Home Noticiário Internacional Fidel pede que Obama devolva base de Guantánamo

Fidel pede que Obama devolva base de Guantánamo

162
0

Líder cubano acusa o presidente americano de apoiar o ‘genocídio’ promovido por Israel contra os palestinos

HAVANA – Em novo artigo, o líder cubano Fidel Castro pediu para que presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, devolva a base naval de Guantánamo para Cuba sem condições. Fidel ainda acusou o novo líder americano de apoiar o “genocídio israelense” contra os palestinos.
Fidel, que nas últimas reflexões, publicadas depois de mais de um mês de silêncio, elogiou Obama por sua honestidade, criticou a nova administração dos EUA por expressar que não devolverá a base de Guantánamo, mesmo que o local não tenha qualquer uso militar para os EUA. “Manter uma base militar em Cuba contra a vontade de nosso povo viola os mais elementares princípios do direito internacional. É uma faculdade do presidente dos Estados Unidos acatar essa norma sem condição alguma. Não respeitá-la constitui um ato de soberba e um abuso de seu imenso poder contra um pequeno país”, acrescenta o artigo publicado no site Cuba Debate (www.cubadebate.cu).
Sobre Cuba, o artigo de Fidel, intitulado “Decifrando o pensamento do novo presidente dos Estados Unidos”, diz que “não é demasiadamente difícil”, já que “o caráter abusivo do poder do império” não mudou. “Após sua posse, Barack Obama declarou que a devolução do território ocupado pela base naval de Guantánamo a seu legítimo dono deveria ser contrabalançada, primeiramente, com o menor comprometimento ou não da capacidade defensiva dos Estados Unidos”, diz o texto do líder cubano. “Não respeitar o desejo de Cuba é um ato de arrogância e abuso de imenso poder contra um pequeno país”.
Obama, segundo Fidel, dizia ainda que, para devolver a base a Cuba, “deveria considerar sob que concessões a parte cubana aceitaria essa solução, o qual equivale à exigência de uma mudança em seu sistema político, um preço contra o qual Cuba lutou durante meio século”. Fidel afirma ainda que o novo presidente americano está oferecendo “adoçantes similares” à Rússia, à China, à Europa, à América Latina e ao resto do mundo.
Cuba alugou por um período indefinido a região de Guantánamo para os EUA em 1903, depois que os americanos ocuparam o país durante a guerra hispano-americana de 1898. Fidel afirma que a base foi instalada ilegalmente no sul da ilha.
O ex-presidente de Cuba ainda acusou o novo chefe de Estado americano de “compartilhar do genocídio contra os palestinos”. Fidel diz que Obama e seu vice, Joe Biden, decidiram “apoiar decididamente a relação entre Estados Unidos e Israel, e consideram que o incontrovertível compromisso no Oriente Médio deve ser a segurança de Israel”.
“Os Estados Unidos nunca se distanciarão de Israel, e seu presidente e vice-presidente ‘acreditam decididamente no direito de Israel a proteger seus cidadãos'”, escreveu Fidel, citando declarações oficiais dos EUA. “É a maneira de compartilhar do genocídio contra os palestinos em que nosso amigo Obama caiu”, conclui o ex-presidente de Cuba, que em seu artigo anterior havia demonstrado certa confiança no novo ocupante da Casa Branca.

FONTE: Estadão/Agências Internacionais

1 COMMENT

  1. Se é alugado é de propriedade de Cuba e os cubanos têm o direito de rescindir o contrato.
    É uma afronta um país “alugar” um pedaço de outro sem que tenha relações diplomáticas, por tempo indefinido, e ainda por cima montar uma base militar. Pior! Montar um campo de concentração.
    Vamos combinar né! Independente do comunismo, do Fidel ou do Che, a terra lá é dos cubanos e os americanos deveriam ter a decência de devolver.
    E se é alugado pertence ao Estado Cubano e não aos EUA e lá deveria prevalecer as leis cubanas mesmo sendo para uso de americanos.
    Será que não existem normas internacionais “supra-estatais” que regulamentam essa situação vergonhosa?

  2. Tomara que o Obama devolva a área aos cubanos depois de extinguir o campo de concentração. A manutenção da mesmo contra a vontade de Cuba é uma afronta à soberania de todos os países do mundo e principalmente da AL.
    Para nós, que achamos um absurdo sequer a menção da “internacionalização” da Amazônia, deveríamos independentemente de nossa convicções políticas nos aliarmos ao coro dos que bradam contra essa prepotência e arbitrariedade.

  3. Parece que Fidel se esqueceu de algo
    “O Obama é americano” por mais que a politica dos EUA mudem um pouco há coisas que certamente não mudarão.

  4. Bosco,
    O tratado feito em 1903 por Cuba e os Estados Unidos da America estipula o alugel de Guantanamo Bay indefinidamente aos EUA por $2,000 ao ano. Tem ate uma clausula onde fala que o contrato soh acabara quando os dois paises concordarem. O EUA soh esta exercendo o seu direito (pelo contrato) em nao querer encerra-lo.

    A e se alguem tiver duvida, sim os EUA manda um cheque de $2,000 todos os anos ao governo de Cuba, mais des de que o Fidel entrou no poder nenhum dos cheques foi depositado.

  5. Raphael,

    pelo que me lembro, o governo americano até deposita os tais cheques, que na verdade sao o dobro do valor que vc citou mas Fidel, nao aceita…e os depositos sao feitos talvez numa conta paralela ou em juizo ou simplesmente nao sao sacados.

    Guantanamo já foi mais importante, e a propria existencia de uma guerra fria foi uma grande desculpa para mante-la.

    Muitos cubanos fugiram de Cuba, via Guantanamo, e Cuba ainda mantem um imenso campo minado para que nao hajam mais deserçoes.

    O contrato entre os dois , tecnicamente é legal, agora quanto Guantanamo nao ser mais necessaria, talvez os americanos estejam esperando o Fidel morrer, para nao dar esta alegria a ele…rs

    Quanto ao campo de concentraçao, os Juizes americanos sao contra, grande parte da populaçao é contra tambem. Uma vez perguntei a um americano republicano e conservador o que achava e ele respondeu-me que…nao gostava dos caras que estavam presos lá, que eram terroristas mesmo e perigosos, mas que isso manchava a imagem dos EUA perante o mundo.

    Do jeito que o mundo anda, nao me surpreenderei se Cuba transformar-se em parceiro comercial americano novamente.

    abraços

  6. Bosco concordo plenamente com você, independente de um contrato de aluguel para crimes de torturas, massagens espancatorias e suras esfoliantes para a pele, aquele “Hotel de segurança máxima” tem que ser destruído o quanto antes, aquilo e uma afronta para com a humanidade e acho que todos os governos do mundo deveriam demonstrar suas opiniões em forma de reivindicações sobre tal base de torturas. É mais uma para a maioria do mundo ter repudio pelo governo Americano, pois as pessoas são tão boas como as daqui ou da Rússia.
    Um abraço a todos.

  7. Gente,

    E interessante todo mundo chamando o lugar de campo de concentracao mas ninguem aqui ja foi la pra ver realmente como funciona o lugar…Uma pequena dica…sao tratados muitas vezes melhores, com melhores condicoes e direitos do que os proprios presos brasileiros nas miriades de cadeias brasileiras com condicoes subhumanas.

    Acho interessante que o povo qu eira linchar certos bandidos na rua no Brasil mas considera terrorista la pobre coitado…cavalheiros, mantemos a mente aberta e vamos tentar nao creditar em tudo que a midia mundial (geralmente de esquerda, anti-bush) fale…

    Sds a todos!

  8. Marine, concordo plenamente come voce. Nao soh isto, mais por que o terrorista que nao tem direito nem as leis da Convencao de Genebra (pois nao usao uniforme para ser indentificados, colocando os civis em risco) querem ter direito as leis americanas???

    Se eles forem julgados perante a lei americana eles praticamente serao tratados como americanos, o que nao sao.

    A midia como sempre botando pau, os caras preso em guantanamo tem ate direito de fazer as rezas deles todos os dias, tem cardapios especificos (sem porco, e tudo mais que islam prega), etc…

    Eu tambem vou lhe garantir, eles nao vao dar nanhuma informacao (que talvez venha a salvar milhares de pessoas) se voce so pedir por favor.

    Enquanto isso, no Brasil, as prisoes sao hoteis de primeira. Como na China, Russia, India, Africa, etc…

  9. Vamos pedir ao Obrahma, que envie os presos COMPANHEIROS de Guantanamo, prás penitenciárias brasileiras; depois eles podem se filiar ao MST, MSTU, Comando Vermelho, Amigo dos Amigos, PCC, e quem sabe não vão querer participar dos Blogs de assuntos militares, principalmente contra o Marine.

  10. Porque nossas prisões são afrontas à dignidade humana não quer dizer que eu tenha que gostar da de Guantánamo, que é o tema do post.
    Não tenho a mínima dúvida que as condições dos presos em Guantánamo são bem melhores que as das prisões brasileiras.
    Quanto aos terroristas do 11/09 que eu saiba a maioria absoluta dos responsáveis morreu dentro dos aviões que colidiram. Uma operação dessa magnitude “vazaria” se 100, 1000 ou 10.000 pessoas soubessem da mesma e tivessem informações à respeito.
    A maioria dos prisioneiros de Guantánamo são tão responsáveis pelo 11/09 quanto eu sou pelo Lula receber o Battisti. São um bando de pé rapados, buchas de canhão, e que foram capturados quando lutavam no Afeganistão, não tendo sido presos em território americano ou devido a investigações dos grupos anti-terroristas, e estavam lá (no Afeganistão) com autorização dos Talibãs que representavam o governo local.
    Por causa de uma determinada ação todos os membros de uma organização terrorista devem pagar da mesma forma? Os EUA fizeram isso com a Máfia? Ou seja, se um grupo mafioso mata um juiz, toda a organização é responsável pelo crime específico?
    Acho legítima a ação americana no Afeganistão e a remoção dos Talibãs do poder e a punição dos membros da Al Qaeda, principalmente dos líderes e dos responsáveis pelo 11/09, mas tenho dúvidas quanto à legitimidade de Guantánamo por ser uma prisão “oficial” do Governo Americano.
    Mas eu entendo que o tema é polêmico e, principalmente para o Marine, ainda tem o fator patriótico e emocional, que eu respeito.
    Um abraço a todos.

  11. Raphael,
    se um prisioneiro não está sob a proteção de Convenção de Genebra não quer dizer que o mesmo possa ser executado sumariamente, sob pena de “crime contra a humanidade”, passível também de punição.
    Se um criminoso está sob a guarda de um país em território soberano, ele está sob a jurisdição dele.
    No Brasil não tem pena de morte, mas se eu, mesmo sendo brasileiro, matar alguém na Califórnia eu posso ser executado independente da minha nacionalidade.
    Qual a nacionalidade vigente na Prisão de Guantánamo? A que leis a “área” está sujeita? As leis americanas ou cubanas? Eu desconheço as cláusulas contratuais e as leis supra-estatais que dão legitimidade a elas, mas gostaria de saber.
    O “suspeitos” foram capturados em território Afegão, foram transportados para Guantánamo sob a guarda americana, a prisão é americana mas no território Cubano. A rigor as forças invasoras eram americanas. Os “suspeitos” eram talibãs e membros da Al Qaeda mas não foram presos em território americano, mas afegão, e estavam lá sob a proteção de um país constituído e reconhecido pela Comunidade de Nações. Ou pelo menos não me lembro se o Afeganistão era um país “párea”, sem reconhecimento internacional e sem o status de Estado legitimamente constituído.
    Ou seja, tudo é muito confuso quando o assunto é esse limbo existêncial chamado Guantánamo e o status dos “suspeitos” frente às leis internacionais.
    Um abraço meu caro.

  12. Marine,
    não usei o termo campo de concentração de forma ofensiva. Se tivesse feito teria colocado o termo entre “aspas”. Na realidade não é um termo pejorativo e sim técnico.
    Veja como a Wikipédia define “campo de concentração”:

    “Campo de concentração é um centro de confinamento militar, instalado em área de terreno livre e cercada por telas de arame farpado ou algum outro tipo de barreira, cujo perímetro é permanentemente vigiado.
    Os campos de concentração são utilizados para a detenção de civis ou militares, geralmente em tempos de guerra. Não integram os sistemas penitenciários, onde são detidas pessoas condenadas por infringir a legislação de um país. São quase sempre instalações provisórias, com capacidade para abrigar grande quantidade de pessoas, normalmente prisioneiros de guerra, que, no melhor dos casos, podem vir a servir como moeda de troca com o inimigo, ou permanecer presas até a resolução do conflito. No terreno são dispostos, organizadamente, barracões para dormitórios, refeitórios, escritórios e finalidades complementares.”

    Um abraço meu caro.

  13. Bosco,

    Entendo o seu ponto de vista, principalmente no sentido de que o ser humano e governado por leis sendo isso a base da nossa sociedade. Realmente juridicamente falando e assunto complicadissimo e nao vou debater o assunto aqui pois esse nao e o tema do blog e nem ha espaco para isso.

    Apenas digo que minha preocupacao e o exagero da ideia de que os la detidos sejam pobres coitados e que tortura seja usada la da maneira que a midia quer fazer parecer, outro ponto preocupante e o que fazer com eles entao pois e facil reclamar mas acho que ninguem ate hoje apresentou uma solucao que realmente funcione.

    Tenha certeza que estou sempre grato pela sua visao mesmo quando nao concordamos!

    Abracos amigo!

  14. Raphael,
    a “Convenção de Genebra” define o tratamento dado não só aos combatentes uniformizados mas a todos os “prisioneiros de guerra”, sejam eles soldados regulares de um exército de um Estado legítimo ou um combatente civil.

  15. Bosco,

    O uso do termo campo de concentracao para os entendidos do assunto e pessoas com maior educacao e certo mas o problema e que termos como esse estao imprimidos na “psyche” da populacao mundial com o que ha de pior na humanidade (Gulag, Nazismo e outros…).

    Entao na minha opiniao e uma “esperteza” da midia utilizando termos assim pois podem dizer que estao corretos mas sabem muito bem a impressao que isso da a populacao formando opinioes e nos as vezes acabamos caindo na deles com isso. Entenda bem, de maneira alguma quero dizer que voce meu amigo utilize o termo por malicia ou esperteza, apenas que temos que ter cuidado com o significado “popular” de certas palavras para que assim nao propaguemos ideias contrarias ou agendas pessoais dos outros.

    Sds!

  16. Tenho uma ideia melhor…

    ao inves de seguirmos as correntes atuais e ficarmos aqui batendo boca que tal se juntassemos as cabecas e procurassemos chegar a um acordo do que seria a melhor maneira de manter esses prisioneiros, interroga-los, julga-los e condena-los…

    Estou falando serio, vamos jogar umas ideias aqui e ai vamos modificando ate chegarmos a um ponto comum que tal?

  17. Concordo Marine. O termo é “carregado”. Talvez tenha me excedido.
    De qualquer modo faço votos para que a “prisão de Guantánamo” seja extinta em breve e que os suspeitos recebam tratamento, julgamento e punição justa se for o caso.
    Como você sabe eu admiro os EUA e seu povo. Possuem defeitos e qualidades como qualquer um e longe de mim julgá-los de modo geral.
    Algumas opiniões minhas são pontuais, sobre temas específicos e não representam de forma alguma algum tipo de preconceito ou generalização. Em muitas oportunidades fiz comentários favoráveis e elogiosos aos EUA e até critiquei alguns mais exaltados.
    Um abraço meu caro.

  18. Boa idéia Marine.
    Eu acho que primeiro tinha que definir quem é quem entre os prisioneiros de modo individual.
    Alguns foram presos devido a uma investigação ter levado à conclusão que eles eram membros da Al Qaeda.
    Outros foram presos porque uma investigação os ligou diretamente a atividades criminosas e terroristas onde houve perdas materiais e de vidas inocentes, exemplo o 11/09.
    Outros foram presos porque combateram as tropas “invasoras” (não é provocação e sim para deixar claro a situação do momento da captura do suspeito) americanas em território afegão, não necessariamente sendo membro da organização terrorista, mas podendo ser talibã, do exército regular afegão ou mesmo um civil defendendo seu país.
    Outros ainda estavam no lugar errado na hora errada.

    Depois tinha que se estabelecer individualmente um status jurídico legítimo para que o mesmo possa receber um tratamento adequado. Deve haver precedentes e jurisprudência formada nos tribunais e convenções internacionais. Deve ser levado em consideração a nacionalidade do suspeito, onde foi preso, onde cometeu o crime do qual está sendo acusado, qual a gravidade do crime, qual crime.
    Ex: ser membro puro e simples da Al Qaeda é por si só crime segundo as leis internacionais? O que é ser “membro”? Ser membro implica em ser corresponsável por tudo que as células terroristas fazem em todos os países do mundo? A qual lei um membro da Al Qaeda de nacionalidade egípcia capturado pelo Exército Americano nas montanhas do Afeganistão, que se rendeu portando um AK47 está sujeito? Às leis afegãs onde ele foi encontrado? Qual crime ele cometeu pelas leis afegãs? Ou está sujeito às leis americanas? Qual crime será acusado? O de se defender de um ataque militar?
    Ou seja, tem muito pano pra manga!

  19. Bosco,

    Com certeza se possivel isso tudo deveria ser feito, entao “for the sake” de Eu ser o advogado do Diabo vou colocar aqui certas preocupacoes minhas…Assim podemos debate-las:

    Voce ha de entender que pelo fato de um grande numero desses individuos terem sidos capturados no campo de batalha nao ha uma equipe de “forensic” para se coletar DNA, pistas e tal como num episodio de CSI entao baseando-se nisso como fica entao na sua opiniao a classificacao desses individuos?

    P.S. Como os pontos sao muitos vou postar apenas um de cada vez para que assim possamos discuti-los com tempo e a atencao que eles merecem.

    Sds!

  20. Bosco,

    Se possivel acho que tudo isso deveria ser feito mas existem muitas instancias que nao ha a informacao necessaria para isso tudo. Entao vamos debater um ponto de cada vez pois assim teremos tempo e poderemos dar a atencao necessaria que eles merecem.

    Acho tambem que temos que manter em mente que muitos desses individuos foram capturados no campo de batalha aonde obviamente nao ha e enm e possivel levar uma equipe de “forensic” para averiguar DNA, pistas e tal no estilo de um episodio CSI. entao meu primeiro ponto em que tenho preocupacoes e que gostria que debatessemos e na sua opiniao qual deveria ser o status desses individuos? Se quiser posso ate citar um exemplo ou uma situacao ficticia para chegar a um ponto em comum.

    Sds!

  21. Às vezes dá vontade de dar uma sapatada nestes caras…

    O novo presidente mal sentou na cadeira, e em lugar de buscar uma aproximação amigável para discutir o assunto, dá logo uma “porrada verbal” achando que com isto vai conseguir intimidar ou ficar bem na fita!

    É por esta incompetência crônica que este governo deveria ser deposto, e muito bem responsabilizado pela qualidade de vida que o povo leva por lá… fazendo com que arrisquem a vida para viver em condição “não lá essas coisas” nos EUA… sinal que realmente em Cuba, sonhar é proibido!!! 🙁

    Achei as decisões do Obama acertadas… “vamos com calma… faremos… vamos resolver estas pendenga… mas do nosso jeito!”

    Abração galera!

  22. Marine,
    me desculpe interromper a discussão ontem mas estou com uns sobrinhos em casa e eles dormem no quarto onde fica o computador.
    Fique a vontade pra dar um exemplo e não esqueça do exemplo que eu mesmo dei.
    Um abraço meu caro.

  23. Sou contra pena de morte e contra torturas de modo geral, nem todos os presos mataram centenas de pessoas ou planejaram um ataque até porque em sua maioria não tem uma formação intelectual para isto, sou totalmente contra a prisão de Guantánamo, os EUA estão cometendo crimes contra a humanidade da mesma forma que alguns desses presos o fizeram(Se o fizeram? pois pelo que se sabe realmente nenhum teve participação ou organização direta nos atentados de 11/09, os EUA sempre usaram técnicas de tortura muito desleais como foram usadas no Iraque e com certeza são usadas em Guantánamo, imagina um preso que não sabe porcaria nenhuma, é um pé rapado que quer defender sua pátria ou ágil por uma ideologia forçada, sendo torturado para confessar alguma coisa que nem sabe, e isto continuamente…
    Em forma de opinião própria todos os torturadores lá presentes deveriam ser julgados por uma comissão internacional (Sendo responsabilizados somente os responsáveis(Superiores e políticos) pelos mesmos, exceto se os torturadores tenham se excedido no cumprimento de ordens, pois desta forma deveriam também ser condenados) e como forma de punição a esta nação pelos crimes lá cometidos com o consentimento de um governo soberano que se responsabiliza pelos seus atos, libertaria todos os presos como forma de punição, fica como opinião própria.
    Quando os “EUA” torturam e matão deslealmente sem estar em um front os torturadores e seus mandatários são tão terroristas quanto um terrorista que executa sua missão em nome de uma ideologia ou governo, esta e minha opinião.
    Um abraço a todos.

  24. Bosco,

    Eu acho que nos exemplos que vc citou com excecao obvia do sujeito que estava no lugar errado na hora errada todos deveriam ser presos, eu vejo qualquer um que tenho engajado em combate contras as forcas da OTAN, EUA ou qualquer outra forca com um mandado da ONU como combatente. Nao digo que o pe rapado que atirou contra mim com um AK47 tenha o mesmo valor de inteligencia do que um lider de faccao dos Taliba claro mas que ambos deveriam ser presos deveriam pois na minha opiniao sao combatentes pois ele tomou a decisao de se apresentar como uma ameaca a minha pessoal a partit do momento que apanhou o tal AK.

    Outro exemplo que vc citou que eu concordo e que um terrorista nao pode ser acusado de um crime cometido por todos os terroristas no mundo mas acho tambem que o pais que os capturou e o que tem o direito de julga-los nao importando se foi os EUA ou os Alemaes, ja que esses presos passam a estar sobre a custodia dessas forcas quando capturados.

    P.S. Observacao, nos nunca enfrentamos o exercito afegao mesmo porque ele nao existia ate que as forcas da coalizacao o criaram. Portanto no Afeganistao a pessoa ou e civil, membro da Al Qaeda, do Taliban ou combatente ilegal.

    Sds!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here