Home Relações Internacionais Coreia do Norte anuncia ‘estado de guerra’ com Sul

Coreia do Norte anuncia ‘estado de guerra’ com Sul

299
2

29mar2013 - Kim-Jong-Un-reuniao de emergencia - foto KCNA-Reuters via UOL

vinheta-clipping-forte1A Coreia do Norte anunciou nesta sexta-feira (29, quando já era sábado no horário local) o “estado de guerra” com a Coreia do Sul e que negociará qualquer questão entre os dois países sobre esta base. “A partir de agora, as relações intercoreanas estão em estado de guerra e todas as questões entre as duas Coreias serão tratadas sob o protocolo de guerra”, declara um comunicado atribuído a todos os órgãos do governo norte-coreano.

“A situação que prevaleceu por longo tempo na qual a península coreana não estava nem em guerra nem em paz acabou”, destaca o comunicado divulgado pela agência oficial de notícias norte-coreana KCNA. O comunicado adverte que qualquer provocação militar próxima às fronteiras terrestres ou marítimas entre o Norte e o Sul levará a “um conflito em grande escala e a uma guerra nuclear”.

As duas Coreias estão tecnicamente em guerra desde o conflito de 1950-53, que terminou com um armistício e não com um tratado de paz. O Norte já havia anunciado o fim do armistício e de outros tratados bilaterais de paz firmados com Seul para protestar contra as manobras militares conjuntas de Estados Unidos e Coreia do Sul.

O anúncio do “estado de guerra” ocorre um dia após o líder norte-coreano, Kim Jong-un, ordenar o início dos preparativos para atacar com mísseis o território dos Estados Unidos e suas bases no Pacífico e na Coreia do Sul. A ordem foi emitida durante uma reunião de emergência com o Estado-Maior norte-coreano e é uma resposta direta às manobras conjuntas dos Estados Unidos e da Coreia do Sul na península com bombardeiros invisíveis americanos B-2, capazes de transportar armas nucleares.

Manifestação Coreia do Norte - foto KCNA-Reuters via UOL

Em caso de provocação imprudente dos Estados Unidos, as forças norte-coreanas “deverão atacar sem piedade o (território) continental americano (…), as bases militares do Pacífico, incluindo Havaí e Guam, e as que se encontram na Coreia do Sul”, declarou Kim, citado pela agência oficial.

Na quinta-feira, em um contexto de escalada de tensões entre as duas Coreias, dois bombardeiros invisíveis B-2 sobrevoaram a Coreia do Sul, uma maneira de os Estados Unidos ressaltarem sua aliança militar com Seul em caso de agressão do Norte.

FONTE / FOTOS: AFP, KCNA e Reuters via UOL

2
Deixe um comentário

avatar
2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
aldoghisolfiAlmeida Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Almeida
Visitante
Almeida

Chuva de Tomahawks nesses topetes cheios de gel, faz favor. Resolve logo essa pendenga de uma vez Obama.

aldoghisolfi
Visitante
Member
aldoghisolfi

Esse gordinho devia ser usado de isca.