Home Noticiário Internacional Novos tanques T-90 para a Índia

Novos tanques T-90 para a Índia

461
52

O Ministro da Defesa da Índia, Antony AK Shri, depois da 8ª Reunião do IRIGC-CMT, entre a Rússia e a Índia, que aconteceu em Nova Deli em 29 de setembro, afirmou que foi decidida a aquisição de 347 carros de combate T-90 (fotos) da Rússia. Ele disse também que outros 1.000 tanques do mesmo tipo vão ser fabricados na Índia, com transferência de tecnologia.

52
Deixe um comentário

avatar
52 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
24 Comment authors
MarineCorsarioDFBascheraVassily ZaitsevJoão-Curitiba Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
RL
Visitante
RL

E viva o Osório.

Marco
Visitante
Marco

Vamos fazer uma campanha nacional pelo Osório

Paulo Taubaté
Visitante
Paulo Taubaté

Não só pelo Osório, mas pelo ASTROS também.

Mas o caminho acho que tá aí.

FAB e MB se alinhando à Europa e EEUU.

O Exército, pode estreitar os laços com os Russos.

Nesse campo sim, eles são bons.

MBT (T-90), AAA (para todas as altitudes e alcances, de tubo, de tudo), APCs….

Os fornecedores ficariam bem diversificados, e a dependência, pequena.

edilson
Visitante
edilson

1000??? há o brasil não precisa de tantos, uns 4 já chega pro gasto nosso país não tem inimigos, e olha
estes indianos são otários mesmo, vão fazer negócio com a Rússia???? eles estão falidos e sucateados… como são burros…

Bosco
Visitante
Bosco

Não sou muito fã das armas russas e da doutrina de uso das mesmas que insistentemente se mostram inferiores à ocidental. Mas devo confessar que eles fazem algumas coisas muito boas. Uma delas é este MBT.
Quando eles não querem inventar colocando uma pitada do “jeitinho” russo de fazer as coisas eles acertam em cheio.

Roberto
Visitante
Roberto

Agora pronto, os “russóides” vão dizer que o T90 voa, e como prova terão a última foto… hahahahaha

edilson
Visitante
edilson

e os americanóides vão dizer que o os tanques russos pegam fogo só de ver um americano de perto, com base é claro na última foto e no último filme do Chuck Norris (do qual sou fã,diga-se de passagem)…

C.Queiroz
Visitante
C.Queiroz

Caro Roberto tudo é capaz de voar, inclusive tijolo, carro, cachorro, tanques russos, mas o dificil é se manter em vôo, e o pior ainda é aterrisagem. rsrsrsrsrs

edilson
Visitante
edilson

…e claro aquele aguaceiro lá é do xixi dos russos se mijando por saber que o chuck tá área…

Igor
Visitante
Igor

Se os produtos russos não fosses lá essas coisas não haveria motivos de preocupação por parte da OTAN.

Montgomery
Visitante
Montgomery

Só 1.000 carros de combate? isso é mixaria…

Montgomery
Visitante
Montgomery

Agora falando sério: observar como o T-90 é compacto e baixo. Deve ser muito difícil de acertá-lo primeiro.

poggio
Visitante
poggio

O Osório foi um blindado desenvolvido no Brasil, mas não para O Brasil. Se eu não estiver enganado, suas dimensões não são nem compatíveis com boa parcela dos túneis ferroviários do país.

Bosco
Visitante
Bosco

Não é pelo fato de uma potência não ter produtos isolados de qualidade (entendendo o termo “qualidade” como sendo “equiparação tecnológica”) que ela não seja poderosa no conjunto. A Rússia é um adversário temido por qualquer um que tenha um mínimo de juízo, mas os anos de comunismo e da estagnação econômica promovida pela guerra fria, causaram um “ligeiro” atraso tecnológico inequívoco em uma série (não em todos) de setores da indústria de defesa. Só não vê quem não quer. Mas seu equipamento em geral é robusto e confiável. E em alguns casos, como bem frisou o Paulo Taubaté, os… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Agora, mudando de pato pra ganso e viajando na maionese. A tecnologia de canhões (ocidentail, russos, chineses, etc) é ainda meio primitiva. Olha o tanto de chama que sai do tubo do canhão que só serviu para comprometer a discrição e a posição do tanque. Estão sendo estudados (desenvolvidos ?) canhões (principalmente para tanques) com carga de projeção líquida, ignição eletrotérmica, e até canhões eletromagnéticos. Eles, além de serem mais energéticos, acelerando além dos 2000 m/s seus projéteis, serão mais discretos por não terem este excesso de “energia inútil”. No caso do canhão EM ele provavelmente será “silencioso” e não… Read more »

pablo
Visitante
pablo

a Russia nao esta desenvolvendo o “Black eagle” ???
esse sim era um tanque, nao sei se deram continuidade no projeto…
alguem saberia ??

konner
Visitante
konner

Pra quem sempre atende mau seus clientes, os russos até que fecham muitos contratos novos com os mesmos !!

Vai ter sorte assim, lá pela China e Índia sô !!!

Alfredo_Araujo
Visitante
Alfredo_Araujo

Igor, eu axo, q o temor da Otan em relação aos russos não é muito quanto a qualidade do equipamento em si, mais na quantidade disponível!! E isso é um dos problemas q os russos enfrentam na hora de modernizar suas FAA…
Vejamos o T-72 como exemplo, existem mais de 3000 mil exemplares, das diversas versões, na ativa!! Em comparação, um país da Otan nao mantem mais de 2000 tanques na ativa…

Julio
Visitante
Julio

Sei que alguns colegas irão me criticar, mas, nao acredito que os equipamentos russos sejam essas sucatas que alegam…acredito que o emprego delas vá contra nossos conceitos e procedimentos. Ainda acho que valeria a pena adquirir algumas e analisar com cuidado junto a tropa. Os alemaes, na segunda guerra e os americanos no vietnam sentiram a capacidade de destruição das armas russas…e os indianos não são otários, diversificaram os fornecedores, puderam testar equipamentos de origem francesa, americana, russa e estão definindo qual será o principal fornecedor. Para se ter uma idéia de como os indianos não são otarios é que… Read more »

DaGuerra
Visitante
DaGuerra

Logo,logo teremos T-90 perto das nossas fronteiras.

Fábio Max
Visitante

Os russos têm tecnologia e quantidade, é isso que preocupa a Europa.

E quanto a serem inferiores, sinceramente, acho que só se avalia equipamento militar mesmo, em uso, de modo que o resto, é especulação…

joao
Visitante
joao

Realmente,Da Guerra. E do labo brasileiro verao os Cascaveis, Leopard A-1 e M-60.

edilson
Visitante
edilson

Pra quem desfila de M-60 e leopardo A-1, falar mal do T-90 é autoridade…
nem blindagem nem sensor térmico, nem detector de emissões laser… eos otários são os russos? os indianos?
pois é…
nós é que estamos certos pois nossos aliados nos dão tudo…

joao
Visitante
joao

Notem a reactive armor frontal.

Ricardo
Visitante
Ricardo

Se tem uma coisa que os russos não devem nada aos ocidentais é em equipamentos militares, durante a era soviética foram liberados “rios de dinheiro” para o desenvolvimento militar e mesmo após o fimd ela o desenvolvimento não paraou, tanto que está ai o s-400, topol-m, borei, etc. Agora obvio estamos na esfera de influência dos EUA e a Rússa sendo historicamente o rival dos EUA a imprensa daqui e os meis normalmente alinhados com Whasigton “descem a lenha” em tudo que é russo.

DaGuerra
Visitante
DaGuerra

Boa observação Alfredo! Até hoje,herança soviética, os Russos acreditam na “maré vermelha”: grande quantidade, baixa durabilidade e rolo compressor…alguns querem isto para as FFAA brasileiras!

João-Curitiba
Visitante
João-Curitiba

Se alguuém quiser saber como é enfrentar armas russas, é só perguntar para as forças armadas de israel.

Vassily Zaitsev
Visitante
Vassily Zaitsev

C. Queiroz 03/10 13:27

Nossa vixe, Bravo!!! Bravo!!! Bravo!!! um único tiro e acertou dois.

Falando sério: O T-90 veio para substituir o T-80?? Pelo que sei, ele não tem o peso que um MBT costuma ter, é mais leve.

Alfredo_Araujo
Visitante
Alfredo_Araujo

Vassily, o T-90 veio para substituir o T-72… o T-90 é um tanque baseado no T-72, dai as desconfianças!! Pq o T-72 era um tanque com blindagem considerada leve na regiao da torre… como o projeto do T-72 é de um tanque médio compacto, o aumento da blindagem deixaria o tanque demasiado pesado, assim mais lento… e motores maiores nao cabem no casco… dai um projeto meio limitado! Ja viu a foto de um T-72 destruido?? A torre sempre se separa do casco quando ele é destruido, por causa da blindagem fraca! O substituto do T-80 é o T-80U, uma… Read more »

Alfredo_Araujo
Visitante
Alfredo_Araujo

E em relação ao peso… os tanques soviéticos custumam ser classificados como tanques médios, tirando o t-80.
Isso pq sao tanques relativamente compactos, com 3 tripulantes ao inves dos 4 dos tanques ocidentais, possuem blindagens inferiores ao rivais e etc…

Isso tmb pode fazer parte da filosofia da avalanche soviética, o favorecimento da quantidade ao inves da complexidade…

Bosco
Visitante
Bosco

Ricardo, você pode até estar certo e conhecer coisas que são ocultas para a grande maioria dos mortais à cerca da “fenomenal” capacidade tecnológica dos russos mas, na prática, os brasileiros conhecem apenas 2 coisas da Mãe Rússia (além da vodca e do caviar), o míssil Igla usado atualmente pelo nosso glorioso exército e o carro Lada, que apareceu por aqui na década de 80 (ou seria 70?). O míssil Igla, pelo que eu sei, só derruba o alvo se o “inimigo” estiver de acordo e o carro só andava se os passageiros empurrassem..rsrs… Agora parece que vamos conhecer o… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

E em todas as guerras que equipamentos bélicos de origem russa foram colocados frente a frente com o equipamento ocidental, deu “ocidente” na cabeça. Com o capitalismo e com a globalização é claro que está ocorrendo melhoras, mas no meu modo de ver as coisas ainda não é hora de arriscarmos. Já que temos pouco dinheiro para investir, temos que comprar o que nos é familiar e que já foi provado e aprovado. Comprar caças russos? Não dá pra começarmos com pistolas ou com lançadores de granadas não? Tem que ser logo com caças? Bate 3 vezes na madeira. Ainda… Read more »

João-Curitiba
Visitante
João-Curitiba

Prezado Bosco

O Lada apareceu por aqui no início dos anos 90. O Jipe Niva ainda pode ser visto hoje, utilizado por algum jipeiro. O interessante é que o carro vinha com um jogo de ferramentas de umas 90 peças. Falando em Niva, a carroceria é a mesma do Fiat 147.

Baschera
Visitante
Baschera

Estranho esta compra da Índia.
Estavam ou estão desenvolvendo o ARJUN MK.1,um MBT (Main Battle Tank) de 56 Ton.
Sei que o projeto está se arrastando à anos e que tinha problemas, mas é um projeto indiano, claro, com alguns componentes extrangeiros, mas é um belo projeto, inclusive pode lançar 4 unidades do míssil israelense anti-tanque LAHAT 105/120.
Foto :
http://www.bharat-rakshak.com/LAND-FORCES/Army/Images2/0473.jpg
Sds.

Bosco
Visitante
Bosco

João-Curitiba,
obrigado pela informação. Realmente nunca poderia ter sido na década de 70. Acho que eu é que estou meio rodado!
Um abraço!

edilson
Visitante
edilson

as comparações são esdrúchulas, que confrontos ocidente russia??? devem estar falando do iraque’??? que em capacidade bélica não vingou contra um irã que lutava uma entifada( lembro que o auge do exército iraquiano foi o fim dos anos 80) e contra um irã sucateado e com 1000 de suicidas que lutavam com pedras contra tanques, não conseguiram sequer invadir o irã. ahhh mas tema guerra do golfo… sim os mesmos cabeças de planilha do exército iraquano no comando… e o mundo contra… senhores estas são as suas bases de dados? kosovo, F117 deixou de voar após ser abatido pelos s-200,… Read more »

Alfredo_Araujo
Visitante
Alfredo_Araujo

Baschera
Parece q com o dinheiro q se compra um Arjum, compra-se 2 T-90…

E Edilson,
dizer q a Russia avançou contra a Georgia em 24 é no minimo ingenuidade sua…
Varias fontes estrangeiras citam uma mobilização de tropas russas meses antes do acontecido. Citam tmb um planejamento russo, junto com os rebeldes da Otisseia do Sul(assim q escreve?) para esses provocarem o exercito georgiano, q ingenuamente respondeu com força… Dai a invasão!!
Mais como são especulações nao comprovadas… foi só o q li e gostaria de expor aki para vcs!!

E o q citei sobre os T-72, sao informaçoes do Iraque e da Iugoslavia..

Bosco
Visitante
Bosco

E os confrontos no Oriente Médio? E os confrontos na Coréia? E os confrontos no Vietnã? Em qual guerra os F15 foram derrubados pelos Su-30? Em combates simulados? Combate simulado é combate real? As informações são verdadeiras? De fontes oficiais ou são “lendas” da internet? 4000 saídas de combate (em guerra real) e apenas um F117 foi derrubado. Isto é ruim? Isto depõe contra a aeronave? Quantos F105, F4, F14, F15, F16, F18, etc foram derrubados pelos Migs e pelos Su em toda a história. Quantos Migs e Sus foram derrubados por eles? E na era dos caças à jato… Read more »

João-Curitiba
Visitante
João-Curitiba

A USAF se orgulha dos F15 nunca terem sido derrubados.

CorsarioDF
Visitante
CorsarioDF

Os Sírios em 82 não concordam com a USAF!!! Dizem que eles perderam a guerra para nós, e porque o território ainda ficou ocupado por tropas sírias? E as fotos dos sírio, dos aviões israelenses derrubados? Para nós foi e ainda é dito que nenhum foi derrubado, a não ser a totalidade da frota síria! Será que é verdade o que nos disseram? É igual a todos os documentários que assistimos na tv paga, só os EUA e seus aliados é que são heróis, e os Alemães? Russos? Italianos? Só pra lembrar aos senhores que os maiores ases da 2ªGM… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Mas ninguém disse que aviões americanos ou israelenses não são derrubados! Posso estar enganado, mas o equipamento ocidental sempre “levou vantagem” significativa no mano a mano. Levar vantagem não é “não ser derrubado”, detectado, afundado, morto, etc. Se você derrubou 100 e foi derrubado 80, isto é levar vantagem. Acho que não preciso desenhar. Estamos falando de aeronaves construídos com tecnologia humana e não dos discos voadores marcianos. Se um F117 saiu 4000 vezes para atacar o inimigo em operações reais de combate e apenas 1 vez ele foi derrubado, eu considero que ele se mostrou superior ao sistema de… Read more »

João-Curitiba
Visitante
João-Curitiba

Uma coisa a gente tem de concordar: A História é escrita pelos vencedores. Hoje ninguém lembra das barbáries cometidas pelos romanos. São apenas destacados os feitos militares e de engenharia. Daqui a uns mil ou dois mil anos, o que a História estará dizendo?

Igor
Visitante
Igor

A verdade é que nessas guerras, o equipamento americano era uma geração à frente do soviético. Eu assisto bastante history channel, é até patético, os EEUU indo com tudo novo de última geração lutando contra aviões e blindados de gerações anteriores. Combates Aéreos (DOGFIGHT) é um exemplo disso. Têm episodios que eram da mesma geração, mas os adversários perdiam tão feio que parecia falta de treinamento. Na guerra da Coréia, os americanos estavam levando vantagem, derrubando aviões soviético, até que pilotos russos começaram a pilotá-los, fora consultores russos nas bases da Coréia do Norte, nesse meio tempo os americanos levaram… Read more »

Igor
Visitante
Igor

Caro Bosco até entendo seu ponto de vista mas ele não cai na questão de doutrina? Os equipamentos russos para mim não ficam devendo ao ocidente não. Só na questão tecnológica e só para os EEUU, se for comparar os da mesma geração o russo não é inferior. Acredito que de modo geral sim os EEUU são superiores, mas ocidente de forma geral não. É um equipamente ou outro que ocidente tirando os Estados Unidos da América que parece ser superior ao russo, demais acho que são equivalentes, senão inferiores.

Marine
Visitante
Marine

Igor,

Na guerra da Coreia os F-86 Sabre derrubaram Mig-15 aos montes…sendo que a maioria dos estudos dao vantagem ao F-86 entre 4-1 e 10-1. Dos 40 pilotos americanos que se tornaram aces 39 pilotaram o F-86.

Sds.

Igor
Visitante
Igor

Sim, quando eram coreanos eles derrubaram aos montes que foi uma beleza.

Alfredo_Araujo
Visitante
Alfredo_Araujo

A supremacia americana, se tratando de equipamentos, é incontestável depois da guerra do Vietna… Na Segunda grande guerra o equipamento americano era inferior, se tratando de tanques e avioes… na Coreia os americanos começaram dando uma surra nos norte coreanos, mais quando o Mig-15 entrou na jogada o pareo ficou equilibrado ao ponto de decretarmos um empate. No Vietnan, o confronto entre Mig-21 e F-4 tmb ficou equilibrado, porem citam uma vitoria do F-4… Apartir da entrada em serviço de tanques como o Leopard1, M60, Merkava, entre outros, e avioes de 4º geração como os F-14/15/16/18/117, Mirage2000, Tornado, entre outros,… Read more »

Bosco
Visitante
Bosco

Alfredo, você está certo. Após a Guerra do Vietnã a diferença numérica entre as forças do Pacto de Varsóvia e a OTAN eram imensas, principalmente em relação aos caças e aos veículos de combate. Apenas a marinha era superior numericamente. Como a inferioridade númerica não poderia mais ser compensada a tempo, o jeito foi investimentos maciços em qualidade, ou seja, em tecnologia superior. Esta “doutrina” de multiplicador de forças proporcinado pela tecnologia fez surgir uma série de sistemas de armas altamente capazes como o AH64, o M1, o M2, o F15, F16, etc. Igor, eu não acredito que os EUA… Read more »

edilson
Visitante
edilson

Acho que não adianta extender mais a conversa dado que muito do que gostaria de falar já foi dito pelos colegas.
oassunto é polêmico e mesmo controverso, porém muito interessante.
creio que os pontos de vistas são distintos e isso é muito bom.
porém não deixarei de mensionar que a máxima a propaganda é a alma do negócio e portanto creo que é importante analisar a coisa de diferentes pontos de vista…
cumprimentos a todos

Bosco
Visitante
Bosco

Edilson, embora ache que o equipamento americano seja em geral de melhor qualidade que o russo eu tenho que concordar que eles tem coisas muito boas. Acho seus caças excelentes, equiparam aos ocidentais de mesma geração, só para citar um exemplo. E uma das coisas que mais gosto deles é o A-40 Albatroz (se não me engano). Um belíssimo avião patrulha anfíbio. Este sim tinha que ter sido adquirido pela FAB ao invés da velharia do P-3A. Eu sou o maior fã de avião anfíbio, principalmente para a função de busca e salvamento no mar e para a funções utilitárias… Read more »