Home Estratégia Tanques Leopard 1A5 que chegaram ao Brasil servirão para estudos e fontes...

Tanques Leopard 1A5 que chegaram ao Brasil servirão para estudos e fontes de peças

2478
97

Conforme noticiado pelo site Tecnologia & Defesa, no final do mês de janeiro de 2009 desembarcaram no Brasil os dez primeiros carros de combate Leopard 1A5, adquiridos pelo EB junto à Alemanha. Os veículos pertencem a um lote inicial de 30 (de um total de 250 adquiridos) que serão utilizados para fornecer peças e para estudos, o que deverá incluir trabalhos de engenharia reversa visando a produção de peças de reposição, segundo o site. Por isso mesmo, e diferentemente das demais 220 unidades que equiparão os 4 Regimentos de Carros de Combate (RCC) baseados no Sul do Brasil, estas primeiras não passaram pela revitalização que está sendo realizada pela KMW da Alemanha.

As dez unidades foram entregues a cinco organizações do Exército Brasileiro. Duas foram para a Escola de Material Bélico (EsMB), no Rio. O Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro (AGRJ) e o Arsenal de Guerra de São Paulo (AGSP) receberam uma unidade cada. As seis unidades restantes foram distribuídas entre o Parque Regional de Manutenção da 3ª Região Militar (PqRMnt/3), em Santa Maria, RS, e para o Parque Regional de Manutenção da 5ª Região Militar (PqRMnt/5) em Curitiba, PR.

Ainda segundo o site, o Leopard 1A5 recebido pelo AGSP está bem conservado e equipado (sendo notada a ausência das duas metralhadoras), podendo locomover-se por seus próprios meios.

Fonte e foto: Tecnologia & Defesa – matéria de H. Higuchi (também foto), P. Bastos Jr. e R. Bacchi

Subscribe
Notify of
guest
97 Comentários
oldest
newest most voted
Inline Feedbacks
View all comments
claudio/itajai
claudio/itajai
11 anos atrás

250 unidades adquiridas…
Minha dúvida é serão mais 250 unidades ou esse número conta o que já é utilizado pelo Brasil.
Tudo bem q. não é o veículo Top Five porém se a aquisição for de 250 unidades é um nº consideravel para a realidade brasileira.

Rodrigo Botelho Campos
Rodrigo Botelho Campos
11 anos atrás

São 250 novas unidades (das quais 220 serão para unidades de cavalaria), além das que já existem e dos M-60.

Rodrigo Botelho Campos

RL
RL
11 anos atrás

Estudos, pesquisas?

Será que veremos em breve um novo tipo de “Osório” no EB?

Cogita-se o renascimento do mesmo, isso quem disse foi o próprio governo a alguns anos atrás más em face dos custos o projeto não vingou.
Será que esses 1A5 serviráo como cobaias, ou algo nesse sentido para um futuro MBT Made in Brazil? Again….

Luciano Baqueiro
Luciano Baqueiro
11 anos atrás

Finalmente postaram esta notícia. Desde o dia 30/01 que coloquei num comentário no post do MP3 dando o link p/ o site português Área Militar ( o 1º que vi postar sobre isto ), depois no dia seguinte no post sobre Guantânamo, coloquei um link do site Defesa Brasil, e novamente ninguém deu a mínima, tudo bem que os bichos são usados, mas virão revisados ( 220 ) e p/ o que temos nestas bandas me parece ser ainda bastante válido. E também amigos, não adianta discutirmos sobre vários assuntos externos e não darmos nenhuma repercussão aos temas que estão… Read more »

claudio/itajai
claudio/itajai
11 anos atrás

Caro Rodrigo Botelho,

Será que ainda podemos contar com a força dos M-60? Nesse periodo de cortes acredito q. é melhor ter somente um modelo.
MAs ainda fica surpreendido com a quantidade.

Robson Br
Robson Br
11 anos atrás

Claudio,

os M-60 serão enviados para as unidades de cavalaria do Mato grosso do Sul.

marujo
marujo
11 anos atrás

Está prevista alguma modernização para esses carros, já que sua vida últil no exército brasileira está estimada em pouco mais de 20 anos? Acredito que esses Leos já não fazem frente aos que nossos vizinhos alinham. O Chile comprou mais de 100 unidades do Leo 2 e são insistentes os rumores que a Venezuela vai comprar T-80s ou T-90s russos.Sem uma modernização razoável, tipo a canadense,os tanques serão peças decorativas. Lembrete: os Leos -1 canadenses, mesmo que extensamente reformados,não se sairam bem no Afeganistão.

marujo
marujo
11 anos atrás

Talvez valesse a pena uma modernização semelhante a que os isralenses criaram para os M-60s turcos. Está dada, portanto, o debate sobre o tema.

Marine
Marine
11 anos atrás

220 operativos e suficiente para 5-6 unidades valor batalhao ou cerca de uma divisao mecanizadanos nos padroes ocidentais.

Numeros suficientes para a nossa realidade mas nada pra se gabar.

Sds!

Taer
Taer
11 anos atrás

Acredito que, com a retomada de nossa industria de defesa, em menos de 20 anos o EB estará utilizando um equipamento projetado e fabricado no Brasil.
Sds.

Lecen
Lecen
11 anos atrás

De fato a Venezuela apresentou indícios de que estaria interessada em adquirir T-90 e Su-35, mas isto foi ANTES da Crise Econômica que derrubou o preço do barril de petróleo.

Robson Br
Robson Br
11 anos atrás

Tudo depende da geografia do TO. Tanto o Chile como a Venezuela não tem condições de deslocar seus carros de combate para o Brasil. O Chile não faz fronteira e ainda tem a cordilheira. Mesmo sabendo que o estado de Roraima possui planícies, para a Venezuela também não é viável. Nosso TO para esses veículos é o sul e o centro-oeste. Para esse TO os Leo 1A5 e os M-60 são os melhores, principalmente quando complementados com os novos sob rodas. Outro fator é o deslocamento. Os Leo 1A5 pesa em torno de 43 toneladas e os Leo 2A4 do… Read more »

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

O problema é que este mesmo Leopard 1V foi praticamente doado ao Equador pelo Chile (cerca de 30 carros). E para que serve os M60? Já deveriam estar no museu.
Este canhão de 105 mm é eficiente em um combate moderno? Acredito que não mais, pois os Leopard atuais, iguais aos do Chile Leopard 2A4 apresentam o canhão de 120 mm.
Também nunca vamos precisar destas máquinas.

Ulisses
Ulisses
11 anos atrás

Wolfpack

Em tempo,os Leopards 1A5 tem seu canhão 105mm,não é o mais moderno mas não quer dizer que esteja obsoleto pois Itália,França,Espanha,Rússia são exemplo de países que tem tanques com 120mm mas continuam usando outros com 105mm.

E lembrando que nossos Leopards 1A5 viram com uma poderosa munição,o APFSDS,munição de energia cinética que pode penetrar qualquer blindagem atualmente em uso.

SDS!

Robson Br
Robson Br
11 anos atrás

Wolfpack Pelo motivo do estado que se encontram os 1A5 do Chile é que esles estão sendo transferidos para o Equador. Diferente dos que vão chegar ao Brasil. Quanto ao M-60, nem todos serão operacionais. Parte serão estocados no parque de mnt. de Campo Grande(MS). O Canhão 120 pode ser instalado no 1A5, mas duvido que será feito, pois é padrão do EB os 105. A eficiência do canhão depende muito da munição. O contexto de fronteira do Chile é outra. Agora, para a fronteira do Brasil com o paraguai e bolívia os M-41 já não estavam tão ruins e… Read more »

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Obrigado Ulisses. Mas o Equador terá equipamento igual aos nossos, não posso acreditar que uma nação com uma economia gigantesca igual a nossa não possa adquirir os Leopard 2A4.
Abraço

Cinquini
Cinquini
11 anos atrás

Wolfáck, escute o Marine, ele sabe o que está falando 😉

Patriota
Patriota
11 anos atrás

O IDEAL ERA ADQUIRIR AO INVES DE 220 LEOPARD 1A5 220 LEOPARD 2A6
POIS DO QUE ADIANTARA POUPAR DINHEIRO EM BREVE TEREMOS QUE GASTAR
NOVAMENTE COM VIATURAS NOVAS UMA VEZ QUE OS 1A5 JA ESTÃO COM VIDA
ÚTIL BEM REDUZIDA.

Ulisses
Ulisses
11 anos atrás

Wolfpack eu também preferiria um mais moderno,veja só o Egito comprou 1005(!)Abrams.Agora se o EB planeja estudar este veiculo então isto pode ser um meio para que possamos fabricar um MBT nacional.Agora se isto não acontece-se eu gostaria que tivermos MBTs como os Abrams,Leclerc,Leopard 2A6,mas acho que vamos fabricar MBTs nacionais,afinal a prioridade do END é privilegiar a Indústria Bélica Nacional e acho que estamos no caminho certo.

PS:Os Leopards 1A5 foram adquiridos em 2006 quando a idéia do END ainda nem existia.

SDS!

Wolfpack
Wolfpack
11 anos atrás

Tomará Ulisses, tomará, já estou chamando o São Longuinho para salvar o FX2 e tomará que tenhamos sim um projeto nacional de MBT.
Temos capacidade local suficiente para desenvolver veículos de combate e transporte para nossas tropas. Acredito que o salto tecnológico nas outras duas forças é muito mais complicado.

DaGuerra
DaGuerra
11 anos atrás

O M 60 A3 TTS Brasileiros possuem excelente equipamento de visão noturna, acho que ainda são utilizáveis, principalmente com uma modernização que melhore a segurança da tripulação. Seria possível?

Ulisses
Ulisses
11 anos atrás

Wolfpack

O FX2 vai ser concretizado sim pois o pagamento não será avista e sim durante anos quem sabe até com a ajuda do BNDES.se o próprio ajudou a Petrobras com centenas de bilhões de reais porque não ajudar com apenas 2 bilhões?Lembrando que 36 caças serão de inicio e o total será sim 120,serão montados no Brasil terá transferência tecnológica é existe a possibilidade de integrar aviônicas brasileiras nos aparelhos.

Nunão
Nunão
11 anos atrás

Luciano, Agradecemos a crítica e a sugestão. Vimos seu comentário (e sua crítica de então) sobre a notícia desde quando foi postado e aproveitamos mais uma vez para agradecer a todo o pessoal que avisa por aqui sempre que surgem novidades (embora já tivéssemos visto, no caso, a notícia no Área Militar).Preferimos porém aguardar mais uma fonte referir-se ao assunto, com mais detalhes importantes, antes de pô-lo em discussão. Já sobre sua crítica à falta de assuntos relativos à “nossa realidade tupiniquim” por aqui, sinceramente discordamos. Perto de metade dos assuntos publicados no Blog das Forças Terrestres, desde que foi… Read more »

Marine
Marine
11 anos atrás

Tenho que concordar com o Robson Br!!

Sds!

João-Curitiba
João-Curitiba
11 anos atrás

O que vale mais? Uma coluna de 50 tanques invadindo o Brasil ou 15 AMX indo contra eles? E olha que eles não poderão ter apoio aéreo dentro do nosso território, devido às distâncias. Aliás, acho que nem os tanques teriam combustível suficiente.

Marine
Marine
11 anos atrás

Joao-Curitiba,

Em teoria esses 15 AMX dariam uma sova nesses 50 tanques, o problema e que se nao me engano so temos bombas “burras” e ai fica mais dificil ne…

Sds!

João-Curitiba
João-Curitiba
11 anos atrás

Marine

Manda as tais bombas pra escola então, ora bolas.

Abraços

Marine
Marine
11 anos atrás

Joao,

Imagine entao se tivessemos bombas com mestrados e doutorados hein! hehehe…

Sds!

JACUBÃO
11 anos atrás

A FAB adquiriu a pouco tempo, um lote de kit SPICE para as bombas analfabetas, digo burras rsrsrsr, mas como eu disse, um lote apenas, então devemos torcer para que seja um lote igual ou maior que 50.

JACUBÃO
11 anos atrás

P… finalmente aquelas desgraças dos M-41, irão para um museu e ferro-velho, e como demorou para acontecer.

Fábio Mayer
11 anos atrás

Os M60 A3 TTS eram considerados até pouco tempo atrás, os melhores tanques da AL. Eles ficarão no Exercito ainda por uns 10 anos e em conjunto com oa Leopard 1A5 e os 1A1 que serão modernizados, o Brasil terá, ainda por muitos anos, a melhor força motorizada do continente.

Se o Chile adquiriu tanques novos, o fez em pequena quantidade, menos de 100.

João-Curitiba
João-Curitiba
11 anos atrás

Os chassis dos M 41 e M 60 não poderiam ser aproveitados para outras funções, como AA, radar, socorro e afins?

Francisco AMX
Francisco AMX
11 anos atrás

O Osório não “venceu” na moral as etapas da concorrência na Arábia Saudita??? pelo que me consta as váriadas matérias de variados jornais davam conta que sim, com maior número de acertos parado e em movimento, vencendo tecnicamente, inclusive, o Abrams A-1….como pode o Osório ser igual a um MBT 15 anos mais velho, e que nem participou desta concorrencia??? sei não….

Abraço
Francisco

William Canaris Jr
William Canaris Jr
11 anos atrás

Parabéns Exército Brasileiro,

A Defesa Nacional precisa de gestores responsáveis e pragmáticos no trato dos dinheiros públicos. A solução adotada para os blindados é muito eficiente para o aparato industrial de apoio, que terá uma parcela considerável na efetivação da END e do Sinamob. Tomara que as outras FFAA tenham a visão de extrema responsabilidade em prover meios bélicos eficazes para a defesa do país.

JSilva
JSilva
11 anos atrás

Francisco AMX e demais colegas, Um dos que assina a noticia, R. Bacchi, meu Xará e grande companheiro meu e do Ostra, tambem torcedor da Burrinha (Portuguesa Santista/2º time e do Jabaquara/3º time do coração) e filho tambem filho da Terra do Patriarca, é um dos “papas” no assunto blindados, mas infelizmente ele não se empolgou muito em participar dos Blogs. Ele é a pessoa que já fez os comentarios mais logicos e esclarecedores dessa lenda chamada Osorio, com suas verdades, mintiras, exageros e sucessos reais e joga uma pá de cal na teoria da conspiracao Runsfeld/Cheney/Bush/Elvis/Papai Noel/ET de Varginha… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

A Caramba! O Tiger Alemão era melhor que qualquer tanque aliado. Pergunto! A Alemanha ganhou a Guerra? Não da para analisar com um único ponto. Mesmo que a Venezuela se arme até o dentes e ataque o Brasil por Roraima. Isso não afeta a nossa indústria. Seria uma questão de tempo para o Brasil entrar em Caracas. Essas nações e em alguns casos o Brasil tem FAs para resistência e limitada. Uma Venezuela não pode sustentar uma guerra por muito tempo, ela quebra sozinha. Temos que nós preocupar com a guerra ideológica do Chavez e companhia. Eles sabem que se… Read more »

João-Curitiba
João-Curitiba
11 anos atrás

Rodrigo

Você falou certo. A guerra ideológica é a mais perigosa. Idéias são muito mais difíceis de combater do que exércitos. Além do que os bolivarianos contam com fiéis vassalos aqui dentro, como MST, Via Campesina, Sem Teto, ONGs diversas, Pastoral da Terra e outros.
E se não temos Farc aqui, temos PCC, CV e AA.
Estes grupos criminosos combate-se com iteligência e repressão.
Os demais grupos, que vivem de invasões e da complacência das autoridades, combate-se com educação, saúde, enfim, cidadania. E um pouco de repressão também, para que tenhamos um mínimo de ordem.

Abraços

Luciano Baqueiro
Luciano Baqueiro
11 anos atrás

Bom dia Nunão, apesar de ter havido 4 posts seguidos sobre temas externos, o que me referi na verdade é que não houve, nas 2 vezes que indiquei os links, nenhuma manifestação sobre o tema, ou seja não apenas dos administradores do Blog, mas TODOS me pareceram não dar importância a uma das poucas notícias concretas ( e a meu ver positivas ) sobre nosso Exército. Quero deixar claro que não me sinto no direito de criticar os administradores, pelo contrário, tenho muito o que agradecer pelos excelentes espaços ( os 3 Blogs ) p/ informação e discussão sobre os… Read more »

Fábio Mayer
11 anos atrás

Rodrigo, Concordo com seu comentário e digo mais. A Venezuela não pode sequer sonhar em entrar em uma guerra com quem quer que seja, basicamente porque é país de um produto só, o petróleo. Ela não tem indústria nenhuma e TODA sua infra-estrutura está voltada para o petróleo. Qualquer general ou brigadeiro que encarar uma luta contra ela, vai fazer o seguinte: bombardeia refinarias (alvo fácil, são enormes e uma bomba basta para causar estragos espetaculares), portos e oleodutos e pronto, acabou a economia venezuelana! Uma força armada com equipamentos modernos não necessariamente consegue manter uma guerra. A antiga URSS… Read more »

marujo
marujo
11 anos atrás

Bem, gostaria que algum colega forista discorresse sobre eventuais planos do EB para a modernização dos Leopard 1 A5, já que serão nosso carro padrão pelos menos por mais vinte anos.

Magick One
Magick One
11 anos atrás

Porque a Venezuela atacaria o Brasil? O que ela ganha com isto? Tirar a Rede Globo do AR? Me parece mais fácil o Brasil atacar a Venezuela, porque somos os únicos que damos ouvidos e importancia ao que ele fala. Se o governo fosse fazer o que dizem neste blog, já teriamos dado cabo da Venezuela(diabão) e do Equador(caloteiro), além de dominar a plantação de Coca na Bolivia. E pelos neoliberais ainda colocariamos fogo nos indigenas bolivianos, para aprenderem que a terra pertence aos latifundiarios, que seriam brasileiros claros, você sabe quais são, são aqueles que demonizam o MST e… Read more »

Almeida
Almeida
11 anos atrás

Re: Fábio Mayer em 03 fev, 2009 às 10:18 Isso que você disse era verdade muito tempo atrás. Mas, hoje em dia, conflitos convencionais entre Estados não duram mais que um mês devido a grande pressão política e econômica mundial. Ou você acha que os EUA, por exemplo, iriam deixar um hipotético conflito armado de alta intensidade entre Venezuela e Brasil chegar ao ponto de interrompermos seriamente a exportação de petróleo dos hermanos? Tá louco? Eles são os maiores importadores do óleo cru venezuelano e o preço do barril iria nas alturas novamente! Ninguém ia deixar isso acontecer. A guerra… Read more »

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Almeida, Ela pode ser coisa do passado entre pequenos estados… Mas espere duas grandes potências se chocarem para você ver. O pau come solto… Isso acontece por que as relações humanas são delineadas pela competitividade. E a forma mais próxima de competição e a luta direta. Isso todos tentam evitar, mas infelizmente a sombre desse mau irá pairar por muito tempo sobre a humanidade. Com relação ao nosso amigo ali de cima … Magick One… Ninguém aqui no blog quer destrir os bolivarianos ou coisa assim. São pessoas que gostam de assuntos militares e do tema DEFESA!!! Ninguém aqui no… Read more »

Nunão
Nunão
11 anos atrás

Luciano, não levamos as críticas justas a mal não. Pelo contrário, sinta-se no direito de criticar sempre que achar necessário.

O fato de nenhum administrador ter respondido sobre os links que postou não significa que não tenhamos lido: muitas vezes deixamos de colocar comentários, mesmo quando “coça o dedo”, para que os frequentadores do Blog tomem a iniciativa.

Saudações!

Magick One
Magick One
11 anos atrás

Você leu isto na Veja?

VirtualXI
VirtualXI
11 anos atrás

Não sei oque se adquire de conhecimento em se estudar uma SUCATA.

pedro
pedro
11 anos atrás

Pensando logicamente, em face dos TOs acima citados, então nem precisaríamos nos preocupar muito com ameaças externas, podemos comprar teco-tecos, estilingues e barcos de papel. Afinal, por mais que o Chile adquira trocentos Leo2A6 e F16 block 50, que o Chaves compre seus Sus 30/35, T90s e Aks e que o Equador dê calotes, ninguém na America Latrina possui capacidade industrial, científica, de mobilização humana, de fundos e materia primas suficiêntes para confrontar o Brasil por mais de 15 minutos de engajamento. Inclusive muito se fala em caso de uma eventual intervenção americana no Pré-Sal, mas salvo o uso de… Read more »

Alfredo_Araujo
Alfredo_Araujo
11 anos atrás

“VirtualXI em 03 fev, 2009 às 11:57
Não sei oque se adquire de conhecimento em se estudar uma SUCATA.”

E vc axa q é facil assim?!?!? Então quer dizer q é so comprar um Abrans SEP ou um Leo 2A6, estudar/copiar e pronto!!!!

Ai faremos comercio com quem??? Iran??? Cuba???

Procura ai no Google sobre patentes…

Esses Leo 1A5 são considerados de 2º linha pela Alemanha.. dai a permissão para estudo por parte dos chucrutes…

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Magick One,

Eu não leio VEJA!

Mas enxergo as coisas… Pricipalmente as que o Chavez fomenta contra o Brasil.

Rodrigo
Rodrigo
11 anos atrás

Notícia!

Irã lança 1º satélite de fabricação própria http://www.g1.com.br

Bacana eles terem feito isso! Aqui no Brasil ficam pipocando!!! Falta de incentivo é o pior inimigo….