Pontes desmontáveis a Internet via satélite – os recursos logísticos levados ao RS pelo EB

65

Brasília (DF) – O Exército mobiliza diversos recursos logísticos para apoiar a população do Rio Grande do Sul a reestabelecer a comunicação e o acesso a áreas isoladas. A região já recebeu pontes desmontáveis, passadeiras flutuantes, aeronaves remotamente pilotadas e antenas de internet via satélite. Esses materiais ajudam a população a, progressivamente, enfrentar a situação de calamidade e retornar às atividades cotidianas. Outros recursos também estão a caminho.

Pontes de passadeiras

Diversas estruturas para reestabelecer o trânsito de pedestres sobre rios estão sendo instaladas. No dia 14 de maio, militares da engenharia do Exército montaram uma passadeira flutuante de alumínio sobre o Rio Pardinho, na cidade de Sinumbu. A estrutura reestabeleceu a circulação de pessoas no interior do município. Uma passadeira também reestabeleceu a comunicação entre os municípios de Lajeado e Arroio do Meio.

Para a circulação de veículos e de cargas pesadas, um comboio transportando 60 metros de ponte desmontável também chegou do Mato Grosso do Sul em 17 viaturas. A estrutura suporta até 80 toneladas e será decisiva no reestabelecimento de vias de acesso nas regiões alagadas e destruídas.

Drones

Além de helicópteros, o Comando de Aviação do Exército disponibilizou diversos drones modelo Matrice 300 RTK para apoiar nos resgates e no planejamento logístico da Operação Taquari 2. Os sistemas de aeronaves remotamente pilotados (SARP) possuem câmera com zoom de 200x e função de visão termal, com alcance de voo de até 15 km. Desde 2 de maio, os sistemas são operados dia e noite para identificar pessoas em situação de risco e para identificar as melhores rotas para a entrega de suprimentos.

Internet via satélite

Para reestabelecer a conectivdade, uma equipe do 3° Centro de Telemática desembarcou em Canoas com 150 dispositivos de conexão à internet via satélite. Parte do material foi doada por empresas que decidiram apoiar a população do Rio Grande do Sul. Os equipamentos chegaram de São Paulo no dia 13 de maio e já começaram a ser distribuídos.

Combustível

Outro fator decisivo para o esforço logístico é o suprimento de combustíveis. Para isso, a Engenharia do Exército usa portadas táticas para transportar cargas pesados por via fluvial. Com o emprego de embarcações de manobra e da Portada Tática Krupp, 12 mil litros de combustíveis foram entregues na região pelo 12° Batalhão de Engenharia em parceria com a Marinha do Brasil.

Apoio logístico

Além disso, postos de atendimento médico e de distribuição de donativos têm sido fundamentais para levar os bens e serviços mais essenciais a quem precisa. Em Eldorado do Sul, o 3° Batalhão Logístico implementou postos de atendimento avançado e pontos de distribuição de alimentos. Nesses postos, os militares ofereceram apoio médico, remédios, donativos e água potável à população. Foram entregues cobertores, roupas, alimentos, água e ração para animais.

Operação Taquari 2

O Exército Brasileiro atua no apoio à população gaúcha desde o dia 30 de abril. Entre as principais ações, estão resgate e transporte de desalojados e de ribeirinhos, desobstrução de vias, apoio médico e distribuição de donativos. Confira o balanço da Operação.

Subscribe
Notify of
guest

65 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Celso
Celso
1 mês atrás

Pouco. E o General que disse…temos 50k homens….e aí? Cadê? Não conseguem alimentar nem os 13k que dizem estar lá…..

Rafael Gustavo de Oliveira
Rafael Gustavo de Oliveira
Reply to  Celso
1 mês atrás

Um dos trabalhos da engenharia é garantir a mobilidade, isso inclui desde reparos em estradas a construção de pontes temporárias, não estamos falando de garantir mobilidade de uma divisão de 15 mil homens, estamos falando em garantir mobilidade de um Estado que em área é maior que o Reino Unido, esse problema se estende a logística, comunicações, etc…..claro que não é toda área afetada pelas enchentes, mas temos que lembrar que foi o coração do RS foi afetado ocorrendo um efeito cascata, recomendo a leitura desse material abaixo onde cita a seguinte frase. “O Exército Brasileiro, em parceria com o… Read more »

Lúcio
Lúcio
Reply to  Celso
1 mês atrás

Falou pouco mas falou muita besteira

Lúcio
Lúcio
Reply to  Celso
1 mês atrás

Criticar é fácil. Quero ver apresentar ideias e soluções.

Fëanor
Fëanor
1 mês atrás

 “Antenas de internet via satélite”

 Starlink

Dê nome aos bois.
 

Lopes
Lopes
Reply to  Fëanor
1 mês atrás

_____

COMENTÁRIO APAGADO POR DESVIAR TOTALMENTE DO ASSUNTO E INICIAR DISCUSSÃO DE IDEOLOGIAS POLÍTICAS.

LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Lopes
Lopes
Reply to  Lopes
1 mês atrás

Vamos dar *

Sergio
Sergio
Reply to  Fëanor
1 mês atrás

Pois é.

Daniel Teixeira
Daniel Teixeira
Reply to  Fëanor
1 mês atrás

Não existe almoço grátis. O proprietário da referida empresa atua tal qual qualquer empresário que, por exemplo, se utiliza dos “benefícios” da Lei Rouanet. No fim, todos querem fazer marketing. Foi efetuado um breve estudo sobre o valor das “doações” de empresas com relação às doações de pessoas físicas e seria algo como um cidadão doar 5 ou 10 reais. A diferença é que esses poucos reais retornam em forma de marketing para a empresa, um marketing super barato e altamento positivo. A referida empresa, por exemplo, era nova entrante no mercado nacional e atua de forma agressiva em termos… Read more »

Nilo
Nilo
Reply to  Fëanor
1 mês atrás

O governo tem dado todo o suporte através dos sistemas públicos de internet já existentes, por meio do Estado e Prefeituras, as provedoras nacionais idem oferendo facilidades para que não deixem ninguém sem internet nas regiões atingidas, como disseram aqui não existe almoço grátis, pois não é o Sr Musk, o que queria comprar a Bolívia se preciso para garantir seu lítio rsrsrsr.
Para certos grupos que se denominam _____
_____

COMENTÁRIO EDITADO. VOCÊ É VETERANO, JÁ DEVERIA TER NOTADO OS AVISOS FEITOS NESTA MATÉRIA E TEVE TEMPO SUFICIENTE DE CONHECER AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Last edited 1 mês atrás by Nilo
Henrique
Henrique
Reply to  Fëanor
1 mês atrás

 “Antenas de internet via satélite”
 Starlink

isso ai funciona de baixo de tiro e guerra eletrônica na Ucrânia… deve ta sendo um passeio no parque com algodão doce no RS.

naval762
naval762
1 mês atrás

_____

COMENTÁRIO APAGADO. NÃO USE O ESPAÇO DE COMENTÁRIOS COMO PALANQUE.
LEIA AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Jose de Souza
Jose de Souza
Reply to  naval762
1 mês atrás

Claro, o Esquilo do véio, o jet ski do bananinha e um capiau com corda de sisal amarrada na cintura fizeram tudo sozinhos…

BARAK
BARAK
Reply to  naval762
1 mês atrás

______

COMENTÁRIO APAGADO. A DISCUSSÃO VIROU MERA DISPUTA DE ATAQUES PESSOAIS.

LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Kommander
Kommander
Reply to  BARAK
1 mês atrás

____

COMENTÁRIO APAGADO. A DISCUSSÃO VIROU MERA DISPUTA DE ATAQUES PESSOAIS.

LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

BARAK
BARAK
Reply to  Kommander
1 mês atrás

______

COMENTÁRIO APAGADO. A DISCUSSÃO VIROU MERA DISPUTA DE ATAQUES PESSOAIS.

LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Kommander
Kommander
Reply to  BARAK
1 mês atrás

_____

COMENTÁRIO APAGADO. A DISCUSSÃO VIROU MERA DISPUTA DE ATAQUES PESSOAIS.

LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Pablo
Pablo
Reply to  naval762
1 mês atrás

_____

COMENTÁRIO APAGADO. A DISCUSSÃO VIROU MERA DISPUTA DE ATAQUES PESSOAIS.

LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Kommander
Kommander
1 mês atrás

COMENTÁRIO APAGADO. MAIS UMA VEZ ESTÃO INSISTINDO EM USAR O ESPAÇO COMO PALANQUE.

LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

MMerlin
MMerlin
1 mês atrás

Importante matéria Redação.

Impressionante que, quanto mais o tempo passa, mais se confirma que a humanidade tem o poder, não, o dom de deturpar tudo. Vide a desinformação e fomento de negatividade das atividades prestadas referente à calamidade do RS.

Ontem estive num grupamento dos Bombeiros aqui da região, num dos centros de atuação, e a logística e velocidade de distribuição e organização estavam bem eficientes. Um conjunto de pessoas do EB, PM, Bombeiros e cidadãos.

A saída de veículos era constante e bem organizada. Com destino, responsável e local de desembarque já definidos.

Last edited 1 mês atrás by MMerlin
JPTapi7
JPTapi7
Reply to  MMerlin
1 mês atrás

Por aqui pela Paraíba eu presenciei a mesma cena descrita por você MMerlin na semana passada.

Heinz
Heinz
Reply to  MMerlin
1 mês atrás

Se não fosse as FA, os nossos irmãos gaúchos ainda estariam na lama. Parabéns as FA, uma das poucas instituições que agem e ajudam o povo quando de fato precisam!
O resto é politicagem e ideologia.

francisco
francisco
1 mês atrás

Qual o numero real de mortos?

Pablo
Pablo
Reply to  francisco
1 mês atrás

Nao se sabe devido ao nível ainda nao ter baixado. Tem lugares com escombros que possivelmente pode haver corpos. Na serra os bombeiros estão usando cachorros para procurar. Esse numero so saberemos quando a água voltar ao normal e todos os lugares forem vasculhados.

silvom
silvom
Reply to  francisco
1 mês atrás

161 mortos e 85 desaparecidos. Se não encontrarem ninguém vivo entre estes 85 desaparecidos, 246 mortos. Salvo se não houve notificação de mais desaparecidos.

Elisandro
Elisandro
1 mês atrás

Off topic: O TPI emitiu um mandado de prisão contra o Primeiro-Ministro de Israel e contra o líder do Hamas.

Sergio
Sergio
Reply to  Elisandro
1 mês atrás

Na verdade, confirmando-se, é contra o primeiro ministro de Israel, que nada mais faz do que defender seu povo de um ataque cruel.

Cujos reféns ainda continuam em poder dos algozes.

Colocaram o líder do hamas na “fita” pois seria escandaloso demais.

E assunto para os de sempre pisarem em Israel.

Não há equivalência moral mas eles sempre dão um jeitinho.

Nativo
Nativo
Reply to  Sergio
1 mês atrás

____

COMENTÁRIO APAGADO. VOLTEM AO TEMA DA MATÉRIA.

Elisandro
Elisandro
Reply to  Elisandro
1 mês atrás

OBS: O principal promotor na verdade solicitou a emissão dos mandados.

Leandro Costa
Leandro Costa
Reply to  Elisandro
1 mês atrás

Não vai dar em nada, mas no meu Mundo dos sonhos ambos seriam presos.

E colocados na mesma cela heheheheheh

AVISO DOS EDITORES: VOLTEM AO TEMA DA MATÉRIA.

Willber Rodrigues
Willber Rodrigues
Reply to  Elisandro
1 mês atrás

_____

COMENTÁRIO APAGADO. MAIS UMA VEZ A DISCUSSÃO SAIU DO TEMA DA MATÉRIA E VIROU MERA DISPUTA DE ATAQUES PESSOAIS.

NÃO FALTARAM AVISOS DOS EDITORES.

LEIAM E SIGAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Nilo
Nilo
Reply to  Elisandro
1 mês atrás

Emitido por enquanto um pedido de mandado de prisão e ainda não aprovado.

Sergio
Sergio
1 mês atrás

“Doados por empresas que decidiram apoiar o povo do Rio Grande do Sul”.

Ok!

Só faltou informar que foram os starlink do Elon!

Lopes
Lopes
Reply to  Sergio
1 mês atrás

Várias pessoas e países doaram , Musk também aproveitou pra doar afinal ele viu que _______

COMENTÁRIO EDITADO. A DISCUSSÃO VIROU MERA DISPUTA DE ATAQUES PESSOAIS.

LEIAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Nativo
Nativo
Reply to  Sergio
1 mês atrás

_____

COMENTÁRIO APAGADO. OS EDITORES AVISARAM.

Rafael Oliveira
Rafael Oliveira
Reply to  Sergio
1 mês atrás

O Instituto Cultural Floresta, formado por empresários gaúchos, comprou 375 antenas da Starlink. Essas não foram de graça.

Talisson
Talisson
Reply to  Rafael Oliveira
1 mês atrás

Exato. O Instituto Floresta sim faz a verdadeira “filantropia” no RS já há alguns anos. Suas ações inclusive inspiraram mudanças na legislação. As antenas do ICF chegaram em poucos dias nos órgãos públicos.
Quanto as doadas pelo Musk, são bem vindas, mas fica claro que é marcketing.

Hanibal
Hanibal
1 mês atrás

Esse negocio de “transporte de doações” que vejo sempre em noticias relacionadas as ações do Estado (e das FFAA) é intrigante. Quer dizer que se, por um motivo qualquer, a própria população não fizesse doações os órgãos governamentais não teriam nem mesmo um saco de arroz ou um lençol para entregar aos desabrigados? o Estado não tem reservas para esse tipo de situação não?

Daniel Teixeira
Daniel Teixeira
Reply to  Hanibal
1 mês atrás

Prezado Hanibal, pesquise sobre o desmonte da CONAB. É um assunto pouco discutido mas que tem, como você levantou, importância ímpar na questão de soberania e defesa,

Está na mesma linha do desmonte da legislação ambiental, que alguns propagam por aí ser algo como “lei para proteger índio e ONG” e, na realidade, trata-se de legislação que rege todo o ordenamento territorial combinada com regulamentação de poluição, produção de alimentos, etc.

Daniel Teixeira
Daniel Teixeira
Reply to  Hanibal
1 mês atrás

Em tempo, o Brasil vive em situação de normalidade, salvo em locais onde houve evento climático extremo. Em condições normais, para que se minimize o risco de corrupção, que sempre ocorre através da “compra” de servidores públicos por empresários que decidem agir de forma desleal com seus concorrentes, faz-se licitação pública que, por seu turno, exige rito próprio previsto em lei (que alguns chama de burocracia) e capaz de ser objeto de auditoria em tempo real e momento posterior. No caso do estado de calamidade, tais burocracias são deixadas parcial e temporariamente de lado para uma aquisição de forma emergencial.… Read more »

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Hanibal
1 mês atrás

Sei lá. È uma situação hipotética impossível de ser verificada. Primeiro, teria que assumir que a população brasileira fosse formadas de gente sem caráter, sem qualquer empatia. Teria que supor que a população brasileira fosse em sua maioria canalhas que estariam se lixando para a dor e necessidades das vítimas. Acontece que a população brasileira, em sua maioria, é solidária. O pa[is esta mobilizado. Quem pode ajudar, está ajudando. Cabe à defesa civil de cada estado manter um sistema de emergência… contudo, nenhum país do mundo é capaz de ter reservas na escala do desastre que aconteceu agora no RS.… Read more »

Talisson
Talisson
Reply to  Hanibal
1 mês atrás

“o Estado não tem reservas”? Não. Aliás, não faz os próprios fertilizantes para o agro. A elite agrária acha lucrativo comprar barato das regiões mais instáveis do mundo, uma hora vai se arrepender.
Outro dia o Edgar Pretto citou o desmonte dos estoques públicos de grãos, que nessas horas, trariam segurança.

Henrique
Henrique
Reply to  Hanibal
1 mês atrás

“Quer dizer que se, por um motivo qualquer, a própria população não fizesse doações os órgãos governamentais não teriam nem mesmo um saco de arroz ou um lençol para entregar aos desabrigados? o Estado não tem reservas para esse tipo de situação não?”

Se o Estado tivesse tal capacidade ninguém estaria reclamando de imposto ou do Estado a essa hora ou cobrando providencia

Daniel Teixeira
Daniel Teixeira
Reply to  Henrique
1 mês atrás

Henrique, Primeiro, nossa carga tributária está longe de ser esse absurdo. O que ocorre é uma assimetria, onerando muito mais a classe média do que os ricos, sendo que os mais pobres também pagam impostos, já que são também indiretos. O correto, por exemplo, seria uma alteração na tabela do IRPF para termos, pelo menos, umas 20 faixas. Impostos indiretos sobre consumo de itens essenciais deveriam ser abolidos. Segundo, o cobertor é curto e não é possível atender, com a carga tributária, tudo que se deseja. Veja, temos um sistema universável de saúde único no mundo e que atende até… Read more »

Henrique
Henrique
Reply to  Daniel Teixeira
1 mês atrás

“Primeiro, nossa carga tributária está longe de ser esse absurdo”

viu a mateira do cara da Gerdau chorando pq pagou 250mi de imposto a mais kkkkkkk ou vc viu o novo IVA que vai ser o maior do mundo junto com a tributação que já existe e não vai ser revogada…

kkk.. nem vou perder tempo lendo o resto.. ja ta refutado nessa linha por ta vivendo em alguma realidade paralela

perdeu tempo fazendo esse textão

Renato B.
Renato B.
Reply to  Henrique
26 dias atrás

Nada como uma crise para mostrar os limites de mercado e a necessidade do estado. A não ser que se acredite que milícia estabiliza algum lugar.

Last edited 26 dias atrás by Renato B.
Renato B.
Renato B.
Reply to  Daniel Teixeira
26 dias atrás

Sim, a falta de estoques reguladores explica bem as flutuações de preços que temos atualmente. Porém, mesmo limitada, a atuação da Conab foi um dos fatores que seguraram crises humanitárias como haviam com as secas de antigamente. Se você entende liberalismo como uma ferramenta e não como dogmar é perfeitamente aceitável. É regulação de mercado e não controle. Se bem empregado permite preços acessíveis para quem compra e evita o agro jogando comida no lixo quando os preços caem muito. Todo mundo ganha.

Last edited 26 dias atrás by Renato B.
FERNANDO
FERNANDO
1 mês atrás

_____
_____
Tenho conversado com amigos gaúchos e eles dizem que o exército está fazendo o possível, mas, é verdade, que a própria população tem ajudado e muito.
Mas, do jeito que este extremistas de direita falam, o exército não está fazendo nada.
Na realidade o povo deveria mostrar a realidade e não fazer fake news pelo youtube, instragram, tiktok, entre outros.

COMENTÁRIO EDITADO. NÃO DESVIE A DISCUSSÃO PARA A DISPUTA POLÍTICA / IDEOLÓGICA.
LEIAM E SIGAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  FERNANDO
1 mês atrás

Olá Fernando. É possível, e muito provável, que ocorreram e ocorrerão problemas nos resgates, nas distribuições de donativos, nos abrigos e tudo mais. O desastre é tão grande e os recursos tão escassos que seja relativamente fácil encontrar problemas no universo imenso de operações de resgate. Em todos desastres que lembro, as operações emergenciais envolvem forças militares federais, policiais estaduais, profissionais da área de saúde, civis voluntários e até mesmo equipes de resgate internacionais. Todo mundo ajudando. Ainda tem gente que não tenha entendido a gravidade da situação. Sobre este esforço de criticar as forças armadas, nem precisamos pensar muito.… Read more »

Jagder
Jagder
Reply to  Camargoer.
1 mês atrás

Ele venceu o segundo turno em POA.

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Jagder
1 mês atrás

____

COMENTÁRIO APAGADO.

É INADMISSÍVEL QUE NÃO TENHAM AINDA CONHECIMENTO DAS REGRAS DO BLOG, MESMO COMENTANDO HÁ TANTO TEMPO.

LEIAM OS AVISOS E AS REGRAS, NÃO INSISTAM.

https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Jagder
Jagder
Reply to  FERNANDO
1 mês atrás

Quem fez palanque político dizendo que queria se eleger mais vezes ao cargo de PR, sexta passada em poa, não foi de direita.

AVISO DOS EDITORES: NÃO USE O ESPAÇO DE COMENTÁRIOS COMO PALANQUE.
LEIAM E SIGAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Jagder
1 mês atrás

______

COMENTÁRIO APAGADO. A DISCUSSÃO SOBRE ELEIÇÕES TERMINA AQUI.

LEIAM E SIGAM AS REGRAS DO BLOG:
https://www.forte.jor.br/home/regras-de-conduta-para-comentarios/

Akhinos
Akhinos
1 mês atrás

Incrível. É impossível qualquer discussão civilizada, 70% dos comentários apagados devido ao fanatismo político e o alcance das fake news. O Ocidente está se aproximando da tempestade perfeita. Em 1 década teremos a recorrência de acontecimentos como esse do RS a cada 2 anos, uma multidão de desempregados por conta da ascensão das IAs e uma indústria de fake news super poderosa que será ainda mais turbinada por deep fakes. Eu não quero nem ver a distopia apocalíptica que o Ocidente vai se enfiar. No final iremos regredir 100 anos e voltaremos a ser considerados um bando de bárbaros pelos… Read more »

FERNANDO
FERNANDO
Reply to  Akhinos
1 mês atrás

Carma, ainda não chegou a hora.
Espera até 2036

Felipe M.
Felipe M.
Reply to  Akhinos
1 mês atrás

Sem falar no envelhecimento populacional, sufocando, cada vez mais, a fatia da população economicamente ativa.
Realmente o desafio do ocidente é árduo.
Não que o do oriente tbm não o seja.
Mas, nessa parte do mundo, as dificuldades aumentam tendo em vista que o sistema democrático, por si só, é conflituoso, e há uma grande predisposição à propagação de informação falsa ou deturpada, tanto de quem emite como de quem as recebe.
Mas, como disse Churchill, “a democracia é péssima e cheia de problemas, só não é pior que todos os outros tipos de regime”.

Last edited 1 mês atrás by Felipe M.
Nilo
Nilo
Reply to  Akhinos
1 mês atrás

Excelente comentário, já estamos no estágio da descrença total no Estado junto a sociedade e suas atividades legislativa, judiciária e executiva, as religiões ocidentais em crise, crise moral destruição do núcleo familiar, estamos nos encaminhando para o desastre, na Alemanha a solução daqueles que navegaram no desespero foi o nazismo, hoje a roupagem é outra, o contraditório em relação a Alemanha e que o mundo hoje nunca foi tão rico.

Last edited 1 mês atrás by Nilo
Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Nilo
1 mês atrás

Olá NIlo. Pelo que lembro, o Partido Nazista, em sua melhor votação, obteve 30% dos votos. Nenhum partido conseguiu maioria para formar o governo e Hitler só aceitava compor um governo se fosse nomeado Chanceler (equivalente ao Primeiro Ministro). Hindenburg resistiu bastante mas foi convencido pelos conservadores para aceitar e evitar o risco de uma nova eleição que poderia resultar em uma composição de esquerda. Então, dizer que a maioria da população alemã escolheu o nazismo não é completamente certo, mas é verdade que a grande burguesia industrial e financeira encontrou no partido nazista um meio de reprimir o movimento… Read more »

Gustavo
Gustavo
1 mês atrás

Achei interessante capacidade de carga dessa pontes flutuantes 80 toneladas.

Henrique
Henrique
Reply to  Gustavo
1 mês atrás

tem que aguentar pelo menos um MBT nelas

Camargoer.
Camargoer.
Reply to  Gustavo
1 mês atrás

Olá Gustavo. A ponte é suportada em vários flutuadores. Quanto maior a carga sobre o flutuador, mair as sua resposta. Como a carga do veiculo é distribuída sobre 5 ou 6 flutuadores, é preciso apenas garantir que os veículos mais pesados atravessem um por vez.

MMerlin
MMerlin
1 mês atrás

Interessante os equipamentos de purificação de água que o Exército Argentino trouxe para auxiliar a população.
São estações de tratamento portáteis, transportadas nas unidades de carga de caminhões.
Podem ser conectadas em qualquer fonte de água (inclusive barrenta) e podem purificar até 14 mil litros por dia cada.
E, importante, já sai ensacada em quantidade de 500 ml.

Carlos I
Carlos I
29 dias atrás

Pelas notícias parece que o rio já levou

Fabrício
Fabrício
28 dias atrás

Sou morador de Arroio do Meio. E ontem instantes depois de eu passar a correnteza do rio levou as duas passadeiras aqui instaladas. Uma situação que complica ainda mais nossa situação. Sabemos que outras serão instaladas. Mas como gostaria que os “meninos” aqui do EB tivessem meios mais modernos para situações como estas. Era percebivel que vários deles estão no serviço a poucos meses. Enfim, gostaria que nossas Forças fossem mais valorizadas e se também que alguns militares ali envolvidos tivessem escutado os avisos do pessoal da defesa Civil de que o rio iria subir.

Henrique A
Henrique A
Reply to  Fabrício
27 dias atrás

Os conscritos do EB são um problema muito grande. É um pessoal muito precário que é a última prioridade no orçamento; o EB deveria o máximo possível reduzir esse pessoal e investir mais em efetivo profissional.

O SMO deveria servir apenas para criar uma reserva mobilizável em tempos de guerra enquanto as OM em tempo de paz deveriam constituir-se ao máximo de efetivo profissional.

OM especializadas como engenharia de combate deveriam ter efetivo 100% profissional; seriam essas OM mais acionadas para desastres naturais como os que ocorreram no RS.

Last edited 27 dias atrás by Henrique A