Home Noticiário Internacional Programa Joint Tactical Light Vehicle – desenvolvimento

Programa Joint Tactical Light Vehicle – desenvolvimento

510
11

Joint Tactical Light Vehicle

O Exército dos EUA anunciou a outorga de três contratos para a fase de desenvolvimento do Veículo Tático Conjunto Leve – JLTV ou Joint Tactical Light Vehicle. São três contratos que juntos atingem um valor de US$ 166 milhoes e foram outorgados as empresas BAE Systems Land & Armament Systems – Ground Systems Division, de Santa Clara (Califórnia); General Tactical Vehicles (Joint Venture da General Dynamics Land Systems, Inc. e AM General, LLC), de Sterling Heights (Michigan) e a Lockheed Martin Systems Integration, Owego de Owego (Nova Iorque).

O JLTV é um programa conjunto do Exército, Fuzileiros Navais e o comando de Operações Especiais, onde o Exército foi designado a agência líder do programa.

A família de veículos JTLV irá fornecer às forças um veículo com equilibrio em três fatores chave: desempenho, carga útil e de proteção e ainda aerotransportavel, com mobilidade expedicionária.

O JLTV ira substituir parte da frota de Humvees hoje em servico, mas não será o substituto direto desse veiculo.

A fase de desenvolvimento deve durar 27 meses, período no qual cada empresa deve desenvolver sete protótipos de veículos, representando as três categorias exigidas pelo programa JLTV. Cada empresa deve desenvolver um reboque que satisfaça os mesmos requisitos do veiculo.

As três categorias do JLTV terão diversas configurações como transporte de infantaria, reconhecimento, comando e controle, plataforma de mísseis anticarro, ambulância etc.

Com os protótipos, as empresas devem demonstrar uma “família de veículos”, em três categorias de peso e capacidade de carga.

Ainda não há uma quantidade determinada de veículos a serem adquiridos, mas o pedido de propostas projeta uma produção de cerca de 60.000 veiculos.

JLTV

11
Deixe um comentário

avatar
11 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
7 Comment authors
FlávioJoão-CuritibakonnerMarcoRaphael Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Paulo Costa
Visitante
Paulo Costa

Qual sera a faixa dos pesos dos veiculos?
Pelas montagens,parece um mais pesado que o outro.

RL
Visitante
RL

Estou dizendo bobagem?

O “Gaúcho” em desenvolvimento entre Brasil e Argentina não tem a mesma finalidade apesar de algumas caracteristicas diferentes?
Houve até mesmo o boato de que seriam produzidas cerca de 1.200 unidades para as duas nações.

Alguem ai munido de mais informações poderia me ajudar nesta comparação?

Valeu.

Raphael
Visitante
Raphael

Isto com certeza eh artefato do Rumsfeld com a sua visao de “Army light”.

Marco
Visitante
Marco

RL em 01 nov, 2008 às 23:54
NESTE LINK TEM 2 REPORTAGENS ATUAIS DO GAUCHO
http://www.saorbats.com.ar/news/category/paises/argentina

konner
Visitante
konner

A idéia é encontrar uma viatura tática para substituir o HUMMER.

Os três grupos finalistas são:

— BAE Systems / Navistar

http://www.youtube.com/watch?v=s-JdAWALuco

— GDLS / AM-General

http://www.youtube.com/watch?v=QWDhPQPRbLw&feature=related

— Lockeed Martin / Armor Holdings

http://www.youtube.com/watch?v=-hHE3fVmqL8&feature=related

João-Curitiba
Visitante
João-Curitiba

Será que nossos adidos militar e comercial em Washington não conseguem uma beiradinha nesse projeto para nossas empresas daqui, como Agrale, Avibrás e a que fabrica o Gaúcho (esqueci o nome)? Pelo menos o volante a gente poderia fabricar aqui.

konner
Visitante
konner

Olha aí o finalista da Lockeed Martin / Armor Holdings:

http://www.youtube.com/watch?v=-hHE3fVmqL8&feature=related

konner
Visitante
konner

Olha aí o finalista da BAE Systems / Navistar:

http://www.youtube.com/watch?v=s-JdAWALuco

konner
Visitante
konner

Olha aí o finalista da GDLS / AM-General:

http://www.youtube.com/watch?v=QWDhPQPRbLw&feature=related

Flávio
Visitante
Flávio

Pois é, esse veículo me lembrou o Gaúco!

Rl
Visitante
Rl

Marco. Obrigado pelo link. Realmente muito boas as matérias.

Vejo nesta imagem um provável futuro.

No caso da aeronave, um C-390 e o veículo realmente sendo o Gaúcho.

Abraços.