Home Airsoft Conheça o Airsoft

Conheça o Airsoft

O Airsoft é um esporte que simula situações diversas de combate terrestre. Para isso são utilizados equipamentos que disparam bolinhas de plástico (bbs) de 6 mm de diâmetro. Diferentemente do Paintball, essas bolinhas de plástico são rígidas, não possuindo nenhum tipo de tinta, ou sistema de marcação.

Tais equipamentos são réplicas externas de armas de fogo reais, porém, seu mecanismo interno em nada se assemelha com as mesmas, sendo impossível qualquer conversão das armas de airsoft para o uso com munição real.

Se a intenção básica do esporte é simular situações de combate, busca-se o realismo em todos os aspectos. Assim, os equipamentos e as vestimentas utilizadas são bem parecidos com os reais. Os jogos são compostos por duas ou mais equipes, vencendo a equipe que conseguir cumprir seu objetivo primeiro, existindo uma infinidade de objetivos.

Origens

Surgiu no Japão na década de 70, sendo hoje um esporte muito popular em todo o mundo. No Japão, é quase um esporte “nacional”. Nos Estados Unidos, por exemplo, todo ano ocorre o evento “Operação Irene”, no qual uma base de treinamento do exército é utilizada para a realização de um evento que dura um fim de semana inteiro. Em outros países, eventos como o “Berget” europeu reúne milhares de entusiastas, entre muitos outros.

Os praticantes desse esporte são pessoas comuns que nutrem uma profunda admiração pelas forças policias e militares mundo afora. São médicos, engenheiros, professores, militares, estudantes, pedreiros, vendedores, etc.

Não há nenhuma vinculação política, paramilitar, separatista, revolucionária ou criminosa. São pessoas que querem se divertir com os amigos, baseados na honra, segurança e respeito às leis.

Como funciona?

As armas de airsoft são enquadradas como ARMAS DE PRESSÃO, de acordo com os decretos e portarias do Exército Brasileiro (R-105 e portaria 006-D Log de 29 de novembro de 2007).

Basicamente há três tipos de armas: elétricas, a gás e à mola. As mais comuns, e a que é mais indicada para que desejam ingressar no esporte são as armas elétrica, também conhecidas como AEG – automatic eletric gun.

São armas que utilizam uma bateria, um motor e um sistema de engrenagens e pistão para comprimir uma mola e expelir o projétil. O vídeo abaixo exemplifica o funcionamento interno destas armas:

Noventa por cento das armas dessa categoria são armas longas, tais quais submetralhadoras, rifles, fuzis, etc., mas existem pistolas elétricas.
O segundo tipo são as armas que utilizam gás. Em sua maioria são pistolas com um sistema que imita o recuo das armas de fogo. São as chamadas GBB – gás blowback.
Atualmente surgiram no mercado algumas armas longas que utilizam gás, porém ainda são raras.

Por fim temos as armas que utilizam a compressão manual da mola para comprimir o ar e expelir as bb’s. São as Springers, os Snipers e as shotguns.

Tirando as springers que são as armas mais simples, de baixa qualidade e sem capacidade de serem utilizadas nos jogos, as armas Snipers utilizam esse sistema, bem como as shotguns.

O que são as bb’s?

São esféricas, feitas de plástico ou algum composto biodegradável, e com diâmetro de 6 mm. Possuem diversas gramaturas, sendo as mais comuns de 0.2 g e 0.25g para aegs, gbbs, e demais armas; e 0.3g para snipers.

Os leigos confundem o airsoft com paintball. Mas, existem muitas diferenças entre o eles. Podemos destacar:

1. Preço da munição é mais barato no airsoft.
2. No airsoft utilizam-se armas de pressão, que são “réplicas” externas de armas de fogo reais e com isto temos mais realismo nos jogos.
3. Os tiros não machucam tanto quanto o paintball, pois os projéteis não precisam estourar.
4. A roupa e os equipamentos não ficam manchados de tinta.
5. Busca-se a realidade, tanto nos armas, como nas vestimentas e no comportamento tático dos jogadores.
6. A HONRA é a base do esporte.

Segurança

O fator mais importante para a prática de Airsoft é a segurança. A periculosidade do esporte é muito menor do que a maioria dos esportes, mas o único perigo real é uma bb acertar os olhos de alguém, podendo levar a pessoa à perda da visão. Assim, a proteção ocular é OBRIGATÓRIA.

Os tiros em si não machucam tanto assim, mas com os olhos não se pode brincar. Para jogar o Airsoft o usuário deve utilizar óculos ou máscara que resistam ao impacto de um tiro de airsoft.

Os óculos de proteção não devem ser afetados por um tiro de bb a pelo menos 30 cm. Simples “óculos de segurança”, “óculos de laboratórios”, “óculos de marca”, “óculos de ski” ou mesmo os ”óculos militares do tipo sol, vento e poeira (sun, sind, and dust)” não servem. Esses itens podem ou não resistir ao impacto de forma suficiente e a maioria não “sela” totalmente o rosto do jogador, não protegendo todo o seu globo ocular

Pelo contrário, é necessário escolher óculos que realmente “vedem” ou protejam os olhos. Deve-se comprar óculos táticos que atendam, ou melhor, excedam, o padrão de resistência ao impacto ANSI Z87.1 1989. Máscaras de paintball também podem ser utilizadas como proteção.

Os óculos devem se prender por toda a cabeça, através de alguma cinta, para evitar o risco dele cair durante uma partida. E a armação tem que ser forte o suficiente para manter a lente no lugar durante o jogo todo.

QG Airsoft Logo

NOTA DO EDITOR: A Quartel General Airsoft, cujo banner está no alto dos Blogs da Trilogia de Defesa, tem como missão fornecer ao mercado brasileiro todos os produtos e serviços necessários para o bom desenvolvimento deste esporte no Brasil.
A empresa, que surgiu da paixão de seus fundadores pelo Airsoft, foi fundada no final de 2008, sendo registrada junto à 2ª Região Militar sob o número 51468, devidamente regulamentada. Todos os produtos controlados importados pela Q.G. Airsoft possuem autorização do Exército Brasileiro. Quando chegam no Brasil, são devidamente inspecionados e após os demais tramites legais, são liberados para comercialização.

SAIBA MAIS: