Home Noticiário Internacional UAV abatido por raio laser

UAV abatido por raio laser

561
23

Avenger laser

A Boeing Company demonstrou que um sistema laser montado num veículo de combate Avenger pode abater veículos aéreos não-tripulados (UAV), que ameaçam cada vez mais as forças terrestres no campo de batalha.
Durante testes no mês passado no White Sands Missile Range, o laser do Avenger atingiu os seus principais objetivos de teste usando um avançado sistema de seleção para adquirir e rastrear três pequenos UAVs voando contra um fundo complexo de montanhas e deserto. O sistema laser também abateu um dos UAV numa distância considerável. Estes ensaios marcam a primeira vez que um veículo de combate utilizou um laser para abater um UAV.

Subscribe
Notify of
guest
23 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Qual seria o alcance desse sistema? Alguém sabe dizer?

Quantas aeronaves ele consegue abater? Durabilidade!!!

Dependendo do desempenho esse tipo de equipamento dende a ser bem eficas na defesa aérea próxima. Principalmente quando for desenvolvida a tecnologia para abater bombas e mísseis que estejam no trajeto do alvo.

Além do mais em um cenário itenso esse sistema parece ser mais barato de se operar. Afinal ele não lança um projétil.

É o fututo chegando!

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Quero dizer FUTURO!

João-Curitiba
João-Curitiba
11 anos atrás

Parece que os UAV já chegarão obsoletos. Ou terão de apresentar contra-medidas. Como este laser age? Pode ser usado contra outros veículos além de UAV?

Excel
Excel
11 anos atrás

É como o colega Rodrigo está dizendo, é o futuro vindo.
Com a maturidade desta tecnologia muitas outras tecnologias em desenvolvimento ficarão obsoletas.
A corrida continua, e quem fica parado pensando vai ficar de alvo.

RL
RL
11 anos atrás

É aquele negócio. Ainda estavamos discutindo sobre cão, gato e rato em outro Tópico do blog. O Caça PAK FA. Veio o Mig-21, o F-4 Phantom, depois os A4-Skyhawk, Su-22, F-5, F-16, Mig-29, F-15, Sukhoy 27, F-22 e PAK FA. Tudo parace ser a mais alta tecnologia onde da uma “falsa” impressão de que o que esta sendo lançado é o “imbativel”, “indestrutivél”, quando na verdade é apenas uma questão de tempo, pra não dizer meses e não mais anos e quem dirá dias para que o novo vire ovo. E bem quebradinho. Até ontem, o F-22 pintava como uma… Read more »

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Sem dúvida o século XXI será o século das armas de energia direta.
Vários projetos existem e alguns já são operacionais, como o microondas e as armas sônicas não letais que já estão em uso de forma experimental.
Se não me engano é nesse ano que irá ser testado o ABL, que é um laser montado em um 747 que pode abater mais de 200 mísseis a distâncias de mais de 400 km.

DaGuerra
DaGuerra
11 anos atrás

Mas armas LASER não sofrem sérias restrições quando usadas na atmosfera,tendo desmpenho afetado por nuvens ou fumaça ?

Cinquini
Cinquini
11 anos atrás

DaGuerra, essas interferencias ocorrem nas “miras laser” e não nas armas lasers, mesmo pq elas ainda não são usadas em campo de batalha 😉

Bosco
Bosco
11 anos atrás

DaGuerra,
no caso do ABL o 747 estará a grande altitude (cerca de 15.000 metros) onde o ar é rarefeito e vai disparar contra mísseis na fase de impulsão em grandes altitudes, bem acima dos 50 km, daí se conseguir um grande alcance.
Sem dúvida as armas lasers devem ter sua eficiência limitada pela atmosfera, mas possuem a vantagem de aumentar a quantidade e o tempo de energia emitida sobre o alvo otimizando os efeitos e compensando as perdas.

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Cinquini,
na verdade armas laser já têm sido usadas no campo de combate com a função de cegar sistemas de orientação eletroópticos de mísseis e até de satélites. Embora não causem a destruição física do alvo conseguem fundir os elementos sensíveis dos sensores inutilizando-os.
Também os lasers já estão sendo usadas em armas não letais para cegarem de maneira temporária (e permanente) combatentes ou criminosos.

Marine
Marine
11 anos atrás

Bosco,

Outro uso de lasers sao os “turret gunners” que as utilizam acopladas a suas M4 a noite sendo a primeira etapa utilizada na escalacao do uso de forca letal no Iraque e Afeganistao.

Sds!

Hornet
Hornet
11 anos atrás

Bosco, Cinquini e demais amigos…

vcs chegaram a ler esta nota recente do CTA/FAB?

http://www.fab.mil.br/portal/capa/index.php?mostra=2172

Será que num futuro breve os raios miniaturizantes serão tão comuns aqui na Terra como hoje já são em Andrômeda? Quem diria!!!…hehehe

abração

Radical_Nato
11 anos atrás

Um bom sistema ante-laser seria um espelho refletor, ou seja, uma superfície refletora.

SDS!

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Marine,
mas como é usado esse laser acoplado nas M-4? Cegando temporariamente?

Radical,
os soviéticos imaginavam ICBMs com superfícies espelhadas e girando para que o feixe laser não se concentrasse em apenas um ponto por tempo prolongado na época da Guerra Fria. Mas aí os americanos falaram que estavam desenvolvendo um “feixe de partículas”.rsrsrs…

Hornet,
interessante o artigo. Acho que tem um grande potencial prático num futuro distante.

Abraços insectossáuricos a todos.

Vassily Zaitsev
Vassily Zaitsev
11 anos atrás

Esse modelo aí é novidade. Aquele montado no nariz de um Boeing 747 nem tanto. Faz anos que ele está sendo testado, com a intenção de abater ICBMs logo no começo da viagem, ou seja, na aceleração.

abraços.

Marine
Marine
11 anos atrás

Bosco, Nao tem nada de “super” avancado nele nao…e apenas um laser verde (strong green beam) que vai longe pra xuxu e visualmente deixa o motorista saber que a arma esta sendo apontada na direcao dele a noite. Entao esse motorista sabe que ja foi avistado e avisado para que nao se aproxime dos comboios americanos. Como disse antes, o nosso primeiro “turret gunner” a utiliza como a primeira etapa na escalacao de forca e se esse motorista continuasse a se aproximar a forca seria escalada mais uma etapa pois e muito improvavel que ele tenha se aproximado por engano… Read more »

Bosco
Bosco
11 anos atrás

Agora entendi Marine. O laser provoca um “efeito psicológico”.
Nunca tinha pensado nessa função que ele pode ter. Primeiro o laser, depois tiros de advertência, tiros visando imobilizar o veículo, e se nada surtir efeito, aí o jeito é atirar pra valer.
Um abraço meu caro.

Henrique
Henrique
11 anos atrás

Essa coisa ta ficando séria, como nos games de estratégia que, quando vc faz upgrade para os lasers, muda completamente o cenário e vc fica muito mais poderoso. Os EUA tem uns protótipos de aeronaves com esse laser, feito para abater mísseis balísticos ou aeronaves, no momento ainda é utilizado um 747 para desenvolver, mas com a diminuição dos componentes, logo serão instalados em caças, ai ferrou, quem estiver no passado está ferrado.

😉

Marine
Marine
11 anos atrás

Bosco,

Exatamente! Lembrar ainda que a escalacao de forca nada mais do uma determinacao da intencao da outra parte…

Sds!

Marine
Marine
11 anos atrás

….”nada mais e do que uma…”

Radical_Nato
11 anos atrás

Puts! não tem jeito.
Os amereca são solda…isso é o que dá investir em pesquisa e conhecimento, o primeiro passo para se tornar uma grande potência.

SDS.

Excel
Excel
11 anos atrás

Os norte-americanos definem o rumos das pesquisa bélicas no mundo. Quem for esperto e não quer apostar no duvidoso vai fazer igualzinho ao que eles fazem. A China faz isso. Não é vergonha aprender com eles.
A dica está dada: laser, PEM, microondas, UAVs, electrothermal gun, electromagnetic gun, e por ai vai …

felipe7alberto
felipe7alberto
10 anos atrás

um sistema de lazer é muito eficiente contra alvos aereos de pequeno porte sem lembrar do trabalho a menos da logistica