O presidente chinês, Xi Jinping, no seu discurso anual de Ano Novo, reiterou a sua afirmação de que Taiwan “certamente seria reunificada” com a China.

A sua mensagem surge antes das cruciais eleições de 13 de Janeiro em Taiwan, que determinarão a política da ilha através do Estreito durante os próximos quatro anos.

Ele também adotou um tom mais forte do que a mensagem do ano passado, onde falou de Taiwan ser parte da “mesma família”.

A China intensificou a pressão militar sobre Taiwan antes das eleições.

Vê a ilha autônoma de 23 milhões de habitantes como uma província separatista que acabará por ficar sob o controlo de Pequim. Taiwan considera-se distinto do continente chinês, com a sua própria constituição e líderes eleitos democraticamente.

Separadamente, a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, disse no seu discurso de Ano Novo que as relações da ilha com a China devem ser decididas pela “vontade do povo taiwanês”. O seu governo alertou repetidamente que Pequim está a tentar interferir nas eleições, onde serão escolhidos um novo presidente e novo governo.

O partido Kuomintang de Taiwan (KMT) tem tradicionalmente favorecido laços mais calorosos com Pequim – embora negue ser pró-China. O principal rival do KMT, o Partido Democrático Progressista (DPP) de Tsai, governou Taiwan durante os últimos oito anos e adopta uma posição mais forte em relação à China – insistindo que é soberano e não faz parte da China.

Os últimos comentários de Xi estão em linha com a política de longa data da China em direção à unificação, mas a mensagem atingiu um tom mais estridente do que a que Xi deu no ano passado, onde chamou “as pessoas de ambos os lados do Estreito de Taiwan… membros da uma e a mesma família”.

A questão de Taiwan também prejudicou as relações entre os EUA e a China, com esta última a condenar qualquer apoio percebido de Washington a Taipei. Pequim disse que “se reserva a opção de tomar todas as medidas necessárias” contra forças externas que interfiram na unificação pacífica.

Mas ambos os países assinalaram o novo ano com uma mensagem positiva, com Xi e o presidente dos EUA, Joe Biden, trocando mensagens de felicitações na segunda-feira.

Xi observou que “aderir ao respeito mútuo, à coexistência pacífica e à cooperação ganha-ganha é a maneira correta de a China e os Estados Unidos interagirem”, segundo a Reuters, que citou o meio de comunicação estatal chinês CCTV.

China e Taiwan: o básico

  • Por que a China e Taiwan têm relações ruins? A China vê a ilha autogovernada como parte do seu território e insiste que deve ser unificada com o continente, pela força, se necessário. Mas Taiwan se vê como algo distinto do continente
  • Como Taiwan é governado? A ilha tem a sua própria constituição, líderes democraticamente eleitos e cerca de 300.000 soldados activos nas suas forças armadas.
  • Quem reconhece Taiwan? Apenas alguns países reconhecem Taiwan. A maioria reconhece o governo chinês em Pequim. Os EUA não têm laços oficiais com Taiwan, mas têm uma lei que exige que forneçam à ilha os meios para se defender.

FONTE: BBC

Subscribe
Notify of
guest

73 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
bruno
bruno
1 mês atrás

Todo discurso de ano novo é a mesma coisa.

Sulamericano
Sulamericano
Reply to  bruno
1 mês atrás

Alguns falam em invadir uma ilha (que já foi sua) outros falam em catástrofe econômica de proporções bíblicas.
Não sei o que é pior (para o povo de cada uma dessas nações).

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  bruno
1 mês atrás

Isso é chamado de bao-noticia.

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  bruno
1 mês atrás

A situação econômica tá pior na China, queda da manufatura e desemprego entre os jovens vem aumentando. Desviar o foco pra Taiwan é sempre uma boa. Acho que vai ser inevitável a reunificação, mas muito difícil de ocorrer sob o governo Xi Jiping que é visto como um Mao 2.0 mesmo na China continental. No momento que a China tiver a maior economia do mundo junto com a mais poderosa força militar do planeta (pelo menos em paridade com a americana), Taiwan será “obrigada” a aceitar a reunificação, mas ambos não devem ocorrer antes de 2050. Se o Xi Jiping… Read more »

L G1e
L G1e
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

O plano da China é que a reunificação com Taiwan ocorra no máximo até 2049. Aniversário de 100 anos da nova China.

francisco
francisco
Reply to  L G1e
1 mês atrás

Talvez lá para o século XC (ano 8.900) isto aconteça. Quem sabe?

Rui Mendes
Rui Mendes
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

Então Taiwan mudará de opinião, basta que as forças armadas da China fiquem mais fortes???!!??

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  Rui Mendes
1 mês atrás

Conforme a força economica e militar da China aumenta e conforme os EUA re engatam sua industria de semicondutores, em algum momento nesse seculo a dependencia de Taiwan em relação a China sera cada vez maior e o interesse americano em defender a ilha cada vez menor. Taiwan nesse momento sera obrigada a aceitar a reunificação que seria imposta e nao negociada. Conforme o fundador de Singapura (Lee Kuan Yew – um dos maiores estadistas da história) disse: a reunificação é questão de tempo, seria melhor Taiwan negociar agora um bom acordo do que um mal acordo daqui 20-30 anos.

Bigliazzi
Bigliazzi
Reply to  Rui Mendes
1 mês atrás

Vão tentar subornar toda a classe politica de Taiwan… mais fácil do que na “bala”… como diria Confúcio… “Todo homem tem o seu preço”.

bruno
bruno
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

Você acha mesmo que ele como Chefe de Estado colocaria em risco sua economia, todo o crescimento econômico do pais proporcionado pelo modelo de “comunismo de mercado”, ou seja, com a ajuda de negócios com as nações ocidentais e principalmente com o INVESTIMENTO de países ocidentais em risco com uma guerra que somente trará custos descomunais e com o risco de perder? Você falar que ele vai conquistar militarmente é desprezar/afirmar que as nações ocidentais não interviriam no conflito, como pode ter certeza disso? A China somente ganharia uma guerra com muita perdas inclusive, se Taiwan tivesse que se defender… Read more »

Last edited 1 mês atrás by bruno
Sd PM Natan
Sd PM Natan
1 mês atrás

Xi Jinping Parece eu falando pra minha esposa que vou consertar as coisas da casa, a cada 6 meses ela me lembra eu renovo a promessa rsrsrs

Antonio Cançado
Reply to  Sd PM Natan
1 mês atrás

Sijipingue, segundo nosso grande presidente…rsrsrsrs

Mauro Cambuquira
Reply to  Sd PM Natan
1 mês atrás

Boa! Em meio a tantos temores e acidentes nesse início de ano, algo pra nos distrair.
Agora que acabei a minha leitura da Trilogia, vou aspirar e passar pano.

RODES
RODES
1 mês atrás

boa sorte em cruzar o estreito rsssss

Bigliazzi
Bigliazzi
Reply to  RODES
1 mês atrás

Os Javelin estão se babando pelas barcaças à beira mar.

João Augusto
João Augusto
1 mês atrás

Ele está certo: é só uma questão de tempo. Conforme o poder econômico da China avança e o dos EUA retrai, a pressão política contra a independência de Formosa vai só aumentar até o ponto em que a conversão será “pacífica”. Os que se recusam a aceitar isso são os que fecham os olhos para o sentido da história. É só uma questão de tempo.

Azimuth
Azimuth
Reply to  João Augusto
1 mês atrás

Quem reconhece Taiwan como “país”?

Um dúzia de “potências” como Ilhas Marshall, Palau, Santa Lúcia, dentre outros que 99% no ocidente não saberia apontar no mapa.

Nem o EUA nem países da OTAN reconhecem.

Para para quem automaticamente repete e defende a retórica deles tá ótimo. Esse é a “comunidade internacional”.

Antonio Cançado
Reply to  Azimuth
1 mês atrás

Taiwan É um país, cara…tem bandeira, congresso, constituição, independência, e o mais importante, uma população que de forma alguma quer ser parte da República Popular da China.

Carvalho2008
Carvalho2008
Reply to  Antonio Cançado
1 mês atrás

1 milhão de empresários Taiwaneses moram na China Continental

10%da força de trabalho Taiwanesa, trabalha na China a cont8ne tal….

Isto tudo é muita coisa….numa população de apenas 22 milhões….desconte quem destes são crianças e quantos não são da população economicamente ativa…..

A população parece já ter decidido…vão reunificação

Joao
Joao
Reply to  Azimuth
1 mês atrás

Eles não reconhecem pela ilha, mas pelo continente.
A ideia é Taiwan não é uma província separatista, a China q é.

Vinicius Momesso
Vinicius Momesso
Reply to  Azimuth
1 mês atrás

O Globo chama Taiwan de “país”.

No One
No One
Reply to  João Augusto
1 mês atrás

Acho que você fechou os olhos enquanto lia a história de Taiwan e da RPC…

Antonio Cançado
Reply to  João Augusto
1 mês atrás

Sério que você acredita nessa bobagem?

AVISO DOS EDITORES A TODOS:
O COMENTARISTA “ANTONIO CANÇADO” FOI BANIDO POR INSISTIR EM CONDUTA BASEADA EM TROLAGEM, MESMO APÓS DIVERSAS ADVERTÊNCIAS E OPORTUNIDADES DE CORRIGIR SEU COMPORTAMENTO AO LONGO DOS ANOS.

João Augusto
João Augusto
Reply to  Antonio Cançado
1 mês atrás

Claro que não! Eu escrevi sob ameaça do PCCh. É cada uma…

Joao
Joao
Reply to  João Augusto
1 mês atrás

Pois é…
Mas a economia dos EUA ainda é a soma da 2ª, 3ª e 4ª juntas… tem q ter muita queda dela e aumento da outra.

João Augusto
João Augusto
Reply to  Joao
1 mês atrás

Pois. Por isso falei em tempo e em sentido da história. Sobreo o “muita”, sugiro que considere na sua análise também os estresses orçamentários que se abatem sobre cada uma das duas economias em contraste para avaliar o ritmo dessa mudança.

L G1e
L G1e
1 mês atrás

A reunificação da China com Taiwan um dia irá acontecer. Pôr bem ou pôr mau. Quando houve a reunificação com Hong Kong e a Inglaterra não queria a reunificação a China alertou Hong Kong vai virar um deserto de fogo. Taiwan um dia chegará nesse ponto. Ou dá ou desse .

Antonio Cançado
Reply to  L G1e
1 mês atrás

É “por bem ou por mal”…”Pôr” é verbo, e o certo é “maL”, que é o oposto de bem, amigo…E não é “desse”, mas “desce”…
Além disso, situações totalmente diferentes, sinto muito.

L G1e
L G1e
Reply to  Antonio Cançado
1 mês atrás

Nossa a trilogia contratou um professor de português para ficar verificando todos os comentários e os erros de português. Calma calma. Muita calma nessas horas. Você está muito nervoso. Tomar 20 gotas de Rivotril vc vai melhorar e começar o ano melhor sem mágoas passadas. Calma. Calma.

Pedro
Pedro
Reply to  L G1e
1 mês atrás

“Nossa, a trilogia contratou um professor…”

Infelizmente seria mesmo necessário, o índice de analfabetismo funcional aqui é absurdo…

Charle
Reply to  Antonio Cançado
1 mês atrás

“Pôr é verbo(.) O certo é “ma(L)(;) que é o oposto de bem, amigo(.) E não é “desse”, mas “desce”.
Podemos tentar ajudar o próximo com a gramática, a técnica da escrita, todavia devemos estar sempre atentos aos nossos próprios desvios.

Last edited 1 mês atrás by Charle
Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  L G1e
1 mês atrás

China e Inglaterra fizeram um acordo pela devolução de Hong Kong sem ameaças ou qualquer coisa do tipo ….a situação de Taiwan é bem diferente, muito diferente ….

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  L G1e
1 mês atrás

HK realmente teve uma certa tensão, mas os Ingleses não tinham condições de manter a Ilha como território, e foi feito um acordo para o modelo de governo continuar igual até 2043, ou algo assim, 1 país 2 sistemas, esse era o acordo, o Xi quebrou eles tanto em Hong Kong quanto em Macau

L G1e
L G1e
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Margareth Tatcher, primeira ministra da Inglaterra, não queria devolver, de acordo o tratado, e a China fez a ameaça nuclear .

Plinio Jr
Plinio Jr
Reply to  L G1e
1 mês atrás

Fontes ?

Este momento ocorreu em um momentos de boas relações da China com o Ocidente enquanto que a URSS começava sua derrocada …

Last edited 1 mês atrás by Plinio Jr
Rodolfo
Rodolfo
Reply to  Plinio Jr
1 mês atrás

Exato, o líder na época era o Deng Xiao Ping e estava abrindo a economia chinesa, ainda era Guerra Fria e o Ocidente queria melhorar relações com a China, se os Britânicos oferecessem resistencia quanto a devoluçao de HK os EUA muito provavelmente pressionariam a favor da devoluçao do territorio.

Zorann
Zorann
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Hong Kong é uma Região Administrativa Especial subordinada ao governo central chinês, mantém o sistema capitalista e goza de um alto grau de autonomia conferido pelas autoridades…

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Zorann
1 mês atrás

Automia deles quase não existe mais

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  L G1e
1 mês atrás

Hong Kong foi uma concessão territorial a uma potência europeia no século 19 (também conhecido como século da humilhação pelos chineses) que tinha data para terminar assim como foi Macau, nada a ver com a situação de Taiwan.

Joao
Joao
Reply to  L G1e
1 mês atrás

A reunificação de Hong Kong com a China já era prevista há muitos e muitos anos, para 1999.
Não houve ameaça nenhuma da China. E nem “não quero” da Inglaterra.

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  Joao
1 mês atrás

Hong Kong estava sob lease britânico desde 1841 durante a 1a guerra do Opio. Um tratado assinado pro China e Inglaterra em 1898 estendeu o lease por 99 anos que acabou em 1997. Simplesmente os ingleses tiveram que devolver Hong Kong porque o tempo do lease acabou.

L G1e
L G1e
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

Infelizmente não foi bem simples assim. Realmente houve um tratado assinado em 1898 que a China foi obrigada a ceder Hong Kong para o império britânico pôr 99 anos terminaria em 1997. Mas em 1982 depois da guerra das Malvinas começou as conversas entre a China e Inglaterra para tratar da devolução. Mas a Inglaterra não estava querendo devolver no prazo acordado, foi durante essas negociações que a China fez a ameaça de atacar e destruir Hong Kong se a Inglaterra não cumprisse o acordo. Em 1984 a Inglaterra cedeu e a China também cedeu e foi criado o princípio… Read more »

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  L G1e
1 mês atrás

A China fez a proposta para a Inglaterra para apaziguar os ânimos da população de Hong Kong e garantir que a região não convertesse para o regime socialista (ainda estavam sob a ameaça da guerra fria), mas o lease não seria extendido o que naturalmente levaria a um conflito armado se os britânicos não saíssem do território.

Antonio Cançado
1 mês atrás

…é, assim como Esequibo e a Venezuela também serão reunificadas…rsrsrsrs

Esses ditadores…rsrsrsrsrsrsrs

Orivaldo
Orivaldo
1 mês atrás

Ano Novo, ameaças velhas

fish
fish
1 mês atrás

Se reunificação de Taiwan vier por meio do fogo, pode ter a certeza que a maioria dos militares da ilha irão desertar para a China no instante que receberem a notícia. Mas acredito eu que será pacifica.

Last edited 1 mês atrás by fish
fjuliano
fjuliano
1 mês atrás

“Apenas alguns países reconhecem Taiwan”: 14 países do mundo reconhecem Taiwan, incluindo Paraguai, Haiti e outras sete pequenas nações do Caribe e do Pacífico. Países irrelevantes em qualquer sentido. Nos últimos 20 anos, Costa Rica (em 2007), Panamá (2017), El Salvador (2018) e Nicarágua (2021) romperam com Taipé e se vincularam a Pequim. “A China vê a ilha autogovernada como parte do seu território e insiste que deve ser unificada com o continente”: Resolução 2758 da Assembleia Geral da ONU, aprovada em outubro de 1971 e que estabeleceu de uma vez por todas as questões políticas, legais e processuais da… Read more »

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  fjuliano
1 mês atrás

Aliás o Paraguai deveria ser mais esperto. Já tem energia abundante em Itaipu binacional e carga tributária bem mais baixa que o Brasil. Sendo membro do Mercosul, seria fácil contratar engenheiros formados no Brasil (UFScar, UNICAMP, Poli-USP, IME, ITA…) pra trabalhar no setor de microprocessadores. Deveriam usar o seu reconhecimento de Taiwan para conseguir atrair investimento da TSMC pro seu território e produzir semicondutores pra abastecer o mercado brasileiro e argentino (e que também poderia ser exportado pro exterior via bacia da Plata). Se o Brasil não consegue avançar o seu setor de semicondutores, o Paraguai teria toda condição geográfica,… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
1 mês atrás

o Motivo de ter uma certa boa relação do partido nacionalista chinês com o governo de Pequim, é pq os nacionalistas acreditam que os dois vão se unir em um futuro, e que o partido Nacionalista é um verdadeiro governante do país, e a China continental é uma região rebelde. o DPP já deixa claro que não tem reunificação, que Taiwan e China já não são a mesma coisa.

Carlos Campos
Carlos Campos
1 mês atrás

Bom com Taiwan cada vez mais armada e futuramente com subs modernos, essa união vai ser na base da catástrofe para os dois lados, e se os Taiwaneses fizerem o que tem dito a muito tempo que é destruir as barragens da China, vai ser um inferno, que rapidamente mataria milhões de pessoas e causaria danosbilionários, fora que Xangai, Shenzen, Cantão, que são cidades importantes seria, atacadas, e se o Japão como tem dito se envolver, vai ser pior ainda, isso sem se falar dos EUA.

Nemo
Nemo
1 mês atrás

Este clima de tensão está prejudicando Taiwan. TMSC está construindo uma mega fábrica nos EUA e outras empresas também estão estabelecendo plantas em outros países, até na China. Com uma pequena área geográfica Taiwan nunca se recuperaria de um conflito militar. Melhor sentar e conversar.

Rodolfo
Rodolfo
Reply to  Nemo
1 mês atrás

Os nodes mais avançados vão continuar a ser feitos em Taiwan. Enquanto a fábrica da TSMC no Arizona produzirá nodes de 3 nm usando litografia EUV, a partir de 2025 quando as máquinas de litografia High NA da ASML forem lançadas, essa serão instaladas primeiramente em Taiwan. Além disso a China ainda está sob embargo dessas máquinas de litografia da ASML e estão produzindo seus semicondutores com nodes 7 nm usando maquinas mais antigas (DUV) já compradas antes do embargo americano. Por isso Taiwan vai continuar a produzir os chips mais avançados do mundo por muito tempo. Os processadores hoje… Read more »

Nemo
Nemo
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

A China desenvolveu tecnologia própria para a produção de máquinas para chip de 28 nm. Ainda muito atrás dos 3nm. A grande corrida agora é para acelerar o desenvolvimento sob o risco de ficar irremediavelmente para trás. Mais emocionante que corrida de F1.

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  Rodolfo
1 mês atrás

Coréia do Sul já tá quase no patamar de Taiwan, os Japoneses vão ter uma fábrica da TSMC, além de que dizendo eles que conseguem os 7nm nas suas DUVs feitas em casa, além de que eles tem o monopólio silício, o Escudo de Taiwan tá esfarelando rápido, precisam se armar rápido se quiserem ser independentes

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Vamos aos fatos incontestáveis população total de homens mulheres idosos e crianças de Taiwan =22 milhões 1 milhão de empresários Taiwaneses moram na China Continental de Xi Jinping 10% da força de trabalho de Taiwan, também trabalham na China de Xi Jinping se fizer mais conta, vamos descobrir que somente politicos taiwaneses e Jornalistas Taiwaneses é que não querem a reunificação…. Por exemplo: a) Quantos taiwaneses e familias estão ligados aos empregos proporcindos por este 1 milhão de empresarios taiwaneses que moram na China? No mínimo 10 pessoas…..a conta vai para 10 milhões de pessoas diretas….. b) cada trabalhador destes… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  carvalho2008
1 mês atrás

Olha acredito que não é assim tão claro não, se não o DPP não teria ganhado, existe muitos parentes entre esses dois países, não existe uma inimizade entre as pessoas dos dois países, os Nacionalistas nunca quiseram ser independentes, sempre quiserem reunir o país, porém tanto o povo de Taiwan quanto os partidos políticos não querem o PCCh, se essa reunificação fosse tentada antes na base da guerra, seria mais fácil, pq só a geração Z sabe o que é viver em uma democracia, se acostumar com o PCCh seria fácil, se a China quiser ela toma, mas a que… Read more »

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

O povo vai tocando o que pode no mlhor dos dois mundos….eis a questão…é isto…mas na hora que o emprego for ameaçado…a decisão ja está tomada…

A vida segue,,,,

tá cheio de chines andando na praça celestial com copia de mercedez, com copia de BMW, etc….não tem mais bicicleta não… eles veem isto…obvio que o melhor seria ficar como está, mas quando e no dia que deixar de ser opção….quero só ver…se fossem contra, não estariam tão integrados….

carvalho2008
carvalho2008
Reply to  Carlos Campos
1 mês atrás

Mestre…Taiwan não tem fronteira…e esta a apenas 170 km…..não tem a menor hipotese de sucesso….a china não entra agora porque sai mais barato tornar o inevitavel devagarinho….120 km é o padrão atual de desembarque anfibio para se ter ideia….esqueçam misseis costeiros…….teria ou terá uma enormidade de anfibios blindados tipo Clanf na agua….nem de navio precisariam….alguem entende isto? centenas na agua….centenas em balsas civis….centenas em militares….e navios ro ro….eles não tem força aerea ou misseis para este tipo de missão….estarão todos ocupados com a força aerea chinesa, isto se não ocorresse ataques surpresa de interdição de pistas e bases por submarinos…..simplesmente,… Read more »

Carlos Campos
Carlos Campos
Reply to  carvalho2008
1 mês atrás

eu sei de tudo isso, e concordo, mas vc tem que perceber que maior parte desse pessoal vai morrer no desembarque, não vai ser um passeio no parque, não é a Mongólia. não acredito em uma invasão, os EUA iam amar ver a China se corroendo em uma invasão à Taiwan

Zorann
Zorann
1 mês atrás

Taiwan nunca deixou de fazer parte da China. Em breve esta situação estará normalizada.

Maromba
Maromba
1 mês atrás

É isso aí raros amigos! Só falta combinar com os “Estaduzunidos”: o país mais poderoso da galáxia.

naval762
naval762
1 mês atrás

Bravata. Outro bravateiro, igual ao nosso e ao venezuelano.

Carvalho2008
Carvalho2008
1 mês atrás

Vamos aos fatos incontestáveis

A) população total de homens mulheres idosos e crianças de Taiwan =22 milhões

B) 1 milhão de empresários Taiwaneses moram na China Continental de Xi Jinping

C) 10% da força de trabalho de Taiwan, também trabalham na China de Xi Jinping

O resto é torcida….

Burgos
Burgos
1 mês atrás

Para 2024 Nostradamus fez uma profecia: “O grande exército vermelho vai se acovardar e recuará de suas intenções ao seu País e se calará diante de vários conflitos mundiais que ocorrerá nesse ano “.
Pelo visto parece que Sun Tzu é a leitura da vez naquele País.
“A verdadeira arte da guerra, é vc vencer uma batalha sem luta”
Sun Tzu

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Burgos
1 mês atrás

Nostradamus mas não erramus.

Tutor
Tutor
1 mês atrás

Solução: ajudar Taiwan a desenvolver armas nucleares (ou dar à eles tais armas), acompanhados de modernos meio de entrega.
Pronto, resolvido.
Flango flito vai gritar, esbravejar, ameaçar e, no fim, ficará por isso mesmo.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Tutor
1 mês atrás

Caro. A solução é deixar como está…. um dia, se a China se tornar economicamente vantajoso para Taiwan, eles vão reintegrar. Enquanto isso, deixa como está.

Sobre bombas atômicas, o ideal é banir completamente as armas nucleares em todo o mundo

Tutor
Tutor
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Não é só uma questão econômica, os fatores “liberdade” e “democracia” também batem forte nos peitos taiwaneses.

L G1e
L G1e
Reply to  Tutor
1 mês atrás

Taiwan era uma ditadura….

José de Souza
José de Souza
Reply to  L G1e
1 mês atrás

Exato, como a Coreia do Sul também.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  L G1e
1 mês atrás

De memória, no Século XX… a Alemanha foi uma ditadura, o Chile, O Brasil (pelo menos duas vezes no Século XX) e a Argentina. O Paraguai também foi. Cuba foi uma ditadura (não confundir o período de Fulgêncio Batista com o de Castro), África do Sul, Iraque, Irã (estou falando do período sob o Xá Pahlavi). Guatemala, Uganda, Haiti. Camboja, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Tailândia, Mianmar, Líbia, Espanha (sob Franco), Portugal (sob Salazar)..

a lista é enorme

Jonathan Pôrto
Jonathan Pôrto
1 mês atrás

A tri eleição de Xi Jinping garantiu 15 anos de Paz!! FATO!!🤣🤣🤣

Bigliazzi
Bigliazzi
1 mês atrás

Na grana será muito mais fácil do que na “bala”… os chineses aprenderam bastante com o conflito na Ucrânia. Não correrão o risco de terem sua frota sendo fustigada pelas defesas de Taiwan. Fico apenas a imaginar o que um Javelin faria numa barcaça de desembarque… se um K52 vira sucata… o que não viraria esses barquinhos… seria um verdadeiro “tiro ao pato”… uma carnificina.