Home Noticiário Internacional Mais 22 NH90 TTH para o Armée de Terre

Mais 22 NH90 TTH para o Armée de Terre

839
0

A Délégation Générale pour l’Armamento (DGA), serviço de aquisições das forças armadas francesas, encomendou em dezembro um lote de 22 helicópteros NH90 de transporte tático para o Exército da França, no valor de quase 600 milhões de euros (US$ 824 milhões), ao consórcio NH Industries, segundo o Ministério da Defesa e a Eurocopter. O último contrato, soma-se aos 12 NH90s iniciais, trazendo o total a 34 NH90 operados pela Aviação do Exército francês.

Em 2000, a DGA comprou 27 NFH (navalizados) para a Marine Nationale, elevando para 61 o total de NH90s comprados pela França.
As versões terrestres e navais do NH90 tiveram um atraso de vários anos devido a problemas técnicos e dificuldades de construção de se fazer 23 versões de uma mesma aeronave. A primeira entrega dos novos NH90 ao Exército Francês está prevista para 2011.

A NH Industries é um consórcio composto pela Eurocopter (62,5%), AgustaWestland (32%) e Stork Fokker (5,5%).
Os pedidos para o NH90 totalizam 529 unidades, incluindo as últimas encomendas francesas. Até agora, 25 NH90s foram entregues e mais 50 estão em produção.

O célula do helicóptero NH90, feita extensivamente com materiais compostos, apresenta características de modularidade para a integração de subsistemas. A aeronave apresenta alta confiabilidade, facilidade de manutenção, e baixos custos de operação. Graças às suas características avançadas, o NH90 é capaz de operar de dia e de noite, em todas as condições meteorológicas, e em ambientes saturados por contramedidas. A concepção do NH90 foi otimizada para o século 21, pronta para acomodar o crescimento futuro de subsistemas, equipamentos e melhorias.

O projeto também inclui baixa assinatura radar e uma fuselagem “crash-resistente” para proporcionar uma melhor sobrevivência no campo de batalha. Este helicóptero pode ser propulsado por duas diferentes turbinas, a RTM322 ou a T700-T6E.

A principal missão da versão TTH (Tactical Transport Helicopter) é o transporte de 20 soldados ou mais de 2.500kg de carga, e operações aéreas de busca e salvamento.

Missões adicionais incluem evacuação aeromédica (12 macas), operações especiais, guerra eletrônica, posto de comando aéreo, transporte VIP e treinamento. Nas fotos, o NH90 do Exército Italiano.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Rodrigo
Visitante
Rodrigo

Show de bola…

COmparando eles aos que o Brasil irá adquirir.

Eles são da mesma categoria?
Se são quais são as qualidade de cada um???

RL
Visitante
RL

Caraca..baixa assinatura radar.

O bixo alem de lindão é poderoso.

Renato
Visitante
Renato

Por que o Armée de Terre não compra o 725 como nossas FA’s estão fazendo?

Ulisses
Visitante
Ulisses

Até os helicópteros querem entrar na grupo dos “invisíveis”,existe um plano do US Army para testar uma nova família de tanques “stealth”.será que dará certo?

Ulisses
Visitante
Ulisses

“A principal missão da versão TTH (Tactical Transport Helicopter) é o transporte de 20 soldados ou mais de 2.500kg de carga, e operações aéreas de busca e salvamento.”

O EC725 pode levar entre 25 e se necessário 29 soldados.

bagatini
Visitante
bagatini

este seria o ideal para fabricarmos aqui, logicamente este é o substituto do Cougar.

edilson
Visitante
edilson

Salve Renato a Armée de Terre possui sim o 725, na versão CARACAL que difere um pouco do 725 por possuir uma suite eletrônica mais completa e maior autionomia e se destina a missão combate-SAR, inclusive já teve o seu batismo de fogo no afeganistão e efetou operações de resgate na africa. resaltoa inda que os “formage” avaliaram inúmeras aeronaves, entre elas o MERLIN e o NH-90, mas no final, concluiram que o 725 preenchia melhor os seus requisitos. Acho que para a função que vai desempenhar, o NH-90 é uma máquina exímea, comparável ao UH-60 L/M exceptuando-se o quesito… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Êta helicóptero bonito, sô!
Será que sua superfície inclinada sirva para reduzir o RCS, ou é só com propósitos aerodinâmicos mesmo? Ou puro “estilo”?
Ele é mais “limpo” que um Black Hawk já que possui trem de pouso retrátil o que o faz parecer mais veloz, mas também, menos resistente à quedas.
Esse domo na versão terrestre também não é muito usual. Será um radar meteorológico ou de seguimento do terreno, ou o que?
Alguém sabe?

marujo
Visitante
marujo

Em que o NH-90 difere do EC-725 que acabamos de adquirir? Ele é muito mais carto que o nosso novo helicóptero de tyransporte?

Montgomery
Visitante
Montgomery

Marujo, a diferença é que o NH-90 é um projeto novo, up-to-date. E o Caracal, ou EC-725 tem 30 anos!
Tem muita gente contente com o helicóptero que vamos montar aqui, pois como nossas FFAA não têm nada há muito tempo, qualquer coisa vale!

bagatini
Visitante
bagatini

Concordo com vc Montgomery
Caso o Ec 725 seria a melhor opção, a França não compraria o NH90

Francisco AMX
Visitante
Francisco AMX

Eh o FX-geralchopper! vamos aprender a fazer o que a maioria dos países industrializados já sabe fazer no escuro…. O Brasil vai pagar caro para ter tecnologia defasada, que outros países emergentes que podem absorver um poco de tecnologia não querem nem saber. Acho o EC725 um bom chopper, porém tem coisa melhor no “mercado”, faz tempo, e o EB dá exempolo disso com os BH, a prova disso é que a França não comprará mais o SC!…. mas isso aqui Oh Oh é um poquinho de Brasil iaia….
Abraços
Francisco

JACUBÃO
Visitante

Acredito que seria uma boa aquisição para as fôrças Arnadas do brasil.

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Com as devidas proporções o NH90 esta para o EC725 como F35 está para o F18 E/F Super Hornet. Seria mais proveitoso para o Brasil produzir uma tecnologia atual como o NH90 do que a evolução do Super Puma/Cougar, mas o EC725 têm uma maior capacidade de carga. Isso faria diferença? As manobras possível com NH90 são um espetáculo devido ao seu inédito desenho de hélices. Vamos mesmo de EC725 e está muito bom para as funções de salvamento e transporte do nosso povo que vive sofrendo com as enchentes. A grande e mais interessante diferença é a presença no… Read more »

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Apesar de tudo eu ainda tenho minha preferência pelos Sikorsky UH-60 BlackHawk. Acho que eles deveriam ser a espinha dorsal da nossa Aviação do Exército para a função de transporte.

Bosco
Visitante
Bosco

Quem não tem tecnologia própria tem que pagar caro pra conseguir a de terceiros e é claro que nesse mundo capitalista ninguém vai ser inocente de vender a “última palavra”.
Tem a opção de não pagar nada e ficar chupando o dedo até a unha cair.
Uma terceira opção é desenvolver tecnologia própria, e com o “bonde andando”, a melhor maneira de se fazer isso é através de incentivo do Estado à iniciativa privada de modo a conseguir parceiros internacionais, também gastando vultosas somas, porque começar do zero é “brabo”.

Vassily Zaitsev
Visitante
Vassily Zaitsev

Bosco,

……………………… até a unha cair.

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKkkk! muito boa. Seu censo de humor anda à mil por hora.

Wolfpack
Visitante
Wolfpack

Galante, Eu acho muito importante divulgar a notícia abaixo onde consta o interesse Indiano pelo Sistema de Defesa Patriot. A notícia é muito interessante não pelo Sistema Patriot, mas pela mudança de negociações entre Índia e EUA, o que coloque o parceiro preferencial Americano o Paquistão, com a pulga atrás da orelha. Dando uma de profeta, eu vejo no futuro uma maior tensão entre EUA e Paquistão, com a Índia tendendo a ficar do lado Americano na luta contra o Terrorismo. Todo mundo afirma os Terroristas têm morada garantida no Pasquistão, mas nada de mais acertivo se faz para acabar… Read more »

Douglas
Visitante
Douglas

O EC 725 é um projeto antigo. Recebeu muitas alterações para mante-lo efetivo no ambiente moderno, mas não interessa mais a nenhuma força do primeiro mundo.
A subsidiaria da Eurocopter, a Helibras, vem noticiando que atenderá o mercado latino americano. Cada um sairá por R$ 100 milhoes (1,8 bilhão de euros por 51 helos EC 725). Isso é que eu não entendo. Um projeto antigo com preço de projeto novo….
A eurocopter deve estar rindo a toa de nós.

Douglas
Visitante
Douglas

Outra coisa, o França tem uns 10 Caracals e só. Somente comprou porque ia pegar mal não comprar essa maquina enquanto oferecia a nós.