgado o aumento da produção do T-90.

Carlos
Carlos
10 meses atrás

Será que vão resolver as torres saltitantes ?
O troféu de torre voando mais alto está bem disputado.
kkkkkkk

J-20
J-20
Reply to  Carlos
10 meses atrás

Enquanto não tirarem as munições soltas no compartimento da tripulação, eles vão continuar saltando. A mesma coisa aconteceu com o Challenger 2 na Ucrânia e os britânicos só resolverão esse problema com a introdução do Challenger 3

Neural
Neural
10 meses atrás

T-72 foi atualizado pra versão B4M já. Mas essa guerra demonstrou que o T-80 é um tanque mais parrudo, aguenta mais porrada que o T-72, T-80 muitos casos de terem sobrevivido a Javelins, drones, etc…

Acho que querem reiniciar uma linha de montagem parada e o T-80 ainda é um ótimo tanque.

Marcelo Soares
Marcelo Soares
10 meses atrás

Osório 2.0…a quantidade de equipamentos destruídos na guerra da Ucrânia é impressionante.

Fish
Fish
10 meses atrás

Sempre achei o T-80 um formidável MBT, superior ao T-72 e T-90. Mas foi preterido por custos em relação àqueles, a guerra da Ucrânia demonstrou o quanto são superiores a familia T-72, mesmo a versão U que é mais antiga se saiu a frente dos T-72B3 ou T-90A. Os russos reativando a linha T-80, provavelmente a versão BVM saindo km 0, terão ainda um excelente MBT.

Jefferson B
Jefferson B
Reply to  Fish
10 meses atrás

T-80 BV (baita vergonha).

Neural
Neural
Reply to  Jefferson B
10 meses atrás

EDITADO:
2 – Mantenha o respeito: não provoque e não ataque outros comentaristas.

Gabriel BR
Gabriel BR
10 meses atrás

Tomara que obtenham êxito! Acho o T-80 uma baita maquina

Jagder#44
Jagder#44
10 meses atrás

T80 é melhor que o T90??
Quais as diferenças?

J-20
J-20
Reply to  Jagder#44
10 meses atrás

Carrossel com munições, motor, transmissão, chassi e torre (apesar dos últimos se parecerem muito)

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Jagder#44
10 meses atrás

T-80 usa turbina, o T-90 usa motor diesel. A aceleração é maior no T-80 e isso lhe confere maior agilidade em manobras. A turbina não desliga, mesmo após fortes colisões contra muros, etc, já o motor a diesel pode desligar e o MBT ficar mais vulnerável. A velocidade máxima é de cerca de 80 km/h em rodovia e superior a 60 km/h em terreno acidentado, no T-90 a velocidade é de 70 e 50, respectivamente. Dados de blindagem são classificados, mas quando o T-80 chegou, ele tinha uma proteção superior ao T-72. A versão modernizada deve ter pelo menos um… Read more »

Carlos Roberto Valle Bastos
Carlos Roberto Valle Bastos
10 meses atrás

2000 mil tanques perdidos ????
Fonte !!!!
A Ucrânia e a OTAN estão levando um surra da Rússia que luta sozinha !!!!

soldado imperial
soldado imperial
10 meses atrás

Via noticia agora,
tem 43 mensagens pra eu ler ainda, será que alguém vem com a piadinha de mandar o Putin fabricar o Osorio por lá ou eu serei o primeiro???kkkkkk
Fala pro Putin largar de fabricar velharia de era sovietica e fabricar o Osorio, ele derrotou o M1 abrahms no deserto da Arabia Saudita(modo ironico ligado)kkkkk

willhorv
willhorv
10 meses atrás

Uma comparação bizarra…guardadas as devidas proporções e situações…me perdoem.
Perderam mais de 2000 tanques…
Quantos temos? 200..300?
🙁

adriano Madureira
adriano Madureira
10 meses atrás

Há algum beneficio ao botar tal MBT em linha novamente?

Madmax
Madmax
10 meses atrás

Um chute, mas esse tanque não é aquele com turbina de helicóptero? O que dá saltinhos em terreno irregular o tal do tanque voador?
Pra estar sendo cogitado ser reiniciada sua produção deve ter se saído bem na batalha.

Nonato
Nonato
10 meses atrás

Essa matéria escancara aque tenho falado muito e que muitos se revoltam quando falo. Não sei qual é o último tanque russo. Fora o Armata. O T 90 ou 80? A Russia é uma potência militar. Não apenas fabricam, mas dão manutenção em tanques. Aí de repente: ah, esquecemos como constrói. Os funcionários que sabiam construir se aposentaram. O “ferramental” está enferrujado. Só pode ser brincadeira né. Forças armadas e armamentos não pode ser algo baseado em momentos e pessoas. Tudo tem que ter projetos arquivados. Tem que manter capacidade com agilidade. Tudo à disposição. Não pode ficar igual aos… Read more »

Lili
Lili
10 meses atrás

Blindado t80 e um blindado de 1976, pelas pesquisas americanas voltar fabricar blindado custaria 1 bilhão d dólares 5 bilhões de reais.
Quem dera se o Brasil tivesse vontade política.

Diego Tarses Cardoso
Diego Tarses Cardoso
10 meses atrás

Ué, por que não fazer T-90 se fabricar novos T-80 é tão difícil ?

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Diego Tarses Cardoso
10 meses atrás

Vão fazer os dois. Eles precisam de quantidade. Outra coisa, muitos parecem pensar que os russos vão fabricarT-80 iguais aos da década de 80. Já li em sites russos que “talvez” os Novos T-8 venham com o mesmo canhão do Armata e com o mesmo sistema de blindagem ERA que é superior ao usado no T-90. O nome T-80 poderá ser mantido, mas será um MBT novo, o design será o mesmo, a turbina será a mesma usada noT-80 BVM que é uma modernização de 2018 e utiliza uma turbina russa 25% mais potente que a turbina ucraniana usada nos… Read more »

alexandre
alexandre
10 meses atrás

alvos para os drones…

Carlos Crispim
Carlos Crispim
10 meses atrás

Pelo jeito o Armata nunca existiu, foi um blefe.

Luís Henrique
Luís Henrique
Reply to  Carlos Crispim
10 meses atrás

Ainda não esta totalmente desenvolvido para iniciar produção em massa. Os russos não tem dinheiro para iniciar produção em massa e corrigir os problemas depois.
Eles também não devem querer colocar o melhor MBT na Ucrânia, com receio do Ocidente conseguir um exemplar e descobrir mais sobre suas tecnologias.

Veja, os EUA doaram Abrams para a Ucrânia, mas antes do envio, removeram partes da blindagem que eram de materiais secretos. Ou seja, deram uma depenada na proteção para as tecnologias da blindagem não cair na mão dos russos.